+ Responder ao Tópico



  1. #1

    Question Dúvida PTP 3 KM com NanoBridge M5

    Boa tarde a todos,

    Configurei um enlace de aproximadamente 3 KM com 2 NanoBridge M5 25dbi, com visada limpa e sinal de -50dbm. Necessito de um Throughput de 25mbps, porém só consigo 12 a 14mbps. Minha dúvida inicialmente é se estou utilizando os equipamentos adequados para tal situação?
    Última edição por redeswireless; 23-03-2015 às 17:30. Razão: Correção ortográfica.

  2. #2

    Padrão Re: Dúvida PTP 3 KM com NanoBridge M5

    O equipamento é adequado. A configuração default é tudo automatico, se ela falhou (E falha muito) o jeito é otimizar manualmente, isso exige tempo pra testar, e acesso aos 2 aparelhos pra configuração igual nos 2.

    Como está a configuração?

    Teste por exemplo canal de 20MHz, MAX TX Rate em MCS12 (Desmarcando o automatic), e qualquer frequencia de 5760 a 5850MHz, sem DFS, preenchendo corretamente o país.

    Está usando o protocolo Airmax? Se está, na aba wireless coloque a opção Datarate Module em Alternative.


    Além de visada, lembra que precisa ter zona de fresnel razoavelmente limpa. Tem?
    Calcule:
    http://www.novanetwork.com.br/suport...os/fresnel.php
    Em 3Km uma zona de fresnel limpa é um tunel livre de 6m, ou seja, as antenas pra começar precisam estar num mastro 3m acima do telhado, se estão apenas 1m acima de algo já começa com zona de fresnel parcial logo na saída.



  3. #3

    Padrão Re: Dúvida PTP 3 KM com NanoBridge M5

    Muito grato pela informação rubem. Assim que houver disponibilidade estarei realizando os testes para ampliar meu tráfego neste enlace.

  4. #4

    Padrão Re: Dúvida PTP 3 KM com NanoBridge M5

    Utilizo a mesmas antenas, e estavam funcionando normalmente, mas no últimos dias estou tendo vários problemas. Na antena de ponto de acesso tem uma modem da velox com internet para ser usado no local A, na outra antena da estação tem outro modem velox com internet para ser usado no local B, ambos umas a mesma classe IP que é "192.168.1.0" sendo que o modem do local A usa o final 254 e o do local B 253, ambos com o DHCP desativado e cada pc da rede com ips digitados manualmente. Tendo em vista que os pcs do local B tem que acessar remotamente o servidor com banco de dados que esta no local A, por alguma razão um dos modens fica inacessível deixando um dos locais sem internet, voltando ao normal quando eu desligo a antena. Não sei como fazer para resolver o problema e gostaria muito de uma ajuda. Desde de já agradeço



  5. #5

    Padrão Re: Dúvida PTP 3 KM com NanoBridge M5

    Amigo, esta parecendo problema de server DHCP distribuindo ips... revise as programações... tem roteadores que mesmo em bridge.. vc tem que ir e desabilitar o dhcp.. ja peguei casos assim..



    Citação Postado originalmente por jovitosam Ver Post
    Utilizo a mesmas antenas, e estavam funcionando normalmente, mas no últimos dias estou tendo vários problemas. Na antena de ponto de acesso tem uma modem da velox com internet para ser usado no local A, na outra antena da estação tem outro modem velox com internet para ser usado no local B, ambos umas a mesma classe IP que é "192.168.1.0" sendo que o modem do local A usa o final 254 e o do local B 253, ambos com o DHCP desativado e cada pc da rede com ips digitados manualmente. Tendo em vista que os pcs do local B tem que acessar remotamente o servidor com banco de dados que esta no local A, por alguma razão um dos modens fica inacessível deixando um dos locais sem internet, voltando ao normal quando eu desligo a antena. Não sei como fazer para resolver o problema e gostaria muito de uma ajuda. Desde de já agradeço

  6. #6

    Padrão Re: Dúvida PTP 3 KM com NanoBridge M5

    Ao invez de bridge, pode também colocar as antenas em modo roteado.

