+ Responder ao Tópico



  1. #1

    Padrão Ajuda com powerbeam 400 AC ISO.

    Estou com um PTP de 2KM entre duas powerbeam AC 400 ISO.

    Acredito que eu esteja sofrendo com forte interferência. Por favor me ajudem a analisar os gráficos gerados pelo AirOS 7. Eu procurei canais dentro da faixa legal, mas acho que esta tudo saturado. Para ajudar o rádio estou trabalhando com 16QAM. Neste enlace eu preciso de 100M e em AC consigo isto com 4X 16QAM. Na mesma torre tem uma powerbeam 300 com radome shield que também esta sofrendo, mas no caso dela o CCQ vai de 99.1% para menos de 90% e neste momento o trafego desaba. Na powerbeam AC não tem CCQ para analisar, mas tem os gráficos de interferência de troca de modulação.

    Eu tentei trabalhar na faixa 5900-6000 para testes, mas percebi que perco cerca de 10db de ganho. Sei que a maior faixa de eficiência deste tipo de antena esta na faixa 5600-5800, mas acho que a perda foi grande demais. Olhei os rádios da Cambium e percebi no datasheet que o gráfico de irradiação sobre uma mudança de sentido de acordo com a frequência escolhida. Seria o caso de realinhar para trabalhar em outra faixa (ao menos para testes)?

    Seguem imagens. Por favor perguntem a vontade. Os clientes que assistem vídeo, não sentem tanto o impacto, mas os jogadores estão me crucificando.


    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         PB AC.PNG
Visualizações:	147
Tamanho: 	231,1 KB
ID:      	64297Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         PB AC Station.PNG
Visualizações:	149
Tamanho: 	175,2 KB
ID:      	64298Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         PB AC AP.PNG
Visualizações:	153
Tamanho: 	153,1 KB
ID:      	64299

    OBS: Acabo de perceber que postei o airview do Ap que pelos gráficos não sofre tanta interferência. Não estou conseguindo gerar o airview do lado station. Não carrega, alguma suguestão?

  2. #2

    Padrão Re: Ajuda com powerbeam 400 AC ISO.

    Eu diria que o problema é nessa torre aqui:
    https://under-linux.org/attachment.p...8&d=1466641425

    Esse CINR de 24dB é pouco, ele deve ser tratado igual SNR, precisa ficar acima de 32dB.

    A aba Signa, Noise and Interference mostra o "Interference + noise" chegando em picos de -65dBm, esses picos são algum cliente/estação usando o canal esporadicamente, ainda que não ache outro canal completamente limpo em algum deve ter um uso esporádico que atrapalhe menos, tipo ter uma média de ruído em -75dBm mas ter picos de no máximo -70dBm, isso é muito melhor que picos de -65dBm como tem hoje.
    (Tá, o primeiro pico tem -60dBm pelo visto. Isso é sinal de antena usando o mesmo canal DO LADO da sua torre)


    Aqui pode ver que não tem nenhum pico acima de -75dBm:
    https://under-linux.org/attachment.p...9&d=1466641442
    Esse pico ainda está mais de 20dBm distante do sinal, e 20dBm de margem é suficiente pra ter legibilidade alta.


    Se esses sinais indesejados vem todos mais ou menos da frente dessa estação, um radome longo e com espuma até ajuda mais, mas o radome shield lateral aberto da PBE ISO filtra só ruído lateral mesmo, não o que vem da frente.

    Nessa estação (Que tem esses sinais indesejados absurdamente altos) talvez seria bom reposicionar a antena, erguer ou abaixar ela 2m no torre, pra tentar fugir de algum sinal que cruza ela muito em cheio pelo visto. Ter todo o espectro sujo é normal, mas ter todo o espectro com sinais tipo -65dBm é difícil, algum canal em alguma posição deve estar melhor que esse, não é possível.


    Teria que ver o Airview nesse como estação, mas nesse como AP tudo parece "menos sujo" entre 5500 a 5650.



  3. #3

    Padrão Re: Ajuda com powerbeam 400 AC ISO.

