+ Responder ao Tópico



  1. #41

    Padrão Re: Antena Setorial "Blindada".

    Citação Postado originalmente por Arthur Bernardes Ver Post
    Em áreas bastante poluídas eu não teria coragem de investir nessas Algcom, Basestation AC 45° tem isolação e relação frente-costas beem superior.
    Olá meu caro. Acredito que pelo falo de ser 45º e ter apenas 2º de abertura vertical. Uma antena destas é ideal para regiões planas com torre baixa. Aqui onde moro seria um tiro no pé. Eu que gosto de microcélula, gostaria de ver uma antena com tal construção, com ganho menor e maior abertura vertical.

  2. #42

    Padrão Re: Antena Setorial "Blindada".

    Citação Postado originalmente por chocobama Ver Post
    Olá meu caro. Acredito que pelo falo de ser 45º e ter apenas 2º de abertura vertical. Uma antena destas é ideal para regiões planas com torre baixa. Aqui onde moro seria um tiro no pé. Eu que gosto de microcélula, gostaria de ver uma antena com tal construção, com ganho menor e maior abertura vertical.
    Verdade....
    Uma análise breve da Algcom nos mostra um angulo horizontal de 60º mas se considerar aplicação em microcélula e não em distâncias maiores ela abre 90º....
    E o angulo vertical é um dos melhores que se encontra no mercado para aplicações em micro-células.

    http://www.algcom.com.br/files/media...0-15-60-DP.pdf



  3. #43

    Padrão Re: Antena Setorial "Blindada".

    Citação Postado originalmente por 1929 Ver Post
    Verdade....
    Uma análise breve da Algcom nos mostra um angulo horizontal de 60º mas se considerar aplicação em microcélula e não em distâncias maiores ela abre 90º....
    E o angulo vertical é um dos melhores que se encontra no mercado para aplicações em micro-células.

    http://www.algcom.com.br/files/media...0-15-60-DP.pdf
    Foi o que mais me chamou atenção nela. Abertura vertical de até 24º, aqui onde moro só tem morro.
    E só uma correção, a antena AC de 45º possui 4 graus de abertura vertical. Mas é só olhar para o diagrama da Base AC para entender:
    http://dl.ubnt.com/datasheets/airMAX...ntennas_DS.pdf
    Praticamente "não existe" existe vazamento de RF. Fantástico.

  4. #44

    Padrão Re: Antena Setorial "Blindada".

    Não consigo ver essa isolação toda nas setoriais da UBNT, tendo por exemplo em uso Basestation 20-90 5.8 ja que não usei as AC e nem vi pessoalmente seu funcionamento e confiando apenas nos dados disponibilizados pela UBNT, no datasheet promete isolação minima de 28dbi por polarização cruzada porem na realidade fica entre 20 e 22 o tempo todo, fora o baixo angulo de abertura vertical que todo mundo ja conhece.



  5. #45

    Padrão

    Citação Postado originalmente por jcmaster85 Ver Post
    Não consigo ver essa isolação toda nas setoriais da UBNT, tendo por exemplo em uso Basestation 20-90 5.8 ja que não usei as AC e nem vi pessoalmente seu funcionamento e confiando apenas nos dados disponibilizados pela UBNT, no datasheet promete isolação minima de 28dbi por polarização cruzada porem na realidade fica entre 20 e 22 o tempo todo, fora o baixo angulo de abertura vertical que todo mundo ja conhece.
    A setorial AC 45 é bem diferente.
    https://www.ubnt.com/downloads/datas...ntennas_DS.pdf
    Pelo que entendi até agora, a isolação por polarização cruzada é o limite até onde a antena capta as polarizações horizontal e vertical e as destina a chain correta. Quanto maior o limite melhor, pois desperdiça menos tempo do rádio com informação inútil, que seria destinada para outra chain. Este é o motivo para evitar usar potência alta demais, além de gerar ruído.
    Mas para o meu caso não vale apena. Todos que eu atendo ficam a no máximo 600M do ponto de acesso. Pelo preço eu compraria 3 ALGcom, que no meu caso dariam muito mais qualidade. Infelizmente, não tenho um cluster, ainda. Mas quando chegar o dia quero ter 4 para fechar os 360º. Aí sim poderei verificar a tal blindagem desta ALGcom.
    OBS: Me perdoem se falei besteira. Minha explicação é confusa, pois não domino a coisa. Sou pequeno e faço de tudo um pouco. É tanta informação que dá um nó na cabeça. Mas com a ajuda dos feras aqui, vamos aprendendo.