    No ponto A põe a antena como digamos 192.168.2.1, em modo acess point a lan é a wan, com DHCP ativo, e deixa a wan dela como cliente DHCP (Ela vai pegar IP da faixa do modem, vindo do modem), na antena B põe a wan (No modo cliente a wan é a conexão wireless, a lan opera como lan) como cliente DHCP, ela vai pegar IP do servidor DHCP da antena A. E na lan da antena B você pode voltar pra um IP fixo da faixa 192.168.1.x, com DHCP server desativado.

    Em modo roteado a antena tem 2 IP's, uma dan wan e um da lan, eles precisam estar em faixa diferente um do outro, mas nada impede de você "sair" de uma faixa aqui e volta pra ela alí, eu tenho usado sempre assim, antenas roteando, numa faixa de IP exclusiva pra elas (Mas com wan do AP e wlan do cliente na mesma faixa).



  7. #7

    Padrão

    Não entendi o que você esta querendo dizer.... Você me poderia explicar melhor

    Citação Postado originalmente por rubem Ver Post
    ao invez de bridge, pode também colocar as antenas em modo roteado.

    No ponto a põe a antena como digamos 192.168.2.1, em modo acess point a lan é a wan, com dhcp ativo, e deixa a wan dela como cliente dhcp (ela vai pegar ip da faixa do modem, vindo do modem), na antena b põe a wan (no modo cliente a wan é a conexão wireless, a lan opera como lan) como cliente dhcp, ela vai pegar ip do servidor dhcp da antena a. E na lan da antena b você pode voltar pra um ip fixo da faixa 192.168.1.x, com dhcp server desativado.

    Em modo roteado a antena tem 2 ip's, uma dan wan e um da lan, eles precisam estar em faixa diferente um do outro, mas nada impede de você "sair" de uma faixa aqui e volta pra ela alí, eu tenho usado sempre assim, antenas roteando, numa faixa de ip exclusiva pra elas (mas com wan do ap e wlan do cliente na mesma faixa).

  8. #8

    Padrão Re: Dúvida PTP 3 KM com NanoBridge M5

    Na aba network, você pode usar a rede em bridge ou roteada.

    Em bridge a lan e a wlan (wireless lan) são a mesma interface por isso o equipamento tem só 1 IP.
    Mas se na rede você precisa cabeçalho de layer2 (Tipo MAC adress ou discagem de PPP) use na aba wireless WDS (AP + WDS ou client + WDS).

    Já com a rede em modo roteado você tem uma wan e uma lan, entrada e saída.

    Se na aba wireless o equipto está em modo AP (Acess point, favor não usar tradutor do chrome e ler "Acessador de ponto" ou algo assim, firmware em ingles exige ler em ingles, sem tradutor) a wan será a porta lan, e a saída será a interface wireless. Aí na entrada você coloca um IP na faixa de IP de quem entrega internet (Modem, outro roteador wifi). E na lan (Que será a interface wifi) coloque outra FAIXA de IP.

    Já o outro equipto, na aba wireless dele deve estar em modo cliente (client + wds), nesse modo a wan é a interface wireless, e a lan é a lan mesmo. Entra por wireless, sai pela lan. Então na wan deste você configura um IP da faixa da lan do AP do ponto-a-ponto (O outro airgrid, o outro nanostation, a outra CPE), e coloca o IP deste AP como gateway. Já na config. da lan você pode usar outra faixa de IP (Uma terceira) ou voltar pra faixa na entrada da wan do outro airgrid/nanostation.

    Algo assim:

    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         roteairgrid.jpg
Visualizações:	104
Tamanho: 	70,3 KB
ID:      	58159

    E igual qualquer roteador wireless no mundo, tem wan e lan, lan não quer dizer ethernet, uma porta lan (Local Area Netwrok) pode ser wifi, fibra, pode ser um serial indo pra radio-amador, tenta sempre ver pelo lado de que roteamento é rotear o que chega pela entrada (wan) pra saber se deixar passar pra saída (lan), e lan e wan podem ser ethernet ou wifi, em modo AP a entrada precisa ser via ethernet, em modo cliente a entrada é via wifi (Tem excessões, mas ignora elas e veja pelo modo mais simples).

