Página 2 de 4 PrimeiroPrimeiro 1234 ÚltimoÚltimo
+ Responder ao Tópico



  1. #21

    Padrão Re: ajuda com equipamento que suporte varios clientes simultaneos com planos pesados...

    @SantiagoMG cara nao usei com tanta densidade e nem trafego elevado. Mas sinceramente cambium da uma banho em qualidade e confiabilidade desde que aplicado no cenario correto "eu mesmo fiz um review equivocado" sobre o epmp 1000 devido a nao saber da limitaçoes dele acima de 24km. Tenho hj rodando epmp e af5-x e posso lhe dizer sao outros patamares e olha que sou o "beta" aqui do forum pois quase sempre sou o primeiro ou um dos primeiros a testar e expor os novos produtos, assim como reclamei do wom e seu ccq podre, da rb921/922 e seus travamentos de lan.

    Enfim, unico ponto que acho que vc tem razao é que ubnt e mk é quebra galho assim como ccn/volt/fag sao quebra galhos se comparados a xps/proteco!
    Vai do bolso de cada hum escolher oque lhe cabe.

  2. #22

    Padrão Re: ajuda com equipamento que suporte varios clientes simultaneos com planos pesados...

    @JonasMT o único problema que falo dos equipamentos Cambium é o protocolo prioritário. Se quiser ter o desempenho desses equipamentos você é obrigado a utiliza - lo. A incompatibilidade com outros equipamentos... nem precisa contar.. É só cambium com cambium. E em relação a essas RS que tanto indicam aqui no fórum RB 911 922. Estava começando a achar que eu era o único que a odiava. Rb horrorosa. Depois de um tempo UP se você conectar nela pra fazer qualquer coisa ela trava. Se mudar canal um abraço. Inserir. Já aconteceu aí de somente logar e ela parar? Rs.
    mas é exatamente o que você comentou. Quero ver quando estiver com tráfego alto com um bocado de cliente pendurado, aí vocês vão ver essas indicações indo para água abaixo.

    Mas como nosso amigo disse.

    "VAI DO BOLSO DE CADA UM"



  3. #23

    Padrão Re: ajuda com equipamento que suporte varios clientes simultaneos com planos pesados...

    Sempre achei a ubnt e mk soluções não "profissionais".Com tantas miúças que podem parar o ap e derrubar vários clientes.Mesmo lá no início e sendo usuário básico já tinha essa ideia.Mas a realidade da maioria de nós pequenos provedores é essa,fica difícil de por um ap de quase um conto em um cliente que nem se sabe se irá pagar,se irá devolver o aparelho(se cobrar este valor ele corre) etc etc.A conta não fecha.
    Mas ...São condições e condições.

  4. #24

    Padrão Re: ajuda com equipamento que suporte varios clientes simultaneos com planos pesados...

    ac



  5. #25

    Padrão Re: ajuda com equipamento que suporte varios clientes simultaneos com planos pesados...

    aleluia.... finalmente encontro mais companheiros que pensam como eu. Faz tempo que expressava este pensamento com relação a UBNT e MK....MK até é mais 'gostoso' por oferecer mais recursos no wireless.

    Concordo também que não é investimento para qualquer um.... principalmente onde preço final é determinante para os assinantes.... e em tempos críticos como vivemos, onde o "aue" já passou, custos vai ser cada vez mais complicado.
    Por outro lado, qualidade de serviço é o que todos nós queremos.

    Com relação ao Ruckus, uns dois ou tres anos atrás um consultor me indicou... Fui atrás de informações e me pareceu pelos descritivos no site da Ruckus que "alta densidade" seria o forte dele... Os modelos disponíveis não me pareciam apropriados para o cenário pulverizado que é comum nos provedores.
    Então a solução que me parecia mais viável seria pulverizar também os pontos de acesso e utilizar os dispositivos móveis que estão em crescimento e sairíamos dos investimentos em CPEs clientes.
    É isso que as operadoras fazem. Não investem em instalações nos clientes. Este é o nosso "calcanhar de Aquiles"

    Se tivermos muitos pontos próximos daí seria uma boa saída...e manteríamos a compatibilidade com o protocolo 802.11 que é o que se encontra disponível para nós nos smartphones e tablets.. este seria um foco.
    Já imaginaram nao instalar CPEs e se dedicar a manter a rede nos seus pontos de acesso?
    Mas mesmo assim fica uma dúvida... O mercado já estaria maduro para este tipo de serviço? Ou ainda quer um cenário misto, com instalação fixa e móvel?
    A não ser que eu esteja enganado e exista um Ruckus direcionado a maiores distâncias.

