Página 3 de 3 PrimeiroPrimeiro 123
+ Responder ao Tópico



  1. Citação Postado originalmente por emilidani Ver Post
    isso ai nao é fracaso não.As operadoras pretendem essa banda para 4G. Banda licenciada para serviço licenciado.
    @emilidani, quanto ao fracasso não me refiro as operadoras. Mas sim ao processo de licitação... Já foi feito um alguns anos atrás e quase não houve interesse... Pode ser que com novas tecnologias o interesse reapareça por parte dos grandes...
    Mas penso assim, eles não estão conseguindo nem expandir onde já estão e ir para nova frequencia iria pulverizar mais os recursos deles...
    E noutro local, não me lembro onde agora, esta oferta do licenciamento vai ser por cidade e para pequenos provedores. Sei lá se é verdade mesmo...pois nem me interessou ler edital.
    Se fosse para usar 2.5 em wi-fi até que daria para pensar...mas a Anatel pensa bem maior que os pequenos provedores. E além disso um Ubiquiti 2.4 ou um mikrotik 2.4 só estão homologados nos 13 canais tradicionais.

  2. Será que no caso do. 2.5 LTE.. Daria pra captar sinal em celular 4G (somente dados/Internet) ??



  3. Precisa o sim card.
    Usa mac e imei, mas também a ID do simcard, pra se registrar na rede.

    Nas CPE's que não tem chip não quer dizer que não precisa os dados do chip. Um chip simcard é uma memória flash simplória de 64KB, substituível por CI SMD de 2x2mm, ou põe esses dados na Rom mesmo, aí é o "Virtual Sim". Problema de VirtualSim é que pode ser programado por qualquer um (Se roubarem a CPE, digamos), e exige programação bem mais demorada que simplesmente tirar um chip e colocar outro.

    Wimax tem modalidade não-mobile então ela não exige isso, mas precisa ter os parametros da "operadora" pra achar rede e discar, isso vem no Simcard então o que ele faz é facilitar a configuração da CPE.

    Talvez noutros países o tipo de LTE usado seja não-mobile (Só fixo ou nomade, mas não móvel), se não me engano na Russia e vizinhanças (Letonia, terra da MK) é assim.

    Wimax e LTE podem ser, por força da legislação, móveis ou não. No brasil LTE é móvel, isso exige chip e cia.
    Wimax nos Eua não é móvel (Se trocar de lugar com ele ligado a conexão pode cair, não há obrigatoriedade de suporte em todas as células sem perder conexão), se a gente adotar esse modelo seria perfeito pra provedores.

    Conexão móvel via de regra é coisa pra operadora de telefonia. A gente precisa conexão fixa ou nomade, como LTE já está definido que é móvel (Tanto aqui como nos EUA) só nos resta lutar por Wimax fixo/nomade. E como 2500-2690MHz já tá ocupado por LTE, precisariamos usar Wimax em 3,5GHz.

    Ou seja, teriamos que freiar esse papinho de liberar 3,5GHz pra wifi (Só porque existe equipto UBNT pra wifi 3,5GHz), e liberar ele pra wimax fixo/nômade.



    O brasil poderia ter optado por LTE fixo, aí serviria pra gente. Mas optou pela versão móvel. Pra entrar nisso (Mercado móvel) você precisaria obrigatoriamente um sistema bem mais parudo que pra vender conexão fixa.

    Espero que com wimax ao menos optem pela versão fixa, tá claro que brasileiro é muito burro pra usar conexão móvel, superlotam torres de sistema MÓVEL com conexão FIXA dentro de casa (Sem antena externa) e botam a culpa em operadora, sendo que tem N opções de adsl, cabo, ou via rádio pra maioria desse pessoal. Dão tiros no próprio pé.

  4. so vai poder usufruir quem tiver muita bala !!!






Tópicos Similares

  1. Desmembramento dos Técnicos do sistema Confea, qual a opinião de vocês?
    Por dmarcio no fórum Assuntos não relacionados
    Respostas: 14
    Último Post: 10-10-2016, 11:31
  2. Respostas: 3
    Último Post: 23-08-2015, 10:29
  3. Qual melhor radio de frequencia licenciada?
    Por jeffao no fórum Redes
    Respostas: 12
    Último Post: 10-12-2012, 14:45
  4. Respostas: 6
    Último Post: 07-12-2011, 17:02
  5. Qual melhor servidor de ftp?
    Por no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 6
    Último Post: 26-06-2003, 16:47

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L