+ Responder ao Tópico



  1. De modo geral esta isolação que os datasheet apresentam é "lenda". Talvez em laboratório eles medem isso. Mas larga em campo e o desempenho é bem diferente.

    Como explicar uma antena que diz ter um valor alto de isolação posterior e cliente conectar e navegar pelas costas.?

    Por isso acho que este modelo novo da Algcom merece um voto de confiança. Pelas fotos o projeto parece ser inovador, diferente do "feijão com arroz" que os outros fabricantes apresentam, tudo uma copia um do outro.

  2. Citação Postado originalmente por Arthur Bernardes Ver Post
    Não consigo acreditar que há quem se conecta nas costas da Basestation AC, @JonasMT é um que tem essas Basestation AC e pode falar melhor sobre elas.
    Ac não sei Arthur... mas as outras basestation sim... Eu não sei o projeto construtivo mas creio que a diferença "aparente" está só no sistema de encaixe na parte de trás.



  3. Citação Postado originalmente por 1929 Ver Post
    De modo geral esta isolação que os datasheet apresentam é "lenda". Talvez em laboratório eles medem isso. Mas larga em campo e o desempenho é bem diferente.

    Como explicar uma antena que diz ter um valor alto de isolação posterior e cliente conectar e navegar pelas costas.?

    Por isso acho que este modelo novo da Algcom merece um voto de confiança. Pelas fotos o projeto parece ser inovador, diferente do "feijão com arroz" que os outros fabricantes apresentam, tudo uma copia um do outro.
    Mas a medida bate sim.

    Exemplo, da antena Algcom citada no começo:
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         15dBi.jpg
Visualizações:	343
Tamanho: 	122,6 KB
ID:      	61017
    Isso são 30dB na relação frente-costas, diferença de sinal em 30dB.

    Agora vamos ao prático: Antena de 15dBi ligada num radio operando a 20dBm, isso dá 35dBm EIRP.

    Em 200m o sinal cai 92dBm (Free space loss), no ar, sem obstaculo.
    35 dBm - 92dBm = -57dBm no ar. Se esse cliente a 200m tiver um NS Loco de 8,5dBi o sinal vai aumentar 13dBi, ou seja, -57 + 13 = -44dBm. Sinal ótimo.

    Agora... e nas costas?
    Bom, são 20dBm de potência no radio, com a antena com "ganho" de -15dBi, 20 + -15 = 5dBm EIRP de potência de emissão.

    Se o cliente está 200m nas costas, são 92dBm de perda no ar, isso não muda, 200m são 200m seja na frente ou nas costas.
    Aí temos 5dBm - 92dBm = -87dBm, se esse cliente a 200m tem o MESMO NS Loco de 13dBi o sinal vai subir 13dBi, -87 + 13 = -74dBm, sinal suficiente pra conectar em digamos MCS11 tranquilo!

    Mas olha o ponto que marquei na imagem onde tem -7dBi de ganho, está nas costas da antena, se esse radio está na verdade a 22dBm, com "ganho" de -7dBi temos 22 + -7 = 15dBm EIRP.
    Vou exagerar, vou colocar 1Km, que são 108dbm de perda no ar!
    15 - 92 = -77dbm no ar.
    Se esse cliente tem um SXT de 16dBi, são 16dBm de aumento:
    -77 + 16 = -61dBm de sinal, suficiente pra um MCS13 tranquilo!

    Não é que as costas dão uma atenuação extra de 30dBm a partir de um sinal de 0dBi de ganho, o termo usado é certo, "relação frente-costas", simplesmente a diferença entre o sinal na frente e nas costas será de 30dBm, por isso tem tanta gente conectando nas costas.


    Na prática isso não é tão comum porque as setoriais ficam inclinadas, as "verdadeiras" costas delas estão no céu, se a torre tem 30m e a setorial tem 4º de inclinação as "costas" da setorial estão a partir de uns 10m de altura, ou seja, na prática só a uns 50-100m de distancia você pega aquele ponto que marquei com -7dBi de ganho. Na prática quem está nas costas de um setorial típica de torre típica terá até MAIS de 30dBm menos que quem está na frente, porque geralmente entre as costas da setorial e os clientes tem uma TORRE, ou outras setoriais.

    A setorial terá mesmo diferença de 30dBm entre frente e costas (As costas são exatos 180° do centro, mas essa da Algocom é um bom exemplo que nem todas as "costas" tem 30dBm de isolamento, uns 30° pro lado tem só 23dBm de isolamento!).

    Mas... se somar a inclinação da setorial, suporte de aço, torre, e outras setoriais, talvez na prática você tem 40-45dbm de isolamento, aí só dá pra conectar a 100m.
    (Se pra frente dá sinal -35dbm, com 40dbm de isolamento significa -75dBm de sinal (-35 - 40 = -75), que é suficiente pra um MCS8 ou 9 da vida).

