Página 2 de 2 PrimeiroPrimeiro 12
+ Responder ao Tópico



  1. Citação Postado originalmente por MHP
    nataniel,

    Desculpe-me, mas não é penalizando o usuário honesto, que precisa usar a conexão em mais de um computador na sua casa ou empresa, que os provedores de acesso devem ganhar dinheiro. Os contratos das operadoras de ADSL, cabo, satélite, wireless, etc. vetam a cessão, onerosa ou gratuita, da conexão para fora do seu domicílio, inclusive determinando penas severas. Na minha região a Telemar (Velox) andou pegando e multando quem estava fazendo "gatos" para os vizinhos, prática com a qual certamente eu não concordo, porque trabalho em suporte de provedor e conheço a dificuldade para se manter. Porém estes mesmos contratos, em letra miúda ou até de forma implícita, oferecem garantia de apenas uma velocidade mínima, geralmente entre 5 ou 10 por cento da banda contratada, e é aí que eles faturam. A matemática é simples: Se você garante 5 por cento, o seu link dedicado de 128 Kbits, que custa R$ 300, vai atender a 20 usuários com banda máxima de 128 Kbits, cada um pagando R$ 60, o que soma R$ 1200. E a sensação de congestionamento por parte dos usuários, nos horários de pico, pode ser bastante minimizada por técnicas eficientes de "caching". Alem disso, você pode limitar mais ainda o upload e aproveitar esta banda "excedente" para vender serviços de hospedagem, por exemplo.
    Impedir o usuário de usufruir do serviço que ele contratou, na forma que melhor lhe aprouver e dentro dos limites razoáveis e legais, somente vai fazer com que ele busque outras alternativas.
    MHP,

    Idéias a parte a minha situação prevê que terei que limitar o número de sessões por IP e também o compartilhamento. Essa história de garantir "x" de banda não funciona jurídicamente, infelizmentel. Talvez se você tivesse um provedor soubesse disso...

    Infelizmente a utopia só existe em livros de contos de fadas...

  2. Aê Nataniel, você comentou que numa distro linux isso seria razoavelmente fácil...dizaê manow, como vc faz isso?

    Se for através do número de conexões simultâneas não seria propriamente um bloqueio ao compartilhamento!

    Quanto à regra com o TTL pode ser que funcione, pois a cada salto na rede (tipo, por cada máquina/roteador que a conexão passe, o TTL é diminuido uma unidade, começando por 255).



  3. roney,

    Por TTL usando a tabela mangle...

  4. Citação Postado originalmente por nataniel
    roney,

    Por TTL usando a tabela mangle...
    Bom, eu fiz uns testes aqui e realmente é isso ai mesmo...porém eu observei algumas discrepâncias (heuheuhE) em relação a alguns clientes meus...por exemplo, numa estrutura como a seguir:

    Base (Bridge) ---> repetidora (bridge) ----> Rádio Ovislink em bridge ---> Servidor Cliente

    o TTL é um, mas na situação à seguir:

    Base (Bridge) ---> repetidora (bridge) ----> Rádio Ovislink em NET

    o TTL é diferente...

    Então a melhor solução que eu acho é configurar o bloqueio de TTL por cliente, ou seja, adequado a situação de cada cliente...



  5. roney,

    Exatamente. Cada HOP na sua rede terá um TTL diferente. Normalmente em decrementos de 1 (UMA) unidade, mas podendo varias dependendo da topologia da rede.

    PS.: Como eu falei isso é algo EXTREMAMENTE simples de ser burlado...






Tópicos Similares

  1. Respostas: 12
    Último Post: 28-09-2017, 09:04
  2. Compartilhamento de Internet
    Por no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 17
    Último Post: 25-04-2003, 22:12
  3. Compartilhamento de Internete
    Por BETAO no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 1
    Último Post: 26-01-2003, 22:31
  4. Compartilhamento de Internet
    Por Bruno no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 4
    Último Post: 17-01-2003, 09:15
  5. Compartilhamento de internet (Linux como cliente)
    Por no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 1
    Último Post: 05-01-2003, 11:46

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L