Página 2 de 2 PrimeiroPrimeiro 12
+ Responder ao Tópico



  1. #21

    Padrão Re: Nova tendencia nos Estados Unidos

    Spees test da METROPCS 4G que é uma empresa muito menor que a at&t e Verizon imagina daqui a 10 anos, será que a fibra pode ficar para trás ?

  2. #22

    Padrão Re: Nova tendencia nos Estados Unidos

    Caraca, me encolhi na cadeira agora..... fiquei com vergonha....

    Tem que mostrar um teste desses lá para a Dilma e Cia. Acho que eles nem sabem que isso é possível em wireless.



  3. #23

    Padrão Re: Nova tendencia nos Estados Unidos

    Citação Postado originalmente por 1929 Ver Post
    Caraca, me encolhi na cadeira agora..... fiquei com vergonha....

    Tem que mostrar um teste desses lá para a Dilma e Cia. Acho que eles nem sabem que isso é possível em wireless.
    @1929 ainda da pra pensar que daqui a 10 ou 15 anos ou menos que isso, os serviços de telecomunicação para acesso a internet mais populares para pessoa fisica e empresas de pequeno e medio porte ainda sera a fibra ?
    Porque que empresas como a Verizon, At&t, Metropcs, sprint, virgin mobile e outras que estao dominando o mundo das telecomunicações investem muito mais em soluçoes wireless do que em sua rede cabeada ? O plano FIOS do nosso amigo ai mesmo, ja parou a expansão tem tempo por isso que provei aqui no topico que uma cidade menos de 100km de Boston, ainda nao tem fios, plano FIOS que começou sua implementaçao na area em 2008 sei destes dados porque trabalhei na verizon e morava na epoca na area e tenho famiiares por la até hoje .
    A realidade que muitos de nos estamos dormindo, e os grandes que sabem muito bem o que estao fazendo investem no que na realidade vai perdurar, a fibra na realidade tem seu papel indiscutivelmente importante em nossa area, as redes maritimas estao conectando o mundo e nao me deixam mentir, mas tenho quase que absoluta certeza que nao será a tecnologia principal a ser contratada ao redor do mundo para acesso a internet no cliente final .
    Por isso que temos que correr e lutar para entrar nesse mundo wireless com pé direito e equipamentos confiaveis e tecnologias que podem nos colocar mais competitivos com estes grandes que podem nos engolir com as soluçoes wireless que alguns de nos desprezamos .
    Última edição por speedpc; 31-08-2014 às 19:29.

  4. #24

    Padrão Re: Nova tendencia nos Estados Unidos

    Faz, entretanto para este tipo de cliente, voce vende um link empresarial, nao um link residencial. Capiche?

    Citação Postado originalmente por ricromero Ver Post
    E qual o problema do cliente colocar um servidor de hosting?

    Ele não estará te pagando? Com a internet dele ele faz o que quiser.



  5. #25

    Padrão Re: Nova tendencia nos Estados Unidos

    Citação Postado originalmente por 1929 Ver Post
    Já fazemos isso aqui também Marcus.

    Alguns entendem que se fizer isso a Anatel poderá interpretar como link dedicado que teria outro preço. E assim entender que estaria havendo sonegação.
    Mas não tem nada a ver. Dedicado é diferente.
    Com up e down simétricos acho que atende melhor a tendência dos consumidores.
    Hoje todo mundo quer postar alguma coisa, foto, video etc.
    e isso depende de upload.
    E como temos link dedicado porque não ceder esta sobra de upload para o cliente?
    E na prática isso não sobrecarrega o link. Pois como ele é dedicado vai suportar perfeitamente.
    E no monitoramento o up tem se mantido baixo mesmo com planos simétricos.

    Agora sobre o teste,,,, isso é que é plano... 83 MB Qual o preço de uma assinatura dessas.
    Em Wi-Fi, PTMP, sobrecarrega sim! Obrigar um rádio half-duplex atender vamos dizer aí 30 clientes com banda simétrica, vai ficar uma bosta. Claro que se o cliente não usar muito upload ainda vai, mas não acho recomendado.

