+ Responder ao Tópico



  1. #1

    Post ganho da antena

    boa noite senhores;
    possuo um pequeno provedor e gostaria de saber qual a melhor configuraçao do ganho da antena (dbi) para clientes ate 1.5km, uso basestation 17 dbi, mas configuro a rocket sem ganho nenhum pois ja acho 17dbi muito, alguem tem alguma dica? pois eu posso ainda negativar o ganho da rocket e assim acredito diminuir o ganho da base station possuo tambem umas nanostation como ap com ganho de 7 dbi, esta bom isso ou acham que preciso dar uma baixada nesse ganho? desde ja agradeço e toda critica é bem vinda.

  2. #2

    Padrão Re: ganho da antena

    No setup do Rocket você não "configura" o ganho da antena, a antena tem o ganho dela e NADA do que você colocar lá vai limitar ou aumentar o ganho da antena.

    No campo de ganho da antena você deve informar o ganho correto da antena (E nesse campo é apenas a informação do ganho que a antena TEM, não existe como limitar o ganho da antena ou aumentar ele via software), e função disso é que o firmware use esse ganho na conta do limite EIRP legal (27dBm em 5,3-5,7GHz, e 36dBm entre 5,7 e 5,8GHz). Se deixar em branco ele vai achar que o ganho é ZERO e portanto vai usar a potencia maxima do Rocket, o que é um péssimo negócio. Melhor trabalhar com potencia fixa e baixa, nada de automatico.

    Quando a 1,5Km, Nanostation Loco M5 fica meio que por um fio, vai ter sinal na casa dos -65 dependendo da potencia usada no rocket. E com sinal baixo assim só dá pra você trabalhar com MCS11. É datarate suficiente?

    Se usar 5300 a 5740MHz e a setorial tem 17dBi então coloque o radio (Rocket) na potencia de 10dBm. Vai ter 27dBm EIRP, limite legal dessa faixa.
    Se usar 5760 a 5850MHz e a setorial tem 17dBi então coloque o radio (Rocket) na potencia de 19dBm. Vai ter 36dBm EIRP, limite legal dessa faixa.
    Se usar o MAX TX Rate fixo em MCS11 (FIXO significa desmarcar a caixa automatic do lado), cujo datarate com channel witdh de 20MHz é 52M, mas cujo throughput conseguível é algo na casa dos 28-30Mbps, o alcance seria:
    - Usando Nanostation Loco M5 em 5,3-5,7GHz (27dBm EIRP) uns 1300m (Coloque ele com potencia que precisar, e em MAX TX Rate de MCS9)
    - Usando Nanobridge M5 25dBi em 5,3-5,7GHz (27dBm EIRP) uns 4Km (Coloque ele com potencia que precisar, e em MAX TX Rate de MCS9)

    - Usando Nanostation Loco M5 em 5,7-5,8GHz (36dBm EIRP) uns 2600m (Coloque ele com potencia que precisar, e em MAX TX Rate de MCS9)
    - Usando Nanobridge M5 25dBi em 5,7-5,8GHz (36dBm EIRP)uns 8Km (Coloque ele com potencia que precisar, e em MAX TX Rate de MCS9)

    Se quiser colocar Airgrid M5 23dBi, o alcance seria o mesmo no NanoBridge 25dBi, mas por ser de polarização simples não ficaria em MCS12, ficaria em MCS3 (O MCS12 é basicamente 2 MCS3), de 26M, cujo throughput conseguivel chega perto dos 14Mbps. Nesse caso o Max TX Rate do Airgrid seria bom ser fixado em MCS1 ou MCS2.

    Não precisa ter potencia tão alta pra ter alcance, é só colocar antena de maior ganho pra quem está distante e antena de menos ganho pra quem está perto. NS Loco é barato e a antena de baixo ganho não é um limitador grande, se ficar em canal de 20MHz e usar 5,7 a 5,8GHz você pode atender cliente a até 3Km se reduzir o max tx rate um pouco mais, isso ficando dentro dos limites legais de potencia! Se exeder os limites dá pra falar em 4Km. Mas poxa, pra 1,5Km wu já colocaria Nanobrdige/Nanobeam ou Airgrid, estamos falando de 10dBi a mais de ganho por um preço nem tão maior.

