Página 2 de 4 PrimeiroPrimeiro 1234 ÚltimoÚltimo
+ Responder ao Tópico



  1. #7

    Padrão Re: Analise Marco Civil

    Acordos tipo o GVT x Netflix relativo a velocidade pra mim corrompe muito a neutralidade, a forma de ter "aceleração" desse conteúdo seria justamente cache, afinal o conteúdo no cache não atrapalha a velocidade dos demais conteúdo e sim libera banda pros conteúdos não cacheados. Já 'priorização' de conexões rumo a Netflix significa tirar banda dos outros pacotes que ficam em 2° plano comparado às conexões com a NetFlix. Se estiver no contrato, com fonte minúscula, então poderá haver esse tipo de prática? Ou seja, tudo se resumirá a alteração nos contratos? (Que ninguem lê, e nem tem opção, afinal toda operadora tem termos similares).

    Essa parte de "informar" sobre os gerenciamento adotados (2° paragrafo no 9° artigo) me incomoda, como se informa pra um leigo, de forma clara e precisa, os gerenciamentos, bloqueios, e caches realizados? 90% dos clientes mal sabem diferenciar bps de B/s, pra ser claro com eles precisa um curso de 4 anos, inclusive re-ensinando alguns a ler...


    Outra parte que muito me incomoda é o MCI falar em "carater social da internet". Oras, ela nasceu pra interligar redes de defese e de universidades, agora estão concordando que o povão quer mais é p*taria e entretenimento, e não formação e informação na rede? Isso soa como uma porta aberta pra classificar internet como cultura e ela passar a ser adquirível atravez do Vale-cultura, e pra passar a ter mais investimentos estatais em entretenimento futil na web (Tipo o blog da Maria Betania que custaria R$ 1,3 MILHÕES). Aparentemente há cada vez menos interesse em educação, situar a internet como "meio de contato social" só oficializa esse uso maldito que os semi-alfabetizados dão pra rede, internet virou "aquele negocio que tem o facebook". Pra mim esse tipo de atitude insinua que o povão deve mesmo se limitar a sua ignorância e usar a web apenas como atividade social.

  2. #8
    Avatar de flacknet
    Ingresso
    Aug 2013
    Localização
    Araruama, Rio de Janeiro, Brasil
    Posts
    136

    Padrão Re: Analise Marco Civil

    Não vi em nenhum local diferenciando um IP privado de um Publico. se alguém viu onde diferencia, por favor, me diga?


    Sendo assim, mesmo que o provedor faça a guarda dos Registros de conexão (IP)... qual seria o efeito dessa lei para um provedor que utilize ADSL?
    Infelizmente, seria que o provedor que usam o ADSL como link, esta fudi***.
    Cabe a quem usa ADSL, pegar link dedicado e comprar logo seu AS. pois mesmo pegando link dedicado de uma operadora e não tendo AS, você fica limitado que nem o ADSL.
    Já que não podemos guardar LOG de paginas acessado pelo cliente.
    Mais se analisar bem, os LOG de cache não esta servindo mais também, pois a maioria dos sites hoje estão indo para o HTTPS, assim os cache não fazem LOG



  3. #9

    Padrão Re: Analise Marco Civil

    Não é necessário ter medo, se você não deve não há o que temer, se você tem o endereço de ip daquele determinado cliente mesmo que não seja um ip publico e você tem os dados do cliente com endereço tudo certinho não tem por que temer cliente que faz coisa errada, claro que é uma coisa chata você vai ter dores de cabeça más vai servir de exemplo para outros que querem fazer o mal tb a partir do seu provedor, e um abraço para meu amigo andrio que sempre contribui para o fortalecimento do fórum, abraço a todos!

  4. #10

    Padrão Re: Analise Marco Civil

    Eu fiquei curioso sobre esta parte sobre a guarda dos registro de conexão:

    §2º O disposto no caput se aplica mesmo que as atividades sejam realizadas por pessoa jurídica sediada no exterior, desde que oferte serviço ao público brasileiro ou pelo menos uma integrante
    do mesmo grupo econômico possua estabelecimento no Brasil.
    O thepiratebay.se fornece serviços a usuários brasileiros por exemplo, neste caso a Dilma pode pedir informações a eles? Essa eu queria ver ahuahuahuahuaha

    Pra quem desconhece o por que da graça, da uma olhada nesse link:

    http://thepiratebay.se/legal

    As cartas que os mesmos receberam por parte de empresas e responderam zombando dos mesmos, pelo menos é engraçado.



  5. #11
    Avatar de flacknet
    Ingresso
    Aug 2013
    Localização
    Araruama, Rio de Janeiro, Brasil
    Posts
    136

    Padrão Re: Analise Marco Civil

    Citação Postado originalmente por Rodriguinhow Ver Post
    Não é necessário ter medo, se você não deve não há o que temer, se você tem o endereço de ip daquele determinado cliente mesmo que não seja um ip publico e você tem os dados do cliente com endereço tudo certinho não tem por que temer cliente que faz coisa errada, claro que é uma coisa chata você vai ter dores de cabeça más vai servir de exemplo para outros que querem fazer o mal tb a partir do seu provedor, e um abraço para meu amigo andrio que sempre contribui para o fortalecimento do fórum, abraço a todos!
    Acho que você esta equivocado, como você vai saber que aquele usuário estava acessando aquele site, naquele dia e hora se você não pode fazer LOG de navegação.
    O que ira acontecer, sera, o primeiro a ser contactado, sera o a empresa do ADSL, ele vai indicar que estava com aquele IP naquele Dia e Hora, então chegarão ate você, só que você não terá a quem apontar, resumindo, a culpa fica contigo ate você ter quem indicar.

  6. #12

    Padrão Re: Analise Marco Civil

    Rubens, apesar de ter início em 2009 e só agora conseguir votação e ainda por cima com uma pressão imensa e um medo terrível do poder central não conseguir aprovação, para mim demonstra que este era um projeto prioritário, se ficasse para depois não poderia ser contabilizado a favor em 2014.
    Mas mesmo lá em 2009 e até mesmo antes no período FHC também houveram tentativas de abrir portas para controlar a mídia.
    Esta idéia é bem antiga, pois na verdade é só a mídia que descobre as falcatruas.

    E como você citou, 'o carater social da internet', este pode ser apelado em qualquer situação e por decreto como determina o Art. 9º. Hoje pode ser por decreto criando o "vale internet". Amanhã pode ser que controlem os conteúdos a bem do 'carater social da internet'.
    Os Bolivarianos lá da Venezuela não tiraram do ar (cassaram) uma deputada só porque era oposição e tinha conseguido uma reunião da OEA para denunciar as perseguições? Lá não tomaram conta de uma emissora de TV com tropas?
    Qual foi o argumento deles nesses casos e em todos os outros? "carater social". Argentina e Venezuela estão bem adiantados nesta questão de controle.
    Hitler fez isso, arrastando um país inteiro na sua trilha com argumento semelhante. "raça superior". Os bolcheviques fizeram o mesmo com sua doutrina do "estado para todos". Dois extremos mas que se utilizaram de "slogans" para obter controle total.

    Enquanto isso o termo "neutralidade" que soa bem aos ouvidos do consumidor vai sendo utilizado de forma perigosa.
    Tem aspectos positivos? sim tem, desde que se atenham a qualidade do serviço. E se o objetivo é este, para que então colocar no texto que qualquer alteração pode ser feita por decreto, a bem do carater social? Tem uma geração inteira aí relembrando os últimos 50 anos e todos são categóricos em condenar governos por decreto.
    É só essa a minha preocupação.