+ Responder ao Tópico



  1. #1

    Padrão PTP com Rocket 5AC lite

    Boa noite gurizada,

    Vou fazer um PTP de 27KM, ja estou com os equipamentos. Em uma ponta do PTP, onde tem bastante uso de 5.8, comprei uma RocketDish Ac, na outra ponta, vou usar uma RocketDish de 30dBi. Comprei 2 Rocket 5ac lite.

    Do ponto remoto que é onde tem bastante usod e 5.8, eu não tenho POP, na realidade vou mandar um link que receberei por fibra de la para minha torre. Para este ponto, comprei uma fonte nobreak volt de 24V/7A, porém, andei lendo bastante relatos de problemas que ela gera com os equipamentos, inclusive problemas dela resetar as configurações inexplicavelmente de equips ubnt.

    Eu liguei a fonte em bancada hoje, com as baterias e com 2 multimetros deixei testando a saida das baterias e a saida da fonte. A saida das fonte, fica em torno de 23.7v a 23.8v enquanto está ligado a rede. No momento que tira ela da tomada, começa a cair mais ou menos 0.1v a cada 20 ou 30 segundos, até que ela estabiliza em 22.9. A saida das baterias, neste momento em que está saindo 22.9, estava constante em 25.2v, e de inicio, antes de deixar desligado da energia, estava 25.7v.

    Depois que a fonte vai baixando a tensão e chega a 22.9v, ela ficou estabilizado nesta tensão por um pouco mais de 1 hora, sem nenhum equipamento ligado nela, somente os multimetros para medição.

    Eu não entendo de energia, mas acredito que esse comportamento seja normal, não é? Não deve dar problema essa alteração da saida da fonte quando cair energia e voltar? Alias, quando a energia volta (ligo devolta na tomada), a saida da fonte imediatamente pula para 23.8 novamente.

    Posso deixar um Rocket 5ac e uma RB450G ligado nessa fonte sem problema?

    E alias, que banda vocês acham que eu conseguirei passar com esse equip a 27KM, visto que uma das pontas tem bastante interferencia? Eu ja fiz esse link para testar com AirGrid de 27dBi para ter uma idéia, antes de comprar os Rockets e as Dishs, o melhor sinal que pegamos foi de -64, mas somente alguns poucos canais trafegam mais que 1Mbps, e mesmo nesses tem momentos que fica a 6 ou 7Mbps, e outros que chega a dar 30Mbps no teste.
    Última edição por inquiery; 08-08-2015 às 17:49.

  2. #2

    Padrão Re: Energia em PTP

    A tensão das baterias varia conforme a "carga" delas. Se você coloca a bateria sob flutuação em 27V, depois de 15-20 horas (Carga lenta! Bateria de chumbo deteriora rápido se sar carga rápida) esses 27V serão cerca de 100% de capacidade. Hora que cair pra 25V será uns 70% da capacidade, 24V uns 50%, 22V uns 30%, e com 21V terá uns 10%, aí por precaução o nobreak DC (Ou controlador solar) desliga o consumo porque a bateria não pdoe ser zerada (Perde muita vida útil se fizer isso em todo blackout).

    Conforme a resistencia interna do equipamento, e conforme a resistencia interna da bateria essas tensões podem ser diferentes, mas não se preocupe com isso, a carga lenta é feita em corrente baixa então você precisaria deixar isso sob flutuação um dia todo antes de ver a tensão exata de flutuação (Ou dizer qual modelo de fonte é, porque a Volt tem nobreak DC com corrente de carga de 0,7A, essas demoram 14-16 horas pra fazer a carga completa em baterias de 7Ah).

    Um Rocket AC deve consumir média de 7W (Com muito tráfego talvez 8W), uma RB450G uns 5W (Com pouco tráfego talvez 4W), isso dá 11 a 13W por hora. 13W em 24V é 13 / 24 = 0,54A. Se você tem cerca de 7Ah armazenados, 7 / 0,54 = 12,9 horas. Mas com flutuação em tensão mais baixa pras baterias durarem, e descontando os 10% de carga no final (Quando o nobreak desliga a bateria) dá pra falar na prática em umas 10 horas.



