+ Responder ao Tópico



  1. O problema e nos clientes não da pra obrigar a colocarem aterrramento

  2. Mas o protetor de surto da UBNT também funciona com aterramento...

    "Damaging electrostatic discharge attacks and surges are diverted to the ETH-SP and safely discharged into the ground, so network devices are protected."
    "Connect the ground and Ethernet cables in between your network devices"

    https://www.ubnt.com/accessories/eth...rge-protector/



  3. Citação Postado originalmente por wala Ver Post
    Então esse protetor não resolveria descargas que causasse problema de perca de potencia nas antenas. Rubem o que a mikrotik tem de diferente em proteção que a ubnt não tem pois equipamentos da mk sao bem mais dificieis de queimar mesmo sem aterramento.
    Essa questão da perda de potencia é curiosa, depois do monte de problemas com cartões mini-pci queimando/perdendo potencia surgiram no mercado chipsets de RF com suporte a alta tensão tipo 14KV, mas isso é ESD. O que tem na etapa de RF das CPE's geralmente é chipset desse tipo, que aguenta ESD bem alta. O amplificador de saída é que geralmente não tolera alta tensão, ele é que queima quando baixa a potencia. Olha que lindo a informação no datasheet do amplificador SiGe 2593 que é usados nos Nanostation:
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         2593.jpg
Visualizações:	162
Tamanho: 	101,7 KB
ID:      	58626

    Amplificador de RF via de regra é sensível a ESD, pelo tipo de construção de um CI amplificador é complicado fazer ele resistente a ESD tipo 10KV sem tornar ele caro demais ou fraco demais.
    Roteador de mesa não tem amplificador, por isso esse problema eles não tem (Mas tem aquelas potencias baixas tipo 12dBm em MCS7, é saída direta do chipset).

    Quanto a lan, RB's maiores usam um CI de switch, um switch 5 portas, uma RB433 tem digamos o IP175, é um switch de 5 portas. Eles não são tão mais parudos mas resistem um pouco mais que a conexão direta no chipset de CPE comum (Não tem nenhum CI entre porta ethernet e o chipset). Tem que ver o preço disso, um chipset AR7240 que queima num Nanostation custa R$ 20-30, já um CI de RB433, um IP175D, custa R$ 50-60, por isso RB é mais cara.

    Algumas RB's de apenas uma porta queimam muita lan também, tem o mesmo sistema de ethernet direto no chipset, e também é só trocar o chipset (Que nem sempre é caro). Se pegar uma clássica tipo a RB411 verá lá no canto um AR8021, que é um chipset ethernet, um "PHY", se der pau na rede é ele quem queimará, não o chipset. Tem uns capacitores paralelo a entrada, mas o grosso da maior sobrevivencia quem dá é esse chipset específico pra rede.
    (E esse tipo de circuito sai caro, eu usei muita RB411 subsituitindo placa queimada de CPE, sempre gerando desempenho melhor, mas o custo não é menor, é bem maior se for comprar RB, cartão e antena (Ou uma RB411R/RB711/RB911/921 + antena))

    Eu diria que queima de lan é culpa de baixo custo de CPE, mas também de falta de cuidados mínimos tipo aterramento (Os Jetsons poderiam reclamar de dificuldade com aterramento, mas a maioria dos clientes só não quer gastar, mas sempre tem como).



    Citação Postado originalmente por klabundee Ver Post
    Mas o protetor de surto da UBNT também funciona com aterramento...

    "Damaging electrostatic discharge attacks and surges are diverted to the ETH-SP and safely discharged into the ground, so network devices are protected."
    "Connect the ground and Ethernet cables in between your network devices"

    https://www.ubnt.com/accessories/eth...rge-protector/
    Por isso que acho que tem fabricante nem insistindo muito em protetor de surto, o consumidor quer um produto fantasioso que proteja tudo sem precisar aterramento e sem nunca queimar.

    Já pensou o problemão de vender 10 mil protetores, e na primeira temporada de chuvas os 10 mil pedem ressarcimento porque o protetor sem para-raios queimou, ou permitiu a queima do equipto. O consumidor final "não está pronto" pra usar esse tipo de coisa, que apenas diminui os riscos, ele é bobo e espera algo milagroso que resolva tudo sozinho.

    (Se fosse nessa idéia seria só usar terra virtual, aqueles modulos com transformadores 1:1, resolveriam circulação de ESD pelo equipto rumo ao neutro (Aterrado nalgum poste))

    É tanta coisa pra colocar JUNTO com o protetor que nem eu tenho animo de fabricar uns protetores baratos, é capaz de aparecer zé-oreia comprando protetor de R$ 5 achando que isso vai evitar queima de lan e perda de potencia em equipto de R$ 500.