    Uma bridge sem WDS não é tão bridge assim, ela passa reto os pacotes mas ela altera cabeçalho, por isso tem bridge que dá erro. E WDS, bom, WDS não é padronizado, cada fabricante usa um modo, por isso as vezes até bridge com WDS dá problema.

    Já com roteamento você TEM CERTEZA que o pacote chegará com cabeçalho mechido, não há a duvida de "será que essa bridge que comeu algo?". Sim, em rede roteada o pacote é mechido, mas não há duvida, você sabe o que acontece. Outra questão é: Pacotes perdidos. Wifi trabalha com pacotes perdidos o tempo todo, se um pacote tiver que sair do servidor e ir até o AP a cada perda o trafego vai ser baixo, já com roteamento o AP é responsavel por guardar tudo até que o PTP-client responda "ok, recebido", e este é responsável por entregar pro PC do usuario. Ou seja, assim você define os responsáveis por cada trajeto, entre modem e AP quem manda é o modem, entre AP e PTP-client quem manda é o AP, e entre PTP-client e o PC do usuário quem manda é o PTP-client, entre cada um deles você pode verificar o throughput conseguível e assim descobrir fácil o culpado por desempenho ruim ou perdas.



  9. #9

    Padrão Re: Dúvida PTP 3 KM com NanoBridge M5

    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         AP.png
Visualizações:	90
Tamanho: 	65,8 KB
ID:      	58320Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         Cliente.png
Visualizações:	77
Tamanho: 	193,7 KB
ID:      	58321

    Fiz as configurações recomendas como segue em anexo mais depois de aplicar os computadores do ponto A não enxerga os pcs do ponto B, fazendo com que os pcs não consigam fazer acesso remoto no servidor q esta no ponto A.

  10. #10

    Padrão Re: Dúvida PTP 3 KM com NanoBridge M5

    Mas está como AP+WDS e client+WDS? Eu uso assim e acesso normal.

    Ping no 192.168.1.254 funciona? Testou coloca o 192.168.1.84 como gateway na rede do em modo client? Eu deixo o DHCP server do client ativo, tipo 200-253 enquanto na rede remota está ativo pra digamos 100-199.

    Eu prefiro sempre usar 192.168.254.254 a muitos anos, MAS já ví relato de problemas com gateways no FIM da faixa, tipo uns Alcatel que vinham como 10.0.0.138 mas depois de um roteamento não era mais acessível, tinha que mudar pra 10.0.0.1, não sei se faz sentido mas realmente nos clientes deixo o default dos gateways, e acho que sempre foi 192.168.1.1.



  11. #11

    Padrão Re: Dúvida PTP 3 KM com NanoBridge M5

    Cara Rubens segue esquema para você entender melhor
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         ESQUEMA.jpg
Visualizações:	74
Tamanho: 	967,9 KB
ID:      	58386
    não sei mais o que fazer para resolver o problema

  12. #12

    Padrão Re: Dúvida PTP 3 KM com NanoBridge M5

    Essa parte dos 2 modens complica, o gateway nas maquinas no ponto B tem que ser 192.168.1.253, isso complica, ao você dar um pingo rumo digamos a 192.168.1.50 o Airgrid do ponto B não necessariamente vai repassar isso, ele repassaria isso só em bridge (Ou se ele fosse o gateway do micro dando o ping).

    Ok, agora tenho que admitir que pro seu caso o roteamento não é a melhor opção.

    Agora quanto ao modo bridge, "porque ele estaria falhando?", imagino que tenha micro jogando requisição demais na rede e gerando resposta duplicada (Tem 2 modens), testa desativar firulas nos modens, tipo Upnp (E se for modem com wifi fixa o acesso wifi em datarate bem baixo, pra não gastar processamento com bobeira). Não tem AV com modulo de rede? Eles fuçam bastante na rede.

