+ Responder ao Tópico



  1. #1

    Angry Cliente com sinal fraco prejudica os outros clientes?

    Olá pessoal, estou com dúvidas sobre clientes conectados no meu AP com sinal bem fraco, e gostaria de saber se isso faz com que a performance do meu AP piore. Percebi que meu AP reinicia algumas vezes e que isso vem ocorrendo depois que conectei 2 clientes com sinal baixo.

  2. #2

    Padrão Re: Cliente com sinal fraco prejudica os outros clientes?

    Citação Postado originalmente por RBARCEL0S Ver Post
    Olá pessoal, estou com dúvidas sobre clientes conectados no meu AP com sinal bem fraco, e gostaria de saber se isso faz com que a performance do meu AP piore. Percebi que meu AP reinicia algumas vezes e que isso vem ocorrendo depois que conectei 2 clientes com sinal baixo.
    Prejudica sim...
    Mas não a ponto do AP reiniciar. Isso deve ser outra coisa... a não ser que o processamento seja tão alto a ponto de bloquear o rádio. Mas fico pensando em outro problema e não sinal. Não é normal.

    O que acontece quando cliente tem sinal baixo é que a conexão dele e só a dele fica modulando em data rates baixo. A perda de pacotes é muito maior e daí o AP e a Station ficam negociando reenvio de pacotes. Isso faz a latencia geral da rede aumentar bastante.
    Depois que o AP atendeu ou descartou a Station de sinal baixo, passa a atender os outros Station de sinal bom com o data rates melhor. Dai o desempenho volta ao normal. Mas como isso acontece em frações muito pequena de tempo passa a ideia de que todo mundo está com data rates baixo.

    Seu AP deve estar com tudo em default ou automático, não?

    Tenta configurar o ack time out para um valor compatível para a maioria dos clientes. Este parâmetro é baseado em distancias, mas mesmo um cliente perto com visada prejudicada e consequente sinal baixo, o AP vai entender que este cliente é distante.
    Assim você configura um valor de 40ms por ex. e daí o cliente de sinal ruim só vai ficar este tempo na espera de resolver a conexão. Não dando certo, ele é descartado e o AP vai atender os outros clientes.

    Outra coisa é fixar o data rates. Nisso o @rubem tem explicado bastante.. Logo ele aparece para te dar uma aula sobre isso.
    O datasheet dos equipamentos normalmente traz a sensibilidade e uma tabela de quanto vai modular com determinado nível de sinal. Muitas vezes fixando o datarates no rádio do cliente num valor baixo tipo 11mbps, que é baixo para uma configuração default mas alto para o modo B, na verdade o máximo do B, vai obrigar o cliente a acompanhar ou ser desconsiderado.

    E daí no AP você configurar em b/g por exemplo (estamos falando em 2.4) e fixar o data rates em 11 e 18 por exemplo ( no mikrotik aceita mas Ubiquiti não permite este jogo), cliente que não estiver bom vai ser jogado para 11mbps em modo B, que aceita um sinal não tão bom. Se você deixa em default o data rates o que vai acontecer é que o cliente ruim vai ser jogado para modulação em 1mbps que é modulação binária e muito ruim.

    Os clientes de sinal melhor vão ser jogados para os 18mbps e deslanchar um pouco melhor neste cenário desigual. Não se iluda em jogar os clientes para modulações de 48 ou 54mbps.. Quanto maior a modulação melhor tem que ser o sinal. E o AP para ficar subindo e descendo data rates também vai precisar trabalhar mais e não contribui para a estabilidade da rede.

    Estas coisas podem ajudar um pouco mas nem sempre vai resolver. Sinal ruim é sinal ruim.



  3. #3

    Padrão Re: Cliente com sinal fraco prejudica os outros clientes?

    Obrigado moderador.
    Sua resposta ta quase me convencendo à configurar meu AP nos modos b/g ao invés de b/g/n (como está atualmente). Acho que vai rolar assim, pois meus cliente estão num raio de aproximadamente de 1200 mts da torre, e cobrem 240º da minha antena que é uma omni de 12Dbi. Será que nesses modos consigo melhores resultados, enfim, vou aplicar esta nova configuração e fixar meus data rates partindo do 11.
    Uso uma RB433 + R52hn + omni 12 Dbi 2Flex para 30 clientes numa hibrida, sendo 20 cabeados e 10 wireless.

  4. #4

    Padrão Re: Cliente com sinal fraco prejudica os outros clientes?

