+ Responder ao Tópico



  1. #1

    Padrão O que é i386, i586 e src???

    E aeww pessoal..blz?
    Bom pessoal, o titulo é a minha pergunta
    valewwss

  2. #2
    Visitante

    Padrão O que é i386, i586 e src???

    i386= ate 386
    i586= pentium ate mmx
    i686= athon, pentium 3
    sei la um doido aki disse q era isso .....



  3. #3
    beastie
    Visitante

    Padrão O que é i386, i586 e src???

    src quer dizer SouRCe, ou seja, fonte, é o pacote mas em seu formato fonte, para ser compilado...

  4. #4

    Padrão O que é i386, i586 e src???

    Não entendi nada..
    alguem quer me explicar mais detalhadamente?

    valews...falow



  5. #5
    mouse
    Visitante

    Padrão O que é i386, i586 e src???

    Se a informacao do nosso amigo anonimo estiver correta, i386, i586, i686 é uma identificacao para que processador determinado kernel ou programa foi compilado.
    Existem algumas restricoes no uso destes programas, visto que algumas funcoes/codigos que existem para processadores mais novos nao rodam nos antigos e vice-versa.

    Src = Source em ingles. Que no caso de um programa ou pacote, significa que é o codigo fonte do programa ou pacote. Neste caso se quiser usa-lo, tera que compila-lo para gerar o que chamamos de binario que é o programa propriamente dito.

    ][´s

    ChrZ

  6. #6

    Padrão O que é i386, i586 e src???

    vái! vamo lá!


    tipo! i386, i586, i686 são as arquiteturas dos processadores,
    por isso existem pacotes rpm que possuem essas nomenclaturas,
    pois foram compilados para rodar em determinada arquitetura de
    processador, se você tem um P3 por exemplo é i686 que você
    irá usar, se vc tem um k6-2 é um i586, e assim vai, cada tipo
    para cada processador.

    Agora o src, que vc deve ter visto já tb em rpm, quer dizer que
    no pacote tem um código fonte, ou seja, o projeto em C/C++/a
    linguagem q o cara usou, para depois você compilar em seu computador,
    quando você compila em seu computador, o compilador que você
    usou irá criar binários de acordo com a arquitetura da sua máquina.
    Ou seja, você pode pegar o source e compilar desde um 486 até
    um Atlhon XP. O que você não conseguiria instalar um pacote rpm binário
    i686 num i586 pois não fica muito compatível.