Página 2 de 3 PrimeiroPrimeiro 123 ÚltimoÚltimo
+ Responder ao Tópico



  1. Rubens,
    Muito obrigado pelas colocações mas tem uns detalhes, vendo as considerações que fizes-te que esqueci de colocar:

    1º- O ponto á é um torre de 28 mts com elevação do mar de uns 10mts, a antena esta a 20mts nessa torre;
    O Ponto B é um morro de 150mts e a torre de 30, a antena esta a 20mt nessa torre.

    2º- a potencia default do Mk vaira (dependendo do data rate) de 17 a 30dbm, mas como deixei marcado só o mcs12 ele ta usando de 27dmb.

    Uma coisa quesempre me deixou encucado com a Algcom que faz tanta onda mas o radome que vem com ela não é um radome própriamente dito, é mais uma tampa pra proteger a antena, não tem espuma absorsora de RF ou coisa do tipo, ainda não as vi pessoalmente, mas parece que só as que eles fazem para radio digital tem essa espuma, poxa, acho que poderiam pelo menos da essa opção na hora da compra.

    O que acha com esses dados ai agora Rubens?

    Pelos nossos calculos, com 40mhz nessa distancia a zona de freznell no meio deveria ter uns 40mts, fazendo os calculos acho que passamos raspando não? porque na verdade temos 33mts de altura dde um lado e 170mts do outro pra passar por cima do espelho d'agua.

  2. Por acaso a imagem que tenho que acho que melhor explica os reflexos é com uma diferença de altura.
    É essa:
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         multipath.jpg
Visualizações:	45
Tamanho: 	82,5 KB
ID:      	62573

    Nessa imagem de exemplo, a 1ª zona de Fresnel (Ou 100% da zona de fresnel) fica só a 20m da linha de visada. Mas... isso é só a PRIMEIRA zona de Fresnel.

    Ainda existe reflexo na 2ª, 3ª, 4ª e N zonas de Fresnel.

    Na 1ª o reflexo é muito alto, derruba o throughput com tudo.
    Na 2ª é bem mais baixo mas ainda atrapalha.
    Na 3ª em diante mal tem como calcular, mas ainda deve incomodar no throughput máximo (Que seja derrubando 1% o throughput).


    Sobre os radomes, antes de wifi existir, "radome" era o nome de uma tampa vagabunda de plástico barato que protege as antenas da chuva, neve, teias de aranha. Radar dome. Domo pra radar, porque radar tem a antena girando no meio, fácil um urubu bater no troço, ou o vento atrapalhar (Forçar e criar folga em bucha), ou entrar poeira e água em rolamento.

    (Em CFTV ainda chamam de "dome" as caixinhas pra proteger as câmeras)

    Um radar dome de propriamente, só ele mereceria o nome radome:
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         sea_tel_coastal_24_antenna_3718big.jpg
Visualizações:	86
Tamanho: 	8,6 KB
ID:      	62574

    O plástico precisa ser "vagabundo" pra não atenuar sinal demais.

    Alias, faz poucas semanas mexendo num GPS agrícola no manual ele chamava a tampa de "gain-enhanced radome", porque tem no plástico uma estrutura que parece vigas de plastico grosso, com plástico fino no meio (Provavelmente pra atenuar menos sinal).

    Um "radome" fora do mundo wifi:
    https://gpsnewsandtracking.files.wor...008/12/gps.jpg

    Então... o jeito é tratar "radome" como uma mera tampa meio inútil, e chamar o produto com proteção lateral e cia de "radome shield".

    Nem precisa ter a tampa frontal se a intenção é limitar sinal lateral:
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         20130725_073820.jpg
Visualizações:	34
Tamanho: 	83,7 KB
ID:      	62575

    E pra neve mesmo, andam usando protetores em cima das antenas (Com radome comum, não radome shield), só pra evitar que a neve acumulada em cima, quando cair, não quebre o plastico barato do radome:
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         Cathedral_Bluffs_496_x_303.jpg
Visualizações:	57
Tamanho: 	40,2 KB
ID:      	62576


    Então não é só no brasil essa bagunça, radome shield longo e com espuma, pra evitar efeito multipath, são poucos mesmo.
    O jeito mais simples de ver se é esse mesmo o problema é subir a antena 1° acima do angulo ideal.

