+ Responder ao Tópico



  1. Citação Postado originalmente por marcosddc Ver Post
    Rubem quantos % seria uma corrente ideal para carga na sua opinião ?
    A carga ideal é usar 10% da capacidade pra absorção até 14,4V, independente da temperatura. Depois faz a flutuação, aí a corrente vai, pode ser 1%, e a tensão nesse caso depende da temperatura, 13,2V pra maioria, 13,8V pra quem tem ar-condicionado. Flutuação favorece a sulfatação e a desequalização, não tem como fugir, então pra diminuir os danos SE você não faz a carga de corrente constante (Lenta, até 14,4V) você faz todo mes a equalização, com 10% da capacidade até chegar a 15V (Pros mortais, ou 16V pra quem usa ar-condicionado ou está em país muito frio).

    Fazer carga com corrente lenta (Até 14,4V) não necessariamente evita desequalização e oxidação ou sulfatação, mas diminui bastante. SE a bateria fica sob flutuação e nunca é descarregada (Nunca acabou a luz no mes) aí é que tem que fazer a equalização até 15 ou 16V (Geralmente demora 20 minutos). A flutuação serve APENAS pra manter a carga devido a auto-descarga. Bateria e pilha nicd ou nimh se descarregam sozinhas, pilha nicd perde até 30% da capacidade no mes (Se ficar parada), mas bateria de chumbo é ruim também, então flutuação a 1% visa substituir essas perdas, mas não é tão importante, você pode fazer uma carga manual depois de cada blackout, porque depois de 3 meses (90 dias!) na grande maioria das baterias você ainda tem 90% da capacidade armazenada! Ou seja, flutuação nem é tão necessaria onde tem pouco blackout.

    Combinado com paineis solares as vezes a coisa durar muito mais porque há carga cíclica até 14,2 a 14,4V todo dia, e descarga razoavel. Claro que isso come ciclos das baterias, mas ficar 24h sob flutuação em lugar quente (Tipo dentro de um nobreak, perto do trafo que fica a 70°C) é muito pior que consumir ciclos a toa. Alias, também tem a questão da profundidade do ciclo, tem bateria pra ciclo profundo, feita pra baixar pra 1V por celula (Normalmente só pode baixar até 1,75V, se baixar mais que isso vai diminuindo a capacidade da bateria (Flutuação e baixa tensão sulfata o anodo, baixar demais a tensão da bateria descarregada sulfata o catodo (Ou o contrário, nunca lembro)). Flutuar em corrente alta danifica uma placa, descarga profunda danifica a outra placa, a piora é exponencial.
    (Bateria de ciclo profundo só tem placa mais grossa, sulfata igual, mas com placa mais grossa demora mais tempo pra perder muita capacidade).

    Outra coisa que provedor podia fazer é usar celula de 2V avulsa, 12V é pouco devido a queda de tensão nos cabos? Põe então 8 celulas, dá 16V (Corte a 14V, carga cíclica até 19,2V, flutuação a 17,6V). Celula 2V avulsa é cara porque tem pouco uso, nos EUA e Europa são mais usadas e são minimamente mais caras que boas baterias 12V (Com a vantagem que celula pifa um por vez, já numa bateria 12V se 1 celula pifa a bateria inteira fica inútil). Tem sistemas solares com celulas avulsas durando 10 anos, uma celula dura 8, outra dura 11, esses 3 anos de diferença são muito dinheiro!

  2. essas células de 2V, são empregadas nas centrais telefônicas, torres de transmissão de telecomunicações(satélite ou terrestre), mas muitos estão preferindo substituir por baterias estacionárias.