  6. #46

    Padrão Re: Antena Setorial "Blindada".

    De modo geral esta isolação que os datasheet apresentam é "lenda". Talvez em laboratório eles medem isso. Mas larga em campo e o desempenho é bem diferente.

    Como explicar uma antena que diz ter um valor alto de isolação posterior e cliente conectar e navegar pelas costas.?

    Por isso acho que este modelo novo da Algcom merece um voto de confiança. Pelas fotos o projeto parece ser inovador, diferente do "feijão com arroz" que os outros fabricantes apresentam, tudo uma copia um do outro.



  7. #47

    Padrão Re: Antena Setorial "Blindada".

    Citação Postado originalmente por Arthur Bernardes Ver Post
    Não consigo acreditar que há quem se conecta nas costas da Basestation AC, @JonasMT é um que tem essas Basestation AC e pode falar melhor sobre elas.
    Ac não sei Arthur... mas as outras basestation sim... Eu não sei o projeto construtivo mas creio que a diferença "aparente" está só no sistema de encaixe na parte de trás.

  8. #48

    Padrão Re: Antena Setorial "Blindada".

    Citação Postado originalmente por 1929 Ver Post
    De modo geral esta isolação que os datasheet apresentam é "lenda". Talvez em laboratório eles medem isso. Mas larga em campo e o desempenho é bem diferente.

    Como explicar uma antena que diz ter um valor alto de isolação posterior e cliente conectar e navegar pelas costas.?

    Por isso acho que este modelo novo da Algcom merece um voto de confiança. Pelas fotos o projeto parece ser inovador, diferente do "feijão com arroz" que os outros fabricantes apresentam, tudo uma copia um do outro.
    Mas a medida bate sim.

    Exemplo, da antena Algcom citada no começo:
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         15dBi.jpg
Visualizações:	353
Tamanho: 	122,6 KB
ID:      	61017
    Isso são 30dB na relação frente-costas, diferença de sinal em 30dB.

    Agora vamos ao prático: Antena de 15dBi ligada num radio operando a 20dBm, isso dá 35dBm EIRP.

    Em 200m o sinal cai 92dBm (Free space loss), no ar, sem obstaculo.
    35 dBm - 92dBm = -57dBm no ar. Se esse cliente a 200m tiver um NS Loco de 8,5dBi o sinal vai aumentar 13dBi, ou seja, -57 + 13 = -44dBm. Sinal ótimo.

    Agora... e nas costas?
    Bom, são 20dBm de potência no radio, com a antena com "ganho" de -15dBi, 20 + -15 = 5dBm EIRP de potência de emissão.

    Se o cliente está 200m nas costas, são 92dBm de perda no ar, isso não muda, 200m são 200m seja na frente ou nas costas.
    Aí temos 5dBm - 92dBm = -87dBm, se esse cliente a 200m tem o MESMO NS Loco de 13dBi o sinal vai subir 13dBi, -87 + 13 = -74dBm, sinal suficiente pra conectar em digamos MCS11 tranquilo!

    Mas olha o ponto que marquei na imagem onde tem -7dBi de ganho, está nas costas da antena, se esse radio está na verdade a 22dBm, com "ganho" de -7dBi temos 22 + -7 = 15dBm EIRP.
    Vou exagerar, vou colocar 1Km, que são 108dbm de perda no ar!
    15 - 92 = -77dbm no ar.
    Se esse cliente tem um SXT de 16dBi, são 16dBm de aumento:
    -77 + 16 = -61dBm de sinal, suficiente pra um MCS13 tranquilo!

    Não é que as costas dão uma atenuação extra de 30dBm a partir de um sinal de 0dBi de ganho, o termo usado é certo, "relação frente-costas", simplesmente a diferença entre o sinal na frente e nas costas será de 30dBm, por isso tem tanta gente conectando nas costas.