    Acho que não só sinal baixo, qualquer um com CCQ ruim ou pass throughput ruim "pesa" bastante. Na verdade acho que sinal baixo é o menor dos males, quem detona rede é ccq variando e pass throughput variando, quando isso varia por falta de visada ou zona de fresnel suja nem sempre o sinal está baixo.



  5. #5

    Padrão Re: Cliente com sinal fraco prejudica os outros clientes?

    Citação Postado originalmente por RBARCEL0S Ver Post
    Obrigado moderador.
    Sua resposta ta quase me convencendo à configurar meu AP nos modos b/g ao invés de b/g/n (como está atualmente). Acho que vai rolar assim, pois meus cliente estão num raio de aproximadamente de 1200 mts da torre, e cobrem 240º da minha antena que é uma omni de 12Dbi. Será que nesses modos consigo melhores resultados, enfim, vou aplicar esta nova configuração e fixar meus data rates partindo do 11.
    Uso uma RB433 + R52hn + omni 12 Dbi 2Flex para 30 clientes numa hibrida, sendo 20 cabeados e 10 wireless.
    O problema é mais os datarates usados que os modos.
    Como o mesmo sinal baixo de digamos -75 você conseguiria qualidade similar nos datarates de 11M em B, 12M em G e 13M em N, mas na prática vejo os mesmos CCQ's com 11M em B, 18M em G e 26M em N.
    O o problema de G ou N é usar datarates altos onde não há sinal. Pra 54M em G ou 65M em N você precisa sinal pra lá de alto, tipo -55 ou -60 dependendo do equipamento. Se tiver sinal abaixo de -60 você tem que usar datarates menores, seja A, G ou N.

    B fez muito sucesso porque mesmo o maior datarate desse modo é pequeno, 11M, com datarate pequeno desse você tem potencia maxima nos hardware, tem a maxima sensibilidade também, e precisa uma relação entre sinal e sensibilidade menor (Também SNR menor, pode usar a diferença entre sensibilidade e nível de sinal como SNR). O "problema" de muita gente que se dá mal com G ou N é deixar tudo automatizado e trabalhar com sinais baixos, pra modos automaticos funcionais precisa sinal muito bom.

    Não sei o que está usando como AP, por falar "AP" imagino que seja uma PCBA ou roteador de cliente (Intelbras, Greatek), esses são meio pobres na config., mas usando MK como AP você pode selecionar datarate em 11M em B, 12 e 18M em G, e 19 e 26M (MCS2 e MCS3) em N, com esses modos configurados pode deixar em modo B/G/N e trabalhar com sinais tipo -65 a -75 que a maioria terá CCQ alto, passthroughput alto, ping sem perdas (ping -l 1400 SEMPRE, não adianta quase nada dar um ping normal porque ele usa pacotes de 32 bytes, mas a navegação e downloads usam pacotes de 1400 bytes ou mais, um ping com 1400 bytes mostra melhor a realidade de perda de pacotes), só tem que respeitar visada e zona de fresnel. Nível de sinal alto é MENTIROSO quando tem obstaculos mas o cliente está perto, um cliente a 300m sem visada pode ter o mesmo nível de sinal de um sem obstaculos a 900m, mas o sem visada terá CCQ baixo, ping's perdidos, passthroughput ruim, eles vai consumir mais tempo repetindo pacotes que o outro com visada, então nível de sinal não pode ser levado a serio quando não tem visada e zona de fresnel, nem o CCQ é tão confiável, o jeito é testar velocidade ou ver ping grande, se for velocidade baixa ou o ping grande ( -l 1450 digamos) for demorado tipo 30 a 100ms você está criando repetição de pacote perdido nessa conexão, esse cliente passa a "pesar" o mesmo que 3 ou 4 clientes de sinal bom, ao invez de suportar 20 clientes o AP suporta 5 antes de decair a qualidade geral das conexões.

  6. #6

    Padrão Re: Cliente com sinal fraco prejudica os outros clientes?

    Entendi rubem. Obrigado mais uma vez.

    Mas qual seria a média perfeita de ccq para vários clientes? Digo, a partir de quanto? 60 pra cima ta bom?



  7. #7

    Padrão Re: Cliente com sinal fraco prejudica os outros clientes?