    Quanto a PTP de 27Km, em 27Km de ar você perde 136dBm de sinal pela conta. Se colocar uma Rocket AC na potencia de 24dBm, numa antena de 30dBi, terá potencia total de 54dBm EIRP. 54 - 136 = -82dBm de sinal no AR. Como no outro lado terá outra antena de 30dBi de ganho, você adiciona esse ganho, -82 + 30 = -52dBm.
    Aí entra a figura da margem minimal de sinal, margem entre sensibilidade do hardware e o sinal presente. Em 27Km a margem mínima é de 24dBm. Se reduzir essa margem do sinal presente temo -52 - 24 = -76dBm. Ou seja, temos que usar um datarate cuja sensibilidade seja MENOS de -76dBm. No caso do Rocket AC se não me engano usando N o MCS15 tem sensibilidade de -74dBm, que é 2dBm acima do que precisariamos. MCS14 é se não me engano -78dBm de sensibilidade, então em dias limpos poderia usar ele. MCS13 tem só 1 ou 2dBm a menos de sensibilidade, geralmente onde MCS13 funciona também funciona MCS14. MAS... o sinal pode variar até 5dBi por chuva ou poeira, então talvez seria bom usar MCS12, pois a sensibilidade dele está na casa dos -84dBm, aplicando 24dBm de margem quer dizer que o sinal poderia cair em dia de chuva ou quando um passaro pousar na antena até a -60dBm que ele manteria CCQ alto.

    (Esses dados de sensibilidade são com canal de 20MHz, se usar 40MHz terá que aumentar a margem um pouco, o quanto eu não sei, só testando. E com AC não tenho experiência em PTP, mas o que se pode imaginar é que MCS8 ou MCS9 em AC (Não confundir com MCS8 ou 9 de N) já que tem 256 pontos no sistema de modulação, exija sinal ainda mais limpo. Talvez seja uma boa testar em AC o MCS4 a 40MHz ao invez de um MCS8 a 20MHz, afinal MCS4 é 16QAM e MCS8 é 256QAM, quanto mais pontos nos quadrantes mais chances de distorção no posicionamento existe)

    Enfim, que tem potencial pra passar 60Mbps full isso tem, mas tem que cuidar detalhes tipo RX/TX chain0 com 2 ou 3dBm a menos de sinal que RX/TX chain1, olhe o sinal de CADA via (RX1, TX1, RX2, TX2) e não aquele sinal médio que o setup informa, pegue o MENOR sinal como referencia pra por na conta. E o negócio é testar reduzindo datarates até achar um onde fique estável, eu prefiro começar de baixo pra cima, usando N de MCS8 vou subindo até chegar num datarate onde o CCQ não é mais 100%, voltou pro último datarate onde tive CCQ de 100% e esse é o limite. Se usar 40MHz faça teste em 20MHz pra ver onde consegue CCQ de 100%, provavelmente será algo tipo MCS12 ou MCS14, aí passe pra 40MHz, provavelmente só conseguirá CCQ de 100% em datarates tipo MCS10 ou MCS12, a largura de canal usada afeta muito a qualidade do link (E se desperdiçar 80MHz com AC também é bom verificar o que consegue com apenas 40MHz, o uso de canal mais estreito pode ser compensado com datarate maior, geralmente não existe milagre a fazer, seja com 20, 40 ou 80MHz com sinal de -52dBm só o que dá pora usar é um datarate na casa dos 100-120M (Nominal! Throughput deve ficar nuns 50-60% disso).



  3. #3

    Padrão Re: Energia em PTP

    Opa, valeu @rubem.

    Essa fonte nobreak que comprei é a modelo 24VDC-U, diz os omi que esse U é porque consertaram o "bug com a ubiquiti" que o modelo antigo de 24V/7A causava. To com 2 mikrotik aqui agora na bancada, uma RB450, umg RB450G, e vou trazer mais uma AirGrid. Vou passar o dia testando, hoje a amanha.

    O link, depois de eu instalar as antenas, talvez semana que vem, vou testar bastante, e posto o resultado que consegui aqui. Por enquanto vou precisar passar 15Mbps, que é o link que vou pegar aqui (é foda ser pobre). Seria bem interessante que ele suportasse uns 50Mbps com confiabilidade, em todos os horários, sem latencia alta, pois dai eu tenho um bom tempo de disponibilidade do PTP para aumentar esse link no futuro. Infelizmente a minha região não tem empresa que entrega por fibra, e até por radio ta dificil. No momento eu pego o link com outro provedor, mas estou trocando para tentar melhorar a qualidade dos clientes e poder instalar mais um pouco.

