+ Responder ao Tópico

  1. Olá Rubem, muito obrigado pelas respostas que até agora já forma muuuuuito aproveitáveis!

    Com relação a ligação do painel e a fonte, ambos ficariam ANTES (ou ligados na entrada) do controlador de carga?

    Sim, infelizmente são motores automotivos de limpador de parabrisas dianteiro de VW gol G3. Não tenho certeza se o traseiro pode ter funcionamento contínuo e se o torque disponível é suficiente.

    Minha aplicação (um sistema de tratamento de esgoto sanitário não exige muito torque creio que uns 30 kg.cm bastem, tentei com motor de vidro elétrico mas achei que aquecia muito. O aquecimento provavelmente vinha do excesso de corrente, pois necessito de baixa rotação (aprox. 8 a 10 rpm) e o controlador PWM que usei também aquecia muito. Adaptei um redutor 1:10 oriundo de toldos móveis (bem interessante) e penso em dispensar o uso do controlador de velocidade, pois estava aí também para efeito demonstrativo.

    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         13389246_1733057996941545_1712251501_o.jpg
Visualizações:	24
Tamanho: 	135,8 KB
ID:      	64156Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         13383719_1733057960274882_1996017125_o.jpg
Visualizações:	23
Tamanho: 	200,9 KB
ID:      	64157

    Ao lado direito da 1. foto pode ser visto um pedacinho do motor de limpador de parabrisa.

    A ideia agora é simplificar e prover um funcionamento "redondo" ao sistema. Foram utilizados relês para a comutação entre painel solar e fonte, porém não funcionou. Tenho o esquema elétrico dessa primeira tentativa mas não quero abusar da sua atenção e dedicação.

    Sou extremamente grato pelas suas sugestões e realmente admiro sua capacidade e talento em unir conhecimento teórico com experiência prática.

    Abs.

  2. Antes de passar outra opção, a critica da opção anterior:
    Com ela, você vai economizar em eletricidade só o que houver de consumo enquanto houver sol. Se o consumo for na verdade só o limpador de parabrisas e a bomba contínua, isso dá 54W, nesse caso até um painel desse resolveria:
    http://www.neosolar.com.br/loja/pain...-2-5-55wp.html
    (Eu me espanto com esses preços as vezes, o primeiro painel que mexi em 1997 era de 65W e custou algo tipo R$ 1500!)

    Pra usar toda a captação de um painel de 95W, realmente precisa bateria, essa é minha segunda sugestão.

    Na entrada do controlador de carga você pode ligar o painel 95W, e em paralelo, também isolado com diodo, sua fonte chaveada, ajustada pros 14,9V. Mas, ao invés de manter a fonte ligada 24h, usa um timer de 24h tipo esse pra ligar digamos as 18h, e desligar digamos a 8:30h:
    http://www.extra.com.br/Eletroportat...t-6372698.html

    Aquele botão vermelho na lateral serve pra "ligar a força" a saída, em dias nublados você pode simplesmente ir e puxar o botão pra ligar a fonte direto, ignorando o timer. Esse timer daria uma pequena economia de eletricidade.
    Seria digamos isso:
    https://under-linux.org/attachment.p...9&d=1425272616
    Com o timer ligando essa fonte industrial. Esses timers atrasam as vezes, talvez a unidade que você comprar atrase ou adiante uns 10 ou 15 minutos por mês, os meus são assim, toda semana eu acerto a hora porque tenho blackout que somam HORAS por semana (Aqui nem a bateria 9V dos rádio relógios dura muito), mas quando passa um mês sem blackout acho que aqui não dá 15 minutos de erro, não é problema.


    As vezes o sol se põe ou nasce um pouco mais cedo ou tarde, mas em 1h sem sol a bateria seria provavelmente descarregada em 54W, e 54Wh/12V = 4,5Ah drenado da bateria, isso é apenas 5% da bateria, uma descarga de apenas 5% não impacta muito na vida útil da bateria:
    http://minhacasasolar.com.br/Tabela_Bosch.png

    Analisa bem essa tabela, ela é feita pelos dados das estacionárias da Bosch, mas as estacionárias Freedom e Moura tem dados bem similares.

