+ Responder ao Tópico



  1. #121

    Padrão Re: Um bom motivo para se utilizar Intelbras WOM 5000

    Citação Postado originalmente por deanactive Ver Post
    Cara, mkt é top, mas como disse estou tentando encontrar ou fazer um script que me permita fazer isso sem mkt, no mkt é moleza, mamão com açucar... kkkkk, agora no ubiquit e demais é osso. No ubiquit só tem a forma de tirar quem está com sinal baixo, mas tbm não é tão eficaz
    Agora que lembrei o que você mencionou, vi isso no Mum aqui em Lima, mas nao tinha a mínima ideia do que era e para que servia na prática.

    Você tem algum link que explique melhor o tema das modulacoes? Gostaria de aprender.

  2. #122

    Padrão Re: Um bom motivo para se utilizar Intelbras WOM 5000

    Brother dá uma olhada nisso e vê se entende, qualquer coisa pode perguntar que no que der eu respondo. Esses falam sobre os padrões e os tipos de modulações.

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Modulação
    http://pt.wikipedia.org/wiki/IEEE_802.11



  3. #123

    Padrão Re: Um bom motivo para se utilizar Intelbras WOM 5000

    Citação Postado originalmente por jlima2001 Ver Post
    "N puro" não evita colisões de pacote nem as diminui. Elas acontecem exatamente do mesmo jeito que em A, B ou G. A única forma existente hoje para diminuir as colisões de pacotes ou eliminá-las não as tecnologias RTS/CTS ou TDMA.

    Nos meus APs, deixo sempre a Auto Negociação de velocidade ligada. Ela existe justamente para propiciar uma maior performance da rede. Em alguns casos, clientes fixados em MCS altos tem um troughput inferior a clientes com MCS mais baixos.

    Abraços,
    Jonas Lima
    Nosso amigo Jonas está correto. O protocolo 802.11N teve diversas melhorias no MAC layer, o que colaborou em muito para evolução do wifi. O overhead diminuiu significativamente, e pudemos passar de 54MB(G) para 65(N). Mas isso não muda em nada a colisão de pacotes, e problema do Hidden Node que existe em todo e qualquer sistema Wifi. O CSMA/CA é uma forma de tentar combater esse mal, mas que quando aplicado a uma rede com diversos clientes deteriorisa e muito o sistema. Resumindo é uma escolha que você faz ao usar RTS, você troca troughput pela estabilidade do sistema. Quando digo estabilidade, me refiro a perca de pacotes. O protocolo CSMA/CD que é usado em redes cabeadas, funciona perfeitamente pois todos os cabos estao conectados a um mesmo switch, e todos os clintes ( cabos ) se enxergam, assim funcionando perfeitamente. TDMA é infinitamente superior, logo abaixo falarei mais sobre o assunto.