    No mais, obrigado pelas informações.

  4. #4

    Padrão Re: Energia em PTP

    É esse aqui né?
    http://loja.conectwi.com.br/fonte-no...t-details.aspx
    A versão antiga 24V 7A era cinza, esse "U" é preto.

    Mas a corrente de carga ainda é a mesma, "Regulação estática de corrente: <1A".
    Se chegar a 1A seria 7Ah das baterias dividido pela corrente de carga, em teoria 7 horas, mas a bateria não armazena tudo o que circuila então precisa colocar mais 40% na conta, de modo que o tempo de carga total seria 7 + 40% = 9,8 horas.
    Só que tenho quase certeza que a corrente ainda é uns 700mA, que ainda demora umas 14 horas pra carga total.


    Acabei não falando do porque de ter 23,8V quando na tomada: Nobreak DC tem 2 (duas) fontes dentro, uma de 24V que alimenta o circuito (Essa que você mediu 23,8V, normal pequenas variações em fontes chaveadas), e OUTRA fonte que faz o carregamento das baterias.

    Quando a eletricidade acaba as 2 fontes desligam, e um rele ou mosfet libera a tensão das baterias rumo ao equipamento. Essa tensão de saída de uns 25,2V que você mediu nas baterias deve ter queda SE PASSAR POR UM MOSFET de 0,3 a 0,5V, não é o fim do mundo (Equipto UBNT e MK aceita QUALQUER tensão de saída de 10 a 27V, qualquer uma, seja 11V, 20V, 26V), se tiver 27V nas baterias provavelmente meça 26,5 a 26,7V na saída do nobreak, isso não é problema, é o esperado mesmo (Controlador solar também tem queda de tensão, alias, todo circuito tem, drop-out, diferença entre entrada e saída).

    Quanto a tensão das baterias CAIR quando você pluga num carregador, também é normal, leva um tempo pra adequar a resistencia interna da bateria com a corrente circulando, o processo de carga é químico no gel e leva um tempo pra que tudo se ajeite, todo teste em carregador deve ser feito com mair tempo mesmo, fazer uma carga completa (A partir de bateria não muito carregada) pra verificar se tudo está ok, mas é um gasto de tempo que não sei se compensa, o problema em fontes chaveadas geralmente é por problema em rede elétrica (Falta de aterramento) ou em tempestades quando tem alta tensão descendo pela torre e chegando no neutro da tomada (Aterrado num poste na rua) passando e fritando parte do nobreak DC (E isso também se resolve com aterramento).



  5. #5

    Padrão

    Boa tarde, @rubem gostaria de uma opinião sua estou prestes a realizar esse enlace cujo a distância é de aproximadamente 21 km a minha dúvida é em relação a altura das torres isso está um pé no saco rsrs já estou procurando a uns 2 dias encontrei uns materiais até interessante estou fazendo esse projeto para passar 25 full com um par de algcom 60 cm + um par de rocket m5.

    Gostaria de uma opinião sua e dos amigos que tem mais experiências em enlaces sendo que àltura do ponto " A " é de 25m e àltura do ponto " B " é de 21m segue a imagem de referência desde já agradeço a todos que ajudarem.
    Miniaturas de Anexos Miniaturas de Anexos Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         Captura de tela 2015-05-13 14.33.43.png
Visualizações:	97
Tamanho: 	699,0 KB
ID:      	59016  

  6. #6

    Padrão Re: Energia em PTP

    Sim, é essa ai mesmo @rubem.
    Segue algumas fontes da bagunça:

    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         IMG_20150513_163904.jpg
Visualizações:	148
Tamanho: 	572,6 KB
ID:      	59018Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         IMG_20150513_163914.jpg
Visualizações:	133
Tamanho: 	620,6 KB
ID:      	59019Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         IMG_20150513_163922.jpg
Visualizações:	152
Tamanho: 	520,6 KB
ID:      	59020Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         IMG_20150513_163934.jpg
Visualizações:	118
Tamanho: 	548,0 KB
ID:      	59021

    Na foto dos multimetros, o da esquerda (26.2v), é o que está ligado direto nas baterias, o da direita (23.7v), está ligado na saida da fonte. Na realidade eu liguei um cabo de rede naquele mini Patch Panel, e a outra ponta do cabo desencapei os fios e conectei o fio azul e o marom no multimetro, então eu estou testando a saida do patch panel, mas a saida direto da fonte é a mesma se eu colocar o multimetro la.



