Tem mais um detalhe: Esses forros esquentam, sem ventilação chegam facil nuns 55 graus. Componente tipo capacitor estufa se aquecer, já guardei uma caixa com uns em ambiente a 55 graus e depois de uns 30 dias praticamente todos estufaram, desde baratinhos da Lelon até uns caros de Rubycon ou Sanyo. Fora roteador ou modem que ficou em estoque queeeente e estufou capacitores ainda dentro da caixa lacrada. Já tirei DVR de forro que em 5 meses parou por capacitor estufado, mas já achei forro fresco o suficiente pra colocar DVR, roteador, fontes e até bateria. Mas esse da foto é dos quentes, que deve chegar nuns 50 ou 55 graus facil, estufar capacitor facil (Se fosse uma CPE Krazer, Kozumi, Elsys ou OiwTech suspeito que em meio ano teria problemas, UBNT usa componente mais resistente). Pensa no que é ir num estoque de telhado simples tipo esse, pega uma caixa de 100 capacitores numa prateleira alta, e ver todos estufados. 300 capacitores ou mais perdidos por conta de um estoque quente, sem ventilação, modem e roteador NOVO com capacitor estufado sem nunca nem ter sido usado... imagina o que esse NS M estão sofrendo. Se for como aqui, nem as abraçadeiras vão aguentar mais tempo que fora, é muito calor. Um capacitor comum de 105 graus suporta 1000 horas a 105 graus, 2000 a 95 graus, e assim segue até 16 mil horas a uns 65 graus (55 graus do ambiente, mais 10 gerados pelo circuito), e isso vem a ser 666 dias, ou seja, em 2 anos o capacitor tem ESR inutil, tem que ser trocado. UBNT evita filtragem via muitos capacitores eletrolíticos por isso, na California também tem calor. A MK na Letonia pelo visto não tem noção de calor e se calca mais em eletrolíticos, sorte que usa capacitores melhores, umas 4x mais duraveis queo os comuns, mas ainda assim as vezes tem RB estufando capacitor em 4 anos num calor tipo um forro desse ou caixa hermetica (E caixa hermetica acreditem, nem sempre é tão quente quanto forro, tem vento batendo, é meia hora de 60 graus e 20 horas abaixo de 30, nos forros o calor é constante).