+ Responder ao Tópico



  1. Citação Postado originalmente por TsouzaR Ver Post
    Então antena de grade da OIW é boa. Agora estou querendo saber quanto custa (e onde vende), mandei pedido de orçamento para a Linkteck. A Rápido Inforshop parece só entregar em loja física e a Full Wireless só vende em lotes acima de R$500; só encontrei nessas. Alguma dica?

    Por que nas especificações a OIW diz que a antena trabalha nas frequências 5725~5850MHz? São só as frequências onde ela opera melhor ou ela se quer funciona com 5.1~5.6GHz? Como disse, o provedor que uso não respeita nada da Anatel, já vi usarem APs em 5.1 e 5.4 (que seria o correto por causa do EIRP, e a OIW se quer diz que a antena suporta), pode ser que eu pegue um em uma frequência fora desse intervalo anunciado pela OIW. Vai funcionar? O desempenho vai ser inferior?

    Outra coisa: alguém já viu antena de disco para cliente, tipo NanoBridge, só que só a antena mesmo? Já vi encima de alguma casa por aqui uma antena de disco pequena, do tamanho de uma AirGrid 23dBi +/-. Não tenho certeza, mas acho que é usada para WiFi. Então, alguém já viu uma? Todas de disco que já encontrei custam de R$500 pra cima, só pra provedor mesmo. Acho que seria interessante usá-las para cliente. Aqueles problemas com reflexo em telhado, parede, etc. seriam um pouco amenizados com disco, não?

    Última dúvida nesse post: se eu colocar duas antenas de grade (uma 2.4GHz e outra 5GHz) logo acima uma da outra, com uns 10cm de distância apenas, as duas apontando para o mesmo lugar, vai haver interferência entre elas, mesmo sendo frequências diferentes? E se uma estiver com polaridade horizontal e outra vertical?
    Tenho quase certeza que o AP que vou usar em 5GHz tem outro rádio de 2.4GHz, na mesma RB, é quase sempre assim aqui. Então, para tentar compensar a falta de MIMO 2x2 estou querendo conectar com cada antena na mesma RB do provedor e fazer bonding entre elas, assim, de noite, quando eles desativam os queues, eu poderia conseguir 3Mbps a mais (máximo que consegue em 802.11b).

    Obrigado pela atenção;
    Até mais.
    Add meu skype vendas2.powernetwork , posso te ajudar com as antenas.

  2. AirGrid M5 22dbi, custa em média 200 reais, e é ideal para usar no cliente. Caso o cliente sera empresarial, ai indico a Nanobrige por operar em dupla polarização. E você pode sim usar airgrid e nanobrige nos mesmos POPs, não há problema algum.



  3. Obrigado por responderem.

    Citação Postado originalmente por rubem Ver Post
    Com 2 antenas proximas (2,4 e 5GHz) a emissão de RF em frequencia diferente vira EMI pra outra antena, mas geralmente não é nada preocupante, se fosse um PTP de alta disponibilidade seria bom evitar, mas operando em cliente não tem problema.
    Mesmo não sendo nada de alta disponibilidade, com você disse, mas só por curiosidade: se eu colocar (de algum jeito) uma chapa metálica horizontal entre uma antena e outra, ela pode atuar como uma blindagem chula contra o EMI? Mas teria que ser algo bem feito, para não causar reflexos, né?

    Citação Postado originalmente por rubem Ver Post
    Potencia de transmissão também pode passar de 20dBm, tá cheio de equip. no mercado com no mínimo 27dBm, esses 7dBm a mais na potencia e 20dB a mais de SNR mudam muito a conta, 4Km é fichinha pra antena de 24-27dB em hardware recente.
    No site da OIW diz nas especificações da OIW-5827G que a potência máxima para ela é 100mW (20dBm), por isso (e por estar ciente dos problemas em usar potência máxima ou alta de mais) calculei com esse valor. Mas não entendi, por que ela tem essa limitação? Se colocar mais de 100mW ela vai começar a ter imperfeições na irradiação, é isso? Ou tem a ver com a impedância nominal (não estudei sobre isso ainda) de 50Ohm dela?

    Citação Postado originalmente por rubem Ver Post
    Se a intenção é usar esse airGateway na antena de 2,4GHz como CLIENTE do provedor a 4Km, ele não tem modo cliente, ele só opera como AP (Mestra na rede, nunca escravo), por isso entendo que o foco é distribuir via wifi o que vem da wan plugar em outra CPE UBNT.
    Achei que eu tivesse visto no datasheet dela que ela tem um modo station lá, mas devo ter confundido, depois vou rever. Então o jeito vai ser eu usar um roteador barato mesmo para essa antena, né? Um daqueles Gothan, talvez. Sobre o Intelbras WIN 240 (de 500~700mW) que tinha decidido em outro tópico, desisti dele. Vi uns posts seus falando mal desses roteadores com potência alta que só servem para iludir e tirar a atenção da sensibilidade, etapa da RF e etc. ruim deles.

