Full Routing = Roteamento completo (sem filtro), ou seja, você recebe ou envia todas as rotas conectadas a seu fornecedor / cliente. Isso pode sobrecarregar seu equipamento levando em conta que receberá todas milhares de rotas da internet. É recomendado apenas se tiver vários links.


Partial Routing, recebe as rotas definidas pelo seu parceiro fornecedor do link.
Ou seja, ele que define que você terá acesso diretamente, as rotas não inclusa não terá acesso por esse link.

Exemplo:
Se seu fornecedor lhe autoriza apenas acesso ao PTT, vc terá as rotas de todos porem se quiser chegar a um site fora não sai. Fazendo um teste de tracert seu pacote ficará batendo no /30 sem saber para onde ir por não recer esse IP em sua tabela de rota.


Update souce é por que você está conectado Loopback de do roteador que está enviando a rota para você.


Loopback é uma interface virtual onde quando você tem 2 ou mais links, é com ela que você aponta as rotas MPLS ou BGP é obrigatório ou não teria sentido ja que esse protocolo e dinamico. A vantagem de usar MPLS é caso perca a conexão com uma interface fisica, ou até mesmo um equipamento, automaticamente o trafego pode comutar para outra interface ou equipamento que levando em consideração a métrica e latência identificada na tebela de roteamento dinamica, ou caso vocÊ tenha feito uma rota manual e setado um peso nela o reteamento será apontado para interface com melhor métrica.

Espero ter ajudado o assunto é um pouco complexo.