  7. #7

    Padrão Re: Energia em PTP

    Citação Postado originalmente por wld.net1 Ver Post
    Boa tarde, @rubem gostaria de uma opinião sua estou prestes a realizar esse enlace cujo a distância é de aproximadamente 21 km a minha dúvida é em relação a altura das torres isso está um pé no saco rsrs já estou procurando a uns 2 dias encontrei uns materiais até interessante estou fazendo esse projeto para passar 25 full com um par de algcom 60 cm + um par de rocket m5.

    Gostaria de uma opinião sua e dos amigos que tem mais experiências em enlaces sendo que àltura do ponto " A " é de 25m e àltura do ponto " B " é de 21m segue a imagem de referência desde já agradeço a todos que ajudarem.
    Vish... tá com a zona de fresnel totalment obstruída!
    Teria que subir muito essas torres que ter essas 2 linhas azuis afastadas do solo! Sem zona de fresnel 100% livre é difícil passar muita banda, independente do ganho da antena usada!

    Melhor que usar Algocom + Rocket pra tentar vencer a falta de zona de fresnel é subir essas torres e usar NanoBeam, gastar com ALTURA de torre e não com antena de ganho grande.
    NanoBeam tem em MCS12 a potencia de 22dBm, somando a antena de 25dBi dá 48dBm EIRP, em 20Km o sinal cai 134dBm, 48 - 134 = -86dBm no ar, + 25dBi de ganho da outra antena dá -86 + 25 = -61dBm, que é suficiente pra MCS12 tranquilo, e tendo 100% da zona de fresnel limpa terá 100% de CCQ, isso dá pra MCS um throughput full de mais de 30Mbps (Uns 45-50Mbps half).

    Com a zona de fresnel tão parcial como nessa imagem não tem como preferer CCQ, mas te garanto que NEM em MCS10 terá 100% de CCQ nisso, talvez em MCS8, mas isso não passa banda nenhum (Menos ainda em 40MHz).

    Te aconselho subir essas antenas no calculo, uns 15m em cada lado, que verá que a as perdas totais no caminho cairão pra 134dBm (Está em 143dBm hoje, falta de zona de fresnel limpa), e a o thermal fadding (Perda termica, esmaecimento térmico) deve cair de 34 pra 29dBm.

    Mas o que as calculadores não mostram é o baixo que CCQ que resulta ter zona de fresnel parcial. Te aconselho subir essas torres pelo menos 10m, pra deixar livre pelo menos 60% da zona de fresnel, não te garanto que dará 100% de CCQ em MCS12 mas terá CCQ muuuuuito melhor do que nesse cenário do cáculo onde tem mal e mal 20% da zona de fresnel limpa.

    Não que Nanobeam seja uma opção melhor que Rocket + Algcom, mas gastar com antena maior é MENOS eficiente do que SUBIR a torre, com R$ 1000 em torre mais alta você obtem throughput muito maior que com R$ 1000 em antena de maior ganho.
    É mais eficiente subir as torres até a zona de fresnel ficar totalmente livre:
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         20km.gif
Visualizações:	104
Tamanho: 	147,0 KB
ID:      	59022

    Com zona de fresnel parcial até tem como calcular throughput, mas... teria que ser só 1 obstrução, nesse caso tem obstrução por muiotos quilometros, não tem como antecipar quão ruim ficará (Mas por experiência imagino que não vai ter nem 90% de CCQ em nada acima de MCS9, duvido que passe 25Mbps full mesmo se usar antena de 34dBi, mais barato subir as torres uns 10-15m.

