+ Responder ao Tópico



  1. Legal essas viagens no tempo, né?

    Ahhh Fernando, você era elite. Eu não tinha grana pras marcas que vc citou kkkkkkk


    Abraço,

    ZéAlves

  2. Olha que eu vim do meu provedor de internet de 1995, isso mesmo, 95, hehehe, orinoco silver e gold eram ouro, nós usavamos aqueles que só rodavam em 1mbps, era um caos só, mas, funcionava, agente tinha um link dedicado de 128K, cara que doideira era somente 128k de link, tinhamos 90 linhas analogicas e 90 linhas E1, a coisa era xique no ultimo, depois, no wireless a coisa começou a melhorar, eu falava de banda large e meus sócios me expulsavam da sala, acho que eles nunca entenderam o que seria isso, porque o custo do link, tofff era quase 8 mil reais por 128k, que isso mermão, e o link ainda era oriundo do correionet o segundo provedor do brasil, e a cablenet era o terceiro provedor oficial do brasil....

    Eu só entrei para Krazer em 2006 com gerente de produtos, então, a partir daí a Krazer começou a fazer a história das redes wireless no Brasil.

    Pra se ter um dado real nunca divulgado, que hoje ja pode ser divulgado:

    Todas as placas 8181 e as primeiras 8186 que circularam no Brasil foram oriundas da antiga AboCom, até mesmo as comercializadas pelo Ovislink, Gilink, ApRouter, Krazer, Senao e outras mais.

    Quando os nossos engenheiro começaram a levantar a lebre sobre a falsa potência, a Krazer ja tinha saído das mãos da AboCom e encabeçado o seu primeiro projeto de ALTA POTÊNCIA REAL, o que se consolidou na placa KR-WAP254G-P a primeira placa a usar duplo LNA e PA de 400mW reais com EVM de 3%, não sendo potência distorcida, mas potência de 11/54Mbps em 400mW. Depois fizemos um novo projeto em parceira com 3 empresas de taiwan os as três pagaram pelo NRE e desenvolvimento do produto, assim, cada uma poderia fabricar e vender para quem lhe aprouver, que foi o modelo KR-WAP254G-A1 foi uma placa muito doida, literalmente, pois ela davas 1000mW em B real a 1.5% de EVM, foi e ainda é imbatível, pena que o PA custasse metade do valor da placa, e por isso teve que ser abandonada pelo alto custo, mas tem muitas rodando até hoje que cliente fazem links de 60km com elas passando 4mbps, coisa de louco mesmo... Hoje a alta potência se tornou comum, pois os fabricantes de PA se uniram com os fabricantes de LNA e fizeram projetos em conjunto de referência usando alta potência com pouca distorção, é por isso que temos vistos inúmeros rádios agora vindo com alta potência.

    Atentem que a alta potência não é inimiga, ela é muito útil, com ela podemos trabalhar em baixa potência (100mW) com distorção perto de 1%, o que é excelente, assim, o desenvolvimento da alta potência foi crucial para os rádios.

    Quando o zé trouxe esse tópico a tona, lembrei-me de muita coisa, boas e ruins... wireless sempre será ruim se comparado com o cabo, não importa como, quando e onde, isso é fato, e nunca será mudado, AirFiber ou outra tecnologia vindoura, como o AC para outdoor, onde Krazer ja tem projeto pronto e em fase final, Telefonica com trials rodando em Campinas e Sorocaba, fazem com que o mercado disponha de Alta Banda, porém, tudo custa muito caro, e o custo se não for maior, quase se iguala ao custo de drop fiber FTTH, assim, rádio tem uma função curta na vida.

    Em questão de números.

    O Brasil hoje, pelos dados internos de Anatel, MCT, MDIC e Associações de Provedores, na questão Wireless, são instalados 120 mil clientes por mês. (média Outubro de 2011 a Setembro 2012), assim, o mercado ESTA ENCOLHENDO, porque nos ultimo Trimestre esse número caiu para 70 mil de média, isso é assustados para o provedor. Pode ser que muitos provedores estão indo pra Fibra e redirecionando os novos assinantes para equipamentos velhos/reposição.

    A Krazer ja chegou a vender 20 mil PCBA por mês fob Tw/Hk, aquelas plaquinhas RTL8186, entre todos os modelos, em 2012 esse número não chega a 4 mil, ou seja o mercado em 2.4GHz esta morto ou morrendo.

    Ja em 5GHz o mercado mudou de PCBA para CPE, tudo pronto, onde a UBNT matou a concorrencia, hoje a venda é de 4 mil itens por mês nos modelos de 5GHz, muito baixo, porém estavel, quem usa Krazer a usa e pronto, quem não usa não usa e pronto, é dificil dizer pro mercado números, porém, Krazer hoje tem uma fatia de 4 a 5% do mercado nacional dos provedores, e isso é um orgulho pro Brasil.

    Claro que todas as marcas tem seus altos e baixos, e isso não muda o fato que temos que melhorar.

