+ Responder ao Tópico



  1. Aqui é o CREA Goiás e a concessionária é a Celg...Quanto ao projeto FTTH algumas partes acredito que posso fazer e o restante passar para um Engenheiro assinar se tudo estiver certo..Posso reduzir custos do projeto.. No site da companhia energética vi uns parágrafos referindo sobre cálculos de Esforços mecânicos nos portes..como citado pelo colega acima ... Não me recordo de ser somente Engenheiro..mas provavelmente deve ser...ou nao.. .. vou procurar saber com mais detalhes..Sobre o lançamento da fibra..já pesquisei e já tinha visto q no projeto tem q ter profissional com NR10 e NR35.. Cursos estes q já estou providenciando junto Senai...Economia no lançamento.. quero reduzir o máximo de custo possível..porque é caro e posso não ter o retorno esperado se for pagando todo mundo pra fazer tudo...

    https://www.celg.com.br/arquivos/dad...icas/NTC15.pdf

  2. Amigo... A resolução 262/79 foi revogada em 2014!

    http://normativos.confea.org.br/emen...enta=5&Numero=

    A justificativa que utilizaram pra revogar essa resolução do Confea, foi o Decreto 90922/85.
    http://www.planalto.gov.br/ccivil_03...gos/d90922.htm

    Procure ler um pouco mais a respeito, existe internamente no CREA um corporativismo cujas decisões favorecem somente aos Engenheiros, porém o Conselho é formado também por técnicos e tecnólogos que ajudam a sustentar com anuidades e ARTs, mas não podem participar plenamente. A Lei permite que os técnicos elaborem Projetos, mas o Crea com suas resoluções e atribuições permite somente aos Engenheiros. Em um passado recente os Arquitetos e Urbanistas também se registravam no CREA e tinham problemas semelhantes, mas conseguiram criar o CAU, ou seja o próprio conselho, e hoje estão batendo de frente com o CREA por causa dessas resoluções sem lógica, e que ninguém tem o direito de contestar em nome da resolução x,y,z. Os técnicos industriais estão indo pelo mesmo caminho, está (parado) no Congresso, Senado, Casa Civil ou em algum outro local em Brasília, e talvez resulte nos próximos anos na criação do Conselho dos técnicos industriais. www.conselhotecnicosja.org/agora-e-a-hora

    Mas isso seria bom ou ruim? Tem tudo pra ser ótimo! O Crea que é formado por Engenheiros parou no tempo da década de 50 com o "boom" da construção civil no Brasil. Tinha tudo pra ser um dos melhores Conselhos de Classe desse País, assim como aparenta ser a OAB e o CRM, mas por causa da vaidade de alguns dirigentes tem andado pra trás.

    O Crea não é bem visto nem pelos próprios engenheiros! Os Engenheiros Químicos tem o CRQ e os Engenheiros Eletricistas manifestam interesse em criar o próprio Conselho, o CFEE www.cfee.eng.br

    Resumo: Atualmente o CREA com suas resoluções obscuras, fará de tudo para que os técnicos não possam exercer legalmente suas atividades, o que vai completamente na contra mão do que se propõem, infelizmente.



    Citação Postado originalmente por emilidani Ver Post
    Tecnico nao pode emitir CREA de projetos de jeito nemhum.

    RESOLUçãO Nº 262, DE 28 JUL 1979.




  3. Citação Postado originalmente por Luspmais Ver Post
    Piri, sou formado em Técnico de Telecomunicações, tenho CREA e sou responsável no meu provedor no estado de SP.

    Referente a elaborar um projeto de FTTH acho que o buraco é mais embaixo, pois são exigidos algumas coisas que apenas sendo técnico não é suficiente para a concessionaria.

    Sim eu sei, pois ja fiz o caminho das pedras e tenho concessão da AESSUL no RS, assim como todos tbm estou interessado em diminuir o caminho do amigo e evitar perda de tempo desnecessária

  4. Citação Postado originalmente por dmarcio Ver Post
    Amigo... A resolução 262/79 foi revogada em 2014!

    http://normativos.confea.org.br/emen...enta=5&Numero=

    A justificativa que utilizaram pra revogar essa resolução do Confea, foi o Decreto 90922/85.
    http://www.planalto.gov.br/ccivil_03...gos/d90922.htm

    Procure ler um pouco mais a respeito, existe internamente no CREA um corporativismo cujas decisões favorecem somente aos Engenheiros, porém o Conselho é formado também por técnicos e tecnólogos que ajudam a sustentar com anuidades e ARTs, mas não podem participar plenamente. A Lei permite que os técnicos elaborem Projetos, mas o Crea com suas resoluções e atribuições permite somente aos Engenheiros. Em um passado recente os Arquitetos e Urbanistas também se registravam no CREA e tinham problemas semelhantes, mas conseguiram criar o CAU, ou seja o próprio conselho, e hoje estão batendo de frente com o CREA por causa dessas resoluções sem lógica, e que ninguém tem o direito de contestar em nome da resolução x,y,z. Os técnicos industriais estão indo pelo mesmo caminho, está (parado) no Congresso, Senado, Casa Civil ou em algum outro local em Brasília, e talvez resulte nos próximos anos na criação do Conselho dos técnicos industriais. www.conselhotecnicosja.org/agora-e-a-hora

    Mas isso seria bom ou ruim? Tem tudo pra ser ótimo! O Crea que é formado por Engenheiros parou no tempo da década de 50 com o "boom" da construção civil no Brasil. Tinha tudo pra ser um dos melhores Conselhos de Classe desse País, assim como aparenta ser a OAB e o CRM, mas por causa da vaidade de alguns dirigentes tem andado pra trás.