  8. #8

    Padrão Re: Energia em PTP

    Citação Postado originalmente por inquiery Ver Post
    Sim, é essa ai mesmo @rubem.
    Segue algumas fontes da bagunça:

    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         IMG_20150513_163904.jpg
Visualizações:	148
Tamanho: 	572,6 KB
ID:      	59018Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         IMG_20150513_163914.jpg
Visualizações:	133
Tamanho: 	620,6 KB
ID:      	59019Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         IMG_20150513_163922.jpg
Visualizações:	152
Tamanho: 	520,6 KB
ID:      	59020Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         IMG_20150513_163934.jpg
Visualizações:	118
Tamanho: 	548,0 KB
ID:      	59021

    Na foto dos multimetros, o da esquerda (26.2v), é o que está ligado direto nas baterias, o da direita (23.7v), está ligado na saida da fonte. Na realidade eu liguei um cabo de rede naquele mini Patch Panel, e a outra ponta do cabo desencapei os fios e conectei o fio azul e o marom no multimetro, então eu estou testando a saida do patch panel, mas a saida direto da fonte é a mesma se eu colocar o multimetro la.
    Sobre a Volt fazer a flutuação das baterias em 26,2V: É pras baterias durarem mais.
    Isso dá 13,1V por bateria, é uma tensão boa pra que as baterias vivam a 35°C (Em caixa hermética é fácil passar disso).

    Quanto mais quente a bateria fica, menor deve ser a tensão de flutuação. Se o ambiente ficasse a 25°C (No brasil? Só dentro da geladeira) poderia fazer flutuação em 13,8V por bateria.
    Uma tabela resumida:
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         concharg.gif
Visualizações:	46
Tamanho: 	14,0 KB
ID:      	59023

    Então parabens pra Volt por optar por uma tensão de flutuação que permita que as baterias no mundo real (Caixa hermetica no sol passa de 50°C) durem um pouco mais.



  9. #9

    Padrão Re: Energia em PTP

    Citação Postado originalmente por wld.net1 Ver Post
    Boa tarde, @rubem gostaria de uma opinião sua estou prestes a realizar esse enlace cujo a distância é de aproximadamente 21 km a minha dúvida é em relação a altura das torres isso está um pé no saco rsrs já estou procurando a uns 2 dias encontrei uns materiais até interessante estou fazendo esse projeto para passar 25 full com um par de algcom 60 cm + um par de rocket m5.

    Gostaria de uma opinião sua e dos amigos que tem mais experiências em enlaces sendo que àltura do ponto " A " é de 25m e àltura do ponto " B " é de 21m segue a imagem de referência desde já agradeço a todos que ajudarem.
    Colega,
    Esse enlace ta ruim ai desse jeito, vja q a zona de freznell ta ruim, vai ter que subir um lado, ou os dois, ou achar um ponto mais alto...desse jeito ai, olha la se com sorte consegue passar 10mb

  10. #10

    Padrão

    É como o @rubem falou tem que subir sim já realizei outras simulações aqui em um lado coloquei lado a onde fica minha casa coloquei 40M e no outro 40M e parcialmente ficou bem melhor a zona segue a imagem. Desculpa @inquiery de não ter aberto outro tópico rsrs aproveitei o seu pois estava falando de quando de banda passava, obrigado rubem mais uma vez.
    Miniaturas de Anexos Miniaturas de Anexos Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         Captura de tela 2015-05-13 19.27.04.png
Visualizações:	72
Tamanho: 	727,2 KB
ID:      	59027  



  11. #11

    Padrão

    Realizei outros cálculos no linkplaner e segui uma boa parte do enlace agora sim estou com fé que dar certo
    Miniaturas de Anexos Miniaturas de Anexos Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         Captura de tela 2015-05-13 19.51.00.png
Visualizações:	45
Tamanho: 	906,8 KB
ID:      	59028   Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         Captura de tela 2015-05-13 19.51.06.png
Visualizações:	48
Tamanho: 	219,8 KB
ID:      	59029  


  12. #12

    Padrão Re: Energia em PTP

    Qual baterias esta usando? Se for automotiva nao vai funcionar corretamente pois NUNCA vai chegar a tensao de flutuação ( 27V) com esse Nobreak. Mede a tensão nos bornes da Bateria em serie . Tem que ter 27V a plena carga.

    As baterias Chumbo Acido precissam de MUITA corrente para iniciar o ciclo de carga e os nobreak nao sao projetados para essa função.

    Os Nobreak obedecem o ciclo de carga das baterias estacionarias (Freedom Estacionaria) que sao projetadas para serem carrregadas em muitas horas, e a descarga é constante com corrente baixa, mentras que automotivas sao carregadas com alta corrente, em curto espaço de tempo e descarregam violentamente em curto espaço de tempo (partida do carro).

    Respeito ao Throughput, quando tem interferenças, fica muito , mas muito dificil saber quanto vai trafegar. Só Testando. Cada caso é um caso.