  6. #26
    Ricardo Romero Avatar de ricromero
    Ingresso
    Apr 2008
    Localização
    São Paulo / Interior
    Posts
    920

    Padrão Re: Nova tendencia nos Estados Unidos

    Capisco

    Citação Postado originalmente por JulianoP Ver Post
    Faz, entretanto para este tipo de cliente, voce vende um link empresarial, nao um link residencial. Capiche?

    Você comecou com link dedicado exclusivamente ou também utiliza-se de um ADSL para dar mais volume ao servidor?
    Última edição por ricromero; 01-09-2014 às 19:35.



  7. #27

    Padrão Re: Nova tendencia nos Estados Unidos

    Esses dias eu tava fazendo uns testes exatamente sobre isso. Estava testando qual a influencia da taxa de UPLOAD na capacidade do AP. E me surpreendi.

    Eu tinha a falsa ilusão de que se um AP tem a capacidade de 30 Mbps de download, eu poderia usar, por exemplo, 15 Mbps de Down e Up que ficaria tudo numa boa, porém não é assim que acontece na realidade. Quando aumentamos a taxa de upload, a capacidade total agregada do AP cai drasticamente.

    Fiz assim: Primeiramente testei somente a capacidade de download e Upload separadamente. Foi uma beleza. Consegui trafegar 45 Mbps somente de down e 45 Mbps somente Up.

    Minha surpresa foi quando comecei a fazer o teste com Down e Up simultânea. Conforme ia aumentando a taxa de upload a taxa total diminuiu muito, sendo que se eu mantivesse taxa de simétrica, não conseguia mais do que 20 Mbps agregado (10 Down - 10 UP).

    A melhor proporção que consegui foi 5 pra 1. Ou seja, eu conclui que nesse AP eu consigo manter 25 Mbps de Down por 5 Mbps de Up (30 Mbps Agregado). Dessa forma eu não abaixo muito a capacidade total do equipamento e também não deixo uma taxa de Up muito baixa.

    Com essa conclusão, realmente vi que usando FDD fica ruim configurar planos simétricos. Configurei os planos dos meus clientes dessa forma. Um plano de 1 Mega tem 200 Kbps de Up, de 2 Megas tem 400 kbps de Up e assim por diante.

  8. #28

    Padrão Re: Nova tendencia nos Estados Unidos

    4:1 é a proporção ideal para rádios atuais no padrão 802.11x

    Lembrando que quanto mais clientes, menor será a velocidade máxima agregada. Um Ap que for capaz de fazer 40Mbps com 10 clientes, com 40 clientes fará provavelmente 25mbps no máximo com todos clientes simultaneos e uns 20Mbps com uns 60 clientes. À medida que o numero de clientes sobe, é um tempo a mais que o AP dedica para ouvir e falar com cada cliente.



  9. #29

    Padrão Re: Nova tendencia nos Estados Unidos

    Não é "tendência", é quase que obrigatório.
    Segundo a Resolução 574 da ANATEL:
    Art. 17. Durante o PMT, a Prestadora deve garantir uma velocidade média de conexão, tanto no download quanto no upload, de, no mínimo:
    I - sessenta por cento da velocidade máxima contratada pelo Assinante, nos doze primeiros meses de exigibilidade das metas, conforme estabelecido no art. 46 deste Regulamento;
    II - setenta por cento da velocidade máxima contratada pelo Assinante, nos doze meses seguintes ao período estabelecido no inciso I deste artigo; e
    III - oitenta por cento da velocidade máxima contratada pelo Assinante, a partir do término do período estabelecido no inciso II deste artigo.

  10. #30

    Padrão Re: Nova tendencia nos Estados Unidos

    Na verdade essa resolução não obriga a manter a velocidade de upload simétrica, simplesmente obriga a garantir um percentual em relação ao contratado.

    Mas a velocidade de Upload contratada é menor.