    Citação Postado originalmente por deanactive Ver Post
    Brother,

    É pra não permitir modulações binárias, e de baixa performance. Criar uma rede puramente n, com data rates performáticos, e sinal bom, não permitir conectar quem está fora desse padrão. Eu queria ainda ser mais radical, permitir conectar só clientes com SNR melhor que 23.
    Citação Postado originalmente por SantiagoMG Ver Post
    Com Ubiquiti eu somente conheço uma forma de limitar a modulação máxima, mas não a mínima. Acredito que no Rocket isso não é possível.
    Ter uma rede em N, com certeza melhora e bastante a sua qualidade. Todos aqui ja tiveram um ap rodando em BGN, se você coloca clientes que operão em diversas modulações, o Ap ira ficar trocando seu BitRate o tempo todo, para a modulação do cliente que está sendo ouvido naquele momento. E no fim, devido a grande troca de modulações o ap trabalha mal, e ai temos os famosos problemas, como latencia alta, perca de pacotes e outros. Ou seja o ideal, independente de qual seja a modulação, é ter ela fixa, e de preferencia manter um padrão de DataRate. Onde todos os seus equipamentos trabalhem com o mesmo DataRate. Façam um simples teste, a grande maioria utiliza como Ap um Rocket e nos clientes mesclam equipamentos Siso e equiapmentos MiMo. Onde o maximo datarate Siso é 65 e Mimo 130 para um Ap rodando em 20Mhz.Uma maneira bem simples e prática de vizualisar isso é a seguinte: loguem no equipamento via ssh, e na linha de comando digitem o seguinte comando " iwlist ath0 bitrate" sem as "s. Repita o comando diversas vezes e em sequência, vocês poderam verificar que o BitRate do equipamento muda com frequencia, isso ocorre de acordo com o cliente que está sendo atendido.
    Tendo falado de CSMA, DataRate e Modulação, vou falar um pouco mais de nós.
    Hoje com a versão 5.5.4 , temos uma nova opção de datarate, que é o Alternativo. Como foi mencionado anteriormente, hoje pode-se limitar o DataRate máximo, mas nao o mínimo. Por isso pensamos no Alternativo.
    Qual a verdadeira intenção em se fixar um Datarate, ou setar um valor mínimo?
    Obviamente de obter o melhor desempenho do enlace, e em um cenário PTMP manter o Datarate do Ap o mais alto possível, podendo assim se usufruir de um melhor troughput. Quando se fixa um datarate alto, digamos MCS7 (Siso), para um cliente que não está com um SNR adequado, o mesmo irá sofrer tanto quanto se estivesse com um data rate baixo. O equipamento por si só, por padrão, se associa ao AP com o maior datarate possível, se isso nao ocorre é uma falha de software, ou outra qualquer, a questão é que o equipamento nao está trabalhando como devia. Se você possui um Nano que nao se associa a um datarate alto, com certeza existe algum problema na instalação, e quando digo problema me refiro a todos os possíveis problemas. O correto é o nano se associar em 130/130, e assim se manter, lembrando que as vezes o datarate de envio não consegue se equivaler ao datarate de recepção isso é de fato comum,mas nao se aplica a todos os casos. Caso você esteja em um ambiente com muito ruído, com muita chuva e intemperes, e outros fatores, use o alternativo. O datarate alternativo veio justamente para isso, em vez de você definir o datarate mínimo, deixe que o AP resolve isso por si só. O algoritmo irá definir o melhor datarate naquela situação e se adaptará para ele, nao prejudicando o seu cliente, que morreria para rodar em um datarate alto previamente setado que não era o ideal naquela situação, as vezes é melhor baixar o datarate, conseguir um txpower maior, e rodar com qualdiade.
    O TDMA é de fato uma evolução para todos. E por esse motivo que antigamente,quando todos trabalhavamos com Ap2000, a Motorola com Canopy arrebentava a boca do balão, pois eles ja tinham TDMA desde essa época. Ou seja TDMA é inquestionavelmente melhor que CSMA.A grande vantagem do TDMA é, que um cliente deixa de afetar toda célula, pois cada estação tera seu tempo préfixado para atendimento, isso melhora e muito a qualidade de conexão, além de possibilitar um maior número de usuários conectados ao Ap. Este é outro ponto que quero mencionar.
    Um Ap digamos 1x1 20Mhz MCS7(65Mb) cenário PTMP, com Airmax rodando e condições ideáis devemos conseguir algo em torno de 25mb de troughput. Pensando nisso que devemos dimensionar os nossos clientes. Adotando uma proporção de 4:1 que é uma proporção justa no meu ponto de vista, onde quando a cada 4 usuários conectados 1 está usando o total de banda contratada. Sendo assim se formos instalar clientes de 12mb este ap conseguiria portar apenas 8 clientes, se fossem clientes de 1Mb serião quase 100 usuários. Se a mesma conta fosse feita utilizando CSMA, o ap trafegaria algo em torno de 15MB, e devido as colisões não passariamos de 50 usuários. É uma relação Troughput x Usuário.
    Resumo, sempre usem TDMA em sua rede. Hoje em dia funciona sem? Sim funciona, da mesma maneira que antigamente conectavamos clientes em 2.4 com 15 de SNR e funcionava. Em 5.8ghz temos um espectro gigantesco, e o mesmo ainda é funcional. Monte uma rede em 2.4N e verifique se consegue latencia baixa e troughtput, com Airmax você consegue. NÃo é marketing, TDMA funciona e resolve o nosso problema.
    Finalizando, para aqueles que pretendem rodar a versão 5.1.2 em outros equipamentos e habilitar o AirMax, eu não recomendo, afinal é a versão mais primitiva do AirMax, com certeza nao terá a mesma performance e estabilidade da atual versão 5.5.4.
    Comprar um produto 2x2 com TDMA por apenas R$30,00 a mais, parece ser uma boa idéia para mim.

    PS: Estou vendo que o pessoal está sempre rodando versões que por padrão vem no equipamento, sempre atualize o seu quipamento para a última versão, se ela existe é porque com certeza é melhor que a anterior !

