+ Responder ao Tópico

  1. Citação Postado originalmente por faelldantas Ver Post
    Obrigado pelas explanações.
    @marcioelias, esse produto da fitnetworks é interessante, só que ainda nao vi a questao de como me atenderia da forma que quero!

    Equipamento em um poste, recebendo fibra e jogando a fibra para outro poste como se fosse um switch de fibra, e assim por diante.

    Li aqui que o pessoal usa cabe fe ou até mesmo cabo de rede para passar energia, estou fora disso, pois pelo que falaram pode ser uma dor de cabeça bem maior, prefiro tentar optar por equipamentos passivos.

    Ainda nao tenho o projeto, estou pensando em implementar para 2015. Mas já estou pensando em como pretendo atender os clientes pois quero para o futuro ter TV (quem sabe) e telefonia. Entao, meio que eu queria fazer um projeto de uma vez só. Para nao mecher muito, tipo um investimo só.

    Pensei em começar com a rede fast da volt, depois pensei na rede giga, e agora estou pensando em fibra, mas pelo que eu vi naõ é tão simples assim.
    Se vc quer a rede toda passiva realmente vc vai ter que ter no mínimo um ativo na empresa (OLT) e um no cliente (ONU/ONT), no restante é fusão, conectorização e uso de Splitters (divisor óptico, tipo um "hub de luz"), mais a premissa é estes componentes trabalhando em conjunto.


  2.    Publicidade


  3. Obrigado por responderem.

    Citação Postado originalmente por marcioelias Ver Post
    - Caminhão com Muck de não sei qts toneladas
    O caminhão tem que ser do provedor ou pode ser de uma terceirizada?

    Citação Postado originalmente por marcioelias Ver Post
    - Banheiro quimico
    Caraca, pra que isso? hahaha

    Citação Postado originalmente por marcioelias Ver Post
    Enfim, em lançamentos maiores de cabos contratamos terceirizados
    É muito caro o serviço dessas empresas?

    Citação Postado originalmente por faelldantas Ver Post
    Equipamento em um poste, recebendo fibra e jogando a fibra para outro poste como se fosse um switch de fibra, e assim por diante.
    Com fibra não é assim, você está querendo pegar a gambiarra das redes UTP e colocar em uma óptica.

    O que você descreveu:
    [switch]-----fibra + cabo FE------[switch]------fibra + cabo FE------[switch]

    O certo e melhor a fazer:
    -----------------------------------fibra-------------------------------------
    .......|..........................|...............................|............................|
    .[PAC-PON].............[PAC-PON]..................[PAC-PON]...............[PAC-PON]

    Ignore os pontos, são só para alinhamento.

    Nesse caso aí, os PAC-PONs (Vertical Simples ou FIT Networks) são alimentados por PoE, com energia vindo de fonte -48V DC na casa dos clientes.
    Se for usar switch comum (mais barato, mas é burrice), vai precisar de um cabo FE saindo da central do provedor e passando por todos switches com energia DC (algumas concessionárias só permitem até 48V, outras até 96V, ambas insuficientes para uma rede grande com muitos switches) para alimentá-los. Isso dificulta que aprovem o projeto de uso dos postes e é como pegar uma das piores características das redes UTP e colocar em uma rede óptica.


    Citação Postado originalmente por faelldantas Ver Post
    Ainda nao tenho o projeto, estou pensando em implementar para 2015. Mas já estou pensando em como pretendo atender os clientes pois quero para o futuro ter TV (quem sabe) e telefonia. Entao, meio que eu queria fazer um projeto de uma vez só. Para nao mecher muito, tipo um investimo só.
    Se fizer desse jeito que está descrevendo, atendendo clientes por UTP, só vai conseguir fornecer TV por IPTV e telefone por VoIP. Se entregar fibra direto na casa do cliente, TV ocupa um comprimento de onda na fibra (1550nm) e telefone ocupa outra (1383nm, se não me engano).
    Por que a segunda forma é melhor? Na primeira, os dados de TV e telefone vão ocupar a banda de sua rede, na segunda cada tipo de dado possui uma banda própria e não interfere um no outro.

    Citação Postado originalmente por faelldantas Ver Post
    Pensei em começar com a rede fast da volt, depois pensei na rede giga, e agora estou pensando em fibra, mas pelo que eu vi naõ é tão simples assim.
    Com fibra é mais simples que ter que fazer gambiara com cabo FE para alimentar ponto e precisar ter um switch a cada 80m, tendo ou não cliente ali. Além disso, é muito mais simples ter uma rede PON do que uma UTP toda energizada onde as coisas queimam a todo momento - depende do clima da região e interesse do dono do provedor em fazer as coisas direito, mas esse direito é mais difícil que com fibra.

    Citação Postado originalmente por alexandrecorrea Ver Post
    CEMIG 6.90 sem negociação !
    O preço varia um pouco conforme a região e demanda. Aqui só tem a Oi usando os postes e já está custando uns R$7 e pouco, quero nem ver se aparecer mais operadoras e provedores.
    Espero que dê certo aquele ajuste para R$3,19, vai ser a salvação do mundo.

    Citação Postado originalmente por alexandrecorrea Ver Post
    Obrigatório = SCM no nome da contratante, PPRA/PCMSO, NR10 e NR35
    Exigem caminhão, banheiro químico, etc., igual à Calesc, do @marcioelias?
    Tenho que dar um jeito de falar com a CEMIG e pedir todas essas informações...

