• OpenSUSE Build Service 1.8 e 2.0

    Nesta última quinta-feira dia 10 de junho, a Novell lançou duas versões do openSUSE Build Service, que permite aos desenvolvedores criar automaticamente pacotes binários para distribuições Linux e plataformas de processadores a partir de uma única fonte. A versão 2.0 oferece novas e importante funcionalidades, além de um front-end web que foi exaustivamente revisto, projetado para oferecer maior rapidez e ser mais intuitivo do que a interface de usuário anterior. O openSUSE Build Service 2.0 também fornece aos desenvolvedores uma visão geral de fácil acesso, e permite a revisão de código normal para não ser manuseado apenas por uma pessoa, mas também por grupos inteiros. Sendo assim, todos os usuários, sejam elas registrados ou não, têm agora acesso a dados e códigos de um projeto, o que aumenta a transparência do serviço de compilação.



    Também lançada na quinta-feira, a versão 1.8 do serviço de compilação foi desenvolvida diretamente a partir da versão 1.7, que agora já é considerada ultrapassada. A razão para esta dupla liberação é que a versão 1.8 inclui um detalhado recurso de gerenciamento de direitos, o ACL (Access Control List) definindo quem tem permissão de acesso a certos serviços. Ele foi desenvolvido especialmente para o projeto Meego e ainda não está disponível na versão 2.0 do openSUSE Build Service.


    Saiba Mais:

    [1] openSUSE Build Service : https://build.opensuse.org/

    Sobre o Autor: Camilla Lemke


Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L