Página 3 de 3 PrimeiroPrimeiro 123
+ Responder ao Tópico



  1. Numa torre estaiada a torre sustenta o próprio peso apenas. Quem se vira para suportar a força dos ventos são os cabos de estaiamento. O calculo do esforço que o cabo suporta é simples. Mais complexo é calcular a área vélica do conjunto pra saber que força vai ser desenvolvida em cada unidade da torre (pra saber que cabo colocar). Esse tipo de torre estaiada não é como as que a gente usa, que estaia só o cume da torre. Ela provavelmente é estaiada de tantos em tantos metros. Bote ai km de cabo de aço. Infelizmente não sou engenheiro mecânico pra calcular isso, mas faço idéia.

    Dependendo do jeito que se faz (e do que você vai botar lá em cima), poderia ser até mesmo um simples mastro com 300m de altura. Existe uma constante, que eu não lembro o nome, que diz quão alto você pode montar um mastro de aço, e essa quão alto é um valor intrínseco ao tipo de aço usado. É a resistência dele (se não me engano resistência de escoamento) pelo peso dele por unidade de distância.

    Tipo, a cada metro o aço pesa 5kg (valores chutados), e tem resistencia ao escoamento de 10kg, logo sobra no topo 5kg pra você botar de equipamento. Como o aço não vai estar resistindo às forças de torção, vc só se importa com o peso que se impõe de cima pra baixo. Dai que as vezes uma torre mais fina acaba sendo melhor que uma mais grossa. Isso é de outra área, só sei por muito alto. Em outras palavras, nem sempre o mais grosso é melhor.

    Lembro que antigamente, quando se construia predios apenas com cimento, não existiam arranha céus, por que tinha um limite do quanto você podia fazer as paredes ficarem grossas para suportar o peso das de cima. Quando você fazia as paredes grossas, chegava a um ponto em que o próprio peso das paredes era o limite. Só passaram a fazer arranha céus quando passou-se a usar aço nas estruturas.

    Ou seja, quem dita as regras é o próprio material de que a torre é feita. Essa torre pode ter sido feita de um aço liga especial, ao invés de aço-carbono. Sei-lá, aço-vanadio. E agora ? Será que foi caro ? Tem liga de metal pra tudo na indústria. Alguma coisa especial essa torre tem. Aço 1020 não resiste ao ambiente amazônico.

  2. @dens00 essa construção ai eu assisti qnd passou no Discovery, show de bola. Tinha uns 700Mts ela, uma das maiores do mundo, subir lá não é p qualquer um não rsrs



  3. Então Jorge Aldo, o dinheirão que vai só em cabos para os estais deve ser astronômico.
    Aqui com torres de 30 metros já colocamos dois anti-torçao com cabo 3/16, imagina agora estes 300 metros e a bitola do cabo que usaram para os estaios e para os Anti-torçao. Com certeza 3/16 é que não foi, hehehhhe
    Aqui usamos cabo de aço 3/16 mas com certeza eles não usaram cabo de aço com alma de qualquer coisa, mas devem ter utilizado cordoalha de uma bitola bem avantajada. Imagina o peso que isso deve ter só em cordoalha agindo sobre a estrutura treliçada.
    Deve render um bom premio aos engenheiros além dos honorários.

    Pode muito bem ter chegado aos valores anunciados.






Tópicos Similares

  1. Respostas: 4
    Último Post: 15-07-2014, 16:14
  2. Airaya 5.8 GHz (Lancamento na Wireless Brasil)
    Por Wireless_Brasil no fórum Redes
    Respostas: 11
    Último Post: 20-10-2005, 11:27
  3. trafico gigante na porta 25
    Por PolacoCWB no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 6
    Último Post: 14-10-2005, 18:49
  4. 2 AP´s 2000 na mesma torre
    Por Kandango no fórum Redes
    Respostas: 0
    Último Post: 16-09-2005, 13:12
  5. 2 ominis na mesma torre
    Por emanuel no fórum Redes
    Respostas: 9
    Último Post: 05-12-2004, 23:10

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L