    Já outro foco é atender instalações fixas. E este é o que mais se encontra entre os provedores... daí neste caso não depende de "universalidade" do protocolo.
    Um protocolo proprietário pode ser justificável.... Afinal, não está cheio de provedor com TDMA proprietário e ninguém critica?

    E neste caso, porque não dar crédito a uma solução que esta sendo testada com sucesso por alguns de nossos companheiros... Não é como em casos onde a solução é apresentada como sendo de sucesso mas ninguém sabe exatamente onde está.
    Estes Cambium estão aí praticamente na nossa mesa, com os relatos do Jonas e do Zucchi. Não há o porquê duvidar...

    Enfim, os dois lados tem seus benefícios e suas limitações.

  6. #26

    Padrão Re: ajuda com equipamento que suporte varios clientes simultaneos com planos pesados...

    Mas, vamos fazer uma comparação agora.. Tem como um provedor competir com as empresas de banda larga? Em questão de qualidade?



  7. #27

    Padrão Re: ajuda com equipamento que suporte varios clientes simultaneos com planos pesados...

    Citação Postado originalmente por estevaozabot Ver Post
    Mas, vamos fazer uma comparação agora.. Tem como um provedor competir com as empresas de banda larga? Em questão de qualidade?
    Talvez sim, talvez não. Só não tem como competir é em preço.

    Veja bem, as operadoras não trabalham com protocolo wifi. O famoso 802.11 que nós trabalhamos em wireless. Nisso elas levam uma vantagem pois podem oferecer serviço móvel sem precisar instalar nada na casa do cliente.
    Tu já imaginou ter um provedor onde se preocupasse somente com o funcionamento nas torres? 99% dos chamados já estariam eliminados.
    Tu não precisaria investir em CPEs para os clientes. Cada um compra seu celular ou tablet e pronto. Nem os primeiros modem usb que eles vendiam ou davam de graça para os clientes hoje são mais usados. Tudo se resume em manter as torres.

    E as torres basicamente foram colocadas lá para atender a telefonia celular.... o serviço de internet veio "de graça" para as operadoras.

    O grande lucro deles é o telefone.... se o cidadão faz uma ligação para outra operadora que não é a sua, paga um valor alto por minuto. E assim cada operadora faz no fim do mês uma conta de compensação destas ligações que cada uma deve para a outra. E na verdade acho que ninguém deles acaba pagando muito um para o outro.Por exemplo , se usuários da Vivo fizeram 1000 ligações para clientes OI ( só um exemplo) e cobrou isso dos seus assinantes. Mas os clientes OI fizeram 950 ligações para clientes Vivo, então a OI deve para a Vivo 50 ligações... Mas no mês seguinte isso pode inverter...
    Entendem como nessa matemática eles acabam não pagando quase nada um para o outro? Mas o pobre do usuário já pagou Isso se torna uma mina de dinheiro.
    Entre eles eles se acertam
    Já no cenário wifi onde saímos em desvantagem no protocolo de serviço, ainda vemos um provedor querendo arrebentar com o outro. Acaba que ninguém consegue um crescimento sustentável para reinvestir em torres e equipamentos na velocidade que o mercado está pedindo.

    Já tem oferta de link por 36 reais o mega para contratos de grandes volumes. Um provedor sozinho talvez não tenha como consumir tudo isso, mas porque não se unem dois ou três que se respeitem e trabalhem em conjunto como fazem as operadoras?

