+ Responder ao Tópico



  1. #1

    Padrão Wrn 841hp

    Pessoal, eu fiz um tópico sobre o modelo de roteador descrito no título, mas fechei o post e fiquei com uma dúvida.
    Encontrei o datasheet desse roteador e nas conclusões aparece o que está nas fotos.
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         TP1.jpg
Visualizações:	123
Tamanho: 	169,4 KB
ID:      	62008
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         TP2.jpg
Visualizações:	67
Tamanho: 	105,6 KB
ID:      	62009
    Poderiam me ajudar a interpretar essa conclusão quando fala do uso das antenas?
    Eu não entendi bem o que ocorre se usar uma antena maior que 6dBi

    Quem quiser o link completo é esse:
    https://apps.fcc.gov/eas/GetApplicat...tml?id=1926833

  2. #2

    Padrão Re: Wrn 841hp

    Na primeira imagem é a tomada de potência. Alguém simplesmente mediu qual a potência real emitida usando antena de 5dBi.

    A capacidade de potência do equipamento é uma coisa, e o legislação é outra.

    A 2ª imagem diz que o limite legal na FCC (Que é diferente do que a Anatel usa), é a legislação nos EUA e outros países que usam a regulamentação da FCC.

    Nesses países o limite legal (Que não tem NADA a ver com a capacidade do equipamento) é de 36dBm EIRP. Só que o limite do RADIO pode ser no máximo de 30dBm.
    Ou seja, se o radio tem 30dBm, a antena pode ter só 6dBi, aí chega no limite EIRP (Que é potencia do radio + ganho da antena, 30 + 6 = 36).
    Se o radio tiver só 29dBm, a antena pode ter 7dBi.
    Mas o rádio não pode ter 31dBm NEM se a antena tiver só 5dBi, então não importa ter 36dBm e sim ter radio com MENOS de 30dBm, e a antena só pode ter o ganho de modo que não ultrapasse 36dBm EIRP.

    Ou seja, se o radio tiver 20dBm de potência, a antena pode ter 16dBi, vai chegar em 36dBm EIRP.

    O problema pode ser o modo de explicar, mas a legislação é simples, o máximo de potência no radio deve ser 30dBm. Mas a antena não tem mínimo ou máximo, pode usar uma antena de 40dBi mas pra ficar no limite de 36dBm EIRP é só colocar o radio emitindo a -4dBm, porque -4 + 40 = 36.
    (E -1dBm ou 0dBm não é potência zero. 0dBm é 1mW, mas -1dBm é simplesmente 1/3 a menos, cerca de 0,8mW. -4dBm é algo tipo 0,08mW, o radio pode emitir isso)

    Mas no brasil a FCC não manda, não serve pra nada, aqui é a legislação da Anatel quem manda. Aqui o limite está em:
    http://www.anatel.gov.br/legislacao/...-resolucao-506
    Na seção IX, tá lá o limite de 400mW EIRP (Acima disso em cidades de 500 mil hab. precisaria registrar. Em cidades de menor população não precisa registro e o limite vai pra 36dBm EIRP (50mV por metro).

    No caso do brasil esses 400mW EIRP (Ou 26dBm EIRP) são a potência total independente da antena ser de 1 ou 10dBi, é limite EIRP, mas adiante o texto que em PTP ou cidades menores, caso a antena seja maior que 6dBi cada dBi de ganho deve descontar 1 dBm da potência do radio, e 50mV.m dá 36dBm EIRP então o limite de rádio 2,4GHz é 30dBm pra PTP ou cidade menor que 500K.hab, e a antena pode ter 6dBi. Se a antena for de 10dBi, o rádio terá que ser limitado a 26dBm (26 + 10 = 36dBm EIRP).

