+ Responder ao Tópico



  1. Naldo, vamos ver por outro lado: existe no contrato alguma coisa que faça referencia ao serviço do cache ter algum índice de rendimento?
    Se tiver você pode se apegar a isso como sendo quebra de contrato da parte do desenvolvedor.
    Ou então eles se proporem a resolver a situação que surgiu.
    A culpa não é (diretamente) deles se a tecnologia mudou. Quem está na chuva é prá se molhar. Mas também não é sua.

    O Código de Defesa do Consumidor não vale para relacionamento entre empresas mas cria uma vertente jurídica que pode ser utilizada numa disputa judicial.

    A empresa fornecedora do serviço será vista como a parte mais forte, a parte que tem em tese a capacidade de corrigir a qualidade do serviço, ou deveria ter.
    Se o prestador do serviço não consegue ele é que pode ser visto como o causador da quebra de contrato.

    Não faço referencia em particular a empresa citada, mas creio eu que vale para todos os desenvolvedores. Todos estão no mesmo barco.
    Eu se fosse um deles já estaria tomando medidas para tentar segurar os clientes numa boa. Sei lá qual, mas alguma coisa que recompensasse a empresa consumidora até que se achasse uma solução, se é que existe.

    É nesta hora que se vê se uma empresa valoriza seu consumidor. E pelo visto em outros comentários que circulam pela net , o problema é mundial e tem empresas "gringas" que estão tomando medidas para proteger o relacionamento cliente x empresa.

  2. Citação Postado originalmente por naldo864 Ver Post
    sim esta no maldito contrato ,masss acho um absurdo isto e como se voce fosse obrigado a ficar com o serviço que voce não quer mas e uma maneira baixa de tentar segurar o cliente .
    afinal se o cliente não esta satisfeito devolve e acabou ,prejuizo eles não tem visto que o servidor pode ser alugado para outro que quer ok.
    Creio eu que estando no contrato vai ter que pagar e ponto.



  3. Por isso que usei o Thundercache, se não estava satisfeito, cancelava sem problema algum.
    Tenho 4 colegas que iriam usar tagos, quando vi o contrato falei para desistirem, pois prendem por contrato e o Thundercache e o SpeedR não

  4. Voltando ao tópico para responder, pois estava acompanhando pelo celular e responder tocando letra a letra é um saco, agradeço a colaboração de todos que aqui postaram, mas concluindo então, cache de https pelo o que eu vi, ainda nada realmente.

    Agora respondendo ao @naldo864 quanto ao problema com o cache em uso, segue o conselho do @1929 que está o mais próximo de você ter sucesso nessa empreitada. Fiz administração, não sou advogado nem estudei direito, mas dentro da administração estudamos algumas cadeiras principalmente em relação ao consumidor e passa o que o @1929 relatou, se o cache não está satisfazendo é quebra contratual por parte do desenvolvedor. Imagine você vendendo internet, tem um limite que você tem que cumprir, pode ser de 10%, mas é um limite, abaixo disto você está quebrando o contrato com o cliente, a mesma coisa vale para seu fornecedor, se apegue nisto caso ainda não tenha resolvido.

    Abraço!



  5. Eu prometo não escrever mais neste post . Mais vou dar um último pitaco.

    Não usem SSH, usem Telnet;
    Não usem SCP usem FTP;
    Não usem SMTP na porta 485, usem na 25;
    Não usem WPA usem WEP;
    e por fim, não usem HTTPS usem HTTP;

    Seguindo essas regrinhas nossa vida seria tão mais simples e conectada. Até os Caches funcionariam que é uma blz.

    Por que será que mesmo assim a humanidade insiste em caminhar no sentido oposto?






Tópicos Similares

  1. Respostas: 4
    Último Post: 26-04-2013, 17:22
  2. Tutorial Debian cache para integração com Mikrotik
    Por m4d3 no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 396
    Último Post: 28-07-2009, 10:27
  3. Respostas: 2
    Último Post: 26-07-2008, 09:42
  4. dificuldade com web-cache
    Por pedroso no fórum Redes
    Respostas: 3
    Último Post: 10-02-2008, 22:02
  5. Respostas: 2
    Último Post: 03-12-2007, 07:55

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L