Página 2 de 2 PrimeiroPrimeiro 12
+ Responder ao Tópico

  1. Então complicou: manualmente demora e/ou não fica bom, a máquina é muito cara e consequentemente desperdício de dinheiro para quem não vai usá-la muito...

    Quando for fazer o lançamento vou procurar então alguma espinadeira para alugar. Caso não encontre, vou colocar abraçadeiras metálicas mesmo, hehehehe, damn it.

  2. Pode fazer isso, ou pagar, emprestar espinadeira e difícil hein, pois se derrubar já era vai pagar concerto que sai o preço de 1 nova.



  3. Eita, pagar alguém só para espinar os cabos nos vãos com CEO e reserva ou cruzamentos... vou considerar isso. Qualquer coisa, há sempre as abraçadeiras.

  4. não sei na sua região, mas na área da AESSUL, a coisa pega... projeto assinado por engenheiro, com ART e tudo o mais. Pois se algo sair errado no futuro por causa do cabeamento quem vai ser responsabilizado é o engenheiro e a empresa. Qualquer gambiarra já é motivo para eles encrencarem...

    Mas isso na prática só me parece "aplicável" aos pequenos provedores... pois a OI é a campeã das gambiarras e nada acontece.... talvez pela forma como é comercializado o contrato com eles. Quando me informei sobre valores de postes me deram um valor que questionei por ser relativamente alto. Não acreditava que a OI pagasse tudo isso. Me informaram que a OI tem um contrato diferenciado. Por exemplo, abrem uma nova rua, a concessionária vai lá e instala novos postes. Automaticamente vai para o sistema e a OI já assume o aluguel usando ou não. Acho que por isso que eles vão permitindo as gambiarras da OI.

    Nesta altura da situação, pobre de nós.

  5. pessoal nos temos maquina de espinar, mas não usamos fazemos manualmente, e não demora e fica muito bom. só precisa pegar o jeito do negocio.






Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L