    Na prática isso não é tão comum porque as setoriais ficam inclinadas, as "verdadeiras" costas delas estão no céu, se a torre tem 30m e a setorial tem 4º de inclinação as "costas" da setorial estão a partir de uns 10m de altura, ou seja, na prática só a uns 50-100m de distancia você pega aquele ponto que marquei com -7dBi de ganho. Na prática quem está nas costas de um setorial típica de torre típica terá até MAIS de 30dBm menos que quem está na frente, porque geralmente entre as costas da setorial e os clientes tem uma TORRE, ou outras setoriais.

    A setorial terá mesmo diferença de 30dBm entre frente e costas (As costas são exatos 180° do centro, mas essa da Algocom é um bom exemplo que nem todas as "costas" tem 30dBm de isolamento, uns 30° pro lado tem só 23dBm de isolamento!).

    Mas... se somar a inclinação da setorial, suporte de aço, torre, e outras setoriais, talvez na prática você tem 40-45dbm de isolamento, aí só dá pra conectar a 100m.
    (Se pra frente dá sinal -35dbm, com 40dbm de isolamento significa -75dBm de sinal (-35 - 40 = -75), que é suficiente pra um MCS8 ou 9 da vida).

    Ah, e tem o problema de chuva, quando você tem cliente com sinal tão ruim quanto -75 por ser conexão pelas costas, a agua molhando o plastico das costas, do suporte, da torre, e a antena do cliente, pode dar 5dBm a menos de sinal, aí a conexão cai mesmo (Ou o CCQ vira um lixo), um plastico tem atenuação de 1dBm talvez, mas se molhar aquela película dá quase 1dBm extra de perda, se juntar a película em todos os objetos nas costas da setorial você descobre fácil porque em dia de chuva o cliente nas costas fica sem internet, esse dado não está no datasheet porque pro datasheet o que interessa são dados da antena, sem medir reflexo ou perda em torre atrás, até porque literalmente cada um usa uma torre diferente (Ou numa posição diferente com relação às travessas, ou diametro diferente de tubo se não for torre), o que o datasheet dá é o dado da setorial pura, você que tem que prever perdas por inclinação e outros objetos nas costas.

    (E usando CPE como AP noto bem que o dado no datasheet é preciso, usando suporte plástico pra fixar (Que tem atenuação mínima) se diz que a relação frente-costas é de 25dBm, nas costas vai ter mesmo 25dBm a menos de sinal escaneado se deixar a CPE na vertical e você estiver na mesma altura. Na lateral dá pra ver o ganho baixo tipo 0dBm ou mesmo 3dBm conforme você vai mais pra frente da CPE)



  9. #49

    Padrão Re: Antena Setorial "Blindada".

    Como ṕrometido, (atrazado), kkkkk, mais vamos lá.

    Temos uma mesclagem de Argrid, Nano e SXT, neste Painel, como havia falado antes, todos eles teve uma baixa em + ou -, -10 no sinal, como li anteriormente, ela nao aparece no scan pelas costa, isso na prática.
    vamos lá então ao print,
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         PAINEL-3.png
Visualizações:	301
Tamanho: 	252,0 KB
ID:      	61018

  10. #50

    Padrão Re: Antena Setorial "Blindada".

    Citação Postado originalmente por rubem Ver Post

    Agora... e nas costas?
    Bom, são 20dBm de potência no radio, com a antena com "ganho" de -15dBi, 20 + -15 = 5dBm EIRP de potência de emissão.

    Se o cliente está 200m nas costas, são 92dBm de perda no ar, isso não muda, 200m são 200m seja na frente ou nas costas.
    Aí temos 5dBm - 92dBm = -87dBm, se esse cliente a 200m tem o MESMO NS Loco de 13dBi o sinal vai subir 13dBi, -87 + 13 = -74dBm, sinal suficiente pra conectar em digamos MCS11 tranquilo!

    Mas olha o ponto que marquei na imagem onde tem -7dBi de ganho, está nas costas da antena, se esse radio está na verdade a 22dBm, com "ganho" de -7dBi temos 22 + -7 = 15dBm EIRP.
    Vou exagerar, vou colocar 1Km, que são 108dbm de perda no ar!
    15 - 92 = -77dbm no ar.
    Se esse cliente tem um SXT de 16dBi, são 16dBm de aumento:
    -77 + 16 = -61dBm de sinal, suficiente pra um MCS13 tranquilo!