    Só leva vantagem nisso as operadoras, sendo bom ou não sendo bom o serviço delas.
    Pelo que eles faturam podiam dobrar o número de torres e assim tomar conta em 100% do mercado. Mas acho que um dia eles vão virar seus canhões para este lado e vai ser um bombardeio terrível para cima de quem trabalha com wifi

    Ah! a saída poderia ser o cabo. Talvez novamente... nem todos terão cacife financeiro para isso. Sem falar no boicote que muitas concessionárias de energia fazem para não abrir espaço nos postes.
    Com cabeamento abre-se a oportunidade para acrescentar o rico filão da telefonia e da TV. Mas a que preço isso? Até hoje ninguém abriu o jogo sobre os verdadeiros custos de injetar sinal de TV. Pagar direitos autorais sai uma fortuna.

    Agora vamos olhar por outro angulo... Li ontem no Olhar Digital, que está acontecendo um movimento contra o whatsapp pelas operadoras na Itália, França e em outros países pois o faturamento de telefonia está sendo afetado pelas ligações whatsapp.
    E as operadoras estariam filtrando e atrapalhando estas ligações. Não bloquearam totalmente mas estão criando regras de tráfego que as prejudicam.
    Daí que o Whatsapp já encontrou também uma maneira de dar mensagem de retorno a seus clientes, incentivando eles a procurarem conexões wifi pois sua operadora não está suportando o tráfego whatsapp.

    http://olhardigital.uol.com.br/notic...eradoras/51841

    Notaram aí que o filão de telefonia deles está sob ameaça pelo progresso da tecnologia? Eles mais cedo ou mais tarde vão ter que abrir mão de muito ganho com telefonia e com certeza focar mais ainda nas ferramentas de internet. Não tem como voltar atrás. A tecnologia também está atropelando as operadoras. Só que elas tem cacife financeiro para crescer mais rápido. Ligações de celulares serão sub-produto para elas. Elas vão perder a guerra contra o Whatsapp e terão que liberar o tráfego da telefonia pela internet.

    Voltando ao início da sua pergunta. Qualidade.
    Sim, tem como competir.
    Os relatos do @Zucchi com equipamentos Cambium que inclusive permite uma configuração temporária para fazer a transição do protocolo 802.11 para o protocolo proprietário da Cambium estão aí para confirmar .

    Só que é como eu disse, a que custo.... não será para todos, mas ainda será uma solução mais econômica e menos burocrática do que o cabeamento.

    Com este protocolo não terá a compatibilidade com os celulares e tablets. Mas em conexões fixas terá como manter boa qualidade
    Só nos resta saber até quando o usuário vai querer ficar limitado a uma conexão fixa.

    Desculpem a extensão do texto, mas como o assunto é palpitante não tem como fugir das palavras...

  8. #28

    Padrão Re: ajuda com equipamento que suporte varios clientes simultaneos com planos pesados...

    Não vou Citar o texto pra não ficar muito extensa a pagina..

    Ótimo texto, obrigado por todas as palavras.

    Realmente, a tecnologia tem muito a avançar sim, se não existir um "monopólio" das Telecom..

    Acho que podemos muito bem substituir as redes cabeadas por equipamentos de primeira como a Cambium.. Só o tempo nos dirá..



  9. #29

    Padrão Re: ajuda com equipamento que suporte varios clientes simultaneos com planos pesados...

    Bom. Irei deixar aqui meu ponto de vista. Se vocês querem ser igual padaria vendendo pão todo dia. Investem em rádios. Agora se quiserem usar do provedor para ganhar dinheiro utilizem cabos. Se você acha que gpon é a solução. Meus pensames.

  10. #30

    Padrão Re: ajuda com equipamento que suporte varios clientes simultaneos com planos pesados...

    Citação Postado originalmente por rimaraujo Ver Post
    Bom. Irei deixar aqui meu ponto de vista. Se vocês querem ser igual padaria vendendo pão todo dia. Investem em rádios. Agora se quiserem usar do provedor para ganhar dinheiro utilizem cabos. Se você acha que gpon é a solução. Meus pensames.
    Quando diz cabo, diz UTP pelo visto, ou estou enganado?



  11. #31

    Padrão Re: ajuda com equipamento que suporte varios clientes simultaneos com planos pesados...

    600 clientes com Cambium, 3 torres quando muito. Planos de 5 e 10 mb, 200 mb de link dedicado para ganhar na quantidade, wi-fi grátis, central de atendimento caprichada.

