+ Responder ao Tópico



  1. Marcelo, eu acessei seu site (http://www.goiastelecom.com.br/telefonia.html) e vi o seus planos.

    Me interessei pelo seguinte plano - Telefonia fixa pós-paga com número telefônico para receber e fazer chamadas. Com uma mensalidade de apenas R$ 15,00 por mês você tem direito a um número de telefone em sua cidade com 80 minutos para ligações locais (verifique a diponibilidade). Poderá ligar além dos 80 minutos ou para interurbanos e celulares. Os minutos excedentes, ligações interurbanas e para celulares virão em sua conta telefônica;

    Mas ainda fiquei com algumas dúvidas:

    1-Sua empresa oferece número fixo para qualquer DDD? Eu uso Vono, mas não tem número fixo para DDD 35.
    2- O número para receber e fazer as chamadas são os mesmos? Com VONO não é e eu gostaria que fosse.

    Outra dúvida, Qual o valor das tarifas nesse plano, para os seguintes casos:

    a- Ligação para fixo local excedente dos 80 minutos da franquia
    b- Ligação para fixo de outro DDD
    c- Ligação para celular

  2. Parte 1
    Atendendo ao pedido de nosso colega Evelson e alguns outros colegas iniciantes na comercialização de VOIP, que nos procuraram nos últimos tempos a partir do Fórum e a partir de outras fontes, quase sempre com as mesmas duvidas a respeito de montagem de provedor VOIP e também querendo saber da viabilidade da terceirização de infraestrutura atuando como revenda VOIP e tentando responder também de forma bastante breve a pergunta que abriu este tópico coloco os seguintes pontos que espero contribuam com os colegas que desejem ser revenda ou provedor VOIP.
    Este documento não é destinado a profissionais experientes, e contém:
    - Informações de infra estrutura de Provedor VOIP;
    - Cuidados básicos no negócio VOIP;
    - Informaçoes Legais: Com cópia do Parecer da Anatel que clarifica o posicionamento da Anatel a respeito dos provedores VOIP
    - Informações a respeito de compra de terminações;
    Como não é destinado a experts no assunto possui uma linguagem menos técnica e acessível mesmo a profissionais menos tarimbados e leigos que possuam algum conhecimento dos assuntos aqui abordados. Mas não obstante a simplicidade, acredito que os leitores terão informações relevantes e uteis a partir da leitura deste documento. Caso desejem cópia em formato PDF entrem em contato pelo email: mark@planvox.com.br que podemos enviar para os colegas este documento e material complementar a ele que trate melhor cada tópico.
    Para fins deste documento consideramos provedor VOIP as empresas que não possuem terminação para a rede TDM de Telefonia Convencional e adquirem pacotes VOIP de terminação de chamadas de Operadoras VoIP que possuam este terminação, com a finalidade de revenda dessa terminação VOIP, usando servidores dedicados, conectados a internet através de links dedicados para distribuição dessas chamadas em uma rede efetuando o gerenciamento desse provedor e bilhetagem das chamadas realizadas.