    Não é que as costas dão uma atenuação extra de 30dBm a partir de um sinal de 0dBi de ganho, o termo usado é certo, "relação frente-costas", simplesmente a diferença entre o sinal na frente e nas costas será de 30dBm, por isso tem tanta gente conectando nas costas.
    Muito interessante suas explicações...
    Entender estes gráficos de irradiação é fundamental para nós. Por isso se espicharmos o assunto um pouco fora do título do tópico vai ser proveitoso para todos.

    Algumas consequências diretas delas dá para nós pensarmos na aplicação dia/dia.
    Mas antes eu gostaria de entender melhor este cálculo do -15dbm. Como você chegou nele? Eu entendo que potencia EIRP emitida pelo rádio seria sempre a mesma para determinada configuração. Porque chegou a 5dbm? Para mim o EIRP deste NanoLoco seria 28.5dbm.

    Se por exemplo este NanoLoco estivesse na mesma distancia mas na frente do painel e o sinal obtido fosse -65, eu entendia que se estiver nas costas na mesma distancia o sinal seria -95dbm. Isso na linha reta dos 180º. O que se nota no gráfico é que um pouco de lado esta atenuação já não seria tão eficiente.

    Mesmo sem entender este cálculo já podemos tomar uma decisão. Sempre inclinar os painéis. E daí reforça mais ainda o conceito de micro-células. Tem ainda outro benefício da inclinação dos paineis, além de reduzir sinais posteriores... reduz também sinais que entram pela frente. Não com tanta intensidade, mas sempre há uma redução de sinais provenientes de longas distancias.

    Outra conclusão que tiro é que tanto faz os painéis estarem próximos ou afastados na propalada distancia de 1metro, pouco vai fazer diferença. Este 1metro de separação não vai fazer a mínima diferença nos cálculos. O que vai diferenciar mesmo é a separação de canais.
    Se não me engano já trocamos ideias sobre esta questão..



  11. #51

    Padrão

    O -15dBi no diagrama de irradiação é porque o gráfico foi feito indo de -30 até 0.
    É aquela numeração indo do centro até o topo no gráfico.

    Se a antena tem 15dBi (E nessa hora temos que acreditar no datasheet), então o círculo marcado como 0dB tem a ser 15dBi.

    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         15dBi.jpg
Visualizações:	101
Tamanho: 	122,6 KB
ID:      	61021

    Se 15dBi é 0dB, então -30dB será -15dBi de ganho.

    (E é mais fácil falar em "ganho" mesmo com numero negativo. O dBi é sobre um valor teórica, o ganho de 2,41dBm numa antena isotropica ideal, mas isso é antena hipotética, se assume na conta que uma antena isotrópica (Que é impossível ser feita, já que tem um fio até ela esse ponto deixaria de emitir, deixaria de ser isotrópica) tenha uns 2,41dB de aumento no sinal, então se essa antena dá aumento de 15dBm, ela tem aumento de 15dB comparado a uma antena isotrópica, por isso 15dBi)

    No caso NS Loco M5, dá pra dizer que pra uns pontos nas costas ele tem uma antena com -12dBi, mas num ponto específico tem -10dBi:
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         ns.jpg
Visualizações:	211
Tamanho: 	129,6 KB
ID:      	61022

    Agora imagina, se você coloca esse NS configurado em MCS9 transmitindo com 23dBm de potência, com só 10dBm de atenuação ( 23+ -10) ele tem 13dBm EIRP pras costas, que ainda é sinal alto.

    Se isso está numa torre, com outras antenas atras, vai perder 20 ou 40dBm a mais nelas, mas se colocar só ela num tubo plastico no alto, vai ter isso aí, 13dBm EIRP emitidos nesse ponto pra tras, e pra frente uns 36dBm EIRP (23dBm doi radio + 13dBi da antena, 23 + 13 = 36).

    Se olhar o diagrama da pol. vertical e horizontal verá diferenças, pontos em que eles não se cobrem, então em sistemas de dupla pol. é mais raro conseguir isso, só em setorial bem aberta tipo 120°, mas no caso das setoriais UBNT elas tem downtilt, mesmo que você não incline ela já manda sinal mais pra baixo na frente, e mais pro alto atrás, só num prédio atras pra ter sinal no angulo "certo".