    É a mesma norma pra 5725 a 5850MHz, 36dBm EIRP mas o limite no radio é 30dbm. Se quiser usar antena menor que 1dBi pode, mas não pode exceder nem 30dBm no rádio, e nem 36dBm EIRP na emissão total.
    (Se vai fazer isso com 30dBm no radio e 6dBi na antena, ou com 10dBm no radio e 26dBi de antena, é opção sua, a legislação fala em limite de 36dBm EIRP e só, não excedendo o limite do rádio o resto não importa)

    Uma coisa é limite EIRP (Radio + antena), e outro é limite do rádio.



    Em metrópoles tem mais gente, se todo mundo usar RIDICULOS/IDIOTAS radio de 500mW vai tudo virar um lixo, então faz todo sentido limitar a potência EIRP nesses locais a 400mW (Ou 26dBm). Nesse caso a antena pode ser de 1dBi, 6dBi, ou 26dBi sem problemas, a legislação fala em limite EIRP, não em limite no rádio.

    Esses radios "HP" vendidos no brasil tem seleção de país, selecionando o brasil ele operará na potência máxima já que aqui é legal o uso de 36dBm EIRP desde que a antena seja igual ou menor que 6dBi, e a antena original é de 5dBi. O radio não tem como adivinhar qual a antena em uso então ele vem configurado pra uso com a antena default.
    (E não tem as mínimas condições do radio saber se está numa cidade com mais ou com menos de 500K.hab., a responsabilidade por configuração é do dono. Radio barato tem limitado a uns 20dBm EIRP e isso não infringe legislação de lugar nenhum do mundo (Europa e Japão são os mais restritivos, o brasil é um dos mais liberais, não sei se é por isso mas temos o espectro todo fodido nas grandes cidades, cheio de maus usos, alta potência pra vencer obstáculos é uma idéia ridícula)


    E esse tipo de rádio é um belo engana-trouxas, dá pra ver nessas medições (E no datasheet no site do fabricante também costuma ter isso) que só existe potência alta em modo B, não adianta nada comprar isso e deixar em modo auto se ele vai insistir no modo N e em ridículos 40MHz, onde a potência será de 160mW. Só o SSID é emitido com sinal alto (Porque ele usa preambulo em datarate de 1 ou 2Mbps), ou seja, isso só engana leigo, na prática o aumento de alcance é pequeno, ter 22dBm de potência é ter sinal 5dBm maior que um rádio comum que emite uns 17dBm, e 5dBm não faz diferença depois de umas paredes, se o sinal chegar como -85dBm não adianta subir ele pra -80dBm que ainda será um sinal baixo demais, fora que não adianta a potência do radio aumentar se o smartphone ou notebook continua com potência baixa, wifi é bidirecional e se tiver potência alta só em 1 lado você tem uma conversa com uma pessoa gritando e a outra sussurrando, perde metade do conteúdo da conversa e tem que repetir.



  3. #3

    Padrão Re: Wrn 841hp

    rubem, entendi o que você quis dizer.
    É só uma questão de legislação.
    Quanto a potência é verdade que só serve pra enganar.
    E quando você diz "Só o SSID é emitido com sinal alto" acho que foi por isso que eu tava medindo aqui com um aplicativo de android, onde acontecia o seguinte:
    Tanto em B, G ou N não dava diferença no nível de sinal que chega até mim na distancia que eu estou do roteador. Eu estava estranhando isso pois esperava que em N o sinal baixasse e em B aumentasse. Mas aí veio sua explicação dizendo que só o SSID é emitido com sinal alto. Logo a diferença pode estar apenas em distâncias onde o N não chega, mas o B pode alcançar devido a ter um "transmission Power" maior.
    Se eu estiver errado me corrijam por favor.

  4. #4

    Padrão Re: Wrn 841hp

    Eu peguei o hábito de acessar as coisas via rede, até como forma de ir vendo isso.

    Um desktop com p2p hospeda tudo, e rodo via rede as coisas em notebook e smartphone. Pra não ficar engasgando as vezes copio pro disp. local, no notebook uso o SuperCopier, no Android o ES File Explorer, eles exibem a velocidade de cópia real-time, e só de virar o aparelho em 90° que a velocidade varia (Mas o nível de sinal não), é erguer ou abaixar 1m que a velocidade varia (Mas o sinal não).