    O Crea não é bem visto nem pelos próprios engenheiros! Os Engenheiros Químicos tem o CRQ e os Engenheiros Eletricistas manifestam interesse em criar o próprio Conselho, o CFEE www.cfee.eng.br

    Resumo: Atualmente o CREA com suas resoluções obscuras, fará de tudo para que os técnicos não possam exercer legalmente suas atividades, o que vai completamente na contra mão do que se propõem, infelizmente.

    Dimarcio, esta interpretando errado a lei. Ela é especifica para Tecnicos Agricolas, em Construçoes e Industriais. Cada uma dessa especialidades tem no curriculo de 2º grau aquilo que que foi especificado como atribuçoes na Lei.

    Estamos falando aqui de Tecnologo em Telecomunicações ou Eletronico. Elas nao tem no programa de estudos " Estudos das Catenarias em linha de transmissao" nem "Estudo da propagação de ondas Eletromagneticas em meios fisicos" sendo portanto negado assinar projetos que envolvem as situações de "Calculo de esforços nos postes" e "Calculo de cobertura de sistemas de emissao ondas eletromagneticas" , como exemplo.

    Nao se trata de Loby e sim de "Competencias" . O Tecnologo esta orientado para excutar , supervisionar e dar manutenção adequada aos sistemas de sua especialidade.

    Se assim nao for , qual seria o motivo de estudar engenharia em Telecomunicações?????


    Agora se tiver duvidas so mandar consulta a companhia eletrica local e postar aqui a resposta.



  5. Citação Postado originalmente por qloukura Ver Post
    Aqui é o CREA Goiás e a concessionária é a Celg...Quanto ao projeto FTTH algumas partes acredito que posso fazer e o restante passar para um Engenheiro assinar se tudo estiver certo..Posso reduzir custos do projeto.. No site da companhia energética vi uns parágrafos referindo sobre cálculos de Esforços mecânicos nos portes..como citado pelo colega acima ... Não me recordo de ser somente Engenheiro..mas provavelmente deve ser...ou nao.. .. vou procurar saber com mais detalhes..Sobre o lançamento da fibra..já pesquisei e já tinha visto q no projeto tem q ter profissional com NR10 e NR35.. Cursos estes q já estou providenciando junto Senai...Economia no lançamento.. quero reduzir o máximo de custo possível..porque é caro e posso não ter o retorno esperado se for pagando todo mundo pra fazer tudo...

    https://www.celg.com.br/arquivos/dad...icas/NTC15.pdf

    Muito bom, no seu caso voce pode simplificar a sua implantação adotando duas estrategias basicas:

    1) Nao instale equipamento algum nos postes. Ulitiliza eles so para comportar o cabo de FO. Todos os equipamentos devrao ir pindurado no cabo mediante fixação na cordoalha deste. Isso vai evitar a Companhia eletrica implique com sua caxinha em um poste saturado de luminarias, fontes de TV a Cabo, "Loop de FO " da teles, etc.
    tambem vai permitir so apresentar o desenho da rota dos cabos com os esforços atuantes sem necessidade de representar os equipamentos.

    2) Pode evitar a assinatura de Eng no projeto de esforços. Utiliza seu representante tecnico (que pode ser Tecnologo). Acontece que normalmente quem faz o projeto é um engenheiro então nao compensa tirar a responsabilidade dele. Ele esta te cobrando e nao custa nada ele ser responsavel pelo serviço.

    O mais complicado e caro e voce conseguir as plantas com projeto da rede eletrica da companhia . Vai ter que plotar elas em papel para desenhar a rede sua e depois digitalizar novamente para entregar an companhia eletrica.






Tópicos Similares

  1. [Vídeo Novo] Erros que eu cometi no meu primeiro projeto FTTH
    Por Buenano no fórum Assuntos não relacionados
    Respostas: 0
    Último Post: 21-09-2016, 18:16
  2. Duvidas sobre projeto de fibra ftth
    Por Edstein03 no fórum Redes
    Respostas: 18
    Último Post: 29-08-2016, 20:41
  3. Respostas: 7
    Último Post: 12-10-2011, 17:54
  4. Projeto de Rede. Por favor Ajudem
    Por no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 1
    Último Post: 16-12-2002, 14:27
  5. Projetos no Bugzilla
    Por no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 0
    Último Post: 02-10-2002, 13:49

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L