    Por ela você vê porque é uma péssima idéia fazer um circuito que só ligue a fonte chaveada quando a bateria atingir digamos 10,5V, isso seria uma descarga de até de mais de 90%, e com 80% de descarga a bateria depois de 140 ciclos já é afetada! Essa tabela diz quantas descarga leva pra bateria perde 20% da capacidade. Ou seja, depois dessas 140 descargas de 80% (Até uns 11,6V), a bateira de 90Ah terá na verdade só 72Ah de capacidade (Perdeu 20% da capacidade, mesmo com 220 descargas de 70% perderia 20% da capacidade). Depois disso, em mais 140 descargas de 80% a bateria cairia pra uns 57Ah, em mais 140 ciclos desse cairia pra 45Ah, ou seja, em 420 dias a bateria estaria armazenando só metade do valor original, em mais uns 150 dias essa bateria iria pro lixo porque certamente sulfataria aos montes.

    Então aqui vem a terceira sugestão: Usar um painel de 95W, ou mesmo 140W, mas fazer um circuito pra acionar a fonte chaveada só quando a tensão na bateria cair abaixo de uns 12,8 ou 13V (Que seria uma descarga de uns 10% apenas, uma descarga diária de 10% ainda permite vida útil de mais de 6 anos segundo a tabela (Na prática provavelmente vai sulfatar depois de uns 4,5 a 5 anos, não conte com muito mais que isso no calor do brasil)).

    Não é uma boa se basear na tensão dos painéis fotovoltáicos pelo seguinte: Em dias nublados a captação é minúscula, mas ainda teria energia suficiente pra digamos fechar um relé. Se tiver a oportunidade, meça com o multimetro a tensão num painel numa noite de lua cheia, medirá digamos 18V! Se não houver um controlador de carga ligado nele, o painel com o circuito em aberto terá tensão alta até com um mínimo de luz, hora que colocar um consumo que seja de 10mA essa tensão some.

    Tem produto comercial pronto que talvez pra aproveitar, tipo:
    http://www.deltronica.com.br/voltime...FU4IkQodROwJUA

    Mas teria que abrir e ver que circuito usa, e teria muita coisa pra acrescentar então talvez seria melhor começar do zero e fazer um circuito com um CI LM3914 tipo bargraph, algo assim:
    http://eletronica-indice.blogspot.co...-de-carro.html
    Vai ter os leds pra saber que tensão tem na bateria, e do led ajustado pra uns 13V você liga a base de um transistor, que acionaria um relé que ligaria a fonte chaveada.
    Essa solução exige prática com eletrônica, montar o circuito e calibrar exige alguma prática, se quiser mexer com isso posso passar um circuito e o modo de ajustar.


    E uma quarta opção que "depende".
    Seria isso:

    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         painelcomrele.jpg
Visualizações:	137
Tamanho: 	108,5 KB
ID:      	64179

    A idéia é: O diodo D1 impede que a fonte acione o rele. O diodo D2 impede que a tensão do painel atrapalhe o chaveamento da fonte.
    E achei um diodo que serve pra esse consumo e é mais barato: http://produto.mercadolivre.com.br/M...o-parafuso-_JM
    Só tem que cuidar a polarização, aquele desenho que parece uma seta está grafado na lateral de cada diodo, a posição deve ser como na imagem acima.

    O rele no alto a esquerda tem que ser automotivo (Se for rele de painel ele fechará os contatos com pouco sol, os automotivos exigem tensão maior, gastam mais, só fecharia o contato quando tivesse sol decente no painel, mas teria que ser um painel tipo 75W pra cima).
    O rele TEM QUE ter o pino 87a, nesse estilo:
    http://produto.mercadolivre.com.br/M...sal-12v40a-_JM
    Alguns reles de 5 pinos tem 2 pinos 87, estes não servem, TEM QUE ser um com pino 87a, porque o que precisamos é justo do pino 87a e não usamos o pino 87 nesse circuito.