    O mercado dos pequenos provedores VOIP tem nos mostrado nos anos em que atuamos com a montagem de infraestrutura VOIP Corporativa e soluções focadas nesses provedores, provedores com infraestrutura VOIP mal dimensionada no ambiente do provedor, mal implantados no cliente, apoiados em infraestruturas VOIP terceirizadas com terminações que só Deus sabe onde estão, falta de parâmetros mínimos de qualidade de chamadas VOIP e uma dependência total e perigosa dos chamados provedor VOIP do seu fornecedor de terminação VOIP, sem a garantia de SLA VOIP cobrindo Jitter, MOS, disponibilidade da Rede, tempo de reparo e sem a possibilidade do provedor VOIP atuar diretamente na melhoria dos parâmetros de qualidade do VOIP fornecido ao seu clientes, exceto nos aspectos relacionados a rede de sua responsabilidade.
    Ser provedor VOIP ou revender VOIP é a questão a ser respondida aqui, ser provedor VOIP implica em custos de implantação de uma infraestrutura mínima, dedicada redundante sob todos aspectos, aumento de custos com pessoal, treinamento especializado, aumento na demanda de suporte técnico, segurança de rede redundante e altamente confiável, entre outras dezenas de aspectos que poderíamos salientar a partir de cada um desses aspectos e outros que poderiam ser levantados nessa questão, sem falar de fornecimento de VOIP wireless que é um caso a parte e tem sempre que ser objeto de um projeto bem dimensionado e implantado.
    Se por um lado há todos esses pontos a serem pensados ao se pretender ser provedor VOIP, se conseguirmos atender esses aspectos necessários a venda de VOIP, temos boas expectativas a partir do inicio de nosso negócio VOIP. Já que a oferta de um serviço VOIP funcional e confiável, é potencialmente importante no processo de fidelização de clientes, abrindo também caminho para outras investidas nesses clientes com produtos e serviços focados em T.I que podem apressar o retorno do investimento inicial do provedor VOIP em infraestrutura gerando lucros adicionais ao empreendedor VOIP.
    Mas como nem todos nossos colegas empreendedores VOIP tem recursos para maiores investimentos nessa infraestrutura VOIP redundante e dedicada, resta recorrer a possibilidade de ser revenda VOIP de alguma outra operadora e trabalhar com “infraestrutura de terceiros”, numa relação que pode ser complicada caso o VOIP fornecido pela Operadora VOIP contratada não atenda os quesitos necessários que já mencionamos relacionados a MOS e de garantia de SLA. O cliente do revendedor VOIP estará diretamente vinculado a sua empresa revendedora VOIP, mas utilizando recursos que sua chamada “empresa VOIP” não tem acesso físico ou mesmo lógico pois na maioria das vezes estará usando apenas um painel de controle de contas e Billing VOIP. Resultando num risco enorme ao negócio VOIP e ao negócio de distribuição de internet pois um cliente mal atendido em algum dos dois produtos se torna potencial candidato a desertar de nossa empresa e procurar alternativas a nossos serviços que se mostrem inseguros ou deficitários.
    Dessa forma vamos elaborar uma pequena lista de cuidados básicos que o nosso empreendedor VOIP deveria atentar minimamente para ser uma revenda ou provedor VOIP, sabendo que a lista a seguir não esgota o assunto e poderia ser ampliada por mais tópicos.
    Do lado do cliente é esperado do nosso serviço VOIP:

