Página 3 de 17 PrimeiroPrimeiro 12345678 ... ÚltimoÚltimo
+ Responder ao Tópico



  1. Eu uso para carregar a bateria com fonte de 13,96V sem carga e 13,5 com carga em 10A mas tenho uma carga constante de 3A(modem de internet, roteadores, alarme, discador, sensor de presença), e a mesma tem suporte para 35A e testei com 20A continuo(24Hs). Fiz todo o aporte para usar o painel, mas por questão financeira não o fiz; Em termos de relê o único que me satisfez é o de buzina dos carros que pode ser de faróis auxiliares(milha, neblina etc.). Muitos controladores de carga não tem uma padronização, uns desarmam com 10,5V e 14,3V, outros com 12,3 e 16V ficando para leigos um problemão.

  2. Citação Postado originalmente por weslly21 Ver Post
    Primeiramente muito obrigado pela colaboração

    Mestre rubens, so tenho uma duvida, o controlador diz que somente suporta painel com 260w no máximo, o que esta ligado tem 250, se eu fazer a ligação como na sua ilustração será que não daria problemas ?

    outra coisa, mudei um pouco o foco, agora ao invés de usar um carregador de bateria ligado na energia quero usar um aerogerador de 500W em 24V

    esse Aqui http://produto.mercadolivre.com.br/M...erogerador-_JM


    ele já e 24v volts e já tem o controlador de carga embutido nele

    como seria o procedimento para colocar painel e esse aerogerador juntos.


    obs: meu sistema e todo em 24v uso 2 baterias estacionarias

    a ideia do aerogerador e so uma possibilidade ainda estou considerando as duas
    O problema é justo o controlador, não tem como você ligar um controlador depois do outro, melhor ter 2 fontes de tensão brutas do que 2 reguladores. Pode colocar 2 reguladores em paralelo, mas tem enormes chances dos spikes e ripple de um atrapalhar a leitura do outro, a verificação de necessidade de carga é feita medindo a tensão na saída (Que é ligada na bateria), se tem outro carregador mandando um sinal PWM de digamos 18V com ciclos de 40% de modo que tenha uma DC com media de 13,8V o comparador de tensão do outro controlador pode ser o valor RMS, ou seja, os 18V de pico.

    Se isso vai acontecer ou não com os 2 controladores que você tiver, só testando pra ver, isso depende do tipo de comparador de tensão usado neles (qual CI foi usado, se foi um amplificador operacional de vovô tipo LM393, se foi um CI dedicado simples tipo um LM431, se foi um CI dedicado mas com zener e capacitores com margem de erro de menos de 1%...), e depende da resistencia interna da bateria. Algumas bateria filtram melhor ripple e spikes e outras não, depende das caracteristicas da sujeira no DC, uns carregadores geram uma DC quase limpa (Caso dos controladores MPPT), e outros uma DC bem suja devido ao PWM (Caso dos carregadores baratos).

    O problema então é que com gambiarras em paralelo não tem como ter certeza de nada, eu diria que tem 50% de chances de dar problema.
    (Idem pra fontes chaveadas em paralelo, é gambiarra e das feias, o sistema de chaveamento é o mesmo, lê-se a tensão de saída pra mudar o pulso na entrada, o ruído de uma fonte pode atrapalhar a outra, não tem como ter certeza de funcionará, ou se funcionará por 2 anos ou 2 meses, só existe certeza quando se dimensiona direito as coisas.

    Se o painel tem 250W (20A em 12V), e colocar uma fonte de 4A, isso são mais 48W, arredonda pra 300W, vai precisar de um controlador de carga pra mais de 300W, teria que ver se tem algum de 30A pra 24V.

    Eu não usaria 250W em controlador de 20A de jeito nenhum, tá por um fio! Tá certo que mosfets e PWM trabalham pesado, e nnenhum tem limite tão preciso tipo 20A, o limite prático talvez seria uns 24A , talvez 28A, mas existe despadronização na fabricação dos componentes, não sei se o fabricante do controlador levou isso em conta na hora de dizer que ele suporta 20A, eu prefiro não arriscar pelo preço, mas se funcionou beleza! Viva a MPPT.