    Atenciosamente,


    Chadi Chakra,

    Channel Manager Brasil

  4. #124

    Padrão Re: Um bom motivo para se utilizar Intelbras WOM 5000

    Chadi, meus parabéns pela aula. Como sempre tenho dito, o TDMA é MUITO superior ao CSMA. O problema é que algumas pessoas insistem em usar tecnologias ultrapassadas.

    Aqui na minha região existe um provedor antigo que até hoje só utiliza antenas grades com placa PCI ou USB nos clientes. E ainda: possuem vários POP's com Omni's ao invés de setoriais. Em um determinado local, chega a ser cômico ver uma omni deles colada na lateral de um morro. De repente, eles agora querem fornecer internet também para minhocas.

    CSMA funciona muito bem indoor, justamente pra onde foi pensado. Para outdoor, usar CSMA é como falar em uma boate lotada: você vai ter que gritar e repetir várias vezes até que a outra pessoa consiga ouvir.



  5. #125

    Padrão Re: Um bom motivo para se utilizar Intelbras WOM 5000

    Brothers,

    Indiscutivelmente o que há de mais moderno pode ser melhor, "pode", cada um se adapta a sua realidade e sabe aonde aperta o seu calo. Será porque uma rede bem estruturada com controle de modulações e sinal, a diferença entre TDMA e CSMA é tão pequena? Resposta, uma implantação com TDMA proprietário pode ser mal feita e dar maus resultados.

    Vejamos o que foi dito: "Para outdoor, usar CSMA é como falar em uma boate lotada: você vai ter que gritar e repetir várias vezes até que a outra pessoa consiga ouvir." Porque não falar baixinho e educadamente? Assim todos conseguem se escutar. O TDMA E CSMA, é como se fosse o timbre da voz, que de alguns é aveludado e de outros estridente, porém se mesmo com timbres diferentes falarem na mesma intensidade a conversa flui. Em uma mesa de reunião quando cada um fala no seu tempo e responde quando solicitado a reunião ocorre tranquilamente, isso que aconteceu com a melhoria do CSMA, os participantes da reunião aprenderam que tem hora de falar.

    1- Aliar controle de potencia
    2 -Ajustar nível de sinal de forma uniforme, de entrada e saída.
    3 -Ajustar nível de sinal entre todos os clientes.
    4 -Ter cuidado com E.I.R.P (tem gente que usa 50dbm e acha que tá abafando)
    5 -Usar canais de frequência média com baixa E.I.R.P
    6 -Parar de fugir das frequências médias porque é viciado em tacar dbw
    7 -Manter o piso de ruído entre 25 e 30 no SNR

    * Falar na mesma intensidade faz com que ninguém sinta dor no ouvido se falar baixo, ou seja, não é necessário repetir o que falou (retransmitir) .

  6. #126

    Padrão Re: Um bom motivo para se utilizar Intelbras WOM 5000

    deanactive, se você fosse começar sua rede hoje, do zero, você começaria com CSMA ou TDMA?



  7. #127

    Padrão Re: Um bom motivo para se utilizar Intelbras WOM 5000

    Citação Postado originalmente por deanactive Ver Post
    Brothers,

    Indiscutivelmente o que há de mais moderno pode ser melhor, "pode", cada um se adapta a sua realidade e sabe aonde aperta o seu calo. Será porque uma rede bem estruturada com controle de modulações e sinal, a diferença entre TDMA e CSMA é tão pequena? Resposta, uma implantação com TDMA proprietário pode ser mal feita e dar maus resultados.

    ) .
    Deanactive, até o momento minha linha de trabalho está mais alinhado com que foi descrito por você. Não acredito que a solução para nosso aumento de performance seja simplesmente usar o TDMA, são diverssos fatores, tanto técnicos como comerciais que devemos analisar.

    Pode acontecer de uma tecnologia ser superior a outra e mesma assim não ser a melhor escolha para a nossa realidade.

    Vou colocar como exemplo o meu caso:
    Na minha rede eu decidi mudar todos os rádios dos meus clientes para alguma solução MIMO 2x2, canal 40 MHz. Aí comecei então a fazer pesquisa e testes de qual seria a melhor combinação de custo benefício.

    Nos testes que eu realizei, foram utilizados diversos equipamentos e protocolos de comunicação, sendo que o melhor desempenho que eu consegui foi utilizando o NV2 da Mkrotik, que possiblitou um Throughput de até 220 Mbps, seguido pelo NStreme da Mikrotik que deu um Throughput de até 180 Mbps e por último o 802.11, que utiliza o CSMA/CA, conseguindo um Throughput de até 140 Mbps.

