+ Responder ao Tópico



  1. Pelo menos todas redes cabeadas que vi ate agora tem as caixas alimentadas individualmente retirando alimentação do próprio poste ou de uma casa que fique na frente da caixa, todas caixas aterradas no pé do poste nesse mesmo aterramento os cabos UTP, campler, fonte de alimentação e trafo isolador. É possível sim fugir dos raios desde que utilize nesse formato e cabo hercules. Alimentação 220VA via UTP tbm acho um perigo, ja utilizei em telefonia dessa forma e depois com tempo ví que além de ser fora do padrão atrapalha a eficiência da rede e causa esses problemas de raio e estática.

    Edit: Também tem que lembrar da diferença de potencial que pode ocorrer entre o computador do cliente e seus equipamentos no poste, lembre-se que eles estão unidos pelo cabo de rede, dai que entra o aterramento... se não tiver onde desviar esse diferencial vai derreter seu equipamento mesmo.

  2. Acho que não adianta argumentar, pessoal que usa AC direto da rede em UTP é cabeça dura, ainda não ví nenhum mudar de opinião depois que implantou... questão de custos mesmo.

    Tem potencial pra queimar aparelho, incendiar fiação, eletrificar funcionário... mas sai barato.

    (Esses dias aqui na frente pessoal da cia eletrica subiu nos postes, foram pisando sobre a fiação logo abaixo (Pra "se ajeitar" com o cinto ao redor do poste), as vezes sobre a fiação telefonica as vezes sobre a rede AC, se tivesse um cabo UTP alí naquele lugar tenho certeza que teria esmagado e retorcido até dar curto... AC direto no cabo de rede no PC ou roteador do cliente, seria lindo)



  3. amigo uma dica antes de sair comprando disjuntores como o amigo recomendou. tem uma diferença bem grande entre os produtos e no caso de disjuntores recomendo os dr veja este vídeo com certeza irá esclarecer a diferença entre os 3 tipos de produto, mas o dispositivo dr precisa de pessoa com conhecimentos para instalar pois desarma com 22m,A e esclarece por que vc não tem problema em passar 220volts nos cabos pois uma fase anula a outra só teria problema no caso de um cabo consumir mais energia que o outro e assim geraria campo eletromagnético (o vídeo explica isto observe), bom na boa ja esclarecendo não sou técnico eletrônico sou eletricista e nem curso tenho, meu conhecimento vem da curiosidade em aprender e aprendi a profissão com meu pai aos 12 anos de idade, me formei no ensino médio no mês passado com 31 anos favor se tiver algo errado esclareça, mas com fundamentos (coloque o link ou fonte) não com opiniões próprias,
    espero ter ajudado.

  4. Citação Postado originalmente por rogermacedo Ver Post
    amigo uma dica antes de sair comprando disjuntores como o amigo recomendou. tem uma diferença bem grande entre os produtos e no caso de disjuntores recomendo os dr veja este vídeo com certeza irá esclarecer a diferença entre os 3 tipos de produto, mas o dispositivo dr precisa de pessoa com conhecimentos para instalar pois desarma com 22m,A e esclarece por que vc não tem problema em passar 220volts nos cabos pois uma fase anula a outra só teria problema no caso de um cabo consumir mais energia que o outro e assim geraria campo eletromagnético (o vídeo explica isto observe), bom na boa ja esclarecendo não sou técnico eletrônico sou eletricista e nem curso tenho, meu conhecimento vem da curiosidade em aprender e aprendi a profissão com meu pai aos 12 anos de idade, me formei no ensino médio no mês passado com 31 anos favor se tiver algo errado esclareça, mas com fundamentos (coloque o link ou fonte) não com opiniões próprias,
    espero ter ajudado.
    Não preciso ficar aqui o dia todo argumentando, basta uma pesquisa no topo da pagina iriam encontrar gente com experiencia em cabeado e todas normas a serem seguidas!