    Quanto ao aerogerador, realmente todos eles tem controlador de carga embutido, complica! Ligar os 2 controladores em paralelo é risco seu, eu não recomendo, talvez só uns 20 ou 30% pifem, mas o risco existe. Se ligar cada um (Solar e eolico) numa par de baterias, e então usar 2 diodos pra isolar um sistema do outra, aí é 100% de certeza de funcionamento, diodo de 10A está uns R$ 5 ou 8, no maximo por R$ 15 ou 20 você compra diodo de 50A e liga o troço mesmo que o consumo seja enorme.

    Tem baterias suficientes pra usar 2 sistemas?
    Colocando diodo entre cada controlador e os equipamentos a bateria descarregada seria a com mais tensão, se forem 2 diodos iguais o consumo seria feito de quem tem a maior tensão, portanto sempre de quem tem mais carga (Lembra que quando painel tem sol, ou o aerogerador gira, há tensão mais alta na bateria, nesse caso o sistema sob carga alimentaria os aparelhos, e o sistema com tensão menor ficaria fora de uso.
    Seria isso:
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         carregador.jpg
Visualizações:	6651
Tamanho: 	137,9 KB
ID:      	57626
    Isso não funciona como nobreak, não é que hora que uma bateria acaba a outra alimenta o equipamento. Com diodos é mais simples, o equipamento consumirá de quem tem a maior tensão, hora que a tensão das 2 baterias ficarem iguais haverá consumo igual das 2.

    Você poderia nesse sistema até ligar uma fonte industrial 12V 10A com um terceiro diodo, hora que as bateria baixarem até 12V aí sim haverá consumo dessa fonte, isso garantiria que as bateria nunca reduzissem de 12V (Fonte industrial pode ser ajustada, eu ajustaria pra algo tipo 11,6V, que deve ser algo tipo 35 ou 40% da bateria).



  3. Citação Postado originalmente por lcesargc Ver Post
    boa ideia

    tenho um cliente que quer outra situaçao.
    a bateria sera carregada pelo painel solar, durante o dia. se caso durante a noite a tensao da bateria cair muito, ai sim entraria o carregador.

    agora e como fazer isso?? @rubem
    Teria essa idéia que postei acima, com 2 diodos isolando a coisa, de modo que quando a bateria chegasse em digamos 12V quem atuaria seria a fonte.

    Agora pra fazer a fonte carregar a bateria quando a tensão reduzisse, aí precisa um circuito mais complexo. Precisaria um comparador de tensão lendo a tensão o tempo todo, e ele teria que ter um timer, porque durante o dia a pouca tensão do painel em dia nublado é insuficiente pra carregar a bateria direito, mas os picos do PWM atrapalham comparadores de tensão, então precisaria um timer pra que quando esse carregador seja ligado ele não seja desligado antes que a tensão DA BATERIA atinja efetivamente a tensão ideal. No mínimo teria que fazer o circuito desligar o painel, porque até com lua cheia tem captação suficiente pra uns spikes de 16 ou 18V!

    Até os anos 70 se fazia sistema com resistor variavel ou reostato, junto com rele. Com tensão baixa o rele não arma, aí o carregador ligaria, aí teria que montar outro conjunto de reostato/resistor + rele pra armar quando chegasse em 14V, mas isso não tem precisão, você teria que achar rele de 9V e resistor variavel de uns 4,7 ohms de 1 watt, ou comprar um saquinho de resistores de 100 resistores de 0,1 ohm por meio watt e ir ligando eles em serie até ajustar a tensão de fechamento na unha, mas isso é trabalho pra caramba e não é confiável (Componentes envelhecem), se quiser selecionar a fonte teria que montar um circuito mais complexo, eu sou fã de usar o LM3914 que tem leds pra indicar a tensão, e quando atingir o led de baixo ligaria o carregador, só desligando quando atingisse o led de cima, 2 reles de 12V, um LM3914 ou LM3915, meia duzia de resistores e capacitores, 2 trimpots, uma placa de circuito pra corroer, e muita prática em montar circuitos (Essa parte não tem a venda, tem que praticar). Se quiser posso passar um circuito pra testar, mas é muuuuuuuuuuuuito mais complexo do que simplesmente isolar fonte e controlador de carga com 2 diodos, que é só soldar em 2 fios e pronto.