    Não precisa mais de duas pessoas para gerenciar uma rede desse porte, o que equivale a uma equipe de campo agregando serviço de escritório quando não está no suporte. Custos operacionais fecham em 50% do faturamento. Olha, pra mim não precisa de cabo, seja de qualquer natureza.

  12. #32

    Padrão Re: ajuda com equipamento que suporte varios clientes simultaneos com planos pesados...

    Não. Se quer manter no mercado faça rede triple play. Não recomendo nunca cabos UTP nem mesmo rede GPON



  13. #33

    Padrão Re: ajuda com equipamento que suporte varios clientes simultaneos com planos pesados...

    Citação Postado originalmente por rimaraujo Ver Post
    Não. Se quer manter no mercado faça rede triple play. Não recomendo nunca cabos UTP nem mesmo rede GPON

    E fazer triple play como? Com cabo metálico?

  14. #34

    Padrão Re: ajuda com equipamento que suporte varios clientes simultaneos com planos pesados...

    Citação Postado originalmente por Jadir Ver Post
    600 clientes com Cambium, 3 torres quando muito. Planos de 5 e 10 mb, 200 mb de link dedicado para ganhar na quantidade, wi-fi grátis, central de atendimento caprichada.

    Não precisa mais de duas pessoas para gerenciar uma rede desse porte, o que equivale a uma equipe de campo agregando serviço de escritório quando não está no suporte. Custos operacionais fecham em 50% do faturamento. Olha, pra mim não precisa de cabo, seja de qualquer natureza.
    Jadir, minha pergunta se referia a competir com operadoras Adsl, que oferecem o cabo metálico na casa do cliente..

    Exemplo: Seria possível um cliente "GVT" deixar o serviço para usar o seu via radio?

    Considerando seu equipamento TOP, Cambium por exemplo..



  15. #35

    Padrão Re: ajuda com equipamento que suporte varios clientes simultaneos com planos pesados...

    Que triple play que nada... Quem faz o mercado é a empresa, não o cliente. O cliente nem sabe o que quer antes da empresa oferecer pra ele. TV é modinha, o cliente assina os Telecine achando que tá fazendo um baita negócio e só recebe filme velho e repetido. Não leva muito tempo pra entender que tá pagando caro demais e cancela.

    E o mais complicado de vender TV nem é a estrutura em si. Até no cabo de rede se faz uma rede iptv. O caro dessa brincadeira é o head end. Quem aqui tem 1 milhão a disposição pra brincar de operadora de TV?

  16. #36

    Padrão Re: ajuda com equipamento que suporte varios clientes simultaneos com planos pesados...

    Mas é claro que sim, Estevão. Aqui na minha cidade eu e os meus concorrentes fazemos um ótimo trabalho. Eu tenho um respeito muito grande pelos meus concorrentes, e apesar das nossas diferenças profissionais admiro o trabalho que vem fazendo. Mais vale um cliente nas nossas redes do que nas redes da NET ou GVT, penso eu.

    Ainda sobre os clientes, o cenário é bem simples: não tenta imitar as operadoras e jogar de igual pra igual com elas. A operadora tem muito mais recursos pra oferecer planos de alta velocidade, telefone e TV. Claro, tudo isso tem um custo, e o cliente é quem paga.

    Tem gente que pode pagar, e tem gente que não pode, ou não quer. E é ai que entra a pequena operadora. Ok, por mais avançada que seja a tecnologia da rede do provedor, acho difícil vender mais do que 10 mb, mas que você consiga entregar 5 mb com qualidade a um preço intermediário. Não muito caro, não muito barato e que não dê lucro. A receita em si é simples.

    E vou além: quando o cliente não quiser assinar uma linha de telefone pra ter conexão boa e barata, ele vai procurar a sua empresa. Esteja pronto para atendê-lo com qualidade.



  17. #37

    Padrão Re: ajuda com equipamento que suporte varios clientes simultaneos com planos pesados...

    Aqui estou montando meu headend próprio e não chegou nem perto dos 1 milhão que você informou. Quero ver você indo com pensamento de vender Internet a 70 reais o MB. E teu concorrente faz TV Telefone e 10 MB pelos mesmo 70 reais.
    Aqui eu concorro com NET GVT VELOX todos os 4G das operadoras e mais um monte de empresa no wifi homologadas e mais uma tonelada de gatoxelox.
    Então vai mudando seu pensamento. Ou partem pra triple play ou aguardem serem esmagados..