    • Redução de custos;
    • Baixo ou nenhum investimento na atualização da infraestrutura para utilização de serviços de Voz;
    • Ampliação dos serviços e recursos de Voz e ferramentas de Comunicações Unificads
    • Baixo impacto da implantação de serviços VOIP em seu tráfego de rede;
    • Manutenção da qualidade das chamadas enquanto utilizar-se dos serviços VOIP;
    • Ter suporte técnico especializado diante de quaisquer intercorrências;
    • Ter demonstrativos claros e objetivos dos custos do seu consumo VOIP;
    • Etc...

    continua
    Miniaturas de Anexos Miniaturas de Anexos Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         redesImage.jpg
Visualizações:	171
Tamanho: 	26,3 KB
ID:      	44383  



  3. Parte 2
    Do lado do Operador VOIP


    • Importante tratar com o cliente e com muita clareza os pontos fracos e fortes da tecnologia VOIP;
    • Importante salientar ao cliente que o VOIP apresenta limitações em seu fornecimento e que eventuais investimentos da economia gerada pelo uso de VOIP podem ser direcionados a melhoria da infraestrutura de rede do cliente, gerando com isso redes mais confiáveis e seguras, redundantes no acesso a internet, com tráfegos priorizados, entre outras vantagens de investimento ou reinvestimento de valores oriundos de redução de custos;
    • É importante trazer ao cliente a informação que o trafego telefônico através de linhas convencionais pode ser mantido num ambiente VOIP e utilizado como fator de redução de custos e de redundância do sistema, assim o cliente poderia utilizar-se de um ambiente integrando telefonia VOIP e convencional num sentido amplo de redução de custos e segurança e redundância do sistema;
    • Importante planejar com o cliente a implantação do VOIP corporativo que deve sempre estar amparada em projetos que levem em consideração as especificidades do uso na empresa contratante e ambiente de rede previamente encontrado. Uma visão prévia das necessidades do cliente, novos recursos de atendimento e de ferramentas que a implantação do VOIP pode trazer a empresa devem ser pensados conjuntamente com o cliente e implantados gradativamente;
    • Antes de instalar uma terminação de terceiros em qualquer empresa cliente VOIP, a regra é testar o VOIP a ser implantado de forma massiva, e testar não diz respeito a usar alguns minutos de contas de teste, significa usar o VOIP que seus clientes vão usar, medir parâmetros que interferem na qualidade do áudio em VOIP, testar o suporte técnico do fornecedor de VOIP e seu tempo de retorno aos problemas apresentados pois você estará vinculado e dependente deles diretamente na solução de problemas técnicos que não estejam em sua rede de distribuição de VOIP ou na rede e acesso no domicilio de seu cliente;
    • Nunca configure o ip do servidor do seu fornecedor VOIP nem configure o endereço sip que fornecerem a você para autenticação nos equipamentos VOIP dos seus clientes, numa eventual mudança de provedor você terá que reconfigurar os dados da conta em todos os seus clientes novamente. Crie em seu domínio de internet um subdomínio do tipo sip.suaempresavoip.com.br e redirecione para o endereço do servidor de sua empresa fornecedora de VOIP. Esse tipo de cuidado muitas vezes não é levado em conta por revendedores VOIP iniciantes e causa transtornos posteriores;
    • Fuja dos Asterisk enlatados tipo Elastix, Magnus Billing, Trixbox e outros facilitadores de uso de Asterisk a menos que você tenha ótimos conhecimentos prévios de Linux, Firewall, Asterisk, A2Billing, Mysql e de algum SIP Proxy. Minha mãe diz “quem não tem competência não se estabeleça”. É necessário que um empreendedor VOIP tenha ótimos conhecimentos do ambiente de gestão do seu VOIP, pois diante da descontinuidade de algum projeto desses Asterisk enlatados, com certeza o desconhecimento desse ambiente de software vai pesar contra você e contra seu negócio VOIP numa eventual migração para outra plataforma VOIP. Na prática esses Asterisk enlatados devem ser usados em seus clientes e no provedor seu uso deve ser bem pesado e pensado;
    • Procure ter sempre a mão relatórios em formato CVS da operadora VOIP que lhe fornece terminação ou o ambiente de revenda VOIP, atualizando esses relatórios constantemente a fim de evitar que algum problema em seu fornecedor VOIP te deixe sem informações preciosas. Minimizar a perda destes dados é muito importante para seu negócio, uma vez que raramente você poderá ter acesso direto a manutenção e backup dos dados de seu negócio VOIP armazenados na base de dados do seu fornecedor VOIP;
    • Ouça seu cliente com atenção, ele melhor do que ninguém pode julgar a qualidade no VOIP presente na empresa dele. Um VOIP com qualidade abaixo da esperada pode ser uma boa oportunidade de atuar na rede do cliente com o fornecimento de equipamentos ou serviços que melhorem os tráfegos na rede de seu cliente, quando o problema for interno a rede desse cliente e não do VOIP vendido;
    • Documente todos os contatos e tratativas com seus clientes e mantenha esse histórico sempre à mão;
    • Aumento de consumo significa aumento de poder de barganha junto ao seu fornecedor de VOIP, nunca deixe de negociar melhores tarifas e condições de compra de terminações VOIP;


    Ser revenda ou provedor VOIP pode ser sempre um negócio que amplia sua gama de serviços e ganhos com novos serviços prestados aos seus clientes, mesmo que você ganhe apenas alguns centavos por minuto, sua empresa pode ganhar a credibilidade dos seus clientes, abrir portas no fornecimento de outros produtos e serviços que podem trazer ganhos inesperados ao seu empreendimento. A regra para o VOIP é fazer funcionar bem e buscar pontos de ampliação de negócios junto aos seus clientes e novos clientes.