    Estava usando um note LG e nada cama fazia copia a 1 a 1,2MB/s (Uns 10Mbps), mas prefiro netbook (Menor, mais leve), só que com a porcarizinha da Acer que tenho funcionando agora mal chega a 500KB/s (4Mbps), fora que se fica de cabeça pra baixo (Tela pra faixo, fans pra cima) a conexão cai toda hora, mas hora que tem conexão ela aparece como como sinal mais alto possível.

    Tudo isso é explicado pelo preambulo a 1 ou 2Mbps, mas o payload (Carga) perder muitos pacotes porque aí sim usa o datarate mais alto:
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         slide_17.jpg
Visualizações:	47
Tamanho: 	126,3 KB
ID:      	62026


    Em PTMP a 2,4GHz antigamente se vendia planos tipo 128 a 256Kbps, pra essas velocidades nem precisa visada limpa, então era comum fazer instalação sem visada. Só que... era comum sem visada medir sinal tipo -75dBm nos 2 sentidos (Torre>Cliente e Cliente>Torre) mas perder metade dos pings, mal conseguir navegar. Enquanto em cliente mais distante as vezes tinha uma obstrução menor, sinal também em -75dBm, mas navegava normal e não perdia mais que uns 5% dos pings. Nesse caso geralmente é culpa do caminho que o sinal faz também, num sentido pode ir refletindo na esquerda e o outro reflete pela direita, em uso indoor é bem comum isso, movimentar o troço 1m pro lado muda completamente a qualidade do sinal, mas nessas horas o nível de sinal não costuma variar, porque a medição é feita com referência no preambulo e porque ela atualiza devagar (Atualiza digamos 1 ou 2x por segundo, mas tem 100 ou 200 pacotes transferidos por segundo).

    Não sei se esse roteador exige sinal dos clientes associados. Mas se pegar equipto caro como Mikrotik, ainda há essa confusão. Ele exibe o sinal de quem está conectado, mas exibe o sinal do datarate mais baixo do modo (Em 5GHz é 6Mbps), algo assim, usando datarates de 270Mbps ele exibe o sinal que só teria em datarate bem mais baixos:
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         mk.jpg
Visualizações:	62
Tamanho: 	154,4 KB
ID:      	62027

    É uma diferença pequena, 4 ou 5dBm. Mas... onde esses 4 ou 5dBm são a diferença entre os pacotes chegarem legíveis ou ilegíveis isso faz diferença, o smartphone mostra "3 pauzinhos" de sinal" mas hora que você coloca ele no bolso a conexão cai, porque o prambulo usa 1 ou 2Mbps (Ou 6Mbps em 5GHz) então é legível mesmo com umas paredes e uma calça jeans no meio, mas um datarate tipo 65M não é.

    Fora que tem outro problema: Fixando o roteador em modo G em datarate tipo 18M o smartphone usará modo G mas não 18M, ele vai usar o maior datarate, 54M, que é menos sensível no roteador. Nessa hora tem vantagem em fixar em modo B, porque o smartphone vai usar no máximo 11M, e esse datarate é de alta sensibilidade no roteador. Isso dá uma diferença de 5 ou 6dBm, só é visível onde é essa variação de 5 ou 6dBm que derruba o sinal. Eu fixo em modo B muito roteador de cliente doméstico ou empresarial que reclama de wifi caindo e geralmente resolve, e tem mais relação com obrigar o smartphone a usar datarate baixo do que com sensibilidade ou potência do roteador.

    Na empresa usei um 841hp uma vez uns dias, fixo em B ele chegava até os fundos numa sala, mas não passava dela, exatamente igual um 741nd comum também em B, porque uma parede comum brasileira geralmente tem 10 a 12dBm de atenuação, se o rádio tem 8dBm a mais de potência então ele não vai passar mais uma parede, mas o pior: Talvez ele passe, mas o sinal do celular voltando pro roteador não tem aumento de potência, então o celular ouve mas não responde com potência suficiente.