    Só tem que cuidar o sinal cliente>torre, no cliente você colocar um datarate baixo (Max TX Rate baixo), e a potencia do cliente você define conforme o sinal chegando na torre. Se o cliente chega na torre com -50 então reduza a potencia dele (Desmarque a caixa "Auto adjust to EIRP Limit") até que fique num mesmo patamar, defina um patamar de sinal pra TODOS os clientes, tipo -55 a -65, regule a potencia de todos (Aumente ou diminua) de forma que todos (Sem nem meia excessão) chegue na torre com sinal mais alto ou mais baixo que isso).

    Se quiser usar polarização simples, coloque a torre transmitindo em MCS3 ou MCS4, e os clientes respondendo em MCS1 ou MCS2, vai poder trabalhar com sinais (Seja cliente>torre ou torre>cliente) de -60 a -70, com sinal baixo assim você pode usar a potencia limite de 5,3-5,7GHz (27dBm EIRP) e ainda vai ter que reduzir potencia nuns clientes!



  3. #3

    Padrão

    Citação Postado originalmente por Poletto Ver Post
    boa noite senhores;
    possuo um pequeno provedor e gostaria de saber qual a melhor configuraçao do ganho da antena (dbi) para clientes ate 1.5km, uso basestation 17 dbi, mas configuro a rocket sem ganho nenhum pois ja acho 17dbi muito, alguem tem alguma dica? pois eu posso ainda negativar o ganho da rocket e assim acredito diminuir o ganho da base station possuo tambem umas nanostation como ap com ganho de 7 dbi, esta bom isso ou acham que preciso dar uma baixada nesse ganho? desde ja agradeço e toda critica é bem vinda.

    Onde diz "ganho da Antena" vai SEMPRE o ganho real da antena. Isto para que o radio ajuste automaticamente a potencia irradiada ao maximo permitido por cada pais.

    Isso é todo o que deve fazer!!!!!!

  4. #4

    Padrão Re: ganho da antena

    valeu pela dica, vou testar todas essas config ai e depois digo oque houve, apareceu um curso com "ze alves" pela Granlabor, conhece o profissional? pelo que andei pesquisando ele entende do negocio, valeria a pena o curso?



  5. #5

    Padrão Re: ganho da antena

    Vale a pena sim.

  6. #6

    Padrão Re: ganho da antena

    Citação Postado originalmente por rubem Ver Post
    Vale a pena sim.
    Principalmente para "ver" ou "rever" os conceitos de Radiofrequencia, modulação, etc etc.

    Quem faz um curso bem fundamentado em conceitos vai configurar qualquer coisa depois. Nâo pensem que um curso desse quilate vai só passar receita de bolo. Se fosse assim, os firmwares poderiam ser mais capados ainda. Se tem opções de configuração então é para usar quando necessário.
    É isso que um curso pode acrescentar.
    Tivemos no passado aqui no Underlinux verdadeiros "monstros" nisso. Só que muitos não aparecem mais, seja por crescimento profissional que impede, seja por outros motivos.
    Tinha gente que com o maior prazer chegava aqui para explicar como as coisas funcionam em cenários diversos. Só vou citar alguns apesar de serem diversos. O @sergio , o @Magal entre outros.
    Naquela época não tinha cursos e nem precisava.
    Porém os posts deles ainda estão no Under. É só pesquisar.
    Hoje ainda tem usuários com este mesmo espírito, mas são poucos, como o Rubem Enciclopédia a se fazerem presentes no dia/dia



  7. #7

    Padrão Re: ganho da antena

    ""até que fique num mesmo patamar, defina um patamar de sinal pra TODOS os clientes, tipo -55 a -65, regule a potencia de todos (Aumente ou diminua) de forma que todos (Sem nem meia excessão) chegue na torre com sinal mais alto ou mais baixo que isso)"".
    deixar entre -55 e -65??