    Importante ainda ressaltar algumas impressões obtidas nos testes com relação à latência:

    1- O NV2 observei que ele tem uma latência mais alta (entre 10 e 20 ms), mesmo com baixo tráfego, porém a latência se mantém estável seja com tráfego alto ou baixo.
    2- O Nstreme apresenta baixíssima latência( <1 a 1 ms) com baixo tráfego e vai aumentando aos poucos conforme aumentando o tráfego chegando à mesma à latência do NV2 quando o tráfego está no máximo.
    3- O CSMA tem uma latência muito parecida com a do Nstreme, porém um pouco mais alta (entre 1 e 2 ms) e também vai aumentando aos poucos conforme o tráfego aumenta, mas não passando de um valor de 20 ms.

    Conclusões técnicas dos meus testes:

    1- Com qualquer um dos três protocolos eu consigo um alto Throughput (acima de 100 Mbps), sendo que minha limitação seria a porta ethernet e não a interface wireless, sendo assim todos estariam empatados no quesito capacidade de tráfego.
    2- Com relação à latência a melhor opção pra mim seria utilizar o Nstreme, pois apresenta menor valor e maior estabilidade.

    Assim a melhor opção seria usar Mikrotik Nstreme, MIMO 2x2, canal de 40 MHz, com antena de alto ganho.

    Mas aí é que esbarrei num problema: os equipamentos da Mikrotik com essas especificações, apesar de apresentarem um melhor desempenho e também uma maior durabilidade, são bem mais caros. O menor valor que eu consegui foi R$370 enquanto com Ubiquiti eu consegui por R$260,00. Apresentando portanto uma diferença considerável no valor.

    Desta forma, acabei optando por usar o CSMA com Ubiquiti nos clientes e Mikrotik na base, pois a diferença no desempenho seria muito pequena e o valor a ser investido seria bem mais alto.

    Por isso que eu afirmo que pode acontecer de uma tecnologia ser superior a outra e mesma assim não ser a melhor escolha para a nossa realidade.

  8. #128

    Padrão Re: Um bom motivo para se utilizar Intelbras WOM 5000

    Santiago, pelo que você disse, só acho uma pena você ter dois equipamentos que podem funcionar em TDMA (Mikrotik e Ubiquiti) e ainda continuar usando CSMA, pois possuem protocolos diferentes. Se sua base também fosse Ubiquiti, poderia trabalhar em TDMA.



  9. #129

    Padrão Re: Um bom motivo para se utilizar Intelbras WOM 5000

    Só em complementação à post anterior, gostaria de mencionar que um dos aspectos que não consegui mensurar nos testes foi justamente a questão da capacidade de clientes suportadas pelos protocolos e também a estabilidade quando em ambiente real onde a interferência é maior, pois esse tipo de teste é praticamente imposível de simluar em bancada e também porque não encontrei nenhum estudo ou teste detalhado sobre essa questão. Os únicos documentos que eu encontrei foram dos próprios fabricantes informando que seus protocolos proprietários possibilitam maior número de clientes conectados. Em contrapartida encontrei um documento da UFRJ informando o contrário. Foi então que eu decidi fazer essa verificação na prática mesmo e assumir o risco.

    Até agora estou muito satisfeito com a estabilidade conseguida e também com a capacidade de clientes, pois até o momento tenho uma base com 65 clientes conectados e planos de 1, 2 e 3 Mbps.

    Até o momento está excelente e demonstra suportar bem mais.

    O número de clientes vai aumentar a uma taxa de 20 por mes, portanto daqui uns dois meses essa base deve ultrapassar 100 clientes conectados, aí vou postando meus resultados.

    Caso alguém tenha um cenário parecido também seria interessante compartilhar, pois ajudaria a outras pessoas a tomarem decisões futuras e poupar investimento.

  10. #130

    Padrão Re: Um bom motivo para se utilizar Intelbras WOM 5000

    Citação Postado originalmente por jlima2001 Ver Post
    Santiago, pelo que você disse, só acho uma pena você ter dois equipamentos que podem funcionar em TDMA (Mikrotik e Ubiquiti) e ainda continuar usando CSMA, pois possuem protocolos diferentes. Se sua base também fosse Ubiquiti, poderia trabalhar em TDMA.
    Correto, mas o que acontece é que eu ainda não estou convencido de que NO MEU CASO (importante frisar isso) o CSMA suporte menos clientes, pois ainda precisamos de mais informação.

