Página 3 de 3 PrimeiroPrimeiro 123
+ Responder ao Tópico



  1. 4G até pode ser tendência, pelo menos na teoria, como o Wimax também foi um dia. O problema é que as operadoras não montam uma torre pra atender 100 clientes, como nós fazemos. O planejamento deles é pra atender 2 mil estações ativas, e a tecnologia não suporta esse tipo de coisa. Por isso que pregaram o Wimax na cruz e estão queimando o filme do 3G (queria eu ter licença pra operar equipamentos da linha Wimax).

    LTE/4G só tem 120 pontos operacionais no mundo inteiro, a maior parte no EUA. Nem a Verizon (a GVT lá dos gringos) investiu pesado, já partiu direto pra soluções em fibra (já ouviram falar em FiOS?).

    LTE só vai ficar tecnicamente válido quando forem desenvolvidos equipamentos no espectro de 700Mhz. Por enquanto é só especulação. E outra coisa, os equipamentos da 3G não serão compatíveis com LTE/4G. Teria que trocar TUDO, ou montar redes paralelas. Será que as operadoras vão querer gastar valores na casa de bilhões pra arriscar dar certo? Eu acredito que não.

    Mais um furo igual ao 3G ficaria feio para a tecnologia móvel, porque tem muita publicidade envolvida.

    O forte da coisa aqui no Brasil vão ser redes mistas, fibra óptica com cabeamento metálico de curta distância. To apostando no Docsis 3 e no VDSL2. Vai ser uma briga bacana entre as duas tecnologias. FTTH no Brasil? Não não... Isso é realidade para o Japão, onde o governo financia a expansão das telecomunicações (embora eu veja qualquer intromissão do governo como intervencionismo).

    FTTH de fato aqui no Brasil que eu saiba só a Telefonica (atual Vivo Fixo) que faz. E funcionando bem, por sinal. Mas de nada adianta ter uma baita rede se as rotas estão no gargalo, se os backbones internacionais estão congestionados...

    Em administração isso se chama excelência sem planejamento. Igual faz o SUS: quando descobre que os velhos morrem na fila da aposentadoria, ao invés de melhorar o serviço eles instalam cadeiras. Ótimo, agora os velhos morrem sentados, pelo menos...

  2. Jadir, a Ubiquiti tem um cartão mini-pci em 700mhz.

    Mas a Anatel preferiu reformular a ocupação da faixa dos 450mhz, e liberar uma faixinha muito pequena para SCM. O bom desta faixa ficou para SMP.



  3. Citação Postado originalmente por Jadir Ver Post
    4G até pode ser tendência, pelo menos na teoria, como o Wimax também foi um dia. O problema é que as operadoras não montam uma torre pra atender 100 clientes, como nós fazemos. O planejamento deles é pra atender 2 mil estações ativas, e a tecnologia não suporta esse tipo de coisa. Por isso que pregaram o Wimax na cruz e estão queimando o filme do 3G (queria eu ter licença pra operar equipamentos da linha Wimax).

    LTE/4G só tem 120 pontos operacionais no mundo inteiro, a maior parte no EUA. Nem a Verizon (a GVT lá dos gringos) investiu pesado, já partiu direto pra soluções em fibra (já ouviram falar em FiOS?).

    LTE só vai ficar tecnicamente válido quando forem desenvolvidos equipamentos no espectro de 700Mhz. Por enquanto é só especulação. E outra coisa, os equipamentos da 3G não serão compatíveis com LTE/4G. Teria que trocar TUDO, ou montar redes paralelas. Será que as operadoras vão querer gastar valores na casa de bilhões pra arriscar dar certo? Eu acredito que não.

    Mais um furo igual ao 3G ficaria feio para a tecnologia móvel, porque tem muita publicidade envolvida.

