Página 2 de 3 PrimeiroPrimeiro 123 ÚltimoÚltimo
+ Responder ao Tópico



  1. Citação Postado originalmente por FlyDsl Ver Post
    Não recomendo, não conheço muito, mas após estudar bastante não aprovo o uso de Adaptador PCMCIA com Cartões..

    Melhor PLACA PCI, conexão direta com a Placa mãe..

    Mas o produto que tá aí tá com um bom preço..
    sei la amigos tenho um server com prism e ele se comporta muito bem assim como pci mas ja notei direferenca entra lotes de pci muito estranho mas infelismente apresentao variacoes ...
    abracos

  2. Citação Postado originalmente por marcelomg Ver Post
    Não usem mini pci em adaptadores, ele não mandam a corrente nescessaria de energia para a mini-pci o que gera um péssimo desempenho.
    Concordo plenamente com nosso amigo acima. Tecnicamente e na prática, tal adaptador não fornece a corrente (amperagem) suficiente para desenvolver os 400 mW da mini-PCI.

    Há relatos de companheiros neste fórum, que utilizam tal conjunto, mas apenas em potências de saída menores ( já foi citado 100 mW ).

    Como sou técnico em eletrônica (mais do que em informática...), analisando um adaptador desses, juntamente com uma mini-PCI Ubiquiti SR5 que tenho em mãos; cheguei a seguinte coclusão:

    A mini-PCI é alimentada por 3.3 volts e consome uma corrente de até 1300 mA (com uma variação de até 100 mA para mais ou para menos), segundo seu datasheet.
    Na prática, faz-se necessária uma corrente de pelo menos 1500 mA para alimentá-la com folga, a plena potência.

    O adaptador mencionado extrai 5 volts do barramento PCI, que é transformado em 3.3 volts pelo componente eletrônico "estabilizador de voltagem" L117 33G (pode variar, conforme o adaptador).
    Este componente específo suporta uma corrente máxima de 1000 mA, segundo seu datasheet.

    Ou seja, a mini-PCI trabalha com 3.3 volts e requer uma corrente de 1500 mA para trabalhar a plena potência; energia essa que é convertido a partir dos 5 volts do barramento PCI pelo tal componente, que suporta apenas 1000 mA.

    Sendo assim, caso seja configurado no sistema para trabalhar com potência máxima de saída de RF, esta não será atingida, podendo ocorrer até distorções e instabilidades na transmissão; e este componente fatalmente irá se superaquecer, podendo até mesmo queimar. E não adianta dissipador, ventilador... seu limite máximo de corrente é esse, independente de tais artifícios.

    Estou procurando um substituto para tal componente, que suporte uma corrente maior (está difícil encontrar...). Trocando o mesmo, estaria resolvido o problema !

    Vou efetuar tais adaptações e testes mais para frente, e posto os resultados.



  3. o caso do host montado é por ai, você tem que agrupar hardware de varias empresas, e ainda contruir um radio adaptando cartão, placas pci, mini pci para essa funcionalidade, quando esse receita da certo temos aps muito robustos sendo mundados de forma correta com ventilação perfeita, e hardware de qualidade assim se tonando uma solução ou isso pode ser uma dor de cabeça por problemas de IRQ nas mb que você vai ta usando, problema com os adaptadores PCMCIA etc..etc.. tive um bom contato no inicio do provedor com o Star-Os gostei muito dele, muito robusto, um servidor exelente, contruir caixas com muita ventilação para eles mais infelizmente para o uso que eu tive em mente ele não suportaria que era um ptp para um cidade pequena com cartões senao a 21km fechou o link mais não como queria por causa da visada, tive que migrar para o 5.8 e hj to muito contente, o Mk, o Star-os para quem usa rodando 100% e não deu mta dor de cabeça quando foi montar é uma blz mais quando da problema sai de baixo, teve um amigo aqui do forum não lembro quem que chegou a trocar umas 3x de mb por causa do star-os, tem que ver até onde a grana que se gasta um um hust desse vale a pena.

  4. Citação Postado originalmente por w4rh4ck3r Ver Post
    Concordo plenamente com nosso amigo acima. Tecnicamente e na prática, tal adaptador não fornece a corrente (amperagem) suficiente para desenvolver os 400 mW da mini-PCI.

    Há relatos de companheiros neste fórum, que utilizam tal conjunto, mas apenas em potências de saída menores ( já foi citado 100 mW ).

    Como sou técnico em eletrônica (mais do que em informática...), analisando um adaptador desses, juntamente com uma mini-PCI Ubiquiti SR5 que tenho em mãos; cheguei a seguinte coclusão:

    A mini-PCI é alimentada por 3.3 volts e consome uma corrente de até 1300 mA (com uma variação de até 100 mA para mais ou para menos), segundo seu datasheet.
    Na prática, faz-se necessária uma corrente de pelo menos 1500 mA para alimentá-la com folga, a plena potência.

