+ Responder ao Tópico

  1. Não adianta ele utilizar um spliter 1:2 somente, pois para isso ele tem que ter um projeto de emendas ópticas, pois ja é uma rede Gpon ou Gepon!!! E caso ele for colocar uma dessas tecnologias ele não precisa colocar switch no poste, pois o maior investimento que é a OLT já vai ter sido comprada, ai é só colocar caixa conectorizada nos postes e atender o cliente direto com fibra... e em questão de custo vai de Gepon, que sai bem mais em conta....


  2.    Publicidade


  3. Citação Postado originalmente por lucas.intervel Ver Post
    o maior investimento que é a OLT já vai ter sido comprada, ai é só colocar caixa conectorizada nos postes e atender o cliente direto com fibra... e em questão de custo vai de Gepon, que sai bem mais em conta....
    Vamos supor que ele não tenha muito dinheiro para começar. Com pouca grana dá para comprar uma OLT GEPON básica para 128 ONUs. Como cada ONU é um switch de no mínimo 8 portas, dá para atender 1024 clientes com uma OLT básica.
    Para atender direto com fibra, precisa de uma OLT chassi com placas para uns 512 ONUs já no começo, o que já é bem mais caro.

  4. Citação Postado originalmente por faelldantas Ver Post
    Pessoal,
    (tipo um switch de fibra), que receba a fibra em outra porta, tenha uma porta rj45
    procure pela FitNetworks, eles tem tanto PACSwitch quanto PACPON. Ambos são comercializados em caixas próprias para montagem em postes, e o PACPON é justamente o que vc procura, entra uma fibra saem 8 portas POE para atendimento a clientes ou cascateamento para um PACSwitch.

    De qualquer forma, rede óptica hoje, salvo interligação de condomínios verticais por exemplo, ou atendimento de clientes de maior porte e próximos de vc, tem que ser GPON / EPON, por mais que pareça caro, se vc imaginar um par de conversores e uma fibra por cliente imagine a estrutura e o custo!!!

    Outra coisa, cuidado ao colocar equipamentos ativos no poste! Exemplo, uma caixa de emendas ópticas é considerado passivo (não tem energia), aqui sai mais ou menos 15 reais/mês o aluguel do poste com um passivo (+- 3 reais/mês o poste somente com um ponto de fixação para passagem de cabo), já se o poste tiver um ativo, a concessionária cobra uma bagatela de 80 reais/mês/poste.

    Não se esqueça que para tudo dar certo vc precisa fazer um projeto e homologar junto a concessionária de energia da sua região para poder usufruir do compartilhamento de postes, e claro, pagar um mensal a eles.

  5. Citação Postado originalmente por lucas.intervel Ver Post
    Não adianta ele utilizar um spliter 1:2 somente, pois para isso ele tem que ter um projeto de emendas ópticas, pois ja é uma rede Gpon ou Gepon!!! E caso ele for colocar uma dessas tecnologias ele não precisa colocar switch no poste, pois o maior investimento que é a OLT já vai ter sido comprada, ai é só colocar caixa conectorizada nos postes e atender o cliente direto com fibra... e em questão de custo vai de Gepon, que sai bem mais em conta....
    Por mais que eu considere barata a solução GPON/EPON (quanto comparada a mesma estrutura se fosse utilizar conversores convencionais) a OLT não é nem de longe a maior despesa do projeto. Pense em todos os cabos, lançamento dos mesmos (a menos que sua equipe esteja apta a trabalhar nos postes, ou que a concessionária de energia não ligue pra vc subindo lá!), Splitters, Caixas de emendas, ONU's (uma por cliente no caso de FTTH), Ferragens, mensalidade de compartilhamento de postes, custos de projetos, ferramental (máquina de fusão, no mínimo um power meter), e por ai vai...

    Rapidinho o custo da sua rede supera em muito o valor da OLT!

  6. Citação Postado originalmente por marcioelias Ver Post
    Outra coisa, cuidado ao colocar equipamentos ativos no poste! Exemplo, uma caixa de emendas ópticas é considerado passivo (não tem energia), aqui sai mais ou menos 15 reais/mês o aluguel do poste com um passivo (+- 3 reais/mês o poste somente com um ponto de fixação para passagem de cabo), já se o poste tiver um ativo, a concessionária cobra uma bagatela de 80 reais/mês/poste.
    Que facada! Qual a concessionária aí? Aqui cobram R$7 poste e vi dizer que se tiver algo a mais que cabo é R$15, mas não sabia que colocando ativo eles anunciavam o assalto.
    Vou ver com a CEMIG; se aqui for assim também, lá se vai meu plano de colocar PAC-PONs alimentados por PoE dos clientes, o jeito fica sendo FTTH.

    Citação Postado originalmente por marcioelias Ver Post
    Pense em todos os cabos, lançamento dos mesmos (a menos que sua equipe esteja apta a trabalhar nos postes, ou que a concessionária de energia não ligue pra vc subindo lá!)
    O que eles costumam exigir para poder subir nos postes? NR10 e NR35?




Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L