Página 3 de 16 PrimeiroPrimeiro 1234567 8 ... ÚltimoÚltimo
+ Responder ao Tópico

  1. Sempre foi mais facil usar corrente constante, usando trafo ou fonte de potencia conhecida e limitando com resistor ou lampada, dependendo da corrente em 1 a 4h a corrente circulando cai sozinha, a tensão se mantém, aí você deixa nesse patamar até que a tensão caia um pouco (0,05V, demora horas pra acontecer, e acontece em pouco minutos) que indica o fim da carga. Tá mais pra carga de corrente limitada, já que ela não é fixa por toda a carga.

    Hoje já tem muito CI barato pra fazer carga com tensão constante, não é muito usado porque igual precisa uma corrente inicial alta.
    O que os bons carregadores fazem é começar com tensão baixa e ir subindo ela gradualmente, de modo que a corrente eixigida não é muito grande. Se você aplicar de cara a tensão maxima (14,4V, digamos) você vai precisar de fonte muito potente, pra uma bateria de 30Ah uma fonte de 100A! Já se começar com tensão tipo 2V, e ir subindo 0,1V por minuto ou mesmo 0,05V por minuto no começo, você mantem a corrente necessaria bem baixa. É o tipo de carga que carregadores inteligentes costumam fazer, dependendo da corrente em 1 a 4h a corrente circulando cai, em mais 1 a 4h chega na carga total pra evitar desequalização, e aí o carregador baixa pra tensão de flutuação (13,2 a 13,8V). Varios nobreaks estão fazendo isso (Mas a maioria ainda usa só limitador de corrente e aguarda chegar nos 13,8V)

    Controlador solar, controlar automotivo, e carregadores baratos/comuns, fazem a "carga para a tensão", aplicam o que tem disponível e quando chega na tensão desejada limitam ou corrente ou tensão, ou fazem pwm pra manter a tensão no nível desejado. Na maioria dos controladores solares se você meter fonte de 100A vai começar circulando 100Ah, se meter fonte de 1A é isso que vai circular, por isso digo que é mais durável ter carregador e fonte de alimentação do equipamento separadas, porque a maioria dos controladores de carga só limitam alguma coisa quando atinge a tensão ideal da bateria, antes disso eles liberam o que tiver de corrente pra circular, e fonte chaveada nem sempre sobrevive muito tempo com carga de resistencia baixa (Exagerando um pouco: O carregador suporta um notebook consumindo 60W por anos, mas dia que liga uma lampada incandescente de 48W ele aquece e queima em 3h).

    Pra fonte chaveada o ideal seria limitar a corrente a algo tipo 50% da capacidade da fonte, nobreak DC costuma fazer isso. Mas eles não tem inteligencia/processamento pra determinar quanto tempo deve ficar na tensão alta (14,4V) equalizando e completando carga antes de baixar pra tensão de flutuação. Quem tem inteligencia pra isso são os controladores solares Xantrex, Morning Star e cia, de R$ 700 pra cima, analizam corrente circulando versus tensão e com base em tabela pré-carregada descobrem a capacidade das baterias e fazem a carga adequada.

  2. boa noite rubem, teria um esquema de como ligar 2 fontes? uma para carga da bateria e uma para alimentação.




  3. Seria isso:
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         imagem.jpg
Visualizações:	625
Tamanho: 	47,2 KB
ID:      	54884

    Só 2 diodos mesmo.

    Se o equipamento na torre consumir uns 5A, ou seja, uns 60W em 12V, ou 120W em 24V, é bom usar diodo de 10A.
    Se o equipamento for menor, e consumir coisa tipo 1A (Em 24V isso dá 24W) pode usar diodo pequeno de 2A.

    Tem que ajustar a tensão das 2 fontes pra mesma tensão. Digamos ajusta as 2 fontes pra 27V se usar 2 baterias, ou 14V se usar fonte 12V, o consumo será de onde vier tensão maior, e o controlador de carga tem uma pequena queda de tensão de uns 0,3 a 0,5V, então a bateria sempre terá 0,3 a 0,5V a menos que a fonte B, portanto o consumo ocorrerá na fonte B.
    (Isolar por diodo é isso, bem simples, a energia consumida vem de onde tem tensão mais alta, e os 0,5V de queda no controlador de carga já é diferença suficiente, quando acabar a luz a tensão na fonte B vai diminuir e quando ela ficar menor que a da bateria ocorrerá consumo da batgeria, sem "tempo" pra fechar relé nem nada especial)

  4. ok, no meu caso uso vou utilizar fonte comum de 10amp 24v com uma bateria em 12v e um controlador 12/24 auto, sera que funfa legal.

  5. Fonte 24V em bateria 12V? O controlador de carga vai mandar pwm de modo a ter uns spikes enormes na alimentação, é uma péééééééssima idéia.

    Bota no controlador o mínimo a mais de tensão, se vai usar controlador de carga comum que flutua nuns 13,8V ajusta a fonte pra uns 14,3V, no máximo 15V, mas se tiver coisa tipo 16 ou 18V vai ter spike aos montes. É o caso que mostrei aqui:

    A luz vermelha é uma lampada vermelha, a luz varia porque a tensão varia. Problema do controlador? Não, a fonte simplesmente tem corrente muito alta pra bateria, a bateria não serve como "filtragem" pros spikes ou pra variação, então o PWM vira ripple e enche de spikes (Picos) a alimentação, isso é péssimo pro equipamento. Uma fonte 10A seria ideal pra bateria de uns 100Ah, no controlador citado eu estava usando uma fonte de 5A numa bateria de 5Ah, pra uma bateria dessa eu devia usar uma fonte de 0,5A, e usa tensão mais proxima da bateria.

    Controlador de carga não é regulador de tensão, eles até aceitam 24V de entrada e carregar bateria 12V mas é na base do PWM de pulso estreito, que vira uma alimentação completamente cheia de ruídos e spikes, por isso é uma péssima opção.

    Pra controlador de carga 12V é melhor usar fonte de notebook de 15V do que usar fonte 24V, nenhuma das 2 é ideal mas com a fonte de 15V vai ter muito menos spikes. E tem que ver a corrente, fonte de corrente alta atrapalha mais do que ajuda quase sempre.







Tópicos Similares

  1. Respostas: 8
    Último Post: 12-12-2012, 07:40
  2. Respostas: 5
    Último Post: 15-08-2012, 22:58
  3. Como Fazer BalanÇo De Cargas No Mikrotik
    Por evaristopaiva no fórum Redes
    Respostas: 1
    Último Post: 02-01-2008, 02:43
  4. Respostas: 1
    Último Post: 16-08-2006, 10:08
  5. Respostas: 3
    Último Post: 19-01-2003, 11:32

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L