    O problema dessa idéia de isolar por diodo é que a fonte industrial (Pode ajustar a saída entre algo tipo 11 e 13V, se quer garantir mais energia nas baterias ajuste pra 12,5V) teria que ficar na tomada o tempo todo, sem consumo na saída ela deve consumir na entrada cerca de uns 2 a 5W (Veja na ficha técnica das que comprar, google por fonte industrial 12V, ou fonte chaveada industrial 24V)

    Se usar sistema 24V, tem fonte industrial de 24V, elas só sobem a tensão até uns 26,5V, não chegam a 27V as que testei, elas não são tão boas pra ligar na entrada de um controlador, mas pra fazer isso de isolar com diodo servem, ajusta pra uns 24,5V e enquanto as bateria tiverem mais que isso é das bateria que será "puxada" a energia, chegando em 24,5V passará a ser meio-a-meio, quando as baterias cairem pra 24,4V só a fonte vai alimentar os equipamentos.

  4. valeu pelas dicas Rubens já tenho uma noção melhor , mais vou ficar com a sua primeira ideia mesmo por ser mais fácil, vou ligar um carregador inteligente nas baterias porem com um timer mecânico, assim configuro ele pra funcionar sempre a partir das 7 horas da noite ate as 5:00 da manha (período em que a bateria iria entrar em modo de descarga)

    da certo neh ? uma vez que os dois carregadores não vão funcionar simultaneamente.



  5. Da certo tranquilo.

    Daria certo até se usasse os 2 simultaneamente. O painel tem resistencia interna fixa e conforme a corrente consumida (Pelo controlador de carga, ele que diz quanto de corrente vai pra bateria) a tensão varia, se consumir corrente demais a tensão cai muito, então se você ligasse painel e fonte juntos teria um consumo meio dividido neles.

    Mas se você tem controlador de 12V 20A e painel de 240W, eu colocaria um controlador maior.

    Se são 2 paineis 240W em serie, dá 240 / 24 = 10A. Se colocar uma fonte de 4A teria consumo de 14A no controlador, tá tranquilo pra um de 20A.

    Se é só 1 painel de 240W, dá 240 / 12V = 20A. Se o controlador suporta 20A já está no limite dele!

    Fonte de 4A parece pouco? Se colocar uma fonte 24V ajustada pra saída em 27V você tem uns 100W, não é o mesmo que o painel mas se o equipto consome 40W você terá 60W como carga pra bateria, vai carregar a noite ao invez de descarregar!

    O eventual problema que pode ter com sistema 24V é achar fonte industrial que chegue a 27V, eu tive poucas. A maioria vai até 26,5V ou pouco mais, já dá pra manter as baterias bem carregadas sem problemas.
    Se fosse um sistema 12V seria mais simples, fonte de notebook tem qualidade interna boa, as "universais" de boas marcas tipo Leadership ou Comtac são bem parudas, ajusta pra 15V ou 16V e terá uns 4A a disposição, custo baixo. E se pifar pega qualquer uma de 18V de notebook e pendura no sistema uns dias até conseguir uma sobressalente, pode até injetar 20V que como está tudo isolado por diodos o controlador vai é ficar FELIZ por ter um pulso PWM mais estreito, quanto mais estreito o pulso menos o mosfet aquece.






Tópicos Similares

  1. Placar Solar + Carregador de Bateria
    Por mathcardoso no fórum Redes
    Respostas: 12
    Último Post: 14-12-2015, 19:44
  2. Sistema Solar com segundo carregador de Bateria
    Por weslly21 no fórum Assuntos não relacionados
    Respostas: 5
    Último Post: 02-03-2015, 01:19
  3. Sistema Solar com segundo carregador de Bateria
    Por weslly21 no fórum Assuntos não relacionados
    Respostas: 2
    Último Post: 01-03-2015, 22:25
  4. Fonte picopsu + carregador de baterias + poe
    Por picopsu no fórum Sistemas Operacionais
    Respostas: 0
    Último Post: 05-04-2013, 15:21
  5. Carregador de baterias
    Por elielton no fórum Redes
    Respostas: 67
    Último Post: 28-02-2013, 10:23

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L