    Ah, e tem o problema de chuva, quando você tem cliente com sinal tão ruim quanto -75 por ser conexão pelas costas, a agua molhando o plastico das costas, do suporte, da torre, e a antena do cliente, pode dar 5dBm a menos de sinal, aí a conexão cai mesmo (Ou o CCQ vira um lixo), um plastico tem atenuação de 1dBm talvez, mas se molhar aquela película dá quase 1dBm extra de perda, se juntar a película em todos os objetos nas costas da setorial você descobre fácil porque em dia de chuva o cliente nas costas fica sem internet, esse dado não está no datasheet porque pro datasheet o que interessa são dados da antena, sem medir reflexo ou perda em torre atrás, até porque literalmente cada um usa uma torre diferente (Ou numa posição diferente com relação às travessas, ou diametro diferente de tubo se não for torre), o que o datasheet dá é o dado da setorial pura, você que tem que prever perdas por inclinação e outros objetos nas costas.

    (E usando CPE como AP noto bem que o dado no datasheet é preciso, usando suporte plástico pra fixar (Que tem atenuação mínima) se diz que a relação frente-costas é de 25dBm, nas costas vai ter mesmo 25dBm a menos de sinal escaneado se deixar a CPE na vertical e você estiver na mesma altura. Na lateral dá pra ver o ganho baixo tipo 0dBm ou mesmo 3dBm conforme você vai mais pra frente da CPE)

  4. Como ṕrometido, (atrazado), kkkkk, mais vamos lá.

    Temos uma mesclagem de Argrid, Nano e SXT, neste Painel, como havia falado antes, todos eles teve uma baixa em + ou -, -10 no sinal, como li anteriormente, ela nao aparece no scan pelas costa, isso na prática.
    vamos lá então ao print,
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         PAINEL-3.png
Visualizações:	286
Tamanho: 	252,0 KB
ID:      	61018



  5. Citação Postado originalmente por rubem Ver Post

    Agora... e nas costas?
    Bom, são 20dBm de potência no radio, com a antena com "ganho" de -15dBi, 20 + -15 = 5dBm EIRP de potência de emissão.

    Se o cliente está 200m nas costas, são 92dBm de perda no ar, isso não muda, 200m são 200m seja na frente ou nas costas.
    Aí temos 5dBm - 92dBm = -87dBm, se esse cliente a 200m tem o MESMO NS Loco de 13dBi o sinal vai subir 13dBi, -87 + 13 = -74dBm, sinal suficiente pra conectar em digamos MCS11 tranquilo!

    Mas olha o ponto que marquei na imagem onde tem -7dBi de ganho, está nas costas da antena, se esse radio está na verdade a 22dBm, com "ganho" de -7dBi temos 22 + -7 = 15dBm EIRP.
    Vou exagerar, vou colocar 1Km, que são 108dbm de perda no ar!
    15 - 92 = -77dbm no ar.
    Se esse cliente tem um SXT de 16dBi, são 16dBm de aumento:
    -77 + 16 = -61dBm de sinal, suficiente pra um MCS13 tranquilo!

    Não é que as costas dão uma atenuação extra de 30dBm a partir de um sinal de 0dBi de ganho, o termo usado é certo, "relação frente-costas", simplesmente a diferença entre o sinal na frente e nas costas será de 30dBm, por isso tem tanta gente conectando nas costas.
    Muito interessante suas explicações...
    Entender estes gráficos de irradiação é fundamental para nós. Por isso se espicharmos o assunto um pouco fora do título do tópico vai ser proveitoso para todos.

    Algumas consequências diretas delas dá para nós pensarmos na aplicação dia/dia.
    Mas antes eu gostaria de entender melhor este cálculo do -15dbm. Como você chegou nele? Eu entendo que potencia EIRP emitida pelo rádio seria sempre a mesma para determinada configuração. Porque chegou a 5dbm? Para mim o EIRP deste NanoLoco seria 28.5dbm.

    Se por exemplo este NanoLoco estivesse na mesma distancia mas na frente do painel e o sinal obtido fosse -65, eu entendia que se estiver nas costas na mesma distancia o sinal seria -95dbm. Isso na linha reta dos 180º. O que se nota no gráfico é que um pouco de lado esta atenuação já não seria tão eficiente.

    Mesmo sem entender este cálculo já podemos tomar uma decisão. Sempre inclinar os painéis. E daí reforça mais ainda o conceito de micro-células. Tem ainda outro benefício da inclinação dos paineis, além de reduzir sinais posteriores... reduz também sinais que entram pela frente. Não com tanta intensidade, mas sempre há uma redução de sinais provenientes de longas distancias.

    Outra conclusão que tiro é que tanto faz os painéis estarem próximos ou afastados na propalada distancia de 1metro, pouco vai fazer diferença. Este 1metro de separação não vai fazer a mínima diferença nos cálculos. O que vai diferenciar mesmo é a separação de canais.
    Se não me engano já trocamos ideias sobre esta questão..






Tópicos Similares

  1. antena setorial 14dbi 90º com amplificador
    Por marquinhoscx no fórum Redes
    Respostas: 6
    Último Post: 23-08-2005, 10:29
  2. Antena Setorial vs. Erradiacao de spectro
    Por Good_speed no fórum Redes
    Respostas: 0
    Último Post: 02-05-2005, 10:09
  3. Antena Setorial
    Por Para-raio no fórum Redes
    Respostas: 7
    Último Post: 14-10-2004, 23:34
  4. Antena Setorial Homologada
    Por haas no fórum Redes
    Respostas: 1
    Último Post: 16-09-2004, 21:51
  5. Antena setorial
    Por bauer no fórum Redes
    Respostas: 0
    Último Post: 04-08-2004, 15:25

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L