    E se tem 27dBm, e antena de 33dBi, são 60dBm EIRP. 60 - 137 = -77, logo -77 + 33 = -44dBm. Esse é o sinal que devia ter. Como num lado tem -52dBm, talvez tenha muito mais reflexo num sentido do que no outro.

    (Se uma das antenas estivesse muito desalinhada, o sinal de RX ia ser baixo nos 2 lados, não ia afetar só o RX num lado)

    Se pegar a imagem que postei no começo, no sentido A>B tem muito reflexo, mas no sentido B>A, sinal saindo da antena na direita e descendo pra esquerda, teria bem menos reflexos.

    E reflexo só atenua sinal quando ele chega na exata contra fase, como na prática isso é impossível (E atenuaria totalmente o sinal, não ia derrubar só alguns dBm), o que ocorre é piorar a legibilidade de alguns bits, não atenua o sinal de verdade mas alguns picos ficam com legibilidade baixa por isso o software lê isso como sinal mais baixo, no setup aparece como sinal mais baixo (-52dBm ao invés de, digamos, -48dBm).

    E acho que deve ter mesmo reflexo fora da zona de Fresnel porque no lado com RX bom ainda assim tem -48 e -50dBm, ou seja, a vertical fica com sinal 2dBm menor que a horizontal, isso só ocorre com reflexo do solo.
    (Se tentar passa entre 2 prédios é a horizontal que fica com sinal mais baixo)

    (Mas -44dBm de sinal talvez não dê, já que 5400MHz tá longe da frequência central dessas antenas, talvez tenha só 1,5dBm a menos de ganho nessa frequência mas o VSWR pode ser mais alto, atenua 1dBm na emissão (A outra antena não emite 60dBm EIRP mas só uns 59 ou 58,5dBm, algo assim))

    Talvez um radome só no "lado a" já ajude com alguns dBm a menos no reflexo, complicado chutar isso porque até se pegar mapa do relevo ainda vai faltar vegetação e construções, fora que parece que uns solos refletem mais que outros (Mas aí deve ser areia, não reflete muito, problema seria rocha maciça no chão todo).

    O que tá fácil testar é erguer 1 ou talvez 2° mais pra cima do que devia, pra diminuir o ganho do que reflete no solo. Eu começaria no "lado a".



  3. Citação Postado originalmente por rubem Ver Post
    (Mas -44dBm de sinal talvez não dê, já que 5400MHz tá longe da frequência central dessas antenas, talvez tenha só 1,5dBm a menos de ganho nessa frequência mas o VSWR pode ser mais alto, atenua 1dBm na emissão (A outra antena não emite 60dBm EIRP mas só uns 59 ou 58,5dBm, algo assim))
    rubem, tudo bom?
    Uma vez vc me explicou sobre Return Loss. Isso implica no maior ganho de acordo com a frequencia usada? No caso da Dish 30, seria melhor na faixa de 5700MHz?

  4. Citação Postado originalmente por mathcardoso Ver Post
    rubem, tudo bom?
    Uma vez vc me explicou sobre Return Loss. Isso implica no maior ganho de acordo com a frequencia usada? No caso da Dish 30, seria melhor na faixa de 5700MHz?
    Toda antena não transmite tudo o que chega nela.
    Uma parte da energia reflete nos ressonadores e volta pro rádio.

    Uma antena lixo vai ter 100% de retorno, vai chegar 20dBm e ela vai devolver pro rádio os 20dBm. Isso é uma antena com zero perda de retorno.

    A melhor antena possível é a que perde o máximo do reflexo, mesmo que ela não emita os 20dBm pro ar, ela ressone de modo que pelo cabo volte só uns 5%.

    Se uns 10% refletir e voltar, isso é uma antena ruim, é um VSWR de quase 2:1.
    Se uns 4% refletir e voltar, ótima antena, é um VSWR de 1,5:1.



    Sempre vai existir uma frequência "ideal" pra antena, é onde essa ressona melhor.
    Se cortar um fio de, digamos, 31,2mm, isso será um monopolo de uns 2dBi em 2,4GHz. Porque isso é 1/4 de 125mm, ou seja, é um dipolo de 1/4 da onda que mede 125mm, que é a onda no comprimento que chamamos de 2,45GHz.

    Digamos que pelo material do metal, essa antena porcaria reflete de volta pelo cabo uns 10%, isso será um VSWR de uns 2:1 a 2,45GHz.