    RBARCELOS, não existe uma média perfeita, mais sim uma faixa a ser considerada para o seu cenário.
    Seria muito bom você dar uma olhada em materiais que falam sobre Lençol Digital para melhor entendimento.
    Mais a grosso modo, seria você estabelecer um nível de sinal aceitável na sua rede de forma que o mesmo possa ser atingido tanto pelo seu cliente mais próximo como no seu cliente mais distante.

    Sugiro a você dar uma olhada nos vídeos da GEnge no youtube, segue link do especifico sobre Lençol Digital:


  8. #8

    Padrão Re: Cliente com sinal fraco prejudica os outros clientes?

    E sugiro não confiar tanto no CCQ. Onde falta zona de fresnel o CCQ varia ou é mentirosamente alto. Prefiro (E recomendo MK) pra olhar em connectios, na aba Signal de cada conexão o pass throughput, ele nem sempre varia junto com o CCQ, se tem zona de fresnel ruim você pode ter isso:
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         Sem título.gif
Visualizações:	158
Tamanho: 	111,5 KB
ID:      	57569
    CCQ parece "lindo" pra um usuario de B, variando de 85 a 95%, mas na prática essa conexão é um lixo, a cada 12 ou 15 ping são perdidos 2 ou 3, uma hora tem tráfego real conseguível de 500Kbps, outra hora consegue 2Mbps (Enquanto se tivesse zona de fresnel limpa variaria tipo cde 3 a 4Mbps o tempo todo).

    Já ví CCQ em 90% com pass throughput de 200kbps em B, altamente mentiroso!
    Então o jeito acho que é dar um ping com pacote grande, digamos
    ping -t 192.168.1.1 -l 1450
    (Não dê ping rumo a internet, mas sim rumo ao seu servidor)
    1450 bytes é o tamanho do pacote típido de navegação e download. Ping perdido é exibido como perdido (Timeout), mas em download cada pacote sem resposta é re-solicitado, então o download pode ser feito com velocidade alta e sem erros, mas a navegação as vezes perde um pacote de uma imagem ou ad, aí o site não é carregado corretamente ou demora pra carregar. O cliente nota isso, download usa toda a velocidade contratada mas a navegação é péssima, isso é resultado de conexão ruim, não necessariamente o CCQ vai estar ruim, mas deve ter problema físico na conexão (Zona de fresnel, ruído, radio vagabundo, problema em antena, etc).

    Roteaodor de mesa atualiza sinal devagar, mas se na mesma antena você ligar um bom adaptador USB e usar software tipo o NetStumbler e ver o nível de sinal em escala verá variação rapida, mudando 2 ou 3dB por segundo, enquanto roteador de mesa é uma carroça que atualiza só 1x por segundo, mostra variação de 1dB. MK e UBNT também são meio lerdos pro meu gosto (No print acima, 1dB de variação de sinal cria variação grande no CCQ, mas não adianta o sinal subir, sem zona de fresnel limpa a banda passante (Pass throughput) pode é DESCER!).

    Teste real é testar banda passante e tempos de resposta. Copiar arquivo de servidor via rede (Se usar MK com microSD pode deixar um arquivo de teste nele e fazer sempre o teste de velocidade de download dele) é uma boa, mas mantenha sempre do lado um ping -l 1450 pra ver se não perde ping ou se eles não ficam lentos demais tipo 40ms, numa rede boa com ou sem download rodando você tem ping fixo, no maximo 10ms de jitter (Diferença entre um ping e outro, 1 ping a 10ms e outro a 25ms significa jitter de 15ms, pra rede B (A pior possível) isso tá bom, difícil conseguir jitter baixo em B). Com o tempo você vai ver CCQ de 95% mas com trafego baixo e ping ruim, e noutro canto CCQ de 80% mas com velocidade mais alta e ping mais estável, vai notar que CCQ não é confiável, e nível de sinal menos ainda, mas isso é tudo culpa de falta de visada ou zona de fresnel, se todos tivessem zona de fresnel limpa você poderia confiar em CCQ, nível de sinal, e distancia marcada no ack-timeout.



  9. #9

    Padrão Re: Cliente com sinal fraco prejudica os outros clientes?

    Valeu Dimas.
    Mais tarde e com mais tempo irei ver o vídeo. Em relação a estabelecer nível de sinal, tem a ver com estabelecer uma distancia fixa e não (default) como está, do Ap com meus clientes?

  10. #10

    Padrão Re: Cliente com sinal fraco prejudica os outros clientes?

