Página 3 de 4 PrimeiroPrimeiro 1234 ÚltimoÚltimo
+ Responder ao Tópico



  1. Citação Postado originalmente por Hilvan Ver Post
    Boa tarde pessoal, vocês tem mim ajudado bastante na minha caminhada na montagem do meu provedor aqui na zona rural.
    Mais surgiu uma duvida que mim deixou um tanto inquieto, Algumas pessoas estão fazendo estalação elétrica com fio de telefone.
    Fiquei na duvida se poderia usar também, Dessa forma: 160m de fio para alimentar uma rb 750, um rockert M5, uma airgrid 23dbi e um nano M5 de 16 dbi, tudo ligado em um estabilizador.
    Tem algum risco usar o fio de telefone nessa distancia?
    Seria melhor usar energia solar?
    Ou para chegar em energia nesse ponto de 160m o que seria melhor?

    Deste de já agradeço a todos.

  2. Fio telefonico tipico é o FE-80, que eu sabia ele é alma de aço e camada e 0,01mm de cobre ao redor. Por isso mesmo tendo 0,8mm (Por isso 80, existe o FE-50 e FE-100) ele tem mais de 110 ohms de resistencia por Km.

    Se são 110 ohms por 1000m, em 160 metros são 17,6 ohms de resistencia.

    Cabo PP é feito pra uso externo. Se pegar um cabo PP de 1mm (PP 2x1,00mm , 2 condutores flexíveis internos de 1mm cada), a resistencia deles por serem PURO cobre é de 13 ohms por Km. Em 160m seriam apenas 2 ohms ao todo.

    Um daria resistência de 17 ohms, outro de 2 ohms.

    Por mais que a fonte tenha CAPACIDADE de 12W (24V 0,5A), Airgrid, NS e rocket consomem quando muito 8W. RB750 consome quando muito 5W. Mas isso é consumo em DC, as fonte tem rendimento de uns 80% então 30W em DC vira quase 38W de pico. Vamos colocar 38W de consumo dessas fontes.

    Em 115V (Saída de nobreak ou de algo inútil tipo estabilizador é 115V, não 127V) esses 38W são 38/115 = 0,33A, ou 330mA.
    E o fator de potencia dessas fontes costuma ser bom, uns 0,8.

    A conta de queda de tensão em AC que eu saiba é: 2R * I * FP.
    R é a resistencia, I a corrente, e FP é o fator de potencia.

    2*2 * 0,33 * 0,8 = 1,05V
    2*17 * 0,33 * 0,8 = 8,9 V

    Ou seja, com fio FE-80 deve chegar uns 106V, e com cabo PP de 1mm deve chegar 114V.

    (Se colocar algo inútil tipo estabilizador depois desses 160m de fio tem que colocar o aumento de consumo que esses engana-trouxas que são os estabilizadores comuns desperdiçam, mais uns 10-15% de aumento no consumo)

    Cabo PP foi feito pra essa finalidade, é mais caro mas é 1000x mais seguro, e tem resistencia muito menor:
    http://produto.mercadolivre.com.br/M...olo-100mts-_JM
    ou de 1,5mm:
    http://produto.mercadolivre.com.br/M...olo-100mts-_JM

    O problema de cabo FE-80 é que a alma de aço oxida tudo, por isso sempre tem cabo telefonico com um dos terminais preto, isso gera mal-contato a longo prazo, tem um pouco mais de risco de emenda de fio torcido aquecer e botar fogo em capa plastico e fita isolante de vinil.



  3. Citação Postado originalmente por rubem Ver Post
    Fio telefonico tipico é o FE-80, que eu sabia ele é alma de aço e camada e 0,01mm de cobre ao redor. Por isso mesmo tendo 0,8mm (Por isso 80, existe o FE-50 e FE-100) ele tem mais de 110 ohms de resistencia por Km.

    Se são 110 ohms por 1000m, em 160 metros são 17,6 ohms de resistencia.

    Cabo PP é feito pra uso externo. Se pegar um cabo PP de 1mm (PP 2x1,00mm , 2 condutores flexíveis internos de 1mm cada), a resistencia deles por serem PURO cobre é de 13 ohms por Km. Em 160m seriam apenas 2 ohms ao todo.

    Um daria resistência de 17 ohms, outro de 2 ohms.

    Por mais que a fonte tenha CAPACIDADE de 12W (24V 0,5A), Airgrid, NS e rocket consomem quando muito 8W. RB750 consome quando muito 5W. Mas isso é consumo em DC, as fonte tem rendimento de uns 80% então 30W em DC vira quase 38W de pico. Vamos colocar 38W de consumo dessas fontes.

    Em 115V (Saída de nobreak ou de algo inútil tipo estabilizador é 115V, não 127V) esses 38W são 38/115 = 0,33A, ou 330mA.
    E o fator de potencia dessas fontes costuma ser bom, uns 0,8.

    A conta de queda de tensão em AC que eu saiba é: 2R * I * FP.
    R é a resistencia, I a corrente, e FP é o fator de potencia.

    2*2 * 0,33 * 0,8 = 1,05V
    2*17 * 0,33 * 0,8 = 8,9 V

    Ou seja, com fio FE-80 deve chegar uns 106V, e com cabo PP de 1mm deve chegar 114V.