    Tanto em bridge quanto roteado o Airgrid devia repassar pro outro lado tudo que chega nele, se nesse caso não anda repassando (Porque ele não é o gateway de ninguém) acho que o problema é no resto da rede e não necessariamente nos Airgrid. Se em modo bridge repassa então use, mas trate o travamento dos modens como problema a parte, modem comum trava muito por excesso de conexões simultaneas (P2P e cia, mas navegação as vezes cria isso, o Upnp não pesa muitos nas conexões dinamicas).


    =============================
    Ah, mais uma coisa: Tendo 2 bridges em série habilita o protocolo Spaning Tree, ele é pra evitar loop, ele deve ficar na aba Advanced ou na Network e se chama STP (Spaning Tree Protocol).
    Última edição por rubem; 13-04-2015 às 22:22.



  13. #13

    Padrão Re: Dúvida PTP 3 KM com NanoBridge M5

    Citação Postado originalmente por rubem Ver Post
    O equipamento é adequado. A configuração default é tudo automatico, se ela falhou (E falha muito) o jeito é otimizar manualmente, isso exige tempo pra testar, e acesso aos 2 aparelhos pra configuração igual nos 2.

    Como está a configuração?




    Teste por exemplo canal de 20MHz, MAX TX Rate em MCS12 (Desmarcando o automatic), e qualquer frequencia de 5760 a 5850MHz, sem DFS, preenchendo corretamente o país.

    Está usando o protocolo Airmax? Se está, na aba wireless coloque a opção Datarate Module em Alternative.


    Além de visada, lembra que precisa ter zona de fresnel razoavelmente limpa. Tem?
    Calcule:
    http://www.novanetwork.com.br/suport...os/fresnel.php
    Em 3Km uma zona de fresnel limpa é um tunel livre de 6m, ou seja, as antenas pra começar precisam estar num mastro 3m acima do telhado, se estão apenas 1m acima de algo já começa com zona de fresnel parcial logo na saída.

    Ola amigo Rubem, como é bom contar com os conhecimentos de alguém que disposta ajudar.
    Vc pode me ajudar com uma dúvida, tenho um ptp de 2km com airgridm5 23dbi, passa em horario de pico 35 mgs.
    O que conseguiria passar com um par de powerbeam m5 300? Penso que vou precisar ai uma media dia 60mgs.
    Att
    Obrigado pela coloboraçao.
    Felicidades...

  14. #14

    Padrão Re: Dúvida PTP 3 KM com NanoBridge M5

    Se tiver zona de fresnel limpa dá sim, usando MCS15 deve ter sinal na casa dos -45dBm usando potência moderada, isso é sinal suficiente pra passar toda a banda possível em MCS15 (Com alguma tranquilidade uns 60Mbps em 20MHz, algo no limite da porta ethernet (95-98Mbps) com canal de 40MHz).

    Se está usando o Airgrid com canal de 40MHz e tendo "só" 35Mbps então talvez a zona de fresnel não seja tão limpa, mas se ele com pol. simples consegue 35, então o normal com dupla polarização seria conseguir 70Mbps nas mesmas condições.

    (Ou consegue esses 35Mbps com canal de 20MHz apenas? Se for, parabéns, só com visada incrivelmente perfeita e instalação muito boa pra conseguir isso)



  15. #15

    Padrão Re: Dúvida PTP 3 KM com NanoBridge M5

    Citação Postado originalmente por rubem Ver Post
    Se tiver zona de fresnel limpa dá sim, usando MCS15 deve ter sinal na casa dos -45dBm usando potência moderada, isso é sinal suficiente pra passar toda a banda possível em MCS15 (Com alguma tranquilidade uns 60Mbps em 20MHz, algo no limite da porta ethernet (95-98Mbps) com canal de 40MHz).

    Se está usando o Airgrid com canal de 40MHz e tendo "só" 35Mbps então talvez a zona de fresnel não seja tão limpa, mas se ele com pol. simples consegue 35, então o normal com dupla polarização seria conseguir 70Mbps nas mesmas condições.

    (Ou consegue esses 35Mbps com canal de 20MHz apenas? Se for, parabéns, só com visada incrivelmente perfeita e instalação muito boa pra conseguir isso)
    Não, uso 30mhz e ja vi passando 43mgs, e nao tenho zonal de fresnel 100%
    foi onde pense de colocar as powerbeam.