  3. Mas me parece que essa troca é questão de custo a curto prazo. A uns anos as estacionárias boas não eram baratas porque praticamente só tinha Haze importada, ultimamente tem muita bateria nacional com qualidade ótima, aí as celulas avulsas importadas estão muuuuuuito caras.
    Coisa tipo US$ 100 a celula de 500Ah, e US$ 500 a bateria 12V 500Ah, "economia" de US$ 100 na compra, com importação e etc talvez R$ 300 a menos, como em 8 anos as operadoras geralmente trocam de donos ou controladores 3 ou 4 vezes não vale a pena esses investimentos de longo prazo.

    Celula barata é com acido, não gel, duram 15 anos se tiver manutenção. Operadora tem que terceirizar manutenção, que empresa atende o brasil todo pra fazer isso por um custo razoavel? Sem condições de operadora grande usar essas celulas de 500Ah de US$ 40, porque precisa ir todo ano ver nível de acido, percentual de acido no liquido, ladrão de pressão, ventilação (E provavelmente quem trabalha com isso tem adicional de insalubridade alto)...

  4. Aproveitando o tópico gostaria da ajuda do Ruben e demais colegas para calcular o valor do resistor deste circuito.
    Circuito: fonte de 14,5V10A entra pelo D1A e vai direto à carga, D2 e R1 corrente de carga da bateria, D1B alimenta a carga na falta de energia, pois carga vai consumir a corrente da fonte em virtude dessa ter 0.7V a mais que a tensão da bateria.
    Qual valor correto do R1 para manter a carga da bateria?
    D1A D1B diodo 30A usado fonte computador tipo tip3055.
    D2 diodo comum 3A
    R1?
    Nesse circuito a bateria não vai ter proteção de descarga completa.
    JMayerClique na imagem para uma versão maior

Nome:	         Carregador Bateria.jpg
Visualizações:	1749
Tamanho: 	20,2 KB
ID:      	53222



  5. A conta é simples, se você quer 0,8V de queda de tensão no resistor você faz 0,8 / 10A, que dá resistor de 0,08 ohms. Se o consumo ficar em 2A, mais coerente, 0,8 / 2, que dá resistor de 0,4 ohms.
    Pra potencia do resistor você multiplica, 0,8 * 10A = 8 watts, ou 0,8 * 2A = 1,6W.

    O problema é esse, o resistor ideal depende do consumo, se o consumo varia o resistor também devia variar, então... uma solução simples é:
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         Sem título.png
Visualizações:	366
Tamanho: 	33,4 KB
ID:      	53235

    Diodo na vida real nem sempre tem 0,7V de queda, quem tem isso é junção velha e antiquada tipo o transistor 2N3055 citado (Dos anos 70). Diodo rapido (Schottky) moderno tem queda de 0,2 a 0,4V, não custam tão caro, fonte ATX pifada tem deles, as vezes de 10 ou 15A!

    Mas flutuação tem que ser com corrente baixa, seria bom colocar um rele acionado por AC, de modo que quando tem AC a fonte chaveada passa por um diodo e resistor de uns 10 ohms pra manter a bateria com carga, e quando acaba AC o rele fehca o curto no diodo e resistor, permitindo alimentação pela bateria. Um capacitor de alto valor (10.000 uF) pode manter o circuito nos milisegundos em que o rele está fechando os contatos.






Tópicos Similares

  1. Fonte no-break + patch panel peo + bateria
    Por nfnetwork no fórum Redes
    Respostas: 15
    Último Post: 14-12-2013, 00:49
  2. Fonte picopsu + carregador de baterias + poe
    Por picopsu no fórum Sistemas Operacionais
    Respostas: 0
    Último Post: 05-04-2013, 15:21
  3. Respostas: 11
    Último Post: 19-03-2012, 09:18
  4. bateria de nobreak como fonte
    Por marcosx no fórum Redes
    Respostas: 10
    Último Post: 20-05-2010, 19:50
  5. Fonte de 12V com Saída para Bateria Selada-Nobreak .
    Por FEenuX no fórum Sistemas Operacionais
    Respostas: 2
    Último Post: 08-04-2008, 11:05

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L