+ Responder ao Tópico



  1. Citação Postado originalmente por dhulke Ver Post
    tu ta a que distância do PTT pra conseguir transporte a R$7,10? Passo sim. Me passa o seu email no pvt que eu te encaminho o email da cotaçao que eu fiz com a HE
    Estou no Teleporto do Rio de Janeiro, pego transporte com a Internexa

  2. 18/04/2016 11h39 - Atualizado em 18/04/2016 16h33

    Anatel suspende corte ou redução de internet fixa após fim da franquia

    Empresas terão, antes, que permitir a cliente acompanhar o uso de dados.
    Hoje, o serviço é cobrado de acordo com a velocidade e não tem limite.




    Laís AlegrettiDo G1, em Brasília



    Uma decisão cautelar da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) impede temporariamente as operadoras de internet fixa de reduzir a velocidade ou suspender a prestação do serviço de banda larga após o término da franquia prevista.

    A decisão vale até que essas empresas forneçam aos consumidores ferramentas que permitam, por exemplo, acompanhar o uso de dados de seus pacotes. Ou seja, dentro de alguns meses, as operadoras vão voltar a ser liberadas para fazer os cortes de sinal - se isso estiver previsto no contrato com os clientes.

    O despacho da agência com a cautelar foi publicado na edição desta segunda-feira (18) do Diário Oficial da União. O descumprimento pode gerar multa de R$ 150 mil por dia, até o limite de R$ 10 milhões às operadoras.
    saiba mais


    Polêmica
    Nas últimas semanas, tem gerado polêmica a informação de que as operadoras querem oferecer planos de internet fixa, usada nas residências e empresas, com limite de download, em que o serviço pode ser suspenso quando o usuário atinge uma determinada quantidade de arquivos e dados baixados.

    Atualmente, esse serviço é cobrado de acordo com a velocidade de navegação contratada, sem teto de uso da internet. Já o sistema que limita a quantidade de dados baixados, ou seja, que fixa uma franquia, já funciona na internet móvel, dos celulares.
    A decisão da Anatel foi divulgada quatro dias depois de o Ministério das Comunicações ter cobrado da agência medidas para garantir que as empresas respeitem os direitos dos consumidores.
    A Anatel já havia informado que comunicou às operadoras que pretendem oferecer internet fixa com franquia limitada que elas só poderão começar a interromper o serviço se garantirem aos consumidores ferramenta para acompanhar o consumo. Nesta segunda, no entanto, as exigências divulgadas foram maiores – e sujeitas a multa.
    As novas determinações
    O despacho da Superintendência de Relações com os Consumidores da Anatel, publicado na edição desta segunda-feira do "Diário Oficial da União", determina que as empresas de telefonia não podem reduzir a velocidade, suspender o serviço ou fazer cobrança de tráfego excedente após o esgotamento da franquia – mesmo se isso estiver previsto em contrato – até que cumpram as condições estabelecidas pela agência reguladora.

    Entre as condições definidas pela Anatel está a comprovação, por parte da operadora, de que disponibilizou aos clientes ferramentas que permitam o acompanhamento do consumo do serviço, o histórico da utilização e a notificação quanto à proximidade do esgotamento da franquia, além da possibilidade de comparar preços.
    Também é necessário, segundo a Anatel, que a operadora deixe explícito em sua oferta e nas publicidades a existência e o volume de eventual franquia nos mesmos termos e com mesmo destaque dado aos demais elementos essenciais da oferta, como a velocidade de conexão e o preço.

    As operadoras terão que comprovar à Anatel que adotaram as medidas. Em seguida, a agência vai publicar um ato reconhecendo o cumprimento das condições. Só depois de 90 dias desse ato é que as empresas serão liberadas para restringir o serviço de internet fixa (suspender ou reduzir o sinal), nos casos de contratos por franquia que prevejam essa possibilidade.

    fonte : http://g1.globo.com/economia/noticia...-franquia.html





  3. Então @speedpc , este posicionamento eu já tinha visto em uma entrevista de uma diretora regional em Porto Alegre.
    O serviço medido só pode ser colocado em prática com a implantação de um sistema confiável de medição por parte do cliente. E no caso de mudança de sistema tem que avisar o assinante com 30 dia de antecedencia.