    ASPECTOS DA INFRAESTRUTURA BÁSICA DE PROVEDOR VOIP
    Ao se falar em uma infraestrutura básica para atender clientes VOIP de um pequeno provedor VOIP temos como principais pontos a observar:
    1- Quando falamos em VOIP sobre links de acesso a internet NÃO DEDICADOS EXCLUSIVAMENTE AO VOIP, devemos observar primariamente a questão da Quantidade de Usuários Utilizadores do sistema VOIP X Quantidade de Chamadas Simultâneas que esses usuários podem gerar na utilização do link de acesso a internet e de recursos de hardware de um Provedor VOIP.
    Assim, em uma análise fundamental seria considerar também os seguintes aspectos decorrentes do uso :


    1. O consumo que os Codecs de audio irão gerar em nossa rede não apenas de link de acesso a internet, mas em consumo de poder de processamento de nossos servidores VOIP por causa de transcodificação, isso por conta das características de cada Codec e que influenciam diretamente na qualidade de áudio das chamadas. Uma boa pratica seria também padronizar os Codecs utilizados em sua rede para evitar consumo de recursos de hardware decorrentes de transcodificação.



    1. Dimensionamento da largura de banda necessária para suportar a quantidade de máxima de chamadas esperadas, não esquecendo de que haverão outros tráfegos em sua rede que deverão ser igualmente atendidos e não devem entrar em “disputa” com o VOIP por acesso a internet.



    1. Qual o tipo de conexão que será utilizado para a conexão com a internet de seu provedor e qual a garantia dada por seu fornecedor do link em termos de banda de acesso a internet? Quais prazos do restabelecimento do serviço em caso de intercorrências que ocasionem falhas?



    1. QOS. O tráfego em redes de computadores deve ter mecanismos de controle de fluxo de dados e garantir um nível adequado de desempenho para cada tipo de tráfego em nossas redes de computadores, o VOIP não pode sofrer com fatores como delay, latencia, jitter, perda de pacotes, etc. Por isso monitorizar o trafego de rede e usar mecanismos de priorização de trafego devem ser observados em seu projeto de provedor VOIP.



    1. Firewall. Nem é preciso falar que um firewall preferencialmente em cluster é necessário e deve ser mais que desejado. Felizmente para nós empreendedores que se utilizam do Sistema Operacional LINUX temos a nossa disposição um firewall nativo que além de alta segurança, facilidade de implantação, é nativo do GNU/LINUX .



    1. Disponibilidade do sistema. Um bom projeto de provedor VOIP deve considerar “a missão critica” que o VOIP representa em uma rede de computadores, links redundantes para acesso a internet, gateways redundantes, balanceamento de carga, sistemas de UPS, sistemas prevenção a incêndio, etc., Tornando sua operadora um ambiente em que os equipamentos e recursos utilizados possam manter o sistema VOIP em atividade e preservando a sua funcionalidade diante de eventuais falhas em qualquer ponto da infraestrutura



    1. Terminação de Chamadas. Escolher o fornecedor para fornecer o seu serviço VOIP é fundamental para o sucesso do seu empreendimento VOIP. Um fornecedor de terminação de chamadas VOIP deve fornecer um serviço de alta qualidade , alta confiabilidade, bons preços, sem pontos de falha no sistema, alta taxa de terminação de chamadas, um mecanismos de controle de consumo/custos eficientes e com certeza baixos tempo de resposta nas solicitações VOIP a sua infraestrutura. Fuja das empresas VOIP tipo as de marketing de rede, duvide de tarifas baixíssimas pois qualidade tem custo compatível.



    1. Uma consultoria técnica especializada e certificada deve ser sempre levada em consideração se o empreendedor VOIP sentir-se inseguro em orientar um projeto de implantação de provedor VOIP.