  4. Pois e disse tudo ubnt e feito pra país de primeiro mundo com aterramento na maioria das casa se quiser algo que não queime tão facil tem que meter a mão no bolso. De todas as rbs que eu tenho sem aterramento somente uma queimou ate hoje e foi porque o raio caiu bem ne uma omni de 15 dbi da aquario que eu tinha antigamente, abriu um buraco na antena passando pelo cartão e chegando na rb e nem assim a torrou somente depois de ter ligada novamente e que torrou um componente.



  5. Citação Postado originalmente por rubem Ver Post
    Essa questão da perda de potencia é curiosa, depois do monte de problemas com cartões mini-pci queimando/perdendo potencia surgiram no mercado chipsets de RF com suporte a alta tensão tipo 14KV, mas isso é ESD. O que tem na etapa de RF das CPE's geralmente é chipset desse tipo, que aguenta ESD bem alta. O amplificador de saída é que geralmente não tolera alta tensão, ele é que queima quando baixa a potencia. Olha que lindo a informação no datasheet do amplificador SiGe 2593 que é usados nos Nanostation:
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         2593.jpg
Visualizações:	162
Tamanho: 	101,7 KB
ID:      	58626

    Amplificador de RF via de regra é sensível a ESD, pelo tipo de construção de um CI amplificador é complicado fazer ele resistente a ESD tipo 10KV sem tornar ele caro demais ou fraco demais.
    Roteador de mesa não tem amplificador, por isso esse problema eles não tem (Mas tem aquelas potencias baixas tipo 12dBm em MCS7, é saída direta do chipset).

    Quanto a lan, RB's maiores usam um CI de switch, um switch 5 portas, uma RB433 tem digamos o IP175, é um switch de 5 portas. Eles não são tão mais parudos mas resistem um pouco mais que a conexão direta no chipset de CPE comum (Não tem nenhum CI entre porta ethernet e o chipset). Tem que ver o preço disso, um chipset AR7240 que queima num Nanostation custa R$ 20-30, já um CI de RB433, um IP175D, custa R$ 50-60, por isso RB é mais cara.

    Algumas RB's de apenas uma porta queimam muita lan também, tem o mesmo sistema de ethernet direto no chipset, e também é só trocar o chipset (Que nem sempre é caro). Se pegar uma clássica tipo a RB411 verá lá no canto um AR8021, que é um chipset ethernet, um "PHY", se der pau na rede é ele quem queimará, não o chipset. Tem uns capacitores paralelo a entrada, mas o grosso da maior sobrevivencia quem dá é esse chipset específico pra rede.
    (E esse tipo de circuito sai caro, eu usei muita RB411 subsituitindo placa queimada de CPE, sempre gerando desempenho melhor, mas o custo não é menor, é bem maior se for comprar RB, cartão e antena (Ou uma RB411R/RB711/RB911/921 + antena))

    Eu diria que queima de lan é culpa de baixo custo de CPE, mas também de falta de cuidados mínimos tipo aterramento (Os Jetsons poderiam reclamar de dificuldade com aterramento, mas a maioria dos clientes só não quer gastar, mas sempre tem como).





    Por isso que acho que tem fabricante nem insistindo muito em protetor de surto, o consumidor quer um produto fantasioso que proteja tudo sem precisar aterramento e sem nunca queimar.

    Já pensou o problemão de vender 10 mil protetores, e na primeira temporada de chuvas os 10 mil pedem ressarcimento porque o protetor sem para-raios queimou, ou permitiu a queima do equipto. O consumidor final "não está pronto" pra usar esse tipo de coisa, que apenas diminui os riscos, ele é bobo e espera algo milagroso que resolva tudo sozinho.

    (Se fosse nessa idéia seria só usar terra virtual, aqueles modulos com transformadores 1:1, resolveriam circulação de ESD pelo equipto rumo ao neutro (Aterrado nalgum poste))

    É tanta coisa pra colocar JUNTO com o protetor que nem eu tenho animo de fabricar uns protetores baratos, é capaz de aparecer zé-oreia comprando protetor de R$ 5 achando que isso vai evitar queima de lan e perda de potencia em equipto de R$ 500.
    Os produtos antigos da ubnt serie a, e bg o problema era mais porta lan mais não se via problema de perda de potencia nesses equipamentos que nem se ve nos da serie m, eles eram mais robusto antigamente Nanoloco m5 tem varios que dão problema de perda de potencia tambem assim como os nanostation 16 m5, agora não se ve relatos desses mesmos problema com os antigos nanostation 5 e nanoloco5.






Tópicos Similares

  1. Respostas: 8
    Último Post: 05-06-2012, 22:14
  2. protetor de Surto em antenas Ubiquiti
    Por misterbogus no fórum Redes
    Respostas: 21
    Último Post: 07-03-2012, 10:29
  3. Linha UBNT MIMO 3,65GHZ e 900MHZ.
    Por rjunior543 no fórum Redes
    Respostas: 46
    Último Post: 03-08-2010, 13:57
  4. Respostas: 0
    Último Post: 31-01-2010, 12:08
  5. Protetor de Surto para Switch
    Por admskill no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 2
    Último Post: 22-01-2009, 08:20

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L