    (Se colocar algo inútil tipo estabilizador depois desses 160m de fio tem que colocar o aumento de consumo que esses engana-trouxas que são os estabilizadores comuns desperdiçam, mais uns 10-15% de aumento no consumo)

    Cabo PP foi feito pra essa finalidade, é mais caro mas é 1000x mais seguro, e tem resistencia muito menor:
    http://produto.mercadolivre.com.br/M...olo-100mts-_JM
    ou de 1,5mm:
    http://produto.mercadolivre.com.br/M...olo-100mts-_JM

    O problema de cabo FE-80 é que a alma de aço oxida tudo, por isso sempre tem cabo telefonico com um dos terminais preto, isso gera mal-contato a longo prazo, tem um pouco mais de risco de emenda de fio torcido aquecer e botar fogo em capa plastico e fita isolante de vinil.
    Vc mim mostrou a luz, valeu pela força já to agilizado a troca.

  4. Citação Postado originalmente por Hilvan Ver Post
    Vc mim mostrou a luz, valeu pela força já to agilizado a troca.
    Tendeu Hilvan?



  5. Parabéns ao Rubens pelos detalhes da resposta, muito boa a resposta.
    Gostaria somar aqui complementando com algumas considerações:
    Realmente o cabo Drop é para a telefonia mas o uso para esse caso é possível.
    Hilvan:
    Qual a tensão da rede elétrica daí?
    Pretende usar nobreak?

    Considerando as potencias máximas das fontes dos equipamentos teríamos 3 x 12w = 36w + (5v x 2A = 10w) = 46w

    Para 46w teríamos uma corrente média em 110V de 0,41A;
    Já em 220V teríamos a metade dessa corrente que seria 0,20A;




    Sobre a resistência do cabo encontrei um documento no site da Anatel que cita um valor máximo de resistência de 100 ohms/km (em corrente contínua) para o cabo FE-80 no caso para homologação do mesmo.
    Não que dizer que qualquer cabo vá dar isso até porque existem cabos bons e cabos ruins. Por exemplo, já usei um Drop da Vathisa que é muito fraco. Então acredito que a pessoa pegando um cabo de uma marca como Megatron e do tipo FE-100 que é mais grosso poderemos ter valores até menores de resistência.

    Outra questão é: Essa resistência é em uma "perna" apenas ou com os dois condutores ligados em paralelo?

    Quer ter certeza? Com um multímetro digital meça na peça de cabo a resistência de um dos condutores de um extremo ao outro.
    Se for uma peça de 200m e der um valor para saber o valor para 1000m faça a regra de três:
    Resistência por km = 1000 x ResistenciaMedida / TamanhoDaPeça
    Por Exemplo: Medindo 27 ohms numa peça de 200m para encontrar o valor de resistência por Km fazemos:
    R por Km = 1000 x 27 / 200 = 135 ohms / Km


    Seu caso:
    Considerando 160m de distância(da tomada da rede elétrica até os equipamentos a serem alimentados) e
    considerando que o valor de referência de 100 ohms por Km de resistência do cabo seja para um dos seus condutores
    fiz o seguinte raciocínio:
    Como são dois fios teremos na verdade 320m, se o cabo tem 100 ohms por km aplicando a regra de três teremos:
    320 x 100 / 1000 = 32 ohms

    Pela lei de Ohm temos V = RI;
    Como a resistência do cabo está em série com os equipamentos alimentados considerei as correntes que tinha previsto para 110 e 220v e cheguei ao valor de queda de tensão no cabo que foi:

    Em 110v: 32 Ohm x 0.41A = 13V
    Em 220v: 32 Ohm x 0.20A = 6,5V

    Como as fontes são automáticas(de 100 a 240VAC, pelo menos as Ubiquiti) então pelo menos em 220V não faria a menor diferença.

    No caso em 110 que na verdade a gente diz 110 mas o valor é 115V a queda de tensão teórica já influi mais.
    Acontece que eu peguei o pior caso e como o Rubens falou o consumo dos equipamentos é bem abaixo dos valores máximos de potências das fontes. Então a corrente no cabo deve ser menor que a corrente que encontrei e consequentemente a queda de tensão no cabo também é menor.
    Sobre estabilizador ou nobreak acredito que se possa usar mas no início da linha, não lá nos equipamentos. No caso de a tensão ficar abaixo de certos valores o nobreak passa a ser acionado direto e termina descarregando a bateria.

    A grande vantagem do cabo Drop é que como ele é feito para ser externo tem altíssima resistência a intempéries e resistência a tração além de seu baixo preço em relação ao cabo pp.

    Acredito que o cabo pp deve ser mais visado para roubo e não sei se ele aguenta muito tempo no sol e chuva;
    Sobre oxidação todo cabo oxida, bateu água oxida, a questão é você deixar as conexões impermeabilizadas com fita alta fusão ou silicone.

    Agora existe o risco de alguém desinformado e mexer nesse cabo drop achando que é sinal telefônico que tem nele e se acidentar.

    Outra coisa existe muito cabo falsificado por aí, então até mesmo a pessoa pode comprar um cabo pp ruim e ter problemas tanto na cobertura que pode estragar logo como na resistência do cabo. Então seja qual for o cabo tem de ser de procedência;

    Um abraço a todos e espero ter contribuído.






Tópicos Similares

  1. Dúvidas em relação ao custo inicial de um provedor.
    Por AiltonCordeiro no fórum Assuntos não relacionados
    Respostas: 10
    Último Post: 04-10-2014, 14:19
  2. Mais uma dúvida em relação ao ACK
    Por arson no fórum Redes
    Respostas: 10
    Último Post: 16-10-2008, 10:49
  3. Dúvidas em relação ao BB/Fluxbox
    Por hydorn no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 6
    Último Post: 05-03-2004, 23:36
  4. Dúvida em Relação ao BitchX
    Por hydorn no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 7
    Último Post: 27-01-2004, 07:14
  5. Dúvidas em Relação ao GNOME
    Por no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 1
    Último Post: 02-12-2003, 10:22

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L