    Sobre nível de sinal na torre, pra equalizar o nível de sinal dos clientes (Não nos clientes) você limita a potencia nos clientes.

    Cliente distante com potencia alta, cliente proximo com potencia baixa, de modo que todos tenha sinal uns 4 ou 5dB a mais ou a menos.

    UBNT e MK permitem ajuste de 1 em 1dBm de potencia, não despreza o poder de 1dBm! Na escala decibelimetrica a cada 3dB o nível de sinal DOBRA, então aumentar 1dBm na potencia significa na prática colocar sinal 33% mais alto.

    Sobre sinal escaneado idem, a cada 3dBm a nível de sinal dobra (Quando aumenta, ou cai em 50% quando diminui 3dB), uma variação de 3dB no nível de sinal significa que o sinal está caindo pela METADE as vezes. Sinal variando 1dB pode ser margem de erro da etapa de RF, complicado confiar nisso (Por isso digo pra medir banda passante e ver ping), mas se o sinal variar MESMO 1dB significa sinal aumentando 30% e normalizando.
    (O ser humano é mais visual, não notamos variação de 1 ou 2dB numa musica tocando, mas notamos nitidamente uma variação de 30% na iluminação, uma lampada de 1000 lumens que as vezes fica mais forte chegando a 1300 lumens chama atenção de todo mundo, impossível não notar. Até quem tem algo tipo só 20% da visão notaria uma variação de 100%, uma lampada pulando de 600 pra 1200 lumens é impossível não notar. 100% a mais de sinal seriam só 3dB a mais de sinal, não despreze o decibel)



  11. #11

    Padrão

    Boa noite meus queridos!
    Fiz várias configurações no meu AP (que é um MK rubem rs) e to conseguindo estabilizar meus clientes com bons resultados. Não parei, não está concluído, mas vou continuar nessa batalha. Configurei vários parâmetros e todos relacionados aos que vocês me orientaram e consegui chegar nesse resultado que vou postar aqui.
    Forte Abraço!
    Miniaturas de Anexos Miniaturas de Anexos Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         print.jpg
Visualizações:	115
Tamanho: 	132,8 KB
ID:      	57576  

  12. #12

    Padrão Re: Cliente com sinal fraco prejudica os outros clientes?

    Vix, mas você está usando o maior datarate! Não é a toa que um cliente com -76 está só com 35% de CCQ.

    Testa colocar todos os clientes (No setup de cada roteador) com menos de 24M de datarate, recomendo 12 ou 18M. E na aba datarate do MK (Mikrotik) coloca os datarates 24M e 36M apenas (54M exige sinal mais alto, se não tem sinal suficiente simplesmente os pacotes chegam ilegíveis e eles são re-solicitados, o mesmo pacote é repetido, as vezes 3x, isso atrapalha os outros também, e a culpa é da escolha ruim do datarate).

    G não é ruim, só é mal-usado, não é porque ele vai até 54M que você tem alguma vantagem em usar 54M se a banda vendida pros clientes é algo tipo 1 ou 2Mbps. A banda total passante em datarate de 36M em G é algo tipo 14Mbps, dividir isso por 8 clientes simultaneos é tranquilo mesmo se vender 2Mbps pra cada, dos 8 só deve ter 1 ou 2 consumindo toda a banda contratada a cada momento.

    O mínimo a fazer é colocar no cliente (No setup do roteador do cliente) um datarate bem mais baixo, se colocar 12M terá upload maximo de quase 5Mbps, acho que ninguém é louco de vender upload maior que 500Kbps quando usa coisa velha tipo G então tá tranquilo. Não tem nem MEIO motivo pra usar datarate alto no cliente (24M de datarate pra upload de 500Kbps?).

    O que recomendo que teste é:
    Datarate de TX na torre: 36M (Esse será o RX nos clientes)
    Datarate de TX nos clientes: 12M (Esse será o RX na torre)
    E ack-timeout teste 50us (Fixo), varie de 40 a 60us pra ver se melhora o CCQ ou o ping (Marca no roteador a opção de ping pela wan, depois via MK ou pelo Windows dê um ping -l 1450 rumo ao uns roteadores escolhidos randomicamente)

    Pra ver como o CCQ não é confiável, seu cliente com melhor sinal tem -52, mas o CCQ está em 78%. O CCQ perfeito (100%) está com quem tem sinal -57 a -63, eu diria que a margem ideal pra você trabalhar seria (Se usar 36M de TX e 12M como RX) os clientes entre -56 e -66, se um cliente tem -52 você reduz a potencia no roteador dele (Isso deve ser feito na instalação, você começa conectando em potencia maxima e datarate baixo, aí acessa o Winbox e verifica sinal, baixa a potencia do cliente conforme precisar, pra não ter alguém gritando (Em -52) e alguém sussurando (Em -72)).