    Olha o CINR da primeira antena esta abaixo do normal. -54 em N eh bom mas em AC eh pessimo. Alinha ac eh muito complicado. Precisa ter um ajuste muito fino , eu faria como o colega rubem falou mexeria na primeira antena mais pra cima ou para baixo e faria um ajuste mais fino o possivel. Tem que ver tambem a potencia dos radios. Porque nessa distancia se tiver muito alta pode ser o origem do problema. Dependendo da quantidade de banda que vc quer passar vc pode ir mudando a frequencia e ver qual fica melhor.

  4. #4

    Padrão Re: Ajuda com powerbeam 400 AC ISO.

    Citação Postado originalmente por rubem Ver Post
    Eu diria que o problema é nessa torre aqui:
    https://under-linux.org/attachment.p...8&d=1466641425

    Esse CINR de 24dB é pouco, ele deve ser tratado igual SNR, precisa ficar acima de 32dB.

    A aba Signa, Noise and Interference mostra o "Interference + noise" chegando em picos de -65dBm, esses picos são algum cliente/estação usando o canal esporadicamente, ainda que não ache outro canal completamente limpo em algum deve ter um uso esporádico que atrapalhe menos, tipo ter uma média de ruído em -75dBm mas ter picos de no máximo -70dBm, isso é muito melhor que picos de -65dBm como tem hoje.
    (Tá, o primeiro pico tem -60dBm pelo visto. Isso é sinal de antena usando o mesmo canal DO LADO da sua torre)


    Aqui pode ver que não tem nenhum pico acima de -75dBm:
    https://under-linux.org/attachment.p...9&d=1466641442
    Esse pico ainda está mais de 20dBm distante do sinal, e 20dBm de margem é suficiente pra ter legibilidade alta.


    Se esses sinais indesejados vem todos mais ou menos da frente dessa estação, um radome longo e com espuma até ajuda mais, mas o radome shield lateral aberto da PBE ISO filtra só ruído lateral mesmo, não o que vem da frente.

    Nessa estação (Que tem esses sinais indesejados absurdamente altos) talvez seria bom reposicionar a antena, erguer ou abaixar ela 2m no torre, pra tentar fugir de algum sinal que cruza ela muito em cheio pelo visto. Ter todo o espectro sujo é normal, mas ter todo o espectro com sinais tipo -65dBm é difícil, algum canal em alguma posição deve estar melhor que esse, não é possível.


    Teria que ver o Airview nesse como estação, mas nesse como AP tudo parece "menos sujo" entre 5500 a 5650.
    Olá meu caro.
    Tem uma torre de telecom bem próximo desta base.
    Estou tentando subir o airview mas ele se recusa a funcionar. Não sei o que acontece nesta pb ac. Assim que chegar na base posto uma gráfico do ccq e datarate da powerbeam 300 que esta na mesma torre.
    Quero tentar usar uma faixa bem alta, na casa dos 5900-6000. Mas reparei que o sinal cai cerca de 10db. Cai tanto devido a ineficiência da antena para esta frequência ou eu teria que realinhar pois de alguma forma o lóbulo muda?

    Citação Postado originalmente por ronei10 Ver Post
    Olha o CINR da primeira antena esta abaixo do normal. -54 em N eh bom mas em AC eh pessimo. Alinha ac eh muito complicado. Precisa ter um ajuste muito fino , eu faria como o colega rubem falou mexeria na primeira antena mais pra cima ou para baixo e faria um ajuste mais fino o possivel. Tem que ver tambem a potencia dos radios. Porque nessa distancia se tiver muito alta pode ser o origem do problema. Dependendo da quantidade de banda que vc quer passar vc pode ir mudando a frequencia e ver qual fica melhor.
    Realmente meu caro, pelos cálculos e usando 20db de potência eu deveria ter sinal de - 46. Mas estou usando 16QAM é como se fosse mcs 11-12 de N. A sensibilidade é bem maior.

    Mas vou subir ambos os rádios para 23dbm e tentar realinhar.
    Mas como o Rubem falou estou sofrendo forte interferência.

