+ Responder ao Tópico



  1. #1

    Padrão Dropa ou retém?

    Isso ái! É quanto ao funcionamento do controle de banda do mikrotik, dias desses vi aqui no forum que quando o trafégo excedia o limite o mikrotik "dropava" os pacotes, me parece que isso só acontece realmente no quando se usa queue type Red. Alguém sabe dizer realmente o que acontece? O mk dropa ou retem (cria um certo atraso) para que ocorra o controle de banda?

  2. #2

    Padrão

    o red ele dropa os que passam para que o protocolo "sinta" que ta mandando pacotes acima da velocidade ai ele abaixa a velocidade de envio..

    agora o sfq e demais tipos.. so dropam quando o QUEUE fica cheio... os pacotes que passam do limite sao colocados em uma fila.. e vao sendo enviados para o cliente na velocidade do queue cadastrado para o cliente...



  3. #3

    Padrão

    Citação Postado originalmente por alexandrecorrea Ver Post
    o red ele dropa os que passam para que o protocolo "sinta" que ta mandando pacotes acima da velocidade ai ele abaixa a velocidade de envio..

    agora o sfq e demais tipos.. so dropam quando o QUEUE fica cheio... os pacotes que passam do limite sao colocados em uma fila.. e vao sendo enviados para o cliente na velocidade do queue cadastrado para o cliente...
    Não entendi direito a situação em o sfq e o pcq, por exemplo, começa a "dropar" os pacotes, tem algo a ver com as config no queue type?

  4. #4

    Padrão

    o queue funciona assim
    a maquina vai mandando os pacotes na velocidade do hardware (no caso 11mb) no caso do red.. ele começaria a dropar pacotes para que o protocolo detecte que esta tendo perdas e abaixa a velocidade da transmissao... ate chegar um ponto em que nao aconteça mais..

    ja o sfq vai guardando estes pacotes em uma fila...



  5. #5

    Padrão

    No caso pela sua explicação o uso do red se torna uma vantagem ja que limita o trafego junto ao hardware do cliente, seria isso???


    Citação Postado originalmente por alexandrecorrea Ver Post
    o queue funciona assim
    a maquina vai mandando os pacotes na velocidade do hardware (no caso 11mb) no caso do red.. ele começaria a dropar pacotes para que o protocolo detecte que esta tendo perdas e abaixa a velocidade da transmissao... ate chegar um ponto em que nao aconteça mais..

    ja o sfq vai guardando estes pacotes em uma fila...
    Última edição por cleciorodrigo; 15-10-2007 às 00:55.

  6. #6

    Padrão

    Aproveitando a caronha do colega neste post...qual seria o melhor tipo de queue para um link congestionado?



  7. #7

    Padrão

    Citação Postado originalmente por kryseck Ver Post
    Aproveitando a caronha do colega neste post...qual seria o melhor tipo de queue para um link congestionado?
    Essa eu sei! ta na manual o mikrotik em ingles. O melhor seria o sfq que tenta garantir o fluxo por conexão ip.

    No entanto,

    Quando fiz esse post, queria tentar resolver a seguinte situação: às vezes perçebo que a velocidade com que a conexão é feita entre o site e meu servidor é muito superior a que envio para meus clientes, ja que os dados vão direto pro cache do MK, assim mesmo que tenha 128Kpara cada cliente é comund ver uma unica conexão pela placa rede pública chegar a 512k, e que em certas situações, algumas conexões desse tipo chegam a congestionar o link. Assim pretendo criar uma solução para o problema, a princípio tentei usar pcq, dividindo as subques por porta. Não sei também se é impressão minha, mas parece que o controle aplicado a entrada de uma interface não é muito eficiente.

    comentem por favor.

  8. #8

    Padrão

    as operadoras usam red / gred !

    o problema desse tipo de queue.. eh que nao tem como fazer sub-classes .. mas para o seu caso.. acho que nao vai ter problemas..

    testa o red.. e posta os resultados..