    Nessa hora é melhor usar antena maior no roteador, e potência comum (15 ou 16dBm, de roteador barato), a antena maior permite emissão com potência maior (Potencia EIRP é soma da antena + radio), mas também aumenta o sinal que chega do smartphone. Mas perfeito mesmo é usar antena direcional, porque ela não recebe num angulo muito maior que uns 120°, tipo essas:
    https://www.balaodainformatica.com.br/produto/15117/
    Se não receber reflexo de paredes laterias e de trás tem menos perda de pacotes, o nível de sinal não muda muito, mas a estabilidade é bem maior. Eu uso dessas antenas e geralmente com elas há mais estabilidade que usando antena omni de 10dBi, o nível de sinal não muda muito (Porque preambulo não conta) mas a velocidade de copia pela rede é maior, e para de cair.

    Pro Windows eu prefiro a versão 2.2 beta do SuperCopier pra ver isso:
    http://www.admicro.fr/telechargement.../download.html
    Ele depois mudou de nome, acrescentou umas firulas inúteis, essa versão tá bem estável.
    No Android o ES File Explorer permite acessar conteúdo num note ou desktop (É só compartilhar no Windows ou Linux, e pelo ES adicionar o dispositivo), tem que copiar conteúdo local pra testar isso direito porque teste via internet tem rabo, um pacote perdido agora é re-solicitado e pode demorar (Tem fila!), a velocidade varia por outros fatores, enquanto na copia de conteúdo local ela só varia por wifi (Mas o desktop ou notebook tem que estar plugado no roteador via cabo, senão a conexão wifi dele também oscilará a velocidade).

    Mas isso é só pra ter uma noção melhor da velocidade real que se consegue, e de que fatores atrapalham isso (Um monitor CRT no caminho derruba o throughput do meu smartphone de 900 pra 10KB/s! Uma porta de vidro faz cair de 900 pra 400KB/s. Uma porta de madeira não muda nada).



  5. #5

    Padrão Re: Wrn 841hp

    Então a solução pra maior alcance sempre vai ser uma antena maior. De preferência direcional ou setorial.
    Já li em tópicos pessoas associando a potência do roteador e dizendo que se a antena for maior (mudar de 3dBi para uma de 10dBi) o roteador pode não dar conta e o sinal piorar. Confere isso também?

  6. #6

    Padrão Re: Wrn 841hp

    Não piora, o roteador não precisa dar conta da antena maior, como é equipto de potência baixa e as antenas tem a mesma impedância tanto faz a antena usada, o desempenho do roteador não vai mudar na emissão.
    (Exceto o que é derivado da antena, como ganho e angulo de emissão)

    Com uma antena de 10dBi ao invés da original de 5dBi, o sinal na emissão vai aumentar em 5dBm, onde o smartphone recebia -80dBm ele vai receber -75dBm.
    Mas também melhor 5dBm no sinal recebido, se o sinal do smartphone chega no roteador com -85dBm, ele vai aumentar pra -80dBm, que já é usável.

    Antena maior beneficia RX e TX, radio de potência alta só beneficia TX.


    Um radio-amador ou algo assim, com 10W ou mais de potência, pode ter problema conforme o tipo de antena, se tiver vswr alta ou resistência alta pode ter queima de mosfet de saída, mas wifi opera com potências muito baixas (Esse 841hp em N tem só 0,15W (22dBm)), uma antena de maior ganho não constitui um "peso" pra etapa de RF, usar uma antena de 5, 10 ou 12dBi, omni colinear ou yagi, ou patch, ou dipolo num disco ou grade (Offset ou não), nada muda no "peso" pra etapa de RF, o rádio não vai "sofrer" ou "ficar mais leve" por conta de uma antena maior ou menor, o que piora numa antena omnidirecional é que ela recebe sinal de todo lado, o chipset tem que processar todos os sinais (No canal usado) pra aproveitar só o da conexão desejada, enquanto numa antena direcional só se capta os sinais vindos do rumo desejado, tem muito menos sinais de outros AP's, e tem muito menos reflexos nas paredes, essa diferença de processamento no chipset não chega a causar a queima dele, só toma tempo que poderia estar sendo gasto nos dados da sua conexão, diminui o throughput simplesmente porque tem muito sinal da vizinhança incomodando no mesmo canal, ou reflexo (Comparável ao eco da voz) dele mesmo ou do sinal dos smartphones.