    1. Estes são pontos básicos e que minimizam principais problemas que deveriam ser levados em consideração para a montagem de seu provedor VOIP, existindo outros fatores que influenciam no projeto final mas que por causa da natureza básica desse documento não foram abordados.






    Diagrama: Infraestrutura Básica de um Provedor VOIP/InternetClique na imagem para uma versão maior

Nome:	         redesImage.jpg
Visualizações:	56
Tamanho: 	26,3 KB
ID:      	44384

  4. final
    Entendimento da ANATEL a respeito dos provedores VOIP;
    Agencia reguladora em relação a provedores VOIP; http://www.anatel.gov.br/Portal/exib...P%20%28VoIP%29
    Cópia do documento:

    Serviços de voz sobre IP (VoIP)

    Voz sobre IP, também conhecida como VoIP (Voice over Internet Protocol), telefonia IP ou telefonia Internet, é um conjunto de tecnologias, largamente utilizadas em redes IP, Internet ou Intranet, com o objetivo de realizar comunicação de voz.

    Os sistemas VoIP empregam protocolos de controle, geralmente chamados protocolos VoIP, para o provimento do transporte dos sinais de voz em uma rede IP.

    Os principais benefícios da utilização do VoIP são a redução do custo operacional devido ao uso de uma única rede para transportar dados e voz, e a flexibilidade, pois facilita tarefas e provê serviços não suportados pelo sistema de telefonia convencional.

    Para o uso do VoIP é necessária a existência de uma rede de telecomunicações, móvel ou fixa, que dê suporte a esse conjunto de tecnologias, conforme demonstra a figura abaixo.

    [IMG]file:///C:\Users\mark\AppData\Local\Temp\msohtmlclip1\01\clip_image001.jpg[/IMG]

    A Anatel, como Agência Reguladora do setor de telecomunicações, não regulamenta o uso de tecnologias, mas os serviços de telecomunicações que delas se valem.
    Frente a esse cenário, a Agência entende que o uso do VoIP pode ser considerado sob dois aspectos principais:

    a) Comunicação de voz efetuada entre dois computadores pessoais ou similares, utilizando programa específico e recursos de áudio do próprio equipamento e com acesso limitado a usuários que possuam tal programa. Este caso, conforme considerado internacionalmente, não constitui serviço de telecomunicações, mas Serviço de Valor Adicionado (SVA) que utiliza a Internet como meio para viabilizar a comunicação.

    Caso a provedora de VoIP deseje encaminhar uma chamada destinada a usuários de serviços de telecomunicações (ex.: telefonia fixa ou móvel), uma vez que não possui direito à interconexão, ela deverá utilizar os serviços de empresas autorizadas pela Anatel para viabilizar o curso das chamadas entre redes.

    b) Comunicação de voz de forma irrestrita com acesso a usuários de outros serviços de telecomunicações e numeração específica, recurso este objeto de controle pelo órgão regulador brasileiro. Estas são características de um serviço de telecomunicações de interesse coletivo para o qual é imprescindível uma autorização prévia da Agência e cuja prestação deve estar em conformidade com a regulamentação da Anatel.

    À luz da legislação e da regulamentação do setor de telecomunicações, o provimento do VoIP pode ocorrer de duas formas distintas: Serviço de Valor Adicionado (art. 61, LGT) ou Serviço de Telecomunicações (art. 60, LGT).

    Caso a provedora de VoIP forneça a infraestrutura e a respectiva capacidade de transmissão e recepção de informações ao usuário, esta estará prestando um serviço de telecomunicações e precisará de uma autorização prévia da Anatel para desenvolver a sua atividade.

    Por outro lado, um usuário de um serviço de telecomunicações (ex.: banda larga ADSL, Cable Modem e 3G) pode contratar uma provedora de VoIP e utilizar o serviço de telecomunicações como suporte para o uso da aplicação VoIP. Neste caso específico, como a provedora de VoIP não prestará o serviço de telecomunicações, não haverá a necessidade de uma autorização da Anatel para o desenvolvimento da atividade, que estará caracterizada como Serviço de Valor Adicionado.

