Página 2 de 2 PrimeiroPrimeiro 12
+ Responder ao Tópico



  1. #7

    Padrão Re: modulação X Largura canal

    Citação Postado originalmente por emilidani Ver Post
    Para complementar em mais detalhe. Se falarmos de PHY Data Rate , quando passamos de 40 para 80MHz de BW=LARGURA DE BANDA , O DATA RATE aumenta em 5 VEZES!!!. Por outro lado se aumentarmos a ORDEM da modulação de 64 para 256 , O DAT RATE aumenta em 30% !!!.

    Resumindo:

    Trabalhar com ordem de modulação 64QAM e com BW=80Mhz é Muito mais muito melhor que 256QAM em BW=40MHz.

    Mais no mundo real não é tão simples obter 80MHz de canal "clear" , limpo, para que o link fique otimizado.

    O que se faz é DEFINIR qual o Data Rate que precissa e tentar conseguir ele primeiro com menor BW e depois menor ORDEM DE MODULAÇÃO.

    Pode utilizar a tabela fornecem os fabricantes como forma de orientar a busqueda da melhor opção.
    O problema é que quanto mais largo o canal, mais SNR e relação sinal-senbilidade precisa. Pra SNR geralmente se divulga algo assim: http://static1.squarespace.com/stati.../?format=1500w

    Ou seja, com 20dB de SNR você terá uso ok em MCS6 a 20MHz, mas subindo pra 40MHz só terá CCQ máximo em MCS4, e em 80MHz só em MCS3.

    Outro modo de explicitar o problema: http://4.bp.blogspot.com/-g-4dOn9gFZ...el%2BWidth.png

    Ou ainda assim: https://www.mathworks.com/help/examp...nimumTable.png

    3dBm de perda de sensibilidade a cada dobra de largura de canal.

    É problema de ter mais portadoras pro chipset analisar, o limiar de legibilidade sob porque quando se filtra e faz aquele batimento na etapa interna do chipset pra ficar só com o dado binário, quanto mais portadoras mais dados espúrios das portadoras vizinhas, aí precisa sinal mais legível pro bit daquela portadora ser lido sem erro.

    256QAM é bem sensível a sinal ruim, por mais que se fale em mínimo de SNR tipo 25dBm, isso é pra aquele papo de laboratório de 10% de perdas, mas pra ter CCQ máximo, e portanto o maior desempenho possível de um PTP, precisa coisa tipo mais de 30-35dBm de SNR conforme largura de canal: https://sonicwall.rightanswers.com/p...tGQABorGzQWnOs

    Ou https://d2cpnw0u24fjm4.cloudfront.ne...arious-SNR.png

    Tudo bem que quem tem sinal -50dBm dificilmente terá piso de ruído nuns -85dBm, o que falo é sobre a questão da largura de canal maior exigir sinal melhor, de modo que com o mesmo nível de sinal é comum obter em 40MHz apenas 60% a mais de throughput que com 20MHz, não o dobro como em teoria existiria (Ou o throughput cair só 10% quando diminui a largura de canal de 40 pra 30MHz, quando em teoria cairia 25%).

  2. #8

    Padrão Re: modulação X Largura canal

    Citação Postado originalmente por rubem Ver Post
    O problema é que quanto mais largo o canal, mais SNR e relação sinal-senbilidade precisa. Pra SNR geralmente se divulga algo assim: http://static1.squarespace.com/stati.../?format=1500w

    Ou seja, com 20dB de SNR você terá uso ok em MCS6 a 20MHz, mas subindo pra 40MHz só terá CCQ máximo em MCS4, e em 80MHz só em MCS3.

    Outro modo de explicitar o problema: http://4.bp.blogspot.com/-g-4dOn9gFZ...el%2BWidth.png

    Ou ainda assim: https://www.mathworks.com/help/examp...nimumTable.png

    3dBm de perda de sensibilidade a cada dobra de largura de canal.

    É problema de ter mais portadoras pro chipset analisar, o limiar de legibilidade sob porque quando se filtra e faz aquele batimento na etapa interna do chipset pra ficar só com o dado binário, quanto mais portadoras mais dados espúrios das portadoras vizinhas, aí precisa sinal mais legível pro bit daquela portadora ser lido sem erro.

    256QAM é bem sensível a sinal ruim, por mais que se fale em mínimo de SNR tipo 25dBm, isso é pra aquele papo de laboratório de 10% de perdas, mas pra ter CCQ máximo, e portanto o maior desempenho possível de um PTP, precisa coisa tipo mais de 30-35dBm de SNR conforme largura de canal: https://sonicwall.rightanswers.com/p...tGQABorGzQWnOs

    Ou https://d2cpnw0u24fjm4.cloudfront.ne...arious-SNR.png

    Tudo bem que quem tem sinal -50dBm dificilmente terá piso de ruído nuns -85dBm, o que falo é sobre a questão da largura de canal maior exigir sinal melhor, de modo que com o mesmo nível de sinal é comum obter em 40MHz apenas 60% a mais de throughput que com 20MHz, não o dobro como em teoria existiria (Ou o throughput cair só 10% quando diminui a largura de canal de 40 pra 30MHz, quando em teoria cairia 25%).
    Caro Rubens na minha opnião essas modulações mais complexas (246QAM) só funciona com microsetores, lembra antigamente B e G???? que B em outdoor trabalhava melhor devido a ser menos sensível.



  3. #9

    Padrão Re: modulação X Largura canal

    Em local que 40MhZ em N não funciona imagina em AC

  4. #10

    Padrão Re: modulação X Largura canal

    Ah, isso é pra PTP mesmo.

    Sem chance de ter um PTMP com 20 clientes com todos com sinal tipo -45dBm.

    Problema de PTMP geralmente é esse, muito cliente com sinal ruim, pessoal acha que -55dBm presta pra MCS15, e principalmente, não cuida se esses -55dBm são por conta do cliente estar longe com antena de baixo ganho (E zona de fresnel toda livre) ou se é por conta de ter antena de alto ganho mas estar com a zona de Fresnel parcial. -55dBm de cliente distante com 100% de fresnel limpo serve, mas -55dBm de cliente próximo mas com 60% de fresnel limpo não serve.

    Em PTP fica fácil cuidar isso porque é só 1 conexão. Em PTMP envolve refazer muita conexão todo ano (Árvores crescem, muros e paredes são construídos, o mundo não é estático).