Caro @1929, eles não iram precisar de CPE a implantação em centros urbanos só poderá ser feita a partir de meados de 2018.
São 6 lotes de 10+10 MHz de banda passante e na segunda rodada 5+5 Mhz.
As duas únicas empresas no Brasil que possuem "ativos para gastar" é a Claro do grupo America Móvil e a Vivo do grupo Telefônica.
O que vai acontecer é que a qualidade vai decair consideravelmente depois se estabilizar com velocidade média entre 5-10 mbps. As grandes não vão querer atender pontos fixos com tecnologia móvel pois é um investimento tolo, e não é a cereja do bolo. Neste quesito vai reinar a FTTH com "altas taxas de transmissão".
"Minha Opinião: Eu se fosse dono de uma das grandes não participaria do leilão da faixa de 700 Mhz pois, vai ser comprar gato por lebre pelo fato que em 2019-2020 sai o 5G para uso comercial e provavelmente em 2020 vai ter o edital para uso de uma nova faixa de frequência para o 5G. Só se a empresa conseguir recuperar o investimento de 1,5 bilhões de reais durante esse período nas cidades de interior"