  8. #8

    Padrão Re: ganho da antena

    Citação Postado originalmente por Poletto Ver Post
    ""até que fique num mesmo patamar, defina um patamar de sinal pra TODOS os clientes, tipo -55 a -65, regule a potencia de todos (Aumente ou diminua) de forma que todos (Sem nem meia excessão) chegue na torre com sinal mais alto ou mais baixo que isso)"".
    deixar entre -55 e -65??
    Veja pelo seguinte lado:
    A torre se comunica com muita gente, então nela você não meche na potencia, defina uma potencia de TX e nunca mais mecha. O ack-timeout você deixa automatico.

    Mas a CPE do cliente se comunica com apenas 1 (uma) contraparte, a torre, então você configura a CPE do cliente conforme a distancia da torre, colocando o ack-timeout um pouco maior que o ideal, e configurando a potencia de TX de modo que o sinal chegue na torre entre digamos -55 e -65 (Ou entre -45 e -55 se usar datarate alto, ou entre -60 e -70 se usar datarate ainda mais baixo). Esse é o sinal de RX na torre, TX do cliente é RX da torre. Pra que todos os clientes tenham tratamento igual é importante que todos tenham sinais de RX similares na torre, pode ocorrer de um cliente gritando a -45 tornar ilegíveis alguns pacotes de um cliente sussurando a -65.

    Se mesmo com potencia baixa o cliente continua gritando é porque você colocou antena de ganho alto demais, provavelmente o sinal torre>cliente também está alto demais.
    Solução tipo "Só uso grade de 25dBi", ou "Só uso Airgrid" é ruim por isso, em cliente próximo mesmo com a potencia no mínimo você terá cliente gritando a -40 ou -45dBm, atrapalhando a troca de dados com o cliente distante que chega (RX na torre) com sinal baixo tipo -68dBm.



  9. #9

    Padrão Re: ganho da antena

    Era mais ou menos isso que o Gilvan chamava de "lençol digital"

  10. #10

    Padrão Re: ganho da antena

    Hum, o "lençol" dele não era com o mesmo SSID e multiplexador (2 ou + radios numa mesma antena)? Ele sempre ficava naquele "Faça o curso que vai entender", nunca soube direito o que ele propunha.



  11. #11

    Padrão Re: ganho da antena

    Citação Postado originalmente por rubem Ver Post
    Hum, o "lençol" dele não era com o mesmo SSID e multiplexador (2 ou + radios numa mesma antena)? Ele sempre ficava naquele "Faça o curso que vai entender", nunca soube direito o que ele propunha.
    Basicamente o objetivo era fazer com que o máximo de clientes chegassem com o mesmo sinal. Tinha até a confecção de um stub na antena do cliente. Eu não fiz o curso mas conversei com quem fez. O problema era que o dono fazia o curso mas seu pessoal não assimilava a aplicação... Ficava tudo muito complicado e muito trabalhoso.
    Logo começaram a surgir as CPEs e daí aquele negócio de casar impedância foi ficando para trás.
    Hoje é muito melhor trabalhar com microcélulas e se fixar nas configurações do firmware.

  12. #12

    Padrão Re: ganho da antena

    Citação Postado originalmente por rubem Ver Post
    No setup do Rocket você não "configura" o ganho da antena, a antena tem o ganho dela e NADA do que você colocar lá vai limitar ou aumentar o ganho da antena.

    No campo de ganho da antena você deve informar o ganho correto da antena (E nesse campo é apenas a informação do ganho que a antena TEM, não existe como limitar o ganho da antena ou aumentar ele via software), e função disso é que o firmware use esse ganho na conta do limite EIRP legal (27dBm em 5,3-5,7GHz, e 36dBm entre 5,7 e 5,8GHz). Se deixar em branco ele vai achar que o ganho é ZERO e portanto vai usar a potencia maxima do Rocket, o que é um péssimo negócio. Melhor trabalhar com potencia fixa e baixa, nada de automatico.

    Quando a 1,5Km, Nanostation Loco M5 fica meio que por um fio, vai ter sinal na casa dos -65 dependendo da potencia usada no rocket. E com sinal baixo assim só dá pra você trabalhar com MCS11. É datarate suficiente?