    A intelbras não lançou nada, não se iludam, ela não investiu, não criou, não fez, apenas esta movendo as caixas da Deliberant, isso é o fato e pronto. Move-in-Box, só isso, e pro um preço mais caro do que se o peão importar a peça da Streakwave dos EUA, heehhe, não da pra entender isso!

    O que estamos para ver acontecer, tanto com a Intelbras quanto para com a Ubiquiti é quando chegarem os equipamentos compativeis com os firmware deles, pois, o mercado brasileiro já foi uma vez arrazado com a invasão chinesa na guerra contra a APRouter, quem aqui do forum nunca foi lá e usou o gerador para aprouter 6 e 7? Ou não usa até hoje?

    Quando sairem os programas intermediários para as placas Atheros que estão vindo, e para as Ralinks (ISSO MESMO, TODO EQUIPAMENTO DELIBERANT USA RALINK), como ficaremos?

    Metade dos provedores que agente tem contato que não compra equipamento Krazer diz assim: Ah se o teu equipamento usa RALINK eu não quero, esse chipset não é bom, quero Atheros (uns falar ARTEROS, heheeh), tudo isso é valido, e cada um formará seu território.

    CPE com chipset Ralink
    Ralink RT2880 5GHz 1T1R 150Mbps custa R$ 159.90 - Referencia Krazer
    Ralink RT3662 5GHz 2T2R 300Mbps custa R$ 300.00 - Referencia Intelbras
    Ralink RT3883 5GHz 3T3R 450Mbps custa R$ 600.00 - Referencia Krazer

    CPE com chipset Atheros
    UBNT Nano Loco M5 custa R$ 189.90 - Referencia ML
    UBNT Nanostation M5 custa R$ 249.90 - Referencia ML
    Alternativo Nanostation M5 custará R$ 179.90 - Referencia Mercado Interno (fonte não possível de divulgação) - Marca x
    Alternativo Loco M5 custará R$ 169.90 - Referencia Mercado Interno (fonte não possível de divulgação) - Marca Y
    Alternativo Loco M5 custará R$ 165.90 - Referencia Mercado Interno (fonte não possível de divulgação) - Marca Z

    O que vai acontecer?
    A UBNT vai abaixar o preço? O mercado vai testar os equipamentos concorrentes, verificar a eficiência e depois?

    Vejo que o mercado além de estar encolhendo será divido novamente, a fatia do bolo que a UBNT plantou, será dividida porque o poderio dela pelo Firmware caiu na desgraça dos chineses colocarem para rodar em tudo que é produto novo, assim, a UBNT esta louca para parar isso, porém, ví com os meus próprios olhos equipamento rodando UBNT 5.5.2 sem bug algum, então, quando isso chegar ao mercado, a festa será a brasileira em pizza a forno a lenha!



  3. sou da era mais jovem isto em 2007, nesta epoca o zinhell reinava, mais meus primeiro radinho foram 2 krazer wap-254 embarcado com a finware wappro, estao em produçao até hoje nunca me fizeram vergonha.

  4. Grande Zé Alves,
    Ai, vc me fez lembrar de mais algumas coisas, quando comecei em 2004, orinoco era pra quem tinha caixa alto, comecei com os SWL-3300 da samsung, eta sofrimento. Os primeiros enlaces aqui foram de 5 a 13 km, uma loucura, quanto passava 02 megas de trafego dávamos pulos de alegria, o nosso primeiro link aqui foi de 128 k, pensem ai. Era muito sofrimento, em um pop nosso que era alimentado com energia solar, as fontes dos SWL eram de 5 v a saída e tinha que alimentar as fonte originais com 110 v usando conversor. Nossa primeira rb foi uma da serie 500 nem lembro mais a especificação exata, ficamos maravilhados, ai veio os primeiros pc-ap, montei 02 cada um com 5 placas.

    Mas é isso ai, chego a pensar que eramos felizes e não sabia, hoje o maior sofrimento que vejo é a corrida dos usuários pela maior banda possível por um preço mais barato.

    Um abraço a todos e que Deus nos ajude a superar todas as dificuldades momentâneas e vindouras.

    Aparecido
    Portal Link Telecom



  5. Caros, esse tópico foi massa demais, fez eu lembrar de todo o meu passado em meados de 2005, quando eu usava os orinoco gold e também os osvilink, fora que antes era meio caro as coisas, usavamos para gerenciar os clientes o famoso StarOs, alguem lembra desse sistema? ate que era muito legal na epoca, hoje vejo que mudou muita coisa, antes a gente trafegava 10 mb de banda, achavamos que passou banda demais no ptp, hoje se trafegamos 60mb ou 100 mb achamos pouco, veja so o tanto que as coisas evoluiram, rsrsrs mas é isso, muito bom galera =)






Tópicos Similares

  1. Respostas: 18
    Último Post: 11-08-2016, 05:50
  2. Respostas: 1
    Último Post: 03-08-2012, 08:48
  3. Respostas: 16
    Último Post: 25-06-2012, 15:49
  4. Equipamentos wireless: que marca usar?
    Por TexMurphy no fórum Redes
    Respostas: 7
    Último Post: 10-02-2005, 11:13
  5. Respostas: 4
    Último Post: 10-11-2004, 20:11

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L