    Sobre isso de afastar os paineis 30cm ou 100cm, a indicação é baseada na atenuação extra que tem logo nos primeiros centimetros. Essa tabela é de 2,4GHz, mas em 5,8GHz tem em média uns 5dBm a mais de atenuação:
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         nigel-b-2.png
Visualizações:	106
Tamanho: 	8,2 KB
ID:      	61023

    Se 20 pra 100cm a atenuação passa de 20 pra 40dBm, isso significa 20dBm a menos de sinal chegando na antena vizinha e 20dBm a menos DA antena vizinha. E 20dBm de SNR é a diferença entre um desempenho lixo e um desempenho razoavel.

    (Aí entra distancia de canal também, tem o filtro passa-faixa isolando mais uns 20dBm o canal vizinho, e se distanciar um pouco mais atenua 40-50dBm)

    É mais por algo tipo: Com 30cm de distancia o canal vizinho tão perto vai significar um ruído de -70dBm, já com 90cm esse ruído gerado cai pra -90dBm, e -90dBm não incomoda mas -70 incomoda pra caramba!

    E nesses casos o dado no datasheet tipo "Relação frente-costas: 30dB" realmente é inútil, porque essa relação só existe RETO pra tras, mas pros lados é bem fácil ter só 15dB de atenuação com relação à frente. Ou seja, a antena emite digamos 35dBm EIRP pra frente, mas pro lado (Pra setorial vizinha de 90°) emite com 20dBm EIRP, aí é importante inclinar todas (E a inclinação põe a setorial num angulo com ganho uns 5dBi menor com relação a ficar reto na vertical), deixar nesses 70-90cm (Pra ter 40dBm de atenuação no ar), e usar canais distantes (Porque o canal vizinho tem, na borba, menos de 20dBm de atenuação).

  12. #52

    Padrão Re: Antena Setorial "Blindada".

    Quem sou eu para contestar, mas preciso de um tempo para assimilar....

    Vamos ver se entendi. Por sua explicação, ela tem na verdade 15dbm de atenuação e não 30dbm, pois foi considerado 15db lá na ponta do lóbulo principal.

    E se a premissa de atenuação no gráfico x,y , o segundo gráfico, é tanta assim, porque ela não atenua no caso de conexão com cliente?
    Se atenua para os painéis vizinhos, deveria atenuar para os clientes atrás



  13. #53

    Padrão Re: Antena Setorial "Blindada".

    "Atenuação" é complicado, porque tanto o dBm como o dBi são escalas sem referência precisa, são escalas "decididas".
    (Nem por isso devem ser ignorados, eles são o patamar de referência pra todos)

    1dBm é 1mW, mas -1dBm não é atenuação, é simplesmente menos de 1mW (Ou 0,8mW praticamente). A referência é do tempo que não tinha equipto preciso, por isso fizeram uma escala onde 1 = 1, ou 1dBm = 1mW, mas... hoje temos esses sinais tipo -50dBm e muita gente não entende que isso não é -50mW mas sim 0,00001mW. De 0,00001mW pra 100mW só muda o nível de sinal, mas quando você fala 20dBm e -50dBm pra muita gente isso são números sem relação entre sí ("Um é potência de transmissão, outro de recepção"), mas eles tem relação, muda o "volume" mas o sinal pode ser o mesmo.

    1dBi é uma medida em relação a uma antena hipotética, se a isotrópica hipotética tem 2,41dB de aumento, e a antena medida tem 15dBi, então sim nas costas terá -15dBi de ganho nessa antena (Setorial Algcom, que tem 30dB na relação f:c), o numero é negativo (-15dBi) e como ele está longe de 2 ou 3dBi dá pra falar que realmente há atenuação, mas se for mais perto de 0dBi você pode ficar na duvida se uma antena isotrópica teria mesmo 2,41dBi de ganho, ou se teria 2dBi. Enfim, o ganho preciso da antena isotropica de referência é calculavel no papel mas na prática é inconstruível, o numero exato você pode questionar.

    E tem que ver que o datasheet não diz "Atenuação nas costas", ele diz "Relação frente-costas".