    Mas... lá pelos 2,35GHz essa antena ressonará mal, ela foi feita na medida pra onda de 2,45GHz, então ela não vai mandar pro ar tudo o que chega pelo cabo, cerca de uns 33% da energia vai voltar pelo cabo (Porque o fio no tamanho "errado" pra 2,35GHz não ressona bem), isso é um VSWR de uns 4:1, que é muuuuuito pior que 2:1.


    Na maioria das antenas pra wifi, um VSWR tipo 1,5 a 1,8:1 (1,9 pra 1) não é problema, vai permitir CCQ ótimo e tal. Os problemas começam lá pelos 2:1, que é normal em anteninha omni de 2dBi (Aquelas que é só um talinho).

    Num PTP, mudar da frequência onde tem 1,5:1 pra outra onde tem 1,6:1 só vai afetar um pouco o sinal emitido, e lá de vez em quando o throughput.

    Essa diferença de 0,1 no VSWR é algo tipo 1 a 1,5% de sinal refletido, é 1 a 1,5% a menos de sinal que NÃO vai pro ar, logo, é potência menor.

    A diferença vem ao mudar de, digamos, uma frequência onde tem 1,4:1, pra um com 1,8:1, aí já são 5% a menos de sinal emitido, sinal 5% menor.

    Uma tabela com o percentual refletido (Não transmitido):
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         course_002_j.JPG
Visualizações:	92
Tamanho: 	31,0 KB
ID:      	62584


    Pra saber a frequência ideal pra isso, só medindo, fabricante decente coloca isso no datasheet.

    No caso do Rocket Dish, agora achei só do modelo LW, mais barato, é esse no datasheet:
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         rg30.jpg
Visualizações:	28
Tamanho: 	101,3 KB
ID:      	62585
    Se ver na tabela de cima, então lá pelos 5270MHz tem VSWR ótimo de 1,4:1, enquanto lá pelos 5470MHz sobe pra uns 1,6:1.

    Se for usar de 5500 a 5850MHz não tem muita diferença, essa é uma antena "consistente" então.
    Alias, a UBNT tem vendido umas antenas como "4,9 a 6,1GHz", elas são mais iguais em toda essa faixa.

    Tive uma setorial L-com de 5,4GHz (Ou era 5,7GHz? Agora esqueci), fora da faixa NOMINAL (Sim, ela era vendida com faixa estreita, nada de "5,1-5,8GHz) o sinal era uns 5 ou 6dBm mais baixo, mas o pior, o CCQ também não chegava em 100% nem com reza. Era só colocar num canal na faixa pra qual era vendida que o CCQ milagrosamente fixava em 100%. Sinal de quem tinha alguma intermodulação ou algo problemático por conta do reflexo demais, não era só sinal mais baixo.

    Agora não lembro qual antena era, mas lembro de ver disco que na ficha técnica tinha no diagrama uma perda de reflexo lá pelos -25dB na casa dos 5,7GHz, ou seja, um VSWR pra lá de fantástico de 1,1:1 digamos entre 5680 e 5720MHz. Mas lá pelos 5450MHz subia pra -10dB, ou seja, VSWR terrível/péssimo de 1,9:1. É o tipo de antena que teria muita diferença por trocar de canal.

    (Mas claro que a lei de Murphy diz que o canal com menor VSWR será sempre o canal mais poluído na vizinhança. Atendendo fazendas posso escolher canal sem olhar poluição)


    O jeito de medir isso é colocar um gerador de RF ligado na antena, e ler o sinal num osciloscópio. Você vê o sinal gerado pelo gerador, e logo depois, com um pouco de atraso, vê o reflexo (Está logo depois porque ele vai até a antena e volta, a velocidade da luz é alta mas é só 20 metros por segundo, osciloscópio capaz de ver sinal de 1 milésimo de segundo vê fácil se é o sinal indo ou vindo). Aparece o sinal alto indo, e um bem mais baixo voltando, assim você descobre fácil o VSWR. Precisa ter um gerador de RF de alguns mil reais, e um osciloscópio de uns R$ 20 mil, mas isso é só um detalhe...




    Citação Postado originalmente por ab5x2 Ver Post
    Aproveitando o topico, @rubem poderia explicar como funciona esse cálculo de enlace (calcular o sinal recebido de acordo com o EIRP)? Fiquei interessado em entender.


