Sobre o campo com o ganho da antena, nesse campo você INFORMA qual o ganho da antena em uso, você não ESCOLHE qual ganho a antena vai ter.

A antena vai ter 2,5dBi de ganho seja lá qual potência você selecionar, ou seja lá qual ganho de antena informar,o ganho da antena é algo físico, não tem como mudar via software.

Já a potência é definida por um amplificador de saída. E todo amplificador tem distorção em potência alta, no caso de áudio é comum amplificadores terem 10% de distorção no volume mais alto, distorção que cai pra digamos 0,01% em volume baixo (Por isso eu odeio quem é surdo e ouve música em volume alto).

Os amplificadores de RF nos roteadores são um CI de uns 2x2 mm , raramente tem um dissipador de calor (Acho que só uns Bullet tiveram dissipador de calor neles), na RB751 estão aqui:
http://i1139.photobucket.com/albums/...nainternal.jpg

São o U700 e U702, um pra esquerda e outro pra cima e direita do chipset Atheros.


Eu tenho muita raiva de quem vive metendo omni com roteador lixo de 1000mW por isso, tem um nível de sinal pra lá de alto, mas tem perda de pacotes igual, um CCQ ridículo, mas... é igual gente surda: Não percebe que nível alto de sinal não quer dizer qualidade, e na verdade geralmente está ligado a baixa qualidade.

(Com carros e motos idem, o ponto de melhor rendimento é em velocidade tipo 40-80km/h, todos tem rendimento (km/litro) pra lá de ruim a digamos 160km/h. O melhor uso de qualquer eletroeletrônico ou produto mecânico é mantendo o esforço em cerca de metade do que ele suporta. Se a RB751 tem picos de consumo de 10W, você devia colocar ela numa fonte de 20W, que é: 20/12 = 1,6A. Mas a média de consumo dela deve ficar nuns 5W, uma fonte de 12W (12V 1A) na prática não é de todo ruim, a RB tem picos de 10W de consumo quando está com potência alta e processando milhares de pacotes, mas mantendo o processamento baixo ela fica bem longe dos picos)