Página 2 de 4 PrimeiroPrimeiro 1234 ÚltimoÚltimo
+ Responder ao Tópico

  1. TC 7.2 beta 3... Esta fazendo cache do YouTube em HTTPS sem ter que instalar nada de certificado e etc... Não me pergunte como... Acho que um mágico nunca conta seu segredo...
    Mas esta funcionando apenas no YouTube, mas a BM Software, vai colocar outros sites HTTPS!!


  2.    Publicidade


  3. Uso cache desde que troquei todo meu provedor. Acertei com um parceiro comercial que me presta assistência. Não deixo de usar. Minha economia agora esta em 26,74%. Tenho um servidor IBM core quad com 16gb e 3 hds sata de 500 / 5200 rpms. Dá para melhorar isso? Vixi se dá! Mas me atende bem. Eu estou contente.

  4. Da uma olhada nessa solução
    http://www.technobox.com.br/cachebox


    Existe varias soluções de cache, cabe a você pesquisar as opções e ver qual se caixa melhor com você e sua necessidade, mas ao meu ver a mais completa é a CacheBox...

    E se formos pensar se compensa ou não, na minha opinião, compensa!

    Tente fazer uma tabela Custo X Beneficio,
    Faça uma tabela de tomada de decisão.

  5. Ótimo sistema de cache: https://speedr.brbyte.com/ recomendo muito bom mesmo.

    Recentemente o volume de dados de vídeo sobre protocolos como RTSP tem decaído. Ele foi substituído pela distribuição de vídeos em Flash e MP4 sobre HTTP. Sites de compartilhamento de vídeos como Google Video, Youtube, MySpace, MetaCafe e DailyMotion e muitos outros utilizam este método.O problema é que a maioria dos sites de mídia distribuem seus arquivos de vídeo usando mais de um servidor sobre uma CDN. Isto permite que você veja o vídeo rapidamente e de forma mais confiável mas também significa que você pode estar vendo um video hospedado num servidor na França e seu amigo ao lado pode estar vendo o mesmo vídeo só que hospedado na Bélgica.
    static1.server.com/rnd047/videoxyz.mp4
    static1.server.com/rnd136/videoxyz.mp4
    france.server.com/rnd645/videoxyz.mp4

    speedr://.server.com/videoxyz.mp4
    O arquivo é o mesmo mas a URL é completamente diferente e a forma tradicional de cacheamento trataria estes arquivos como dois arquivos distintos, preenchendo seu espaço de armazenamento com arquivos duplicados e usando sua conexão para realizar o download do mesmo material.O mesmo ocorre com arquivos espelhados como atualizações de anti-vírus, updates do Windows e muitos outros materias que normalmente sobrecarregam a conexão desnecessariamente.Com o Speedr e seu revolucionário sistema Tagger estes arquivos e suas URLs serão 'tagueados' antes do cacheamento e distribuição evitando o desperdício de banda e melhorando a experiência do usuário.

    Prioridade na distribuição de Conteúdo


    O sistema Tagger também permite marcar os pacotes com TOS e DSCP individual permitindo que você possa priorizar ou aplicar restrições em conteúdos específicos como atualizações.

  6. Eu só acho viável pra regiões onde o preço por Mb ainda é o olho da cara. Fora isso, prefiro aumentar o link. Até porque, qnt mais banda vc contrata, mais barato fica o valor por mb




Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L