  4. Essas exigências é para credenciamento para trabalhar diretamente nos postes, poder lançar qualquer cabo em qualquer poste. Não temos isso tudo para pequenos trajetos e/ou atendimento a cliente.

    Em trajetos maiores contratamos terceirizadas, elas que se virem são pagas para isso!

  5. @TsouzaR, entrei em contato com o pessoa da fitnetworks, os mesmos me orientaram dessa forma, fibra -- spliter 1/2 (um entra no pacpon o outro segue com emenda pro prox pacpon) -- emenda --- slpliter 1/2 e assim por diante, tava vendo a quantidade de emendas que teria na minha rede e mesmo assim estaria distribuindo via utp.

    Em relação a solução da volt, foi em relação a mesma ja ter uma solução pronta em rede giga, ter bateria que é alimentada em poe passivo pelo cliente (caso nenhum esteja ligado, a bateria segura por 6 h, eu acho), e teoricamente nao tão dificil de implementar.

    Realmente fibra na ponta pro cliente seria maravilhoso, mas realmente ainda são planos, ainda estou em ascensão na rede wireless e jé penso em oferecer esse diferencial aos meus clientes, mas nao tenho tanto capital assim.

    Na solução giga da volt (estou falando volt, pelo fato de eu ter tomado conhecimento de como funciona somente a solução deles). Eles tem uma opção onde é possivel colocar um conversor de fibra dentro do PD deles, entao, creio eu, que se é possivel colocar um conversor desse, é possivel fazer a mesma coisa com os pacpons, fibra, slipter, emenda, spliter e por ai vai, e em relação, no PD deles tem um switch gigabit, entao, teoriacamente o cliente estaria rececendo via cabo utp, uma conexao giga, só que vou "obrigar" o cliente a usar um roteador, e nao vao ser todos que possuem rede giga, entao meio que seguindo uma logica, teria sobra, pois estaria usando somente 100 MB e nao 1 GB.

  6. Citação Postado originalmente por faelldantas Ver Post
    @TsouzaR, entrei em contato com o pessoa da fitnetworks, os mesmos me orientaram dessa forma, fibra -- spliter 1/2 (um entra no pacpon o outro segue com emenda pro prox pacpon) -- emenda --- slpliter 1/2 e assim por diante, tava vendo a quantidade de emendas que teria na minha rede e mesmo assim estaria distribuindo via utp.
    Isso aí que estávamos tentando te explicar.

    Citação Postado originalmente por faelldantas Ver Post
    (caso nenhum esteja ligado, a bateria segura por 6 h, eu acho)
    E de noite, como faz? E se um certo ponto ficar sem ninguém ligado durante a noite toda enquanto alguém do outro lado da rede precisa muito acessar a Internet? 6h é só um pedaço da noite, uma hora a bateria acaba e a rede para.

    Com backbone em fibra, se o PD estiver sem cliente, ele desliga e isso não vai atrapalhar em nada o restante da rede.

    Calcule os gastos que você vai ter para montar uma rede UTP:
    - PD (geralmente custa mais de R$500 cada um) a cada 100m, mesmo se não tiver cliente (como vai ficar ligado?)
    - cabo de rede blindado custa mais que fibra (vi o Hércules por uns R$2,40/metro).
    - dependendo da concessionária de energia, vai sair mais caro o aluguel dos postes - como o marcioelias disse - e ainda vai ser mais difícil conseguir aprovação do projeto com energia na rede

    Citação Postado originalmente por faelldantas Ver Post
    Realmente fibra na ponta pro cliente seria maravilhoso, mas realmente ainda são planos, ainda estou em ascensão na rede wireless e jé penso em oferecer esse diferencial aos meus clientes, mas nao tenho tanto capital assim.
    Estou pesquisando valores, aqui já está cheio de provedores wireless e pretendo começar já com fibra ano que vem (preferência para atendimento por UTP, inicialmente). Vou tentar arrumar dinheiro de tudo que é jeito, mas fazer rede UTP eu não vou mesmo. Sai mais caro e é pura gambiarra. Se não conseguir grana suficiente, vai ser wireless (com umas diferenças dos outros provedores) até ter recursos para cabear.
    Pesquise aí e veja qual é mais viável, fibra ou UTP.

    Citação Postado originalmente por faelldantas Ver Post
    Eles tem uma opção onde é possivel colocar um conversor de fibra dentro do PD deles
    Mais uma coisa para ficar ligada. Até onde conheço a solução da Volt, o PD deles é projetado para ligar somente o switch, nada mais. Como esse conversor de mídia vai ficar ligado lá dentro da caixa?

    Citação Postado originalmente por faelldantas Ver Post
    que se é possivel colocar um conversor desse, é possivel fazer a mesma coisa com os pacpons, fibra, slipter, emenda, spliter e por ai vai
    Conversor de mídia só faz conexão ponto-a-ponto. Vai precisar de um conversor em sua central para cada PD. Cada conversor custa uns R$250. Pra manter 40 PDs, só na central vai R$10.000,00 em conversores, R$20 mil se contar com os que vão dentro da caixa na rua.
    Isso sem considerar que um cabo de 24 fibras, por exemplo, só iria ligar 24 PDs. Para ligar 128 precisaria de 1 cabo de 144 fibras, que custa uns R$15/metro.
    Usando OLT, teoricamente até com um cabo de 6 fibras você conecta todos PDs, ficando limitado só pela capacidade da OLT (uma para 128 ONUs custa quase R$5 mil).

    Analise aí. Pelo que já pesquisei rede UTP é a forma mais cara e ruim de mexer para atender por cabo.




Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L