    Citação Postado originalmente por Pauloneto Ver Post
    AirGrid M5 22dbi, custa em média 200 reais, e é ideal para usar no cliente. Caso o cliente sera empresarial, ai indico a Nanobrige por operar em dupla polarização. E você pode sim usar airgrid e nanobrige nos mesmos POPs, não há problema algum.
    Bem, eu quero usar MikroTik. Queria uma antena do tipo da NanoBridge (única de disco boa e barata que já vi), mas sem o rádio da Ubiquiti (com o airOS e tudo mais), para usá-la com uma RB ou Groove da MikroTik, seria perfeito.

    Até mais.

  4. Blindagem chula não ajuda muito, ou usa chapa de metal e espuma, ou deixa o "auto imunity" dos hardwares operar. Com 2 anteas proximas digamos que o desempenho cairá 0,5%, se a chapa colocada refletir em cheio algum lobulo de grande ganho pode piorar 2% do desempenho, não vale a pena se preocupar com isso.

    Quanto a OIW-5827G, a potencia é 100W. heheheh... limite de 100mW só se fosse de açucar.
    Algumas antenas tem elemento mais fino (Geralmente patch) que pode chamuscar e esquentar com alta potencia então falam em limite de 50W, nenhuma vai ter limite tão baixo tipo 2 ou 5W, que dirá 100mW.

    A uns anos tinha muito roteador meia-boca que se calcava na potencia pra vender. "Agora com 400mW via software, e 125mW via hardware!". O problema é que eram produtos ruins, viviam travando (Ainda tenho muitos em uso), pessoal vive trocando firmware neles até achar algo que preste, mas o problema não é potencia nem firmware, é hardware barato mesmo. O problema era o povo comprando porque era potente (Potencia de transmissão, não capacidade de processamento). Ainda deve ter muito pseudo-provedor com roteador Krazer de 1000mW numa omni de 25dBi achando que isso é um hardware fantástico, já que tem 1000mW...


    Os Win240 estão muitos anos a frente nos velhos roteadores de 400mW com RTL8186, ele anda longe de ser perfeito, mas não tem nem 1% dos problemas que os Abocom, Krazer, Kodama, Firemax, OIW e APRouter de 300-400mW tinham.
    (O modo N exige hardware melhor, são mais portadoras, o hardware tem que sair de fabrica pronto pra aturar uma duzia de smartphones conectados, a 10 anos atras os roteadores com RTL8186 tinham 1 ou 2 notebooks conectados, as antenas de notebook eram melhores que hoje (Mania besta de diminuir espessura, de meter wifi em smartphone de 3x5cm, não cabe uma antena decente!) então os roteadores eram menos exigidos e eram mais porcarias mesmo)

    (Os Kodama/abocom levavam um pouco de vantagem porque a praxe dos TPlink e cia era 50 a 63mW, isso não mudou, pra APENAS navegar com internet de 256Kbps pode cair pro profile de 1M na conexão com o roteador que está tudo bem, 200mW permite um alcance maior mesmo, tem desempenho de datarate baixo mas internet de 256K não exige muito. Hoje com internet de 10M não dá pra cair nos profiles mais baixos, tem que ter potencia boa e sensibilidade ótima mesmo lá pelo MCS3 ou 4, pra ter troughput acima de uns 20Mbps. Hoje só aumentar potencia não ajuda em nada, mas as vezes tem produto muito parudo, tipo Linksys, que peca demais no alcance e estabilidade a longa distancia porque faltam 2 ou 3dBm na potencia ou 2 ou 3dBi na antena)



  5. Citação Postado originalmente por rubem Ver Post
    Quanto a OIW-5827G, a potencia é 100W. heheheh... limite de 100mW só se fosse de açucar.
    Algumas antenas tem elemento mais fino (Geralmente patch) que pode chamuscar e esquentar com alta potencia então falam em limite de 50W, nenhuma vai ter limite tão baixo tipo 2 ou 5W, que dirá 100mW.
    É mesmo, hahaha. Li rápido e nem percebi.

    Citação Postado originalmente por rubem Ver Post
    Os Win240 estão muitos anos a frente nos velhos roteadores de 400mW com RTL8186, ele anda longe de ser perfeito, mas não tem nem 1% dos problemas que os Abocom, Krazer, Kodama, Firemax, OIW e APRouter de 300-400mW tinham.
    Mas será que o WIN 240 serve para meu caso? AP a 4km, grade (Aquário) de 24dBi ou 25dBi (não lembro mais), 2.4GHz bastante poluída... e a questão de sensibilidade? No post a seguir você critica o Greatek WR-2500N - que é o mesmo Intelbras WIN 240 - exatamente sobre isso: https://under-linux.org/showthread.p...416#post684416
    Esses roteadores domésticos já não são grande coisa no ambiente para o qual foram desenvolvidos, e nesses parâmetros (distância, poluição da frequência, antena de alto ganho) da minha situação?






Tópicos Similares

  1. Esse tipo de antena daria para fazer conexao???
    Por josueferreiradesouza no fórum Redes
    Respostas: 10
    Último Post: 29-07-2010, 00:42
  2. Respostas: 3
    Último Post: 09-06-2010, 13:41
  3. Respostas: 7
    Último Post: 06-03-2009, 22:42
  4. Respostas: 7
    Último Post: 18-03-2008, 10:02
  5. Respostas: 14
    Último Post: 12-07-2007, 12:03

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L