    Enviado via GT-I9300I usando UnderLinux App



  5. #5

    Padrão

    Eu pensei que o maior problema estava na powerbeam 400 AC ISO. Pois o gráfico mostrava grande interferência e oscilação dos datarates. Então analisei o gráfico do aircontrol e descobri que quem estava derrubando o troughput era a powerbeam 300 (mesmo com radome shield).

    Até mesmo trabalhando sozinho em 4950Mhz do nada o CCQ ia para menos de 80% e os datarates ficavam ligados de MCS0 até MCS13 (negociação automática). Refiz alinhamento, troquei cabos e nada. Então, resolvi instalar uma setorial 17-90 com RB912 e na outra ponta liguei um SXT (irei criar minha primeira célula MK). Os locais são os mesmo do enlace entre as PBE 300. E para a minha surpresa sem alinhamento fino nem nada do tipo fechei 100M limitados apenas pela porta do SXT, pois pela wireless passa mais de 200M. A instalação de teste acabou se tornando o meu novo enlace.

    Estava usando em N puro e o ping ficava na media de 10 passando cerca de 80M de trafego de clientes. Mudei para NV2 streme com janela TDMA de 2ms e o ping melhorou muito.

    Esqueci de mencionar que no local estou trabalhando com 12V e li no datasheet da powerbeam AC que ela trabalha com 24V. Eu cheguei a trocar as ponteiras de ambos os lados e o problema continuou (no caso das powerbeam 300). Mas o lado problemático é sempre o de 12V. Será que a PB 300 não lida bem com 12V? Mas pensando na powerbeam AC irei trabalhar em 24V neste POP. Estou em dúvida se coloco mais uma bateria e troco a fonte nobreak ou se coloco um step up.

    Eu aumentei a potencia da PB AC para 23db ainda não consegui CINR de 32db (o que é CINR mesmo? Mas agora o datarate e ping não ficam variando e quando acontece é com margem mínima.

    Irei colocar uma antena só para airview e procurar o melhor canal. Mudar a instalação para 24V e fazer um PTP temporário com SXT. E como a distância é curta, irei partir para AC usando CPE MK. Pois gostei dos resultados, MK tem muito mais recursos.



    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         RB912.PNG
Visualizações:	79
Tamanho: 	77,1 KB
ID:      	64333Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         PB AC CLI.PNG
Visualizações:	92
Tamanho: 	129,9 KB
ID:      	64334Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         PB AC AP.PNG
Visualizações:	69
Tamanho: 	129,0 KB
ID:      	64335

  6. #6

    Padrão Re: Ajuda com powerbeam 400 AC ISO.

    Sobre o CINR, ele é o SNR.

    A diferença é o modo como se mede, geralmente se mede o ruído médio, e o sinal médio. Ruído médio a -90dBm, sinal médio a -70dBm, SNR (Signal to noise ratio, relação sinal-ruído) de 20dB então.

    Já pro CINR se usa o sinal da portadora como referência, são mais 60 portadoras (Num canal de 40MHz são mais de 120, num canal de 10MHz são mais de 30) de 315kHz cada, cada uma tem um nível levemente diferente, cada portadora, depois de passar pelo conversor analógico-digital (Que digitaliza os sinais) vai pro demodulador, nessa etapa do processo é que se lê o sinal médio de cada portadora com precisão, num momento que já se isolou ruídos e outras coisas que não são sinais OFDM. Ele também dá uma relação até o ruído, a diferença é que ele pega um sinal já tratado pra tomar essa referência, isso é mais útil onde tem muito reflexo, reflexo pode chegar na fase exata e dar uns picos altos de sinal (Que na verdade não são sustentados, um ou outro pico anormal afeta a média mas não faz efeito no throughput), o CINR então é mais confiável que o SNR, eles terão números iguais na maioria dos casos, mas onde tiver muito sinal bruto variando o SNR vai ser mais irreal que o CINR.

    Digamos que o CINR é o SNR que leva em conta o sinal ÚTIL, não leva em conta a média bruta de sinal (Que nos 20MHz do canal varia 4 ou 5dBm no mínimo!).