    Uma relação frente-costas de 25dB numa antena que tem ganho de 26dBi significa que a antena terá 26dBi na frente e 1dBi pra tras, não há atenuação nesse exemplo, há uma diferença entre o sinal na frente e nas costas mas sem atenuação.

    Se a antena tem muito ganho, talvez ela não tenha atenuação pra lado nenhum, só ganho menor ou maior. Se fizer uma setorial caseira de 90° com dipolos vai ocorrer isso, 18 ou 20dBi nos 90°, mas nos outros rumos vai ter ganho de 1 ou 2dBi, não é atenuação e sim apenas ganho menor.

    Mas na prática essas antenas comuns que usamos tem ganho grande num sentido e ganho negativo (Ou atenuação) noutro sentido. Só não pode confundir RELAÇÃO com atenuação, relação sempre tem mas atenuação nem sempre.

    (Você pode falar em relação entre frente e lateral, digamos tem 20dBi de ganho reto pra frente, mas 90° pro lado tem 2dBi, isso é uma relação de 18dB frente-lado. Já se for um disco terá 20dBi pra frente e -18dBi pro lado, será uma relação frente-lado de 38dB, e agora sim tem atenuação (-18dBi))

    O problema de falar em atenuação é quem tem vai entender "Então atenua quando emite menos de 0dBm!", tipo o radio emite 18dBm e a antena emite pra trás com -19dBm, isso dá emissão a -1dBm EIRP (Que vem a ser 0,8mW de potência no ar, convenhamos que de 1mW (1dBm) pra 0,8mW (-1dBm) não muda quase nada! Onde um sinal chega, o outro chega também minimamente menor).

    "Ah, mas se a antena perde 10dBm então é atenuação". Correto. Mas... entre conector, pigtail, cabo, e no próprio elemento ressonante tem pequenas atenuações, com mínimas modificações um NS Loco M5 poderia passar de 13dBi pra 15dBi. Toda antena tem perdas, atenua alguma coisa, mas geralmente o ganho dado pelo refletor ou pelos multiplos elementos (Yagi, patch, multi-quad, colinear) supera isso. Digamos que a grade da antena dá 27dBi de ganho, mas o dipolo é tão lixinho que ele não tem 2dBi de ganho mas sim -3dBi de ganho, de modo que a antena completa tem ganho de 24dBi, é uma atenuação mas não importa citar porque o ganho da antena completa é o que interessa. Mas esse dado ajuda no seguinte: Então o sinal que não chega refletido pela grade vai ter pelo menos 3dBm de atenuação! Enquanto se você colocar um elemento biquad na frente de um disco offset esse elemento biquad tem ganho de uns 10-12dBi, ele vai receber da lateral sinal com ganho alto tipo 10dBm, não tem atenuação da lateral. É o motivo pra grandes antenas terem elemento ressonante sempre simples tipo um dipolo simples, nada de um elemento de alto ganho.

    (Nanobeam e cia tem um dipolinho bem bobo no ponto focal, se colocassem um elemento patch de 7dBi o ganho subiria digamos de 25dBi pra 29 ou 30dBi, só que... esse elemento de maior ganho ia pegar muito sinal da lateral, então é melhor sempre manter um elemento ressonante bobo e pequeno e aumentar o tamanho do espelho refletor, assim você garante alto ganho direcional e uma ótima relação (Não atenuação) frente-costas ou frente-lateral)

  14. #54

    Padrão Re: Antena Setorial "Blindada".

    Ops... 0dBm = 1mW
    A escala começa em 1mW, não é 1 = 1, é 0=1 se é que tem como

    Matemática maluca? No brasil 2 + 2 = 1 e ninguém reclama :P
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         2+2.jpg
Visualizações:	45
Tamanho: 	13,5 KB
ID:      	61026



  15. #55

    Padrão Re: Antena Setorial "Blindada".

    Citação Postado originalmente por Max Networks Ver Post
    Boa Noite Under's, sim amigo estamos tendo bons resultados, se for como estamos vendo, com certeza iremos trocar todas da torre, estamos testando com nv2nstreme. Em questão de alcance, conectamos clientes no maximo com 1km de distancia, fizemos uns testes, e conectamos um cliente com sinal -62 na basestation, e na ALGcon ficou com -54, e foi assim com os outros clientes, tivemos uma melhora no sinal.

