Página 2 de 4 PrimeiroPrimeiro 1234 ÚltimoÚltimo
+ Responder ao Tópico



  1. Um DPS exige terra pra onde descarregar. Esse circuito pelo descritivo e imagens não tem terra, só vai entre neutro e fase, ou fase+fase (E colocar um DPS nessa situação não ajuda em nada, é praticamente inútil), fora que um DPS se rearmar complica, ele tem um desligamento da saída e religamento, só serve pra quando acaba e volta a eletricidade. DPs atua de outra forma, em paralelo com o circuito, esse ProteClick está em serie (Afinal desliga o circuito).

    A versão que apenas desarma quando acaba a eletricidade é mais simples, nem tem como patentear a idéia porque é simples demais, pode patentear um circuito específico com algum componente, mas o grosso da idéia é simples com rele:
    http://s137.photobucket.com/user/laf...riaAC.jpg.html
    Como rele AC é caro, e os 12V são baratinhos, a solução comercial seria:
    http://s137.photobucket.com/user/laf...adbad.jpg.html

    Naquele corte lateral no vídeo parece ter um quadrado de um rele alí no meio. Mas talvez ele use triac (Tiristor). Como ele fala em limite de 1100W talvez seja triac mesmo.

    Sobre o circuito com retardo (Liga só depois de alguns segundos quando a luz retorna), um capacitor num timer resolve, o tempo de recarga do capacitor é o tempo que o circuito fica desligado, algo tipo:
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         tiristores_como_reles_e_chaves_figura_09.png
Visualizações:	1593
Tamanho: 	29,6 KB
ID:      	58184

    Mas na placa de circuito não parecia ter CI, não sei qual a placa filmada (Se do protetor manual ou do automatico), mas dá pra transistorizar a coisa e usar triac também, algo assim mas com triac ao invez de rele:
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         circuito-para-rele-com-atraso-para-ligar.png
Visualizações:	412
Tamanho: 	9,8 KB
ID:      	58185

    Na placa a furação era fina, broca de 0,6mm provavelmente, só pra componente tipo resistor, diodo, varistor. Mas num canto parece ter 3 pontos onde soldaria um triac.

    Mas... bom... um triac bem moderno (GTO ou IGCT) tem tempo de fechamento tipo 1 ou 2uS, os antigos é coisa tipo 40uS, rele tem tempo de desatracamento tipo 5ms, e a propaganda é 1-45ns (E 1000ns = 1uS, ou 1.000.000ns = 1ms)

    Pra um tempo tão curto tem que ser circuito passivo. Quem tem tempo de resposta de 1 a 45ns é varistor. Provavelmente é dele que sai o "tempo de ação". Realmente qualquer sobretensão um varistor resolve em 45ns tranquilamente, mas o tempo de desligamento da saída vai ser igual o tempo de um triac (tiristor) tipo 20uS ou rele (5ms).

    Jeito de fazer circuito protetor tem centenas, colocando PTC em serie dá pra proteger muita coisa, algo tipo filtro LC, PTC e varistor salvaria meio mundo de fontes chaveadas, mas... é tudo circuito dedicado pra cada consumo, fonte chaveada (Tipo TV, como citado) precisa um tipo de proteção, geladeira precisa outro, complicado vender produto assim que tem uso restrito, o jeito é fazer controlador generico que sirva pra tudo.

    Essa proteção de retardar religamento quando a eletricidade volta nobreak e estabilizador tem involuntariamente, mas o problema é que ELES é que queimam nesses casos (Precisa colocar um circuito pra proteger o protetor!), de qualquer forma é tudo situação que um DR+DPS+aterramento resolveria, e isso protege a casa toda!