    Enfim, se um radio queima, não é culpa do ganho da antena, um cabo externo pode atuar como indutor e o radio queimar nalguma tempestade, mas não é culpa do GANHO da antena de qualquer forma.

    Ah, pra ter cobertura em toda a casa, por um ano ou pouco mais eu usei uma dessa:
    http://produto.mercadolivre.com.br/M...-dbi-wi-fi-_JM
    Tinha um cabo subindo da escrivaninha até em cima do telhado (Uns 7m de cabo), coloquei a antena virada pra baixo, pluguei o cabo num roteador comum (Acho que um 741nd ou algo mais simples, de potência baixa tipo 15dBm), e tinha sinal ótimo na casa toda, porque o telhado é alto e o forro é PVC, passar telhado comum de amianto e um forro de PVC é muito mais tranquilo do que passar 2 paredes de concreto de 10cm cada. Eu só tirei porque isso tinha um probleminha: Dentro de toda a casa era sinal ótimo, mas fora, nos fundos, não tinha sinal, porque ficava fora dos 60° de angulo da antena, as vezes dá vontade de colocar ela em cima do telhado mais pra frente da casa, não virada reta pra baixo mas sim a uns 45°, digamos isso:
    https://under-linux.org/attachment.p...4&d=1403466606
    Pra ter cobertura dentro de casa e lá nos fundos (Pros dias que dá pra sentar sossegado sem nenhum vizinho surdo com algum batuque qualquer em volume alto)

    Não sei se vale a pena comprar, mas se tiver (Ou algum amigo tiver e aceitar vender por R$ 10 ao invés de mandar pro lixo) alguma antena wifi 2,4GHz velha dá pra fazer maravilhas com elas.
    Se não quiser passar cabo, já coloquei muito AP com a antena original em cima de forro pra dar cobertura melhor em casa. Na minha irmã mesmo, é laje mas ainda assim o roteador de R$ 50 (Gothan, o mais barato que achei, com a antena original) cobre a casa toda em modo B (Em N fica caindo nos smartphones), enquanto dentro de casa não achei um comodo onde resolvia (Se põe no quarto cai na cozinha e vice-versa, se põe na casa cai na varanda e vice-versa), mas não coloquei em cima da laje e sim mais no alto, mais perto do telhado, pendurado no cabo ethernet mesmo, achei que ia esquentar e pifar logo mas já deu 2 anos assim, e antes era um tp-link barato que depois de 3 anos só saiu de uso porque um raio chamuscou o coitado.



  7. #7

    Padrão Re: Wrn 841hp

    Eu vou fazer como me indicaram em outro post que fiz. Colocar um canal limpo, deixar em modo N, 20Mhz, onde de acordo com a foto de testes vou ter 227mW. Pois de nada adianta ficar em B gritando e poluindo o espectro só por potência.

  8. #8

    Padrão Re: Wrn 841hp

    Pra mim a graça de B não está na potência do roteador mas na dos smartphones.

    Se coloco roteador em N, mesmo que eu o limite em MCS0, os smartphones e notebooks vão ser burros e responder em MCS7, onde eles tem potência tipo 10dBm (Enquanto em datarate baixo tem 15 a 17dBm).

    Usando B (E não B/G, ou B/G/N) os smartphones e notebooks transmitem a no máximo 11M, onde tem potência uns 5dBm acima dos datarates altos.

    Roteador bom, um Linksys da vida, fica estável mesmo que o sinal do smartphone chegue nuns -85dBm, mas umas coisas baratas tipo Dlink, TPLink, Intelbras, caem muito até com -80dBm de sinal, dependendo da implementação do chipset (O software rodando nele, o firmware) não pode ter sinal baixo de jeito nenhum, aí é caso em que nem datarate baixo resolve, tem hardware que sempre será ruim, geralmente linhas baratas tem esses problemas, só tem conexão decente do lado do aparelho.