  11. #31

    Padrão Re: Nova tendencia nos Estados Unidos

    Citação Postado originalmente por marcodefreitas Ver Post
    Não é "tendência", é quase que obrigatório.
    Segundo a Resolução 574 da ANATEL:
    Nada a ver uma coisa com a outra.
    Ali ela manda garantir até 80% da velocidade maxima contratada.
    Se o cliente contratou 10M down por 1M up, deve ser garantido 8M down por 0,8M up

  12. #32

    Padrão

    Eu liguei para a ANATEL e me informei a respeito: procede.
    A LiveTIM segue a regra dos 60% (35 down, 25 up; 50 down, 35 up) de garantia de upload em seus planos; agora precisa atualizar para os 70% de média. O VDSL permite a simetria.
    As operadoras com planos mais antigos ainda seguem a regra dos 10% de garantia mínima da banda máxima contratada, que era a regra em 2011. Agora essa garantia mínima é de 30% e sobre para 40% em novembro.



  13. #33

    Padrão

    Marco, consultas a Anatel normalmente vem truncadas e principalmente quando a consulta não é bem específica com exemplos incluidos.

    Estas médias são para as velocidades contratadas.
    Para ver como não é aplicável , como as operadoras com adsl iriam cumprir isso se tecnologicamente é impossível simetria.
    Creio eu que a cultura de fornecer planos assimétricos vem da prática do adsl.

    Conforme foi comentado anteriormente um plano simétrico no wireless iria prejudicar a rede.
    Me dei ao trabalho de mudar os planos e fazer comparações. Não houve a menor alteração no tráfego de download. Sinal de que não houve gargalo.
    Já o tráfego de up não dá para ver muito resultado pois a maioria não usa mesmo um up algo. Mas quando postam fotos sobe momentaneamente o que na média não dá para perceber. Maaaaas o fato é que no down não houve prejuizo.
    Então porque jogar fora o upload disponível no link?

  14. #34

    Padrão

    Citação Postado originalmente por marcodefreitas Ver Post
    Eu liguei para a ANATEL e me informei a respeito: procede.
    A LiveTIM segue a regra dos 60% (35 down, 25 up; 50 down, 35 up) de garantia de upload em seus planos; agora precisa atualizar para os 70% de média. O VDSL permite a simetria.
    As operadoras com planos mais antigos ainda seguem a regra dos 10% de garantia mínima da banda máxima contratada, que era a regra em 2011. Agora essa garantia mínima é de 30% e sobre para 40% em novembro.
    O fato da LiveTIM fornecer um Upload maior, não tem nada a ver com regulamento.
    Ela fornece esse Upload maior porque quer!!!
    Simples assim.

    Vamos analisar novamente?
    Art. 17. Durante o PMT, a Prestadora deve garantir uma velocidade média de conexão, tanto no download quanto no upload, de, no mínimo:I - sessenta por cento da velocidade máxima contratada pelo Assinante, nos doze primeiros meses de exigibilidade das metas, conforme estabelecido no art. 46 deste Regulamento;II - setenta por cento da velocidade máxima contratada pelo Assinante, nos doze meses seguintes ao período estabelecido no inciso I deste artigo; eIII - oitenta por cento da velocidade máxima contratada pelo Assinante, a partir do término do período estabelecido no inciso II deste artigo.
    Note que em nenhum momento fala que o Upload deve ser de 60%, 70% ou 80% da velocidade do Download.
    Você está fazendo confusão e se equivocando.

    O que está sendo dito ali, é que o Assinante deve receber 60%, 70% ou 80% da velocidade contratada (Download/Upload).


    Ou seja, vamos supor que você contratou um plano de 10Mega de download e 2 Mega de Upload.
    Qual a velocidade média que a operadora deve garantir?

    ### Download ###
    Contratado: 10 Mega
    Garantia média (80%): 8 Mega

    ### Upload ###
    Contratado: 2 Mega
    Garantia média (80%): 1,6 Mega



  15. #35

    Padrão Re: Nova tendencia nos Estados Unidos

    pessoal estas metas da ANATEL é para apenas operadoras com mais de 50.000 assinantes, fique tranquilos que logo logo vamos ficar felizes de realizar estas metas se Deus quiser!