    Circuito de retardo pra quando acaba a energia poderia colocar na casa toda, na entrada, seria só ter uma fiação a parte pra chuveiro e ar-condicionado ou alto consumo, mas muito problema vem de dentro de casa, carregamento de capacitor é um problema, mas capacitor velho (Especiamente de ventilador de teto e cia) é pior. Um amigo instalou um ventilador de teto sei lá como, não colocou capacitor, mas descobriu que se ligasse a TV em X volume o ventilador girava, porque o consumo na TV era tal que a capacitancia da fonte ia pela rede eletrica até o ventilador. Como se a TV tem ponte retificadora na entrada? Não pergunte pra mim, pergunte pros ninjas, os usuarios! Mas é só pra dar idéia das aberrações que umas casas podem ter.

    Agora em épocas de aumento de conta de luz tem gente correndo atras de diminuir consumo, aí fico sabendo de gente que com 1/5 do que eu tenho em casa gasta 3x mais, isso depois de um "eletricista" já ter revisado tudo, não consigo (Nem quero) imaginar que tipos de instalações umas casas tem, as que conheci sempre me deram pesadelos.
    (Tipo o "neutro" que era um parafuso numa parede em cima do forro, no multimetro tipo 120V, mas nenhum aparelho ligava. Ou o chuveiro 2200W ligado com fio FE de telefone...)

    DR, DPS, DTM, aterramento, filtro LC, varistor, centelhador, ptc, e sinceramente não sei mais o que se poderia usar, os 4 primeiros não dá pra montar num aparelho e vender, são parte da instalação eletrica da casa. Os 4 últimos tem em filtro de linha decente. Se tiver uns 6 desses 8 itens o circuito de retardo fica relevante. Mas a maioria das casa só tem 1, o disjuntor (DTM), e ele é o mais inútil, precisa uma bela corrente pra derrubar ele, coisa pouca tipo 50 pessoas eletrocutadas ou um aparelho com cabo longo de 0,5mm em curto e derretendo fio até ele pegar fogo e queimar a cortina não fazem um disjuntor cair, mas é isso a única coisa que toda casa tem.


    Patentear aparelho é facil, uma modificada num circuito e você tem algo original, mas isso é um problema, uma fabrica de fundo de quintal pode atrapalhar uma industria enorme que quer vender pra todo nundo por R$ 5 um disp. de proteção, mas não pode, a fabriqueta de fundo de quintal tem a patente, atravanca a possibilidade de uso do circuito. Quando vê não temos filtros de linha decente (LC + varistor + centelhador + ptc em serie) porque alguém patenteou essa porcaria simples mas não fabrica.

    (Alias, esse Proteclick não tem ficha técnica, pior que resina em circuito é não ter ficha técnica, a pior coisa do mundo é apelar pro marketing pra idiota tipo "Proteja seus aparelhos!", ele tem que informar quanto tempo leva pro circuito abrir (45ns não é, isso é tempo de componente passivo), a proteção efetiva (Joules), tensões suportadas e etc (E se eu usar sistema rural de 254V, posso usar o modelo 220V? E se for sistema antigo 110V, posso usar o 127V?), hora que isso tiver ficha técnica fica mais fácil descobrir que tipo de circuito usa, ou pelo menos saber qual a real proteção que isso dá, porque só essa bobeira de retardo na "volta" da eletricidade não é proteção efetiva, resolve 1 dos 48 problemas típicos no brasil)

  2. Rubem, uma aula... um post meio céptico, ainda bem que não é séptico...heheheh

    Mas voltando ao Mimosa, observando o datasheet tem algumas coisas interessantes.
    Primeiramente é 4 x 4. Isso permite ao fabricante falar em 1GB. Quero ver na prática.

    Mas é um 4x4 diferente pelo que entendi. Seriam dois rádios independentes trabalhando em 2 x 2 e depois o firmware junta tudo.

    Outra coisa que me chamou a atenção. Tem um rádio incorporado em 2.4 para gerenciamento local e facilitar o alinhamento.

    E não dispensou o GPS...

    $839,00 (se não dobrar o preço ao chegar aqui).

