Página 2 de 3 PrimeiroPrimeiro 123 ÚltimoÚltimo
+ Responder ao Tópico



  1. Eu já fiz, e funciona.

  2. Eu já entrego ipv6 nos meus clientes muito antes de ter ASN. É tudo uma questão de pesquisa e dedicação.



  3. Quase certo. Mais os routers não irão trabalhar em bridge (pelo que entendi) o que acontece é que vc vai disponibilizar um bloco /64 ou /56 ou até /48 para os clientes dependendo do número de redes (sim redes não mais IP's) que o cliente necessitar.

    Para BGP, o menor bloco roteável é /48 para IPv6, assim como /24 para IPv4.

    Usando PPPoE no router do cliente, o mesmo receberia o bloco pelo parâmetro do FreeRADIUS: Framed-IPv6-prefix, no lugar do que usamos hoje Framed-IP-Address.

    Graças ao recurso de auto endereçamento utilizando o MAC da interface, o router do cliente conseguirá endereçar todos os dispositivos que precisarem de endereços IPv6 sem uso de nenhum software adicional como DHCPv6 (apesar de esta opção também estar disponível).

  4. Bom dia!
    Indico canal do You Tube academiadoip e nicvr.
    A rede que desejar ser acessada remotamente não precsisará de DDNS, pq terão endereços globais.
    Não vai precisar configurar MTU.
    Desabilitar o DHCP do roteador.



  5. Não só nos dispositivos móveis, como também na geladeira, ar condicionado, equipamento de monitoramento remoto de segurança, de fatores clínicos,, ou seja, será a "INTERNET das coisas" acontecendo. Tudo conectado com uma presença válida na rede ( não atrás de NAT). Claro está, que a segurança vai mudar de conceito, posto que invasores degelarem o freezer vai acabar com o churrasco para quando chegássemos de viagem, mas desregulando o monitoramento cardíaco de alguém vai ter consequências bem mais graves. Em verdade , a INTERNET está só começando, por isso somos levados a pensar apenas em computadores, tablets e smarts. Um abraço para você que encara as coisas com seriedade e visão empreendedora.

    Citação Postado originalmente por marcelorodrigues Ver Post
    Do jeito que aparenta, os roteadores nos cliente terão que trabalhar em brigde, porque ja que não vai ter NAT o endereço real vai ter que passar até chegar no dispositivo móvel (Celular, Notebook, etc).

    Então esses equipamentos tem que suportar o IPV6, se não nada feito.
    Como tem muito dispositivos que suporta apenas IPV4 me parece que essa transação vai demorar anos.
    Acredito também para ser estável teríamos que ter uma estrutura mundial muito boa, porque este protocolo é de ponta a ponta.






Tópicos Similares

  1. Respostas: 2
    Último Post: 07-06-2012, 18:42
  2. Artigo - Conhecendo um pouco mais sobre o Linux
    Por Girls_Moderator no fórum UnderLinux
    Respostas: 4
    Último Post: 03-04-2009, 23:08
  3. Artigo - Conhecendo um pouco mais sobre as Distros
    Por Girls_Moderator no fórum UnderLinux
    Respostas: 11
    Último Post: 03-04-2009, 23:05
  4. Dúvidas de um novato sobre o uso do Mikrotil
    Por seiskneko123 no fórum Redes
    Respostas: 20
    Último Post: 19-11-2008, 08:21
  5. ainda sobre os logs do radius.. agora usando accounting...
    Por dboom no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 1
    Último Post: 14-09-2002, 22:01

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L