    Com a eletricidade entrando no pino 30 do rele, quando não houver sol o rele ficará aberto, a energia do pino 30 passa reto para o pino 87a, ou seja, a fonte terá eletricidade.
    Hora que houver sol suficiente pra fechar o rele (E com pouco sol, tipo amanhecer, anoitecer e dias muito nublados, haverá alguma tensão no rele, mas não o suficiente pro rele fechar), o contato entre o pino 30 e o 87a será desfeito, a energia do pino 30 ira pro pin 87 que deve ficar desligado.

    O "depende" que digo é: Talvez em dias nublados um painel pequeno tipo 75W tenha tensão suficiente pra fechar o rele, mas capte só uns 30W, aconteceria do rele ficar fechado num dia meio nublado, mas a captação ser menor que o consumo, ia acontecer da bateria ir descarregando ao invés de carregar. Não tenho certeza do comportamento.


    Pra resolver isso é até simples, é só colocar um medidor de tensão na bateria (Eu gosto desses: http://produto.mercadolivre.com.br/M...-som-carro-_JM ), e hora que ver a tensão menor que da última vez que olhou, é só ligar a fonte a força (Pode colocar um interruptor em paralelo ao rele). Só que isso exige dar uma olhada umas 2x por dia quando estiver nublado. E isso (Ficar olhando tensão) é chato, nem eu que mexo com isso a muitos anos lembro de ficar olhando tensão.



    As 4 opções funcionam. A 2ª é a que eu uso, com timer barato mesmo. A 3ª exige circuito complexo que até eu tenho preguiça de fazer. E a 4ª eu nunca deixei em uso muito tempo pra ver como é o comportamento em dias nublados, mas em dias de sol normal essa solução funciona, só que testei em sistema com coisa tipo consumo de 30W e painel de 75W, ou seja, era situação onde até em dia nublado havia captação perto dos 30W, não havia queda de tensão na bateria. Não sei dizer se com painel de 95W você teria problemas, se com painel de 140W iria tudo bem, mas ACHO que com painel de 55W essa 4ª opção não seria muito boa.




  3. Prezado Rubem, que saraivada de opções e análises: FANTÁSTICO! Queria ter um filho assim! kkk. Parabéns e muito obrigado.

    Por favor considere duas possibilidades:

    Na segunda opção se eu utilizar um rele fotoelétrico em substituição ao timer, com o sensor em posição "escondidinha" para acionar a fonte em caso de mínimo escurecimento; e um painel monocristalino de 150 w. Posso obter um bom resultado?

    Na quarta opção: utilizar um relê fotoelétrico "escondido" em paralelo ao rele automotivo e também o painel 150 w. Pode ser uma boa opção?

    Qual das duas vc escolheria e como ficaria o esquema simplificado de ligação?


    Muito obrigado.

  4. Prezados Amigo, encontrei um transistor MOSFET cmp3205 instalado em um controlador de carga solar, porém com um isolamento de borracha entre ele e o dissipador conforma foto abaixo. Isso é assim mesmo? Pode ser retirado o isolamento para melhor refrigeração? Grato pela ajuda, Abs.

    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         MOSFET Transistor cmp3205.jpg
Visualizações:	22
Tamanho: 	73,6 KB
ID:      	64208

  5. Sobre a quarta opção:

    Pergunto: Após o fechamento do rele pela geração do painel com sol (acima de 7 a 8 volts), a abertura do rele vai ocorrer quando essa tensão diminuir. No entanto verifiquei que a tensão de abertura fica em torno de 1,2 volts, para a maioria dos reles automotivos, o que pode ser difícil de ocorrer considerando a geração do painel com até mesmo lua cheia, conforme comentado anteriormente. Como proceder então para viabilizar essa 4. opção? Grato.







Tópicos Similares

  1. Respostas: 8
    Último Post: 12-12-2012, 07:40
  2. Respostas: 5
    Último Post: 15-08-2012, 22:58
  3. Como Fazer BalanÇo De Cargas No Mikrotik
    Por evaristopaiva no fórum Redes
    Respostas: 1
    Último Post: 02-01-2008, 02:43
  4. Respostas: 1
    Último Post: 16-08-2006, 10:08
  5. Respostas: 3
    Último Post: 19-01-2003, 11:32

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L