Página 2 de 7 PrimeiroPrimeiro 123456 ... ÚltimoÚltimo
+ Responder ao Tópico




  1. Bom galera, boa noite a todos. Sou considerado um jurássico, da época dos dinossauros em informática. Me formei em Tecnológo em Processamento de Dados pela PUC do Rio de Janeiro, quando o curso de informática era um projeto piloto do governo federal na época, para difundir a cultura de processamento de dados no País. O curso começou em 1974 e eu entrei em 1978. Naquele tempo, já se comentava sobre a Regulamentação da Profissão. Eu honestamente, não acredito que esse projeto passe assim tão fácil em Brasília. Entre outras coisas que se comentava, é que ao regulamentar a profissão, poderíamos por exemplo, mobilizar a classe de informática no País e fazermos uma greve. Imagine se a classe de profissionais de informática, desse País, resolvessem parar. O que pararíamos no País ? O BRASIL INTEIRO. Afinal, hoje praticamente tem computador tomando conta de tudo e nos mais diversos lugares. E esse é um dos receios dos políticos de plantão em Brasília. Seríamos uma classe muito forte, tão forte por exemplo, como as dos bancários, que quando se mobilizam, param o Brasil. Outra coisa, que também era comentado, era a questão do piso salarial. Com certeza, é outra coisa que afetaria hoje, o relacionamento empresa e empregado de informática. Claro que desejo ver a nossa classe regulamentada. Torço por isso. Mas não penso que será algo tão fácil. Mas vamos ficar aguardando e torcendo por dias melhores para a nossa classe, que é tão esculachada no nosso País. Hoje, o que vejo é que a maioria de nós profissionais, somos um canivete suíço. Fazemos de tudo. Somos programadores, analistas, técnicos de manutenção, mexemos em hardware, administramos rede, suporte a usuários, etc, etc. Ou seja, com a regulamentação, teria mais um outro fator a pesar. Cada profissional teria a sua área de atuação. È complicado a nossa área.
    Um abraço a todos ..... 8-)

  2. #7
    edmundo
    Interessante que o Senhor Bonifácio Andrade, autor do projeto, é ligado a UNIPAC, uma universidade particular bem atuante em MG, www.unipac.br, Mais interessante que o curso de Computação do campus UBÁ, é de péssima qualidade, de cada turma que forma, aproveita no máximo 3.




  3. #8
    Virus_cg
    pssgyn está muito bem escrito, quanto aos profissionais de outros cursos e áreas, àqueles que já atuam devem continuar, mas os outros precisam ter alguma base, porque ficar corrigindo besteira de quem não sabe é a pior coisa que existe. É incrível a facilidade que tem para piorar um problema. Outra coisa ruim é quando uma pessoa com poucos conhecimentos de informática é seu superior atuante em TI, ele te dá prazos errôneos, trata problemas extremamente complexos como se fossem simples e quando não tem mais jeito a culpa é dos profissionais de informática que tentam corrigir o problema... Eu acho ótimo a regularização e a quero, mas o impacto disso é muito grande e vai ser empurrado com a barriga de novo e de novo e de novo...

    :wink: t+

  4. #9
    alsmeirelles
    Só queria fazer um comentário sobre o que o _N3o_ disse. Não sei quais cursos de computação você conhece mas as coisas não são como você disse. Certificados nem de perto substituem um diploma. Os melhores certificados inclusive exigem experiência e formação acadêmica. Além do fato que todos eles só servem para as empresas terem algum tipo de garantia que você sabe o que vc diz que sabe, eles são altamente especializados (e limitados) e um bom cientista da computação ou engenheiro de computação deve ter conhecimentos sólidos de todo o processo e funcionamento de um computador. Na minha turma de graduação acho que ninguém tem nenhuma certificação e os melhores nem pretendem fazer nenhuma, porque ao invés de um papel escrito que vc sabe fazer algo eles mostram na prática que sabem fazer. A única certificação que eu acho que vale ser diferenciada disso tudo é a PMI de gerência de projetos.



  5. #10
    asfonseca
    Não passa de corporativismo e reserva de mercado. Se passar será mais uma lei mal pensada e criada para atender aos interesses de um grupo muito específico de pessoas, os donos de faculdades particulares.

    Na minha modesta opinião da forma proposta não trará qualquer benefício tangível ao mercado ou para o profissional de TI, muito pelo contrário.






Tópicos Similares

  1. Projeto setorial 17 Dbi de Qualidade!
    Por darciorsouza no fórum Redes
    Respostas: 0
    Último Post: 25-02-2012, 20:54
  2. E se motoristas fossem contratados da mesma maneira que profissionais de TI?
    Por rbribeiro no fórum Assuntos não relacionados
    Respostas: 2
    Último Post: 13-06-2011, 18:14
  3. Soluções de TI
    Por salimas no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 3
    Último Post: 03-03-2007, 15:05
  4. Projeto Torre para Antena de Radio
    Por mantunespb no fórum Redes
    Respostas: 0
    Último Post: 01-07-2005, 08:12
  5. Notícias grátis de TI, Informática, Hardware e Afins...
    Por agent_smith no fórum Assuntos não relacionados
    Respostas: 0
    Último Post: 07-12-2004, 16:06

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L