    Se usar 5300 a 5740MHz e a setorial tem 17dBi então coloque o radio (Rocket) na potencia de 10dBm. Vai ter 27dBm EIRP, limite legal dessa faixa.
    Se usar 5760 a 5850MHz e a setorial tem 17dBi então coloque o radio (Rocket) na potencia de 19dBm. Vai ter 36dBm EIRP, limite legal dessa faixa.
    Se usar o MAX TX Rate fixo em MCS11 (FIXO significa desmarcar a caixa automatic do lado), cujo datarate com channel witdh de 20MHz é 52M, mas cujo throughput conseguível é algo na casa dos 28-30Mbps, o alcance seria:
    - Usando Nanostation Loco M5 em 5,3-5,7GHz (27dBm EIRP) uns 1300m (Coloque ele com potencia que precisar, e em MAX TX Rate de MCS9)
    - Usando Nanobridge M5 25dBi em 5,3-5,7GHz (27dBm EIRP) uns 4Km (Coloque ele com potencia que precisar, e em MAX TX Rate de MCS9)

    - Usando Nanostation Loco M5 em 5,7-5,8GHz (36dBm EIRP) uns 2600m (Coloque ele com potencia que precisar, e em MAX TX Rate de MCS9)
    - Usando Nanobridge M5 25dBi em 5,7-5,8GHz (36dBm EIRP)uns 8Km (Coloque ele com potencia que precisar, e em MAX TX Rate de MCS9)

    Se quiser colocar Airgrid M5 23dBi, o alcance seria o mesmo no NanoBridge 25dBi, mas por ser de polarização simples não ficaria em MCS12, ficaria em MCS3 (O MCS12 é basicamente 2 MCS3), de 26M, cujo throughput conseguivel chega perto dos 14Mbps. Nesse caso o Max TX Rate do Airgrid seria bom ser fixado em MCS1 ou MCS2.

    Não precisa ter potencia tão alta pra ter alcance, é só colocar antena de maior ganho pra quem está distante e antena de menos ganho pra quem está perto. NS Loco é barato e a antena de baixo ganho não é um limitador grande, se ficar em canal de 20MHz e usar 5,7 a 5,8GHz você pode atender cliente a até 3Km se reduzir o max tx rate um pouco mais, isso ficando dentro dos limites legais de potencia! Se exeder os limites dá pra falar em 4Km. Mas poxa, pra 1,5Km wu já colocaria Nanobrdige/Nanobeam ou Airgrid, estamos falando de 10dBi a mais de ganho por um preço nem tão maior.

    Só tem que cuidar o sinal cliente>torre, no cliente você colocar um datarate baixo (Max TX Rate baixo), e a potencia do cliente você define conforme o sinal chegando na torre. Se o cliente chega na torre com -50 então reduza a potencia dele (Desmarque a caixa "Auto adjust to EIRP Limit") até que fique num mesmo patamar, defina um patamar de sinal pra TODOS os clientes, tipo -55 a -65, regule a potencia de todos (Aumente ou diminua) de forma que todos (Sem nem meia excessão) chegue na torre com sinal mais alto ou mais baixo que isso).

    Se quiser usar polarização simples, coloque a torre transmitindo em MCS3 ou MCS4, e os clientes respondendo em MCS1 ou MCS2, vai poder trabalhar com sinais (Seja cliente>torre ou torre>cliente) de -60 a -70, com sinal baixo assim você pode usar a potencia limite de 5,3-5,7GHz (27dBm EIRP) e ainda vai ter que reduzir potencia nuns clientes!

    amigo vc acendeu um enorme holofote sobre minha rede, apenas com essas dicas o negocio foi da água pro vinho, nos clientes estou deixando tudo com MSC1, regulo a distancia cliente/repetidora via airlink, regulo o ganho manualmente, enfim procurei seguir a risca essas configurações que me passou apenas nas repetidoras deixei o MSC automatico, estou com toda a rede em CCQ no minimo 97%