  13. #13

    Padrão Re: Cliente com sinal fraco prejudica os outros clientes?

    Pois é @rubem , algum tempo atrás alguém criou o termo "lençol digital" e o mundo caiu em cima dele. Não é exatamente o mesmo que voce propõe mas aponta no mesmo sentido... Nunca gostei de usar tudo em default. Se tem lá opções de configuração é porque em determinados momentos se faz necessário.
    O que mais se vê é querer sempre deixar tudo no máximo... prá que data rates alto, para que canal de 40mhz quando se precisa passar muito menos do que isso? Até parece que somos atingidos pelo marketing avassalador que coloca números nos últimos modelos... e daí o consumidor sempre corre atrás dos números altos...
    Um dia, anos atrás conversando com um rapazinho que tinha um provedor, falei em ack e ele me perguntou o que era isso? Daí não dá né?

  14. #14

    Padrão Re: Cliente com sinal fraco prejudica os outros clientes?

    Eu ficaria até feliz se desconhecem apenas ack timeout :-)

    O pior que vejo numas redes em modo auto é algo tipo 54 ou 65M no TX, com CCQ tipo 70 a 90%, mas o RX feito no modo auto em 1M (Graças a porcaria no A/N da UBNT, se fosse fixo em N iria pra 6,5M). Falta sinal, a CPE do cliente percebe a perda de pacotes, e só o que ela pode fazer pra tentar melhorar CCQ é baixar o datarate de TX dela mesma, ela só tem uma conexão pra se preocupar então o modo auto dela tem tudo pra funcionar bem, mas o AP na torre está com processador ocupado demais e fica insistindo no maior datarate possível.

    E 1M cliente>torre eu acho pouco demais, tem muito broadcast de rede que precisa passar, 1M é pouco demais, quando eu tive isso na minha rede tinha ping -l 1450 lerdo tipo 80ms, e perdendo 1 em cada 10, eu acho isso uma rede lixo, mas... a porcaria do CCQ nos UBNT nesses casos é mostrada como 90 ou 95%. E isso me deixa louco, 80ms em 300m e 10% dos pings perdidos pra mim é uma rede lixo, mas... muito roteador exibe CCQ de 90% em rede assim. Aí o iniciante mal aprendeu que é importante ver o CCQ e já é confrontado com uma rede em que o CCQ não é confiável.

    E ultimamente suspeito que o clima seco ou frio da Europa e EUA permite mais qualidade com sinais baixos, procurando uma tabela decente de SNR e de sinal x sensibilidade encontro muita variação, gente falando em qualidade com SNR de 20dB com datarate de 144M, outro falando em 35dB pra datarate baixo tipo 65M, eu tendo a concordar com o segundo pelo que testo, mas uns fabricantes e uns usuarios de regiões frias parece que tem experiencias diferentes, com redes melhores com coisa tipo 5 ou 10dB acima da sensibilidade, eu nunca consegui nada de qualidade com "relação sinal x sensibilidade" tão baixa, suspeito que por isso as vezes temos experiências bem ruins com modos automaticos, porque os modos auto pressupõe um clima em que um 64QAM não é ilegível com sinal -50.

    (Em MT tem muita poeira e queimadas de agosto a novembro, poderia ser isso, mas agora em janeiro ou fevereiro as redes são ainda piores! Parece que numa época é a poeira e fumaça que incomoda e agora é a umidade, mas agora deu uma semana sem chuva, poeira zero, fumaça zero, umidade caiu pra 50%, mas PTP distante tem sinal -55 insuficiente pra digamos MCS15 em 20MHz (E tem gente que diz que é feliz com -60 nos EUA), só posso concluir que a gente precisa uma tabela de "SNR tropical", com valores muuuuuuito mais altos que o SNR que europeus e americanos dizem ser suficiente (Alias, num dos últimos livros que peguei sobre isso falava algo sobre efeito Doppler em micro-ondas perto do equador, achei exagerado diferença de velocidade conforme a posição do globo fazer tanto efeito, mas imagino que tenha uma soma de varios detalhes bobos que na soma faz diferença)