  18. #38

    Padrão Re: ajuda com equipamento que suporte varios clientes simultaneos com planos pesados...

    Eu estou constantemente conversando com um amigo que tem rede coaxial em GO, e ele gentilmente dividiu as estratégias de negócio da operadora dele. A conclusão que chegamos: head end top de linha chega perto de 1 milhão. Eu não sei que equipamentos você usa, Araújo, mas devem ser bem atrativos, disso não tenho dúvida, mas os que EU conheço não custam uma "mixaria" de 200, 300 mil...

    E os canais, já negociou? Conseguiu os canais da Turner com cota mínima menor do que mil clientes? Já ti digo de cabeça os valores: HBO R$ 10 reais por cliente. TNT HD U$ 1,30 por cliente. ESPN BR R$ 6,00 por cliente.

    Se você conseguiu um preço melhor eu convido a compartilhar a solução conosco. Garanto que aqui nesse forum de discussão tem MUITA gente boa querendo investir nesse ramo de TV.



  19. #39

    Padrão Re: ajuda com equipamento que suporte varios clientes simultaneos com planos pesados...

    @Jadir para com isso. Não recomende a ninguém fazer IP TV.
    Não gastem dinheiro fazendo IPTV. Não montem um ferro velho, isso não funciona.
    Hoje um canal HD consome até 20 MB. Só para assistir 1 canal.
    peguem seus amigos pergunte a eles quantas televisões eles teem em casa. Some com a quantidade de televisão vocês tem. Multiplique por 20 MB. E agora some a banda que você quer vender pra seu cliente.

    Qual a rede que você quer montar??

    Dsl ? UTP? Wifi? 4G? 5G? PON GPON?

    Você compra GPON gasta 500 mil pra atender 1000 clientes. TEm limite na porta de saída 1.2GB . Pegue seu RIM Seu PULMÃO e suas cordas vocais vende e compra placas de 10GB.
    Agora pegue a quantidade de clientes que você tem e tente vender sua Internet mais 3 canais de televisão simultâneos. Você vai ver a maior merdaaaaa da sua vida.

    ou então você vende esses canais LIXO que não abre em uma televisão de 32 polegadas sem deformar.
    tem que comprimir um áudio. Perder qualidade de canal para poder passar na rede porque você está vendendo dados.
    aí para seu backbone você se fode todo. Parou tudo. Televisão Internet telefone.

    continuem com esses pensamentos.. internet das coisas está batendo na porta de vocês..

    sorte que vocês terão o vergonhoso programa do PT para fazer.

    Vuola PRONATEC

  20. #40

    Padrão

    Só pra fechar a minha participação, faz uns 5 anos que existe essa discussão de triple play, cabo de rede ou fibra, se provedor se mantém ou é engolido... Até agora ninguém chegou a nenhuma conclusão. E enquanto AINDA se discute o sexo dos anjos eu não paro de vender a minha internet, e só vejo a demanda aumentar. Isso tudo concorrendo com NET, GVT, Oi, 3G, 4G, 80G, outros provedores, miau net e diabo a quatro.

    Os provedores seguem discutindo se vale a pena cabear com fibra ou coaxial, se GPON é melhor que GEPON, e enquanto isso vejo a NET e a GVT apelando para cabo de telefone e Cable Modem e enchendo o rabo de dinheiro. Os cara não perdem tempo com tecnologia, eles vão lá e cabeiam e acabou a conversa. Quanto mais barato o cabeamento e a ativação do cliente melhor pra eles. E de preferência que o técnico tenha só que saber escorar uma escada no poste, preparar um conector no cabo e plugar no modem, que é pra não custar muito caro o treinamento do pessoal.

    Insisto em um ponto: a cada 10 clientes, 4 querem distância de operadora, seja por preço abusivo ou serviço/atendimento mal prestado. E eu estou sendo bonzinho, deve ser uns 5 ou 6 que não podem nem ver a logo da Oi ou NET na frente.