    O forte da coisa aqui no Brasil vão ser redes mistas, fibra óptica com cabeamento metálico de curta distância. To apostando no Docsis 3 e no VDSL2. Vai ser uma briga bacana entre as duas tecnologias. FTTH no Brasil? Não não... Isso é realidade para o Japão, onde o governo financia a expansão das telecomunicações (embora eu veja qualquer intromissão do governo como intervencionismo).

    FTTH de fato aqui no Brasil que eu saiba só a Telefonica (atual Vivo Fixo) que faz. E funcionando bem, por sinal. Mas de nada adianta ter uma baita rede se as rotas estão no gargalo, se os backbones internacionais estão congestionados...

    Em administração isso se chama excelência sem planejamento. Igual faz o SUS: quando descobre que os velhos morrem na fila da aposentadoria, ao invés de melhorar o serviço eles instalam cadeiras. Ótimo, agora os velhos morrem sentados, pelo menos...

    Não vejo assim não! Vamos aos fatos.

    Wimax o unico lugar do mundo que eu sei que funciona de fato é na Coreia do Sul.
    3G+ é uma tecnologia que já nasceu ultrapassada, nem nos EUA as operadoras adotaram, e partiram direto 4G.
    Por aqui com toda a burocracia, sem duvidas o 4G vai demorar um pouco, já o wimax é até complicado de se falar pois ninguem no brasil resolver bancar esta tecnologia a nivel industrial, somente testes....Outro fato é capilaridade da nossa malha, muito pequena, e bem ultrapassada. Sem duvidas tem que haver mais investimentos.

  4. Não fique chateado amigo, mas não concordo contigo. Sem dramas, apenas ideias.

    Tanto tem redes 3G nos EUA que Verizon, Virgen Mobile e AT&T tem redes. E redes grandes. LTE/4G recém estão entrando em operação, e quem tem investido é a Verizon.

    Sobre o Wimax, o coitado foi projetado para ser usado em CPEs de última milha, da mesma forma que nossas NanoStations. Por isso a limitação de quantidades de estações por setor, problemas com NLOS (já que os equipamentos funcionam geralmente em 3,5 ou 5Ghz). O Wimax é funcional, mas as operadoras não souberam entender o funcionamento da coisa.

    A nível Brasil que eu lembre apenas a Embratel investiu no Wimax. Tenho um amigo de Minas Gerais que possui o serviço em casa e está muito contente. O que borrou a imagem dos equipamentos que usam essa tecnologia são as limitações. É wireless, como qualquer outro. E limitações no mercado de telecomunicações não são bem-vindas.

    LTE/4G são uma pedra no sapato, obviamente. As taxas de transferência são muito grandes. Porém, a tecnologia é cara e também tem as suas limitações. Além disso, o mercado final pra essa tecnologia são dispositivos móveis, não última milha residencial, como cabo ou provedores que usam wireless. Mas eu acredito que, a nível Brasil, não é uma coisa a ser desenvolvida em curto prazo e com grande expansão.



  5. Opa!!! concordo com o seu ponto de vista, inclusive a Universidade Federal de Ouro Preto, possui um link Wimax Beta, na qual o sinal esta saindo da Serra do Curral. uma distancia superior a 40Km. É uma pena que não saiu!!!!!






Tópicos Similares

  1. 4g agora sim é problema para nois pequenos
    Por boneco no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 18
    Último Post: 10-10-2011, 21:27
  2. Wimax, LTE (4G), PLC, Plano Nacional de Banda Larga... e nós onde estamos?
    Por anarchist no fórum Assuntos não relacionados
    Respostas: 8
    Último Post: 23-01-2010, 15:17
  3. Respostas: 1
    Último Post: 19-06-2009, 09:31
  4. Amigos, se trabalhar em 2.4G será que é melhor ?
    Por cristianoduarte no fórum Redes
    Respostas: 8
    Último Post: 19-05-2009, 17:22
  5. 2 perguntas: 4G / hotspot X ip
    Por gzanatta00 no fórum Redes
    Respostas: 2
    Último Post: 01-07-2008, 12:27

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L