    Já tem outros equipamentos prometendo fazer bastante througput ( 200mbps) por menor valor, como os EMP1000 da Cambium . Afinal não é todo mundo que precisa de 1GB.
    Se não me engano noutro tópico foi citado que o Force da linha epmp100, já com a antena de disco ficaria em torno de 1600 reais o par.
    http://www.cambiumnetworks.com/products/epmp



  3. O problema é bem "como chegar aqui".
    Imagina se tivessemos opção de comprar por preço parecido com o dos EUA (Tipo o que pagamos por UBNT) de marcas que mechem com wifi de qualidade tipo Arruba, Meru, Ruckus, Xirrus. Mas o pouco que as vezes aparece talvez seja Proxim ou Cambium.

    Mas sinceramente não sei se a intenção dessas empresas é vender no varejo tipo UBNT. Algumas nem divulgam muita coisa em site, trabalham mais na base da venda casada hardware + serviço, os EUA tem a burocracia estatal igual o brasil, mas é pior, ao invez de 26 governos estaduais fazendo licitações malucas eles tem 50, e ao invez de 5573 prefeituras contratando qualquer um eles tem 45 mil prefeituras fazendo isso, fora escolas e hospitais em grande numero, que tem autonomia pra contratar essas soluções, é um prato cheio pra empresa que vende solução completa (Não apenas serviço, não apenas revenda).

    (E sabe como é a cultura dos cagões, "Ninguém nunca foi demitido por comprar IBM", hoje isso se aplica a Cisco, Avaia, HP, e similares de US$ 800 por um AP de mesa. "É caro mas é o melhor" é a desculpa corporativa que tem mantido empresas tipo a Cisco. É bem comum na web ver americano relatando que teve o melhor desempenho com Arruba ou UBNT, mas... as grandes corporações ainda optam por marcas mais caras que vendem serviço junto com o hardware, eu não sou fã desse mercado, emburrece o pessoal do TI a longo prazo, eles é que tem que se virar com wireless, nada de contratar "especialistas" da Cisco que só levam um AP de US$ 500, um em cada mesa, e resolvem completamente as instabilidades (Ao custo de US$ 1 milhão... mas resolvem... ou criam outro problema, a falência da empresa endividada))

  4. Gostaria de saber se alguem ja realmente usou os produtos da MIMOSA, tanto os radios outdoors como os APs. Gostaria de saber o feedback dessa marca, pois segundo o datasheet parece ser muito bom os produtos.



  5. Bom dia,
    Conheci a sede da empresa, em santa clara na califórnia a uma semana atrás, depois que desenvolvi um enlace com os radios B5C.
    O que posso falar é que são rádios excelentes, rádios com performance de licenciado por um preço de 5ghz.

    Nosso PTP é de 5km em área muito mas muito interferida em região metropolitana e estou conseguindo 1.3Gbps agregado nesse enlace com latência fixa de 2ms.

    Esse rádio substituiu um par de rocket M5 que nos dava apenas 80Mb de troughput.
    Não tem comparação .

    Bom, o que posso dizer é que a empresa é muito mas muito bacana. os rádios são excelentes e o suporte deles nota 10.
    Tive algumas dúvidas quando estava implantando o rádio e as dúvidas foram respondidas rapidamente.

    Portanto, BEM VINDA MIMOSA.
    Abraço a todos.

    PS: 500mbps fácil só no alinhamento.
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         teste mimosa 500megas.jpg
Visualizações:	131
Tamanho: 	125,5 KB
ID:      	61005






Tópicos Similares

  1. sera que funciona esse wds ?
    Por medeiros64 no fórum Redes
    Respostas: 5
    Último Post: 11-10-2012, 12:28
  2. Sera que só eu estou tendo esse problema?
    Por diegofsousarn no fórum Sistemas Operacionais
    Respostas: 11
    Último Post: 08-08-2006, 07:11
  3. Será que mais ninguem teve esse problema com o SAMBA?
    Por centralservice no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 9
    Último Post: 19-07-2005, 10:57
  4. Respostas: 4
    Último Post: 04-01-2005, 09:45
  5. Respostas: 17
    Último Post: 05-08-2004, 20:14

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L