    O meu objetivo é conseguir com essa configuração colocar 100 clientes por setor, conseguindo oferecer planos de até 10 mbps e uma latência de até 20 ms.

    Conseguindo isso estou satisfeito e tenho certeza que o investimento valeu a pena e o custo benefício foi o melhor.

    Mas caso não consiga ainda tenho uma opção muito fácil para testar, basta tirar da base o Mikrotik (RB411AH com R52Hn) e colocar um Rocket para ver se o Airmax vai ajudar em alguma coisa.

    Mas vou evitar isso ao máximo, pois os equipamento da Mikrotik tem se mostrado mais estáveis.



  11. #131

    Padrão Re: Um bom motivo para se utilizar Intelbras WOM 5000

    Eu estava pensando em montar pops com fabricantes diferentes, para nao ficar preso a um distribuidor (meu problema nem tanto é com fabricante), mas tá difícil.

    Quando comecei li bastante e me decidi pela UBNT porque eram mais fáceis de montar, nao iria ter saco e dinheiro para ficar puxando cabo coaxial caro para montar RB e conectar em antena. Hoje eu já vejo que a MK evoluiu ao ter parceiros que desenvolvem cases e antenas para seus produtos, assim fica mais fácil embarcar um MK do que quando eu comecei.

    Hoje eu posso montar uma RB qualquer e usar como um cpe comum e corrente como eu faco com a UBNT, coisa que 2 anos atrás eu teria que comprar uma RB 433, cartoes mini pci, puxar cabo coaxial até a altura da antena, etc. Fiz meus cálculos e aliado a minha preguica e falta de habilidade, UBNT era muito mais fácil de implantar e tem TDMA.

    Hoje ai no Brasil tem várias alternativas incorporadas como é a solucao UBNT e várias usam algum TDMA. Eu acho que sim um TDMA ajuda, mas os testes que o Santiago fizeram sao interessantes, pois ele bateu no ponto que ninguém bate: porta Lan. Na página do ZéAlves eu li ele comentando dos limites de conexoes simultâneas em um Rocket por exemplo, e era de 111 clientes simultâneos (limitacao por software), mas que a limitacao real era a porta Lan de 100 Mbps, logo eu poderia ter até 100 clientes trafegando 100 Mbps.

    O que ajuda ter essa quantidade de clientes penduradas é justamente o Airmax.

    Podíamos definir parâmetros de testes e comparacoes e gerar um feedback para nós mesmos. Eu tenho um novo pop a ativar e posso testar. Me falta definir o que vou usar no novo pop (UBNT, MK ou Deliberant), e vou montar o setor inteiro com esse fabricante (a ser definido).

  12. #132

    Padrão Re: Um bom motivo para se utilizar Intelbras WOM 5000

    Que isso gente? 100 Mb de througput TCP num AP em PtMP é loucura!!!
    Acho que Ubiquiti e MK vai fazer no máximo uns 30 a 40 Mb totais em PtMP, com vários usuários simultâneos, isso numa rede muito bem instalada e configurada.
    Por isso, preocupação com porta LAN para PtMP e totalmente descartável.



  13. #133

    Padrão Re: Um bom motivo para se utilizar Intelbras WOM 5000

    Tenho que achar onde li, mas como também estou aprendendo posso falar bobagens. Nao quis dizer que tem troughput de 100 Mbps, pelo que entendi posso ter 100 clientes conectados ao AP.

  14. #134

    Padrão Re: Um bom motivo para se utilizar Intelbras WOM 5000

    Citação Postado originalmente por jlima2001 Ver Post
    Que isso gente? 100 Mb de througput TCP num AP em PtMP é loucura!!!
    Acho que Ubiquiti e MK vai fazer no máximo uns 30 a 40 Mb totais em PtMP, com vários usuários simultâneos, isso numa rede muito bem instalada e configurada.
    Por isso, preocupação com porta LAN para PtMP e totalmente descartável.
    Eu também acredito que é muito difícil de conseguir 100 Mb de througput TCP num AP em PtMP.

    Mas aí é que acho que entra o ponto mais imporante: O que irá limitar a capacidade da base? O protocolo utilizado ou as espicificações do AP?

    Qual sua opinião a respeito?



