+ Responder ao Tópico

  1. Retirado da discussão no tópico https://under-linux.org/showthread.php?t=181372&page=2

    "A RFC6598 diz que os endereços da faixa 100.64.0.0/10 são destinados a serem usados pelos provedores de serviços para numerar as interfaces que conectam os equipamentos CGN (roteadores) ao CPE do cliente.

    Essa faixa é privada. As operadoras só não usam o 10.0.0.0/8 logo porque poderia conflitar com redes dos clientes."

  2. @andrecarlim vi seu link a sacada é dividir as portas.

    - Crie um range de portas para cada usuário. Por exemplo, usuários de 0 a 63, o usuário 0 tem porta origem de 0 a 1023, o usuário 1 de 1024 a 2047 e assim por diante.

    Isso funciona em MT?

    Enviado de meu SM-G800H usando Tapatalk



  3. Isso da problema em alguma aplicaçoes do cliente. se tiver cliente domestico que so acessa facebook e youtube tranquilo. mas se tiver cliente que usa vpn ou alguma aplicaçao especifica ai fica complicado.

    Citação Postado originalmente por eduardomazolini Ver Post
    @andrecarlim vi seu link a sacada é dividir as portas.

    - Crie um range de portas para cada usuário. Por exemplo, usuários de 0 a 63, o usuário 0 tem porta origem de 0 a 1023, o usuário 1 de 1024 a 2047 e assim por diante.

    Isso funciona em MT?

    Enviado de meu SM-G800H usando Tapatalk

  4. Citação Postado originalmente por eduardomazolini Ver Post
    @andrecarlim vi seu link a sacada é dividir as portas.

    - Crie um range de portas para cada usuário. Por exemplo, usuários de 0 a 63, o usuário 0 tem porta origem de 0 a 1023, o usuário 1 de 1024 a 2047 e assim por diante.

    Isso funciona em MT?

    Enviado de meu SM-G800H usando Tapatalk
    Sim isso é CGNAT! Funciona sim em mk.

    Enviado via XT1563 usando UnderLinux App

  5. Citação Postado originalmente por magnorm Ver Post
    Retirado da discussão no tópico https://under-linux.org/showthread.php?t=181372&page=2

    "A RFC6598 diz que os endereços da faixa 100.64.0.0/10 são destinados a serem usados pelos provedores de serviços para numerar as interfaces que conectam os equipamentos CGN (roteadores) ao CPE do cliente.

    Essa faixa é privada. As operadoras só não usam o 10.0.0.0/8 logo porque poderia conflitar com redes dos clientes."
    Assim mano, nada contra, mas não achei nada que obriga a imposição do IPv6 em dual-stack ao CGNAT, eu li a rfc e tudo é citado como boa prática... Então até que me prove com um documento real, seu argumento é fraco, postar o que os outros discutiram não é lei, poste sua posição e a prova dela. Não me leve a mal, meu objetivo não é flamewar aqui, apenas estou defendendo o eu vi, e com argumentos melhores.

    Enviado via XT1563 usando UnderLinux App






Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L