Página 1 de 2 12 ÚltimoÚltimo
+ Responder ao Tópico



  1. Somente postando para conhecimento de vocês amigos.
    Primeiramente, Este tutorial foi feito para minhas necessidades, caso opte, modifique.
    O BIND versão 9 foi instalado no Centos 6 64bits.
    Testei configurações e segui vários tutoriais, que felizmente a junção de todos fizeram atender o meu propósito, que é de resolver meu domínio localmente, e disponibilizar a consulta de nomes na minha própria rede interna. Não criarei a zona reversa .
    Obs: onde se encontra o endereço ip 10.0.0.1 troque pelo ip de seu servidor. Onde aparece meudominio.com.br troque pelo seu domínio(real ou não)
    1º Passo desabilitar SELINUX
    vi /etc/selinux/config
    Procure a linha que está escrito SELINUX=enforcing e deixe como disabled
    SELINUX=disabled
    Salve e feche o arquivo

    2º Passo Desativar o firewall ( Cada um utiliza as regras que precisem, porém não bloqueiem a porta 53 UDP). Execute no terminal os comandos abaixo. O primeiro para o serviço do iptables. O segundo retira ele das inicializações do sistema.
    service iptables stop
    chkconfig iptables off

    3º Passo será update dos repositórios e em seguida a instalação do serviço BIND. Execute no terminal os comandos abaixo.
    Yum update –y
    Yum install bind*

    4º Passo Vamos informar ao computador que está rodando o bind, para ele buscar as informações de DNS no servidor, como estamos criando para servir aos outros computadores da rede, vamos informar que ele mesmo será o servidor DNS. Edite o arquivo e deixe como abaixo. No exemplo coloquei um endereço de ip simbólico, você deverá colocar o endereço IP do seu servidor.
    Vi /etc/resolv.conf
    search meudominio.com.br
    nameserver 10.0.0.1
    Salve e feche o arquivo
    5º Passo informar que ele será o servidor dns, e liberar as consultas para rede interna. Para isto editar. No inicio do arquivo, confirme as informações com seu arquivo, somente estes parâmetros são necessários editar.
    Vi /etc/named.conf

    listen-on port 53 { 127.0.0.1; 10.0.0.1; };
    allow-query { any; };
    allow-transfer { none; };
    recursion yes;
    Salve e feche.
    6º Passo , Novamente no final adicione a informação da zona que você precisará para resolver os nomes.
    Vi /etc/named.conf

    zone "meudominio.com.br" {
    type master;
    file "/var/named/meudominio.zone";
    };

    Salve e feche.

    Nesta informação acima dizemos para o bind, que temos que responder por um domínio, chamado, meudominio.com.br, e que seu arquivo de configuração encontra-se em /var/named/meudominio.zone. Ele não existe então precisamos cria-lo e inserir estas informações.

    vi /var/named/meudominio.zone


    $TTL 86400
    @ IN SOA dns. meudominio.com.br. root.meudominio.com.br.
    09042015 ; Serial
    28800 ; Refresh
    14400 ; Retry
    3600000 ; Expire
    86400 ) ; Minimum
    IN NS dns. meudominio.com.br.
    dns IN A 10.0.0.1
    www IN A 10.0.0.1
    PC IN A 10.0.0.1

    Salve e feche.
    No caso acima, informamos que o computador local responde por dns.meudominio.com.br . E www.meudominio.com.br irá responder por 10.0.0.1. Para trocar para o endereço do seu servidor web, somente altere o endereço IP na linha do www.
    Obs: note que ao final dos domínios, existe um “.” Ele é necessário pois informa que é um domínio.

    7º Para adicionar entradas para resolver nomes, adicione como o exemplo de PC para 10.0.0.1, o espaçamento é de “um TAB”. Para adicionar loja.meudominio.com.br por exemplo, faça como abaixo. Adicione no final do arquivo.
    Loja IN A 10.0.0.50

    8º Ajustar o bind para inicializar com o sistema operacional
    Executar no terminal.
    chkconfig named on
    9º Reinicializar o BIND para poder ler as informações alteradas.
    Executar no terminal.
    Service named restart


    O servidor de nomes está pronto e respondendo por meudominio.com.br

    10º Testes rápidos.
    Podemos usar o comando
    Dig www.uol.com.br
    Veja que na primeira consulta ele retornará um tempo alto, já na segundo será 0 ms, isto por que foi armazenado em cache.
    Ou pode usar o nslookup, com o comando.
    Nsloopkup
    >www.uol.com.br
    Ele informará onde encontrou a resolução de nome, e informará o endereço ip do host solicitado.

  2. @abalsanelli ótima iniciativa, parabéns. @Arthur Bernardes você ainda tá usando o Unbound (aquela configuração do seu tutorial) ? Abraço.



  3. como mencionei acima, não fiz o reverso pois não tenho necessidade. E não vou tornar ele autorativo, o registro.br pode fazer por min, assim escondo meu dns na rede, e tenho mais tranquilidade.
    Fiz para minha necessidade, compartilhando para quem precisar do mesmo.

  4. Entendi Arthur. Se você tiver disponibilidade, vou trocar meu server DNS, ai a gente combina, abraço.



  5. Creio que o Unbound para DNS recursivo seja mais fácil de configurar.

    Porém eu ainda prefiro utilizar FreeBSD com Bind pra todo e qualquer tipo de DNS.

    É colocar pra funcionar e esquecer que existe servidor DNS em sua Rede.






Tópicos Similares

  1. servidor dns para registro.br
    Por Guster no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 13
    Último Post: 04-06-2012, 09:57
  2. Servidor DNS para provedor de internet?
    Por alanvictorjp no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 4
    Último Post: 15-11-2007, 14:14
  3. Servidor DNS para rede Windows 2000
    Por lopespio no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 0
    Último Post: 28-02-2004, 09:58
  4. Direcionando servidor DNS para Provedor
    Por Elvis no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 4
    Último Post: 04-07-2003, 11:02
  5. Direcionando servidor DNS para Provedor
    Por Elvis no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 5
    Último Post: 14-05-2003, 12:29

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L