    https://under-linux.org/showthread.p...ht=energia+utp

    Tempos atrás era a favor desse método de "energizar" os equipamentos via UTP talvez encontrem até postagens minhas abraçando a ideia, atualmente sou totalmente contra, em virtude dos inúmeros problemas que essa pratica traz ao provedor e as pessoas, imagine um cabo desse rompe e cai na rua um curioso decide colocar a mão e leva um tranco ou até acontece algum acidente mais grave, lembre-se vcs estão lindando em um ambiente outdoor onde mais pessoas estão trabalhando e circulando, não pensem que porque o cabo esta no alto estão livres de problemas, as penalizações, danos e consequências são de inteira responsabilidade do proprietário.



  5. Impossível ninguém aqui no tópico conhecer as soluções de rede cabeada da VOLT, da FAG, da TEROPODE(que pra mim também é elefante branco até agora)...

    Pesquisei muito quando fui implantar minha primeira rede cabeada e optei por VOLT pelo atendimento prestado no pré/pós venda...

    165VDC correndo em dois pares do cabo do UPLINK!
    É muito simples a instalação, manutenção, etc.

    Em cada PD tem um equipamento que pega esses 165VDC, joga uma perna 12VDC pra alimentar o switch, e outra perna continuando os dados + 165VDC pra dar prosseguimento na linha... Sugiro que pesquisem essa solução porque é muito boa...
    Sem contar na ramificação de até 2mil metros que vc pode ter com esse sistema em uma única perna.
    Estiquei 1km de linha nesse sistema e resolvi medir a tensão achando que iria ter alguma perda no final da linha... E para meu espanto bateram incríveis 173VDC na outra ponta!

    Esse sistema da VOLT também tem a questão do aterramento da rede, onde existe um sistema de proteçao de surto tanto da rede AC que entra na central como da malha de cabeamento que vc está esticando nas ruas... Basta voce montar tudo direitinho que não terá dor de cabeça!

    Aos que estiverem curiosos dêem uma boa olhada no sistema: http://volt.ind.br/rede-cabeada.html

    Só explicando o porque eu disse que o TEROPODE é elefante branco pra mim até o momento: Quando estava pesquisando sobre rede cabeada pra implantar a TEROPODE foi a PRIMEIRA empresa que liguei, falei com o responsável... Pois bem, era outubro ou novembro se não me engano... O kra me disse que só teria 3 peças pra me vender em estoque, e que as demais só iriam chegar depois do meio de janeiro/2013. Além disso, perguntei se ja havia algum provedor com a soluçao implantada em funcionamento pra eu conhecer... Só tinha 1 provedor na Grande Sao Paulo mas ele não me passou o contato. Sem dúvidas a soluçao dele era muito interessante pois o PD fica pendurado no UPLINK não necessitando equipar postes com fita metálica pra prender a caixa... Mas isso foi muito simples de resolver... uma Fusimec resolveu meu problema rapidamente...

    A quem está afim de implantar uma rede cabeada aqui eu sugiro que utilize o sistema da VOLT pois até o momento não deixou a desejar! Ah, e para cabo UPLINK recomendo o Hercules da LanExpert... mesmo sendo Aluminio acobreado é duro na queda, não tive problemas com quedas, é auto-sustentavel, e bem discreto parecendo um FEB-90 ou fibra ótica!!!
    Abraço galera!






Tópicos Similares

  1. Raio queimando a placa de rede
    Por danielbsb88 no fórum Redes
    Respostas: 15
    Último Post: 28-12-2009, 15:57
  2. Respostas: 2
    Último Post: 04-02-2009, 19:20
  3. Configuração de Vlan "Switch"
    Por Good_speed no fórum Redes
    Respostas: 1
    Último Post: 12-04-2004, 23:27
  4. Nova DataBAse deem-me ideias!!! Raios e Coristos!!!!
    Por Neomag2 no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 3
    Último Post: 31-01-2004, 11:56
  5. Queimando o chifre com o Samba
    Por polaco no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 3
    Último Post: 05-05-2003, 12:37

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L