    Sent from my iPhone using UnderLinux mobile app
    Acho que alguém até já postou num blog uma tradução de um artigo sobre isso.

    Basicamente pega a potência EIRP, desconta a perda por distância (1Km SEMPRE vai derrubar 108dBm em 5,8GHz, seja 1Km no Amazonas, ou em SP, seja entre 2 aparelhos UBNT ou 2 aparelhos MK), e aplica o ganho da antena receptor.

    O calculo de queda de sinal por distância depende da frequencia, 2,4GHz cai MENOS o sinal que 5GHz.
    Quanto maior a frequência, mais o sinal cai.

    Pode calcular digamos aqui:
    https://www.pasternack.com/t-calculator-fspl.aspx

    (Coloca 0dB como ganho da antena de RX e de TX)

    Dá pra gerar tabela, digamos:
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         img52.gif
Visualizações:	39
Tamanho: 	8,2 KB
ID:      	62589
    Em 10m o sinal vai cair 66dBm em 5GHz (Que é diferente de 5,1 ou 5,8GHz), sempre vai cair isso, seja com antena de 10dBi ou 20dBi, seja com o rádio a 10dBm ou a 30dBm.

    Eu guardo isso aqui impresso na carteira pra consulta rápida:
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         FSL.gif
Visualizações:	46
Tamanho: 	43,2 KB
ID:      	62590

    Resolvido o maior problema que é saber qual a queda de sinal naquela distância e naquela frequência, é só aplicar a formula:
    Potência EIRP - Queda por distância + ganho da antena receptora

    Algo assim:
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         sinal.gif
Visualizações:	50
Tamanho: 	28,0 KB
ID:      	62591

    Um exemplo, digamos um rádio a 20dBm, com um cabo de uns 3m que dá perda de 1dBm (E todo cabo tem perda, não importa ser for um LMR-400 e só 50cm, tá lá uma queda, nem sempre vale a pena calcular (50cm de LMR-400 vai derrubar 0,1dBm talvez), com antena de 24dBi. Depois de 1Km (108dbm de queda, a 5850MHz), com uma antena de 24dBi na recepção, e mais 3m de cabo perdendo mais 1dBm, vai ter -42dBm de sinal.

    (Se não colocar a perda no cabo, tira 1dBm de cada lado, logo, 2dBm ao todo, e o sinal sobe de -42 pra -40dBm)
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         exemplo.sinal.gif
Visualizações:	53
Tamanho: 	31,6 KB
ID:      	62592


    Com CPE não tem perda em cabo, a conta é super simples.

    Na prática o rádio pode emitir 0,5dBm a menos, a antena num canal ou noutro pode ter 1dBi a menos de ganho, conforme o efeito multipath lá pela 2ª ou 3ª zona de fresnel o sinal pode cair 1dBm a mais, de modo que o sinal EXATO do cálculo raramente vai ver, vai variar 1 a 3dBm.

    Mas se variar algo tipo 5 ou 8dBm pode ter certeza que tem algo errado na visada (Zona de Fresnel, geralmente), ou o canal usado é péssimo pra essa antena (Mas não seria pra outra antena), ou tem conector com problema, enfim, o cálculo é só pra referência, na prática pode ter alguma variação por fatores que dá pra calcular mas não vale a pena perder tempo.



  5. Citação Postado originalmente por gabrielest Ver Post
    Prezados,
    Tenho um enlace de 30 km fechado com um par de Algcom e 912 que ta assim:

    Lado A:
    Anexo 62569

    Lado B:
    Anexo 62570

    O que podem me dizer sobre o noisefloor e o noise ratio, eu acredito que esteje bom mais......
    Aguardo opiniões:
    Lermbrando que as potencias estão em default


    Esta excelente!!!!






Tópicos Similares

  1. Respostas: 11
    Último Post: 13-09-2016, 18:49
  2. Compartilhamento de WI-FI cada dia mais Comum.
    Por delegato no fórum Redes
    Respostas: 10
    Último Post: 16-10-2013, 08:37
  3. Uma Ofensa Ao Wi-fi
    Por admskill no fórum Redes
    Respostas: 21
    Último Post: 23-02-2008, 00:00
  4. Respostas: 2
    Último Post: 12-01-2005, 22:14
  5. wi-fi torre de babel
    Por lss no fórum Redes
    Respostas: 1
    Último Post: 12-07-2004, 18:48

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L