+ Responder ao Tópico

  1. Citação Postado originalmente por rubem Ver Post
    Só pra dar noção do tamanho do brasil:
    Aqui no interior 50Mbps sairia perto da casa dos R$ 20 mil, fora projeto inicial de uns R$ 10 mil pra fibra.

    (E com R$ 4 mil compro 5Mbps e sobra uns R$ 30 pra cerveja...)

    Que tem local com Mbps a R$ 30 a 80 tem, mas depende de disponibilidade e distancia até sede ou PTT e cia, conforme fica mais longe o preço sobe, não vale a pena cotar OUTROS lugares longe de você se todo meio de chegada até você for caro, onde o link é caro o transporte também não será barato.
    Tô ligado!

    Aqui na minha cidade, no interior do Ceará, tem um provedor que oferece internet por fibra optica por um preço bem acessível, por isso tenho uma certa esperança que os links aqui não sejam tão caros, mas mesmo que sejam caros, talvez tenho alguma possibilidade de fazer um enlace trazendo a internet de uma cidade mais próxima em que o link talvez seja mais barato.

    Saca só alguns planos desse provedor:

    2MB: R$60
    5MB: R$75
    10MB: R$110 -> Tá mais barato que o plano da OI de 10MB: Internet + fixo que ninguém usa mais, que sai por R$ 120 huahuahua

    Por isso a minha esperança de um link a bom preço por aqui

  2. Citação Postado originalmente por Max Networks Ver Post
    Opa, + ou - uns $$ 4.000,00

    Abraços.

    Não esqueça do incentivo, click na *.
    Não tem esse botão aqui no celular, quando entrar no PC olho




  3. este provedor deve comprar 1Gb a 2Gb de e ter conexão com ptt, que na teoria é de graça, pois vc só paga o transito.

  4. Citação Postado originalmente por biohazzard Ver Post
    este provedor deve comprar 1Gb a 2Gb de e ter conexão com ptt, que na teoria é de graça, pois vc só paga o transito.
    Como assim cara? Link de graça? Me explica melhor isso, vlw

  5. Estar conectado a um PTT significa estar a um número menor de passos do destino desejado a custo quase zero. Isso porque a participação nos pontos administrados pelo NIC.br não tem custo, o participante só precisa contratar um link que o leva até um dos PIXs (ponto de acesso do PTT). Outra característica importante dos PTTs é a sua natureza distribuída. Os PIXes ficam espalhados pela cidade para que cada interessado possa se conectar ao PIX mais próximo. Além dos PTTs do NIC.br existe um outro em São Paulo de natureza privada, administrado pela Terramark. No PTT Metro, empresas particulares, como datacenters, podem exercer o papel de PIX. Para isso elas devem estabelecer uma conexão com o PIX Central da região através de uma fibra óptica apagada (que permite grande escalabilidade) e arcar com os custos do equipamento local (switch). Elas podem, então, estabelecer condições e valores para a conexão dos participantes do PTT ao seu PIX. Os equipamentos, no entanto, são administrados pelo NIC.br, representando o Comitê Gestor da Internet, que define também a política de troca de tráfego e do uso do sistema de interconexão. Essa infraestrutura é considerada pelo Comitê Gestor como de uso público e, portanto, seu uso é, hoje, gratuito. “O crescimento da região se dá em torno daquele ponto. Isso ajuda a organizar a infraestrutura de rede do País. As operadoras que quiserem fazer investimento já sabem onde têm que chegar para atender às empresas daquela região”, explica Kashiwakura.

    Outra vantagem de se conectar ao PTT é o contato direto entre usuários de outros participantes, o que elimina muitos roteadores do caminho e gargalos de transmissão das operadoras. A comunicação se torna mais rápida, estável e mais barata. “Hoje, os acessos que temos aos PTTs correspondem a cerca de 35% do nosso tráfego total, o que nos trouxe uma economia de 20% no nosso custo mensal de links de Internet, além de nos deixar a menos de 5 metros de distância dos usuários da Net e GVT na região de Porto Alegre”, afirma Juliano Primavesi, diretor de operações da Cyberweb/Kinghost, companhia gaúcha que atua com serviços de hospedagem, registro de domínio e data center.

    Eduardo Parajo, diretor-presidente da Abranet, recomenda que os associados se juntem ao PTT no momento em que estiverem precisando aumentar a banda contratada junto à operadora. Ao participar do PTT, o provedor conseguirá economizar de 15% a 30% da banda contratada e assim ele consegue adiar a expansão do link. “Conectar-se ao PTT é interessante não só pelo custo, mas pelo efeito de redução de passos e redundância”, diz Parajo.

    A reportagem é de 2011 mas é a mesma coisa até hoje, no lugar de 16 ptts, hoje o numero bem maior.

    http://nic.br/noticia/na-midia/o-desafio-dos-ptts/







Tópicos Similares

  1. Respostas: 7
    Último Post: 25-01-2017, 18:06
  2. Respostas: 9
    Último Post: 07-11-2016, 11:08
  3. Respostas: 0
    Último Post: 18-02-2016, 13:59
  4. Respostas: 1
    Último Post: 09-09-2015, 17:30
  5. Quanto MB de link dedicado?
    Por fmn127 no fórum Redes
    Respostas: 5
    Último Post: 07-04-2009, 10:31

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L