  9. #9

    Padrão Re: Wrn 841hp

    Fiz uns testes de copiar e colar. Meu PC via cabo enviando para um notebook conectado no wifi:
    Em 11b transferiu o arquivo a 5mb (não dá os 11 teóricos)
    Em 11g transferiu a 20mb (não dá os 54 teóricos)
    Em 11n a 20Mhz transferiu a 40mb (Não dá os 130 teóricos)
    Em 11n a 40Mhz bugou, pois ficou passando o arquivo a pouco mais de 1mb.

    É verdade, não tinha pensado, em 11b os smartphones vão demandar mais potência.

  10. #10

    Padrão Re: Wrn 841hp

    Os datarates na verdade são inalcançáveis mesmo, é a taxa de troca de dados geral, cada pacote que sai do PC tem o cabeçalho aumentado, em torno da conexão wifi tem a encriptação (E isso é dado acrescentado no pacote), tem a verificação de status, preambulo, paridades e checagens em geral, de modo que num datarate de 11Mbps é normal mesmo um troughput real de menos da metade disso, se conseguiu 5Mbps em B seu hardware é bom, o normal é 4 a 4,5Mbps em hardware comum.

    Em G com umas otimizadas dá pra chegar a 22 ou 23Mbps.

    Em N a 20MHz o MCS7 vem a ser datarate de 65 e 72Mbps, se seu hardware passou 40Mbps então isso tá fantástico:
    http://mcsindex.com/

    (Na verdade acho que ele fez MIMO, uso 2T1R, 2 transmissões e 1 recepção, ou seja, o 841hp usa as 2 antenas pra transmitir, 2 MCS7 vem a ser 1 MCS15. Mas o notebook ou desktop com placa wifi respondeu só em 1 chain (Porque provavelmente ele só tem 1, se abrir o notebook dá pra ver a placa wifi com 1 ou 2 cabinhos de antena), na verdade isso é MISO ou SIMO, Multiple-In Single-OUT (MIMO seria Miltiple In Multiple Out, seria caso o notebook tivesse 2 antenas). E 40Mbps pra MIMO é pouco, isso me diz que esse roteador tem capacidade de processamento baixa, já que a 40MHz não operou direito)

    Em vários roteadores baratos é normal ter gargalo na casa dos 30Mbps, o gargalo fica no chipset, ele não dá conta de processar muita coisa, o pacote em wireless é grande:
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         802.jpg
Visualizações:	32
Tamanho: 	24,5 KB
ID:      	62095
    A parte do pacote que tem os dados do usuário (O que você está trocando de um micro pro outro) é essa parte "Data", pode chamar "payload" ou talvez carga.

    Se pensar "Mas são só 2 bytes", realmente o pacote aumenta pouco, mas veja a descrição dos 2 primeiros bytes, cada bit que forma esse byte quer dizer alguma coisa, o chipset precisa ler esse byte, desempacotar e interpretar cada item desse, isso gasta tempo da unidade de processamento do chipset (A CPU), se a parte "Data" for grande ou pequena acaba importando pouco, o chipset não dá conta de lidar com muitos pacotes porque ele tem que montar e desmontar os pacotes levando em conta cada bit.

    Por isso digo que equipto de alta potência geralmente só serve pra enganar, o chipset e o software são o mesmo de roteadores mais baratos tipo um 941nd, só muda o fato de ter um amplificador na saída, e o amplificador geralmente é de uns 10dBm, literalmente só eleva o sinal em 10dBm na transmissão, mas não muda nada na recepção nem na capacidade de tráfego.