  13. #13

    Padrão Re: Energia em PTP

    Ola @emilidani

    É uma bateria da própria Volt a principio. Ela é chumbo-ácida, conforme diz no rótulo, aparentemente igual aquelas que vem nos nobreaks. Nas fotos que eu mandei antes, a medição do multimetro da esquerda era na saída das baterias em série, e na foto estava em 26.2v. Eu deixei até hoje detarde, perto da 13:30 ligado, ou seja, deu umas 24 horas carregando, e a tensão estava, hoje, variando entre 26.3v e 26.4v.

    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         IMG_20150514_202401.jpg
Visualizações:	45
Tamanho: 	713,6 KB
ID:      	59067

  14. #14

    Padrão Re: Energia em PTP

    Bom, depois de muito tempo com a instalação feita pela metade, ontem e hoje metemos a mão mais um pouco. Instalamos os Radios nas antenas nas duas pontas. Uma das pontas, que está em um prédio a certa de 50 metros de altura, está ligada diretamente em uma fonte nobreak DC da volt de 24v/7a. A outra ponta está em um morro a uns 180 metros de altura, a energia é fornecida por uma bateria automotiva de 45Ah com um carregador de 5A ligado, e na bateria liguei um conversor DC/DC com saída de 24V; a antena então está alimentada com 24v constante.

    Fizemos o primeiro alinhamento. Foi feito de um lado primeiro, um alinhamento rapido de uns 30 minutos, e depois na outra ponta mais um alinhamento rapido de uns 30 minutos.

    O sinal ficou por volta dos -60, mas varia consideravelmente. Agora, por exemplo, está em -57 a -58. Quando eu boto em 40Mhz fica por volta do -59 a -62.

    A potência está em 27dBm, máxima do Rocket 5AC lite.
    O troughtput da por volta dos 60Mbps agregado. Se eu aumentar para 40Mhz, vai para algo em torno de 85Mbps a 90Mbps, acredito ser pouca diferença considerando que eu preciso, por enquanto, passar um link de 15Mbps/15Mbps.

    Os canais que tenho são 5745, 5765, 5785, 5805, 5825. O que trafega melhor, é o 5745.
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         sinal.png
Visualizações:	40
Tamanho: 	403,6 KB
ID:      	60568

    Se eu usar os canais mais baixo, tipo 5500 que tem bem menor interferência, em 40Mhz chega a dar throughtput de uns 120Mbps agregado.
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         5500 40Mhz.png
Visualizações:	47
Tamanho: 	349,4 KB
ID:      	60569

    O melhor resultado que consegui em foi no canal 5500Mhz usando 60Mhz de larguda, passando certa de 180Mbps agregado.
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         5500 60Mhz.png
Visualizações:	48
Tamanho: 	364,1 KB
ID:      	60570

    No canal 5745Mhz com 60Mhz de largura, da um pouco mais de 130Mbps agregado, pior que no canal 5500Mhz, porém é um canal onde eu posso usar a potência que estou usando.
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         5745 60Mhz.png
Visualizações:	44
Tamanho: 	416,8 KB
ID:      	60571

    No final das contas, vou usar em 5745Mhz com 20Mhz de largura, acho que vai dar uma estabilidade maior para o meu cenário, que é a necessidade de passar 15Mbps/15Mbps somente.

    Quaisquer dicas são bem vindas, e fica aqui também a experiência que estou tendo com os Rocket 5AC lite. Não tem muita informação sobre experiências com esse rádio por aqui pelo fórum até agora. Posso dizer que, para o que vou usar, vai servir.



  15. #15

    Padrão Re: Energia em PTP

    Uma outra questão séria que vou ter que enfrentar agora é que, na instalação feita no prédio, não achamos aterramento lá em cima. Existe uma caixa com vários disjuntores e fios, mas não sei se algum deles é de aterramento.

    Estive pensando em fazer um aterramento na própria estrutura do prédio, na parede. Já li algo sobre isso, mas bem superficialmente. Alguém sabe de informar se é plausível esse solução e tem alguma fonte onde eu possa pesquisar como fazer isso?

  16. #16

    Padrão Re: Energia em PTP

    @inquiery, tem um site bem bacaninha de eletrônica chama-se eletronicaBR faz sua inscrição e posta lá que os caras são bons.