    Abraços.
    qual era o modelo de basestation que vc estava usando antes, 17 ou 20dbi ?

  16. #56

    Padrão Re: Antena Setorial "Blindada".

    Bom dia Chocobama!

    Faço parte da equipe de vendas da power network e trabalhamos com as antenas da algcom,inclusive a setorial.Recomendo vc usar com a RB912 (basebox) ou pode também usar algum outro radio e comprar a caixa blindada para acoplar na antena,com essas duas opções eu tenho certeza que vc irá ter um bom enlace,pois as antenas da algcom é sensacional e temos um ótimo feedback delas.

    Estou a disposição!



  17. #57

    Padrão Re: Antena Setorial "Blindada".

    Citação Postado originalmente por carlinhotocabrabo Ver Post
    qual era o modelo de basestation que vc estava usando antes, 17 ou 20dbi ?
    Bom Dia, usava Basestation de 17 dbi, as ALGcom são top. O provedor que faco acessoria ja comprou mais 4 delas, e ja estão na torre, subistituindo as de 17dbi.

  18. #58

    Padrão Re: Antena Setorial "Blindada".

    OLá Beto tudo bom?

    Hoje o valor da setorial da algcom é de R$ 616,00 a vista sem impostos.

    http://www.powernetwork.com.br/index.php

    fico a disposição,caso precise de algo!



  19. #59

    Padrão Re: Antena Setorial "Blindada".

    Olá pessoal!
    Agradecemos o espaço para poder explorar um pouco sobre essa novidade de sucesso, que é a nossa Setorial Blindada.

    A Setorial Blindada ALGcom foi pensada justamente como uma alternativa aos painéis convencionais, pois possui uma construção diferenciada com guia de onda e sem placas eletrônicas ou soldas, o que elimina quaisquer perdas de irradiação na construção.
    Além disso, com relação à abertura horizontal, muitos fabricantes divulgam o ângulo em -6 dB, que na realidade é 1/4 de potência e não meia potência. A antena ALGcom tem 60º em -3 dB (meia potência) e 90º em 1/4 de potência (-6 dB).
    Então, de fato, para micro células ela atende perfeitamente com os 90º.

    Mesmo sendo um produto jovem para nós (3 meses de vendas), já temos centenas de unidades vendidas e estamos tendo resultados e feedbacks muito satisfatórios.

    Quanto à blindagem lateral e de ruído traseiro, o foco dos nossos produtos é oferecer a melhor condição para o provedor mesmo em regiões de altíssima interferência.
    Aí então entram as Caixas Blindadas que também foram mencionadas durante o tópico. O valor que buscamos entregar nessas Caixas é de um produto vedado com material de alta qualidade (como o das antenas). Existem dois modelos de custo diferenciado (Fit e Master) que atendem todas as aplicações com rádios em 5,8 GHz.

    Flyer da Setorial:
    http://www.algcom.com.br/files/media...20Blindada.pdf

    Cases da Setorial:
    1) http://www.algcom.com.br/cases/ver/clicknet
    2) http://www.algcom.com.br/cases/ver/cybernet

    Mais informações vocês sempre podem encontrar no nosso site www.algcom.com.br.

    Mais uma vez, agradecemos o espaço e esperamos ansiosamente pelos feedbacks dos testes com a Setorial.

  20. #60

    Padrão Re: Antena Setorial "Blindada".

    recomendo vc usa antenas aquario ou hyperlink
    http://produto.mercadolivre.com.br/M...ete-gratis-_JM

    hyperlink

    http://produto.mercadolivre.com.br/M...2414sp-120-_JM

    eu recomendaria vc usa equipamentos da mikrotik as Mikrotik- Routerboard Rb 433ah L5

    e um cartão mikrotik 350 com um amplificador wireless 8 watts de potencia so que o amplificador de 8w so na 2.4ghz mais no mercado livre tem de 2 watts para 5.8ghz assm seu equipamento nao sofri com calor e umidade de mais para nao danifica o radio e o sinal vai longe a 2.4 é a mais usada nos pc,table e modem wifi
    a 5.8 quase nao tem nada.