Página 6 de 7 PrimeiroPrimeiro ... 234567 ÚltimoÚltimo
+ Responder ao Tópico



  1. pode usar até o de 20% de blindagem, agora quanto maior for usar o cabo, tipo 15 metros, a lógica é q quanto maior o cabo melhor será se a blindagem for maior também!

    abraço!

  2. Citação Postado originalmente por kryseck
    pode usar até o de 20% de blindagem, agora quanto maior for usar o cabo, tipo 15 metros, a lógica é q quanto maior o cabo melhor será se a blindagem for maior também!

    abraço!
    Bahhh...legal....
    aqui consigo cabo de 40% por 0,60...=D...se comprar em rolo de 100m tem 10% de desconto...hehe....
    beleza...beleza...
    heheh...

    obrigado pessoal...

    abrass...t+



  3. alo, olha nao e que nao funcione so que como dise o colega o equipamento e calibrado para 50ohms entao com certeza vai funcionar mal, se vc comparar o sinal vera as difernecas, alem o equipamento pode gerar mais interfernecia, e como vc ligar um microfone com cabo de altofalante, vai funcionar mas nao sera o mesmo.ate opde marcar mais sinal mas se analizar com um analizador de espectro vera o horror que fica.ja vi que usam tambem cabo fino de rgc58 com ap em 400mw para compensar, pra que trabalha em comunicacoes sabe que isso e uma aberracao.tem pesoas dizendo que o cabo rgc 58 e o meso que o rgc 213, tb nao tem como comparar.Vamos atuar com conciencia diminuam a potencia e aumenten a eficiencia.com rima e tudo.

  4. Citação Postado originalmente por johnicar Ver Post
    alo, olha nao e que nao funcione so que como dise o colega o equipamento e calibrado para 50ohms entao com certeza vai funcionar mal, se vc comparar o sinal vera as difernecas, alem o equipamento pode gerar mais interfernecia, e como vc ligar um microfone com cabo de altofalante, vai funcionar mas nao sera o mesmo.ate opde marcar mais sinal mas se analizar com um analizador de espectro vera o horror que fica.ja vi que usam tambem cabo fino de rgc58 com ap em 400mw para compensar, pra que trabalha em comunicacoes sabe que isso e uma aberracao.tem pesoas dizendo que o cabo rgc 58 e o meso que o rgc 213, tb nao tem como comparar.Vamos atuar com conciencia diminuam a potencia e aumenten a eficiencia.com rima e tudo.
    Justamente. Em RF você deve obedecer a alguns critérios para ter-se o básico de um enlace funcional e, principalmente, eficiente.

    Às vezes é preciso parar, pensar, pesquisar e só então efetivar a solução. Por que qualquer documento técnico recomenda cabo X, Y ou Z para determinada conexão? Não é por simples acaso, existiu anos de estudos para se chegarem a estas conclusões. Imagina só um conector de prata, por que alguém usaria um desses se existem no mercado aqueles de latão, xingling, tão baratinhos?

    O espectro é público, mas não é de apenas um indivíduo. Devemos respeitar os limites e normas técnicas vigentes, assim o espectro será e fucionará para todos.



  5. O pessoal fala tanto em impedância e e tipos de cabos, mas na maioria dos casos não sabem a diferença. Trabalho com tv a cabo também, vou explicar um pouco.

    A diferença basica entre os cabos RG e RGC é que o cabo RG não possue uma blindagem (normalmente feita por papel alumínio). O RGC possue, sendo mais indicado, pois blinda o cabo de interferencias externas e tem uma perda menor, pois parte do sinal não é irradiada pelo próprio cabo (devido a camada de blindagem). Existem cabos de uma empresa, chamado TRI-SHILD E QUADRI-SHILD. A diferença básica é no tipo de blindagem destes cabos. TRI (3) blindagens, QUADRI (4) blindagens.

    Outra coisa que o pessoal fala muito é sobre a impedância. Em linhas de transmissão, seja ela, um transmissor de tv ou uma simples instalação wireless, deve-se manter a impedância caracteristica do sistema. O que quer dizer isso?

    A impedância característica de uma linha de transmissão, é aquela cujo seu valor nominal é o mesmo de um extremo num lance de cabo ao outro sem sofrer alterações. Os cabos coaxiais utilizados em sistemas de antena coletiva e sistemas de TV a cabo, possuem uma impedância característica igual a 75 Ohms. Podemos afirmar que, pelo menos teoricamente, teremos em qualquer ponto do cabo no sistema a mesma impedância, quando o sistema consegue ter esta impedância correta, dizemos que o sistema encontra-se “casado”. Um sistema de distribuição que consegue manter esta impedância, tem como vantagens: ótimos rendimentos do sinal, maior estabilidade do sinal, menos interferências e problemas de recepção, dentre outros benefícios.

    Também há alguns problemas, dentre os mais conhecidos, a ROE (Relação de Ondas Estacionárias). Podemos afirmar que quando um sistema não possue sua impedância nominal, parte deste sinal irradiado retorna ao seu transmissor, criando a ROE. Em sistemas de grande porte (como rádios e tvs), ROE alta representa perigo, tanto para os transmissores (pode ocasionar a queima do equipamento), quanto para quem está perto do transmissor (aumenta o nivel de interferencias), dentre outros, também diminui muito o rendimento da potência de transmissão...

    Por isso galera é o seguinte;;;; Como o pessoal falou, funcionar, funciona, afinal o cabo é um simples par de fios de cobre. O fato é se realmente estas outras alternativas fazem "bem" para seus sistemas. Cabe a cada um analizar o quanto vale a pena, trabalhar com sistemas descasados....

    David Marcony - CATV BRASIL / FASTWEB






Tópicos Similares

  1. Cabo coaxial RG-11 75 ohms.
    Por VIASATT no fórum Redes
    Respostas: 1
    Último Post: 20-04-2007, 18:22
  2. Sobre cabos 75 ohms
    Por catvbrasil no fórum Redes
    Respostas: 11
    Último Post: 03-01-2007, 09:49
  3. Rede via cabo de antena
    Por jricardo no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 3
    Último Post: 08-12-2004, 10:01
  4. Filtro de anexos no serv CL8
    Por Daniels no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 0
    Último Post: 03-02-2004, 15:19
  5. Cabos de rede
    Por guardian_metal no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 4
    Último Post: 21-10-2003, 13:25

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L