    Baseado no que foi exposto, a prestação do serviço de telecomunicações caracteriza-se pela existência de infraestrutura física de telecomunicações (cabo, rádio terrestre, satélite, dentre outros), fornecida e gerida pela prestadora do serviço, com capacidade de transmissão, emissão ou recepção de informações.

    Por fim, resta informar que é assegurado aos interessados o uso das redes de serviços de telecomunicações para prestação de Serviços de Valor Adicionado sem a necessidade de autorização emitida pela Anatel. Ou seja, a provedora de VoIP, quando caracterizada como prestadora de SVA, poderá desenvolver atividade que acrescentará a um serviço de telecomunicações que lhe dará suporte, novas utilidades relacionadas ao acesso, armazenamento, apresentação, movimentação ou recuperação de informações.

    Precisando de um Help entrem em contato para que possamos ser mais uteis a sua empresa.
    Precisando de um modelo com detalhes de uma infraestrutura de provedor VOIP entrem em contato para darmos uma olhada em seu cenário de rede e propor algo.
    Abraço a todos e bons negócios.
    Mark Mohamad é consultor de T.I e Telecom, especialista em projetos de redes de computadores e segurança e entusiasta Linux .



  5. Boa tarde Santiago,

    Seguem respostas:

    1) Nenhuma empresa no Brasil tem número fixo para todas as cidades. Eu não tenho, nem a Oi;
    2) Sim, o número para receber e efetuar chamadas pode ser o mesmo, caso tenha número local;
    a) Tenho minuto a partir de R$ 0,02 (dois centavos) para fixo (para grandes volumes) para todo o Brasil;
    b) A partir de R$ 0,02 (para grandes volumes);
    c) A partir de R$ 0,20 (vinte centavos) para grandes volumes.

    Para maiores esclarecimentos entre em contato: comercial @ goias telecom . com . br

    Citação Postado originalmente por SantiagoMG Ver Post
    Marcelo, eu acessei seu site (http://www.goiastelecom.com.br/telefonia.html) e vi o seus planos.

    Me interessei pelo seguinte plano - Telefonia fixa pós-paga com número telefônico para receber e fazer chamadas. Com uma mensalidade de apenas R$ 15,00 por mês você tem direito a um número de telefone em sua cidade com 80 minutos para ligações locais (verifique a diponibilidade). Poderá ligar além dos 80 minutos ou para interurbanos e celulares. Os minutos excedentes, ligações interurbanas e para celulares virão em sua conta telefônica;

    Mas ainda fiquei com algumas dúvidas:

    1-Sua empresa oferece número fixo para qualquer DDD? Eu uso Vono, mas não tem número fixo para DDD 35.
    2- O número para receber e fazer as chamadas são os mesmos? Com VONO não é e eu gostaria que fosse.

    Outra dúvida, Qual o valor das tarifas nesse plano, para os seguintes casos:

    a- Ligação para fixo local excedente dos 80 minutos da franquia
    b- Ligação para fixo de outro DDD
    c- Ligação para celular






Tópicos Similares

  1. Duvidas Montagem Provedor VOIP
    Por ivan.sobrinho no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 18
    Último Post: 14-10-2013, 22:19
  2. Duvidas Montar Provedor
    Por bruxus no fórum Redes
    Respostas: 8
    Último Post: 02-09-2012, 15:22
  3. ajuda para montar um provedor voip
    Por acernot no fórum Sistemas Operacionais
    Respostas: 7
    Último Post: 26-09-2011, 08:41
  4. Dúvida para montar provedor
    Por jacksonezidio no fórum Redes
    Respostas: 10
    Último Post: 09-07-2008, 01:58
  5. Como montar um provedor voip?
    Por crisduarte no fórum Redes
    Respostas: 5
    Último Post: 16-11-2005, 11:34

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L