    Porém a medida da Anatel anunciada ontem não proibe o modelo de negócios. Só quer que haja tecnologias que garantam uma perfeita execução e harmonia entre as partes.
    Com este sistema implantado, a Anatel vai "homologar" o sistema, ou seja dar o seu aval para que haja transparência.
    A medida não dá vitória ao consumidor mas sim coloca parâmetros confiáveis.

    Agora de manhã cedo vi uma notícia no SBT onde numa entrevista, infelizmente só mostraram flash da entrevista, o presidente da Anatel citou aquilo que eu venho destacando, não haverá rede que suporte tudo que os desenvolvedores de conteúdos estão disponibilizando e que irão no futuro ampliar..

    O consumidor só poderá ser beneficiado nesta questão se os fornecedores de conteúdo participarem dos custos.
    A Google por exemplo se nega a contribuir com estes custos, mas andou fazendo testes com diversos meios de transmissão e até sugerindo que a conexão poderia ser gratuita pois o ganho deles está na publicidade.
    Testes com balões, teste com fibra ótica, etc etc..
    É uma visão arrojada de mercado, mas vindo da Google não dá para duvidar de nada.. porém faz algum tempo que a mídia não tem comentado mais sobre este assunto.

    Mas de modo geral os fornecedores de conteúdo não querem assumir nada. E por isso a Deutch Telekon já mudou seu sistema faz alguns anos. Deu reclamação no início mas agora a coisa flui normalmente.

  4. Aqui em SLZ a Net cobra franquia faz tempo, quando assinei não cobravam, depois de um ano implementaram a franquia. São 130G para um plano de 30Mb de download (que nunca chegou a essa velocidade em todos os testes que fiz). Acho que o controle deles deve estar mal implementado, pois só bati a franquia uma vez (eles reduzem pra 512Kbps), mas minhas irmãs assistem muito netflix e youtube, duvido muito que esse tempo todo só tenha batido a franquia uma única vez.

    Acho que cortar a conexão é sacanagem, mas poderiam reduzir, beleza. É mais uma oportunidade pros demais provedores crescer a carteira de clientes. Acho que é preguiça de investir já que teoricamente basta mudar a tecnologia das pontas da FO pra ter mais banda, mas isso depende de todos que integram as diversas redes, não apenas no BR, mas no resto do mundo tambem.



  5. claro cortar e mesmo sacanagem, mas redução é o que eu faço aqui, cai 50% ate virar o mes, uso MK-AUTH e funciona bem, tem a central do cliente onde ele pode ver o consumo, e natural, não adianta espernear, não existira mais boca livre, quem chora que usuario que consome de mais, gente normal nunca chegara perto dessas fanquias. E quanto a implementar isso no dedicado é impossível, para isso pagamos 10 ou ate 100 vezes mais por mb que usuario comum, isso não acontecera. Aqui meu concorrente também tem franquia, é como falei, da pra fazer sem franquia, mas dai teria que cobrar o meu custo mais no minimo 40%, sera que ciente pagaria isso????
    pensem com a razão e não com o coração.... meu dedicado sobra banda, mas nem por isso vou dar ela de graça, seria injusto cobrar o mesmo de quem consome 100 mb por mes comparado a quem consome 300 ou ate 500 gb, vocês não acham????






Tópicos Similares

  1. Respostas: 50
    Último Post: 24-10-2014, 13:01
  2. Respostas: 9
    Último Post: 28-07-2011, 09:48
  3. Respostas: 6
    Último Post: 19-06-2009, 13:01
  4. Problema na Banda Larga!
    Por slackmaster no fórum Sistemas Operacionais
    Respostas: 2
    Último Post: 02-06-2006, 11:57
  5. Banda Larga Curitiba
    Por PcGuy no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 7
    Último Post: 14-06-2003, 20:28

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L