    Muito roteador barato configurado a 40MHz até roda quase normal (Dá mais de 1Mbps) mas trava 2 ou 3x por dia, ou várias vezes por semana, não dão conta de um datarate grande sem que a CPU vá até perto de 100% de uso, e com CPU com tanto uso uma hora dá um erro de leitura ou gravação na ram, aí congela, ou trava só wifi (Trava só o chipset de wifi, ele é separado do chipset principal), não dá pra prever se o roteador vai ter esse comportamento, só testando, é normal hardware comum ter várias limitações, mas mesmo hardware profissional não terá throughput muito maior que cerca de metade do datarate.



  11. #11

    Padrão Re: Wrn 841hp

    Consegui fazer um teste em 11n e 40Mhz, deu uma média de 60mb(sempre oscilando de 45 a 72.
    Igual aos outros, transferindo do pc no cabo pro notebook no wifi.
    Pra transferir arquivos em rede nada mal, mas pra conectar os smarts o 11b é quem dá um alcance melhor, é inegável.
    (diferença grande pra um consumidor leigo que compra por 300mbps)

  12. #12

    Padrão Re: Wrn 841hp

    Citação Postado originalmente por rubem Ver Post
    Pra mim a graça de B não está na potência do roteador mas na dos smartphones.

    Se coloco roteador em N, mesmo que eu o limite em MCS0, os smartphones e notebooks vão ser burros e responder em MCS7, onde eles tem potência tipo 10dBm (Enquanto em datarate baixo tem 15 a 17dBm).

    Usando B (E não B/G, ou B/G/N) os smartphones e notebooks transmitem a no máximo 11M, onde tem potência uns 5dBm acima dos datarates altos.

    Roteador bom, um Linksys da vida, fica estável mesmo que o sinal do smartphone chegue nuns -85dBm, mas umas coisas baratas tipo Dlink, TPLink, Intelbras, caem muito até com -80dBm de sinal, dependendo da implementação do chipset (O software rodando nele, o firmware) não pode ter sinal baixo de jeito nenhum, aí é caso em que nem datarate baixo resolve, tem hardware que sempre será ruim, geralmente linhas baratas tem esses problemas, só tem conexão decente do lado do aparelho.

    Boa Tarde rubem, desculpe estar ressuscitando o tópico, mas acho melhor do que abrir outro.

    Então se eu comprar o TpLink WR841HP(HG), que vem com antenas de 9dBi ou 8dBi dependendo de onde comprar, e setar como "United States" no wifi aí terei ganho em alcance de sinal na rede N???

    Segue abaixo os links do 841HP(HG):

    http://articulo.mercadolibre.com.co/...tenas-8dbi-_JM

    http://www.tp-link.com/en/products/d...L-WR841HP.html

    Desde já agradeço!



  13. #13

    Padrão Re: Wrn 841hp

    A configuração de país no firmware só muda a potência, mas a sensibilidade será a mesma em qualquer seleção de país. O alcance depende também da sensibilidade porque todo pacote precisa ser respondido, até pra iniciar a conexão.

    Se potência é tão importante, sim, é só colocar em um país que não seja da Europa (CE se refere a Conformidade Europeia), pode ser os EUA ou outros que não tenha legislação restritiva, que terá limite de potência maior.

    (A potência real vai depender do data rate em uso, a mudança de país só tira o limite de 20dBm EIRP, mas ele não chega a 30dBm EIRP em todos os data rates)

  14. #14

    Padrão Re: Wrn 841hp

    Obrigado rubem, digo esses dos links que postei já vem com antenas mais potente 8 ou 9dBi's, então, creio eu que aproveitem melhor a potência espalhem melhor o sinal, correto?

    Li umas duas vezes seus primeiros posts seus aqui neste tópico, bem top, e foi mais ou menos isso que entendi, desculpe se me equivoquei.



  15. #15

    Padrão Re: Wrn 841hp

    As antenas de 9dbi vão concentrar o sinal em uma determinada área melhor que as de 5dbi.
    http://www.tp-link.com/resources/uploadFiles/image008%2840%29.jpg

    Mas também o local onde o roteador vai ficar talvez seja o mais importante. Quanto mais livre de obstáculos melhor.

  16. #16