    O adaptador mencionado extrai 5 volts do barramento PCI, que é transformado em 3.3 volts pelo componente eletrônico "estabilizador de voltagem" L117 33G (pode variar, conforme o adaptador).
    Este componente específo suporta uma corrente máxima de 1000 mA, segundo seu datasheet.

    Ou seja, a mini-PCI trabalha com 3.3 volts e requer uma corrente de 1500 mA para trabalhar a plena potência; energia essa que é convertido a partir dos 5 volts do barramento PCI pelo tal componente, que suporta apenas 1000 mA.

    Sendo assim, caso seja configurado no sistema para trabalhar com potência máxima de saída de RF, esta não será atingida, podendo ocorrer até distorções e instabilidades na transmissão; e este componente fatalmente irá se superaquecer, podendo até mesmo queimar. E não adianta dissipador, ventilador... seu limite máximo de corrente é esse, independente de tais artifícios.

    Estou procurando um substituto para tal componente, que suporte uma corrente maior (está difícil encontrar...). Trocando o mesmo, estaria resolvido o problema !

    Vou efetuar tais adaptações e testes mais para frente, e posto os resultados.

    Galera inteligente é isso ae...

    Segundo um proverbio chines diz: se um homem leva consigo um pao e encontra outro tb com um pao e trocam os pães cada home continua com um pao, agora se um homem tem uma idea e outro tb tem uma ideia e trocam, cada homem fica com duas ideias. Mas voltando ao tema uso de adaptador fica uma pergunta: qual a finalidade deste componete afinal?, com relação a corrente insuficiente, para um bom tecnico em eletronica existem diversas forma de suprir tal corrente, com uso fontes regulaveis... com cis, transistores etc... Valeu obrigado



  5. Citação Postado originalmente por w4rh4ck3r Ver Post
    Concordo plenamente com nosso amigo acima. Tecnicamente e na prática, tal adaptador não fornece a corrente (amperagem) suficiente para desenvolver os 400 mW da mini-PCI.

    Há relatos de companheiros neste fórum, que utilizam tal conjunto, mas apenas em potências de saída menores ( já foi citado 100 mW ).

    Como sou técnico em eletrônica (mais do que em informática...), analisando um adaptador desses, juntamente com uma mini-PCI Ubiquiti SR5 que tenho em mãos; cheguei a seguinte coclusão:

    A mini-PCI é alimentada por 3.3 volts e consome uma corrente de até 1300 mA (com uma variação de até 100 mA para mais ou para menos), segundo seu datasheet.
    Na prática, faz-se necessária uma corrente de pelo menos 1500 mA para alimentá-la com folga, a plena potência.

    O adaptador mencionado extrai 5 volts do barramento PCI, que é transformado em 3.3 volts pelo componente eletrônico "estabilizador de voltagem" L117 33G (pode variar, conforme o adaptador).
    Este componente específo suporta uma corrente máxima de 1000 mA, segundo seu datasheet.

    Ou seja, a mini-PCI trabalha com 3.3 volts e requer uma corrente de 1500 mA para trabalhar a plena potência; energia essa que é convertido a partir dos 5 volts do barramento PCI pelo tal componente, que suporta apenas 1000 mA.

    Sendo assim, caso seja configurado no sistema para trabalhar com potência máxima de saída de RF, esta não será atingida, podendo ocorrer até distorções e instabilidades na transmissão; e este componente fatalmente irá se superaquecer, podendo até mesmo queimar. E não adianta dissipador, ventilador... seu limite máximo de corrente é esse, independente de tais artifícios.

    Estou procurando um substituto para tal componente, que suporte uma corrente maior (está difícil encontrar...). Trocando o mesmo, estaria resolvido o problema !

    Vou efetuar tais adaptações e testes mais para frente, e posto os resultados.
    Show de bola a explicação!! Quem é técnico é técnico.... Por isso sou a favor de quem tem o conhecimento, estude cada vez mais e aqueles que não o tem ainda, procure o mais breve o possível,,,, hehehehehhee

    Parabéns!

    PS: Tb sou formado em eletrônica!!!






Tópicos Similares

  1. Para quem gosta de soluções prontas, essa é uma boa opção !
    Por Conterato no fórum Sistemas Operacionais
    Respostas: 9
    Último Post: 04-11-2010, 21:21
  2. Essa e para quem gosta de subir em torres
    Por danielbsb88 no fórum Redes
    Respostas: 29
    Último Post: 30-09-2010, 11:16
  3. Respostas: 14
    Último Post: 04-08-2006, 14:19
  4. Respostas: 8
    Último Post: 11-06-2006, 16:58
  5. só para quem entede de postfix!!!!!
    Por Leyzem no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 2
    Último Post: 28-03-2003, 13:16

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L