  15. #135

    Padrão Re: Um bom motivo para se utilizar Intelbras WOM 5000

    O througput do AP será limitada por um número de fatores: banda utilizada, protocolo, interferência, tamanho de pacotes, etc...
    Mas sem dúvida, com muitos clientes, haverá um througput maior com TDMA do que com CSMA, mesmo usando RTS/CTS.

  16. #136

    Padrão Re: Um bom motivo para se utilizar Intelbras WOM 5000

    Citação Postado originalmente por jlima2001 Ver Post
    O througput do AP será limitada por um número de fatores: banda utilizada, protocolo, interferência, tamanho de pacotes, etc...
    Mas sem dúvida, com muitos clientes, haverá um througput maior com TDMA do que com CSMA, mesmo usando RTS/CTS.
    Mas o que acontece que esse maior througput proporcionado pelo uso do TDMA não será usufruído. Pois se eu tirar o Mikrotik e colocar um Rocket, para então ativar o Airmax, aí sim que vou ter problema, pois é de conhecimento de todos que o Rocket abre o bico fácil e não consegue processar mais do 8.000 pps sem subir a latência.

    Assim eu acredito que minha base poderá suportar mais clientes utilizando Mikrotik + CSMA do que Ubiquiti + TDMA.

    A não ser que a Ubiquiti tenha algum rádio que suporte mais pps do que o RocketM5. O RcketM5 Titanium, talvez... Nunca usei e nem vi falar se ele é melhor... Pode até ser..

    Por enquanto vou experimentar até quanto aguenta o Mikrotik configurado com 802.11, pois estou confiando que ele vai se sair bem.



  17. #137

    Padrão Re: Um bom motivo para se utilizar Intelbras WOM 5000

    Santiago, para você chegar aos 8000 pps em condições normais, você terá um throughput superior a 70 Mb TCP. Você não irá conseguir essa banda num PtMP nem com Mikrotik nem com UBNT.

  18. #138

    Padrão Re: Um bom motivo para se utilizar Intelbras WOM 5000

    Ok. Então nós podemos concluir que se eu deixar o Mikrotik na base e usar Ubiquiti nos clientes o meu número máximo de clientes será limitado pela utilização do protocolo 802.11 não é isso?

    Então vou fazer assim: Vou manter o Mikrotik na base e ir adicionando clientes, mas sempre mantendo um nível bom de sinal, modulação sempre alta e CCQ acima de 90%.

    Eu estou fazendo a troca gradual dos equipamentos nos clientes, de forma que daqui uns 2 meses esta base já esteja com mais de 100 clientes conectados.

    Aí então eu coloco aqui as minhas constatações. Informo se tive problemas ou qualquer outra novidade, pois assim teremos um teste prático para nos responder: O que é melhor Mikrotik + CSMA ou RocketM5 + Airmax.

    Caso Mikrotik + CSMA supere bem a marca dos 100 clientes eu continuarei adicionando clientes até o momento que começar a aumentar a latência e poderemos então descobrir o limite.

    Assim que o Mikrotik atingir seu limite eu troco ele por um RocketM5 Titanium, ativo o Airmax e verficamos o que acontece.

    Eu acho isso importante, pois quando fui definir qual equipamento usar eu procurei muito essa informação e não achei, pode ser que outras pessoas também estejam procurando por isso.



  19. #139

    Padrão Re: Um bom motivo para se utilizar Intelbras WOM 5000

    Santiago, para aproveitar o Rocket Titanium tem que trocar as setoriais por Basestation Titanium, para aproveitar a tecnologia dele.

  20. #140

    Padrão Re: Um bom motivo para se utilizar Intelbras WOM 5000

    Bom,

    Teste de bancada da KN5 - www.krazer.com.br/cpekn5

    10 metros com 3 barreiras (simulação de perca em campo para 7km)
    Sem Airmax firmware original Krazer: 89Mbps Tcp/IP full duplex.
    Sem Airmax firmware UBNT 5.5.4 Krazer: 79Mbps Tcp/IP full duplex.
    Com Airmax firmware UBNT: 93Mbps Tcp/IP full duplex.

    Podem ver que o firmware original da UBNT sem airmax tem um resultado pior que o da krazer em relação a transmissão full duplex TCP/IP, porém com AIRMAX a UBNT leva 4Mbps a mais de dados.

    Vamos colocar em campo amanha para testar com 1, 1.5, 2.5, 3.2 e 7km.

    Assim teremos como saber a real funcionabilidade com AirMax e Sem Airmax